Webb's First Deep Field

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
O Primeiro Campo Profundo de Webb.

O Primeiro Campo Profundo de Webb (Webb's First Deep Field, em inglês) é a primeira imagem obtida pelo telescópio James Webb do SMACS 0723, um aglomerado de galáxias espaciais distante 4,6 bilhões de anos-luz da Terra, revelada ao público em 11 de julho de 2022; tirada pela Near-Infrared Camera próximo ao telescópio, é a de maior resolução do universo primitivo já vista.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

O Telescópio Espacial James Webb (JWST) conduz a astronomia infravermelha. O Webb's First Deep Field foi obtido pela câmara de infravermelho Near-Infrared (NIRCam) do telescópio e é uma composição produzida a partir de imagens em diferentes comprimentos de onda, totalizando 12,5 horas.[1][2] A foto alcançou profundidades em comprimentos de onda infravermelhos além dos campos mais profundos do Telescópio Espacial Hubble, o que levou semanas. A espaçonave orbita o segundo ponto Lagrange da Terra (L2), a cerca de 1,5 milhão de quilômetros (900 000 milhas) da Terra, desde 24 de janeiro de 2022. Em L2, as forças gravitacionais do Sol e a Terra mantém o movimento do telescópio em torno do Sol sincronizado com o da Terra.[3]

O SMACS 0723 é um aglomerado de galáxias do céu visível localizado no no hemisfério sul do universo primitivo (ou universo distante) em relação à Terra, e tem sido frequentemente examinado pelo Hubble e outros telescópios em busca do passado profundo.

Resultados científicos[editar | editar código-fonte]

A imagem mostra o aglomerado de galáxias SMACS 0723 como apareceu há 4,6 bilhões de anos no universo primitivo.[2][4] A imagem do Webb cobre um pedaço de céu com um tamanho angular aproximadamente igual a um grão de areia segurado no comprimento de um braço por alguém no chão. Muitas das entidades cosmológicas representadas sofreram um notável desvio para o vermelho devido à expansão do espaço sobre a extrema distância da luz que irradia delas.[5]

A massa combinada do aglomerado de galáxias atuou como uma lente gravitacional, ampliando galáxias muito mais distantes atrás dele. A NIRCam de Webb trouxe as galáxias distantes para um foco nítido, revelando estruturas minúsculas e fracas que nunca haviam sido vistas antes, incluindo aglomerados de estrelas e características difusas. Tornando-se a imagem do universo primitivo mais profunda e mais nítida já vista até o momento.[4]

Significado[editar | editar código-fonte]

O Webb's First Deep Field é a primeira imagem de cores falsas completa do James Webb (JWST),[6] e a visão infravermelha de mais alta resolução do universo já capturada.[4] A imagem revela milhares de galáxias em uma pequena porção do vasto universo, e a visão nítida do infravermelho próximo de Webb trouxe à tona estruturas fracas em galáxias extremamente distantes, oferecendo a visão mais detalhada do universo primitivo até hoje. Milhares de galáxias, que incluem os objetos mais fracos já observados no infravermelho, apareceram na visão do Webb pela primeira vez.[7]

Foi revelado pela primeira vez ao público durante um evento na Casa Branca em 11 de julho de 2022 pelo presidente dos EUA, Joe Biden,[3][4] junto com a Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço dos Estado Unidos (NASA), a Agência Espacial Europeia (ESA) e a Agência Espacial Canadense (CSA).[4]

Referências

  1. Garner, Rob (11 de julho de 2022). «NASA's Webb Delivers Deepest Infrared Image of Universe Yet». Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço dos Estado Unidos (NASA). Consultado em 12 de julho de 2022 
  2. a b «Webb's first deep field» (em inglês). Agência Espacial Europeia (ESA). Consultado em 12 de julho de 2022 
  3. a b Overbye, Dennis; Chang, Kenneth; Tankersley, Jim (11 de julho de 2022). «Biden and NASA Share First Webb Space Telescope Image». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 12 de julho de 2022 
  4. a b c d e «NASA divulga imagem mais profunda do universo até hoje». MetSul Meteorologia. 11 de julho de 2022. Consultado em 21 de julho de 2022 
  5. «Here's the deepest, clearest infrared image of the universe ever produced». PBS NewsHour (em inglês). 11 de julho de 2022. Consultado em 12 de julho de 2022 
  6. Strickland, Ashley. «President Biden reveals the James Webb Space Telescope's stunning first image». CNN. Consultado em 12 de julho de 2022 
  7. «The Webb telescope's first full-color photo is here — and it's stunning». NBC News (em inglês). Consultado em 12 de julho de 2022