Wellington Paulista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wellington Paulista
Wellington Paulista
Wellington Paulista.
Informações pessoais
Nome completo Wellington Pereira do Nascimento
Data de nasc. 22 de abril de 1983 (34 anos)
Local de nasc. São Paulo (SP), Brasil
Nacionalidade brasileira
espanhola[1]
Altura 1, 83 m
Destro
Apelido WP9
Informações profissionais
Período em atividade 2003presente (13 anos)
Clube atual Chapecoense
Número 9
Posição Atacante
Clubes de juventude

2000–2001
2001–2003
São Paulo (Futsal)
Mirassol
Juventus
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2003–2006
2003
2004–2005
2006
2006–2007
2008
2009–2013
2011
2013
2013
2014
2015
2015–
2016
2017–
Juventus
Mirassol (emp.)
Paraná (emp.)
Santos (emp.)
Alavés
Botafogo
Cruzeiro
Palmeiras (emp.)
West Ham (emp.)
Criciúma (emp.)
Internacional
Coritiba (emp.)
Fluminense
Ponte Preta (emp.)
Chapecoense (emp.)
0027 000(10)
0011 000(14)
0022 0000(0)
0034 000(11)
0019 0000(2)
0065 000(31)
0150 000(74)
0011 0000(0)
0000 0000(0)
0027 000(11)
0045 000(10)
0022 0000(6)
0017 0000(1)
0039 000(10)
0034 000(11)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 11 de junho de 2017.

Wellington Pereira do Nascimento, mais conhecido como Wellington Paulista (São Paulo, 22 de abril de 1983), é um futebolista brasileiro que atua como atacante. Atualmente, joga pela Chapecoense, emprestado pelo Fluminense.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Nascido em São Paulo, Wellington começou jogando futebol de salão na escola, até chegar no futebol de campo. Chegou a ser aprovado 16 vezes por nove clubes em testes, chegando a abandonar o trabalho para jogar. Mas seu trabalho de cobrador de cheque não durou três dias, pois chegou nove horas em casa e não pôde ir a escola, seu pai o mandou pedir demissão para seguir com seu sonho.[2] Após ser dispensado em alguns testes no próprio clube Wellington Paulista foi chamado para jogar pelo Juventus e posteriormente ser revelado profissionalmente pelo clube, posteriormente abandonou o mesmo por problemas, assim saindo para jogar pelo mundo a fora, denominando-se "Welligol".

Profissional[editar | editar código-fonte]

Após algumas partidas pelo Juventus, Wellington passou pelo Mirassol e pelo Paraná Clube por empréstimo, antes de retornar ao Juventus, onde disputou o Paulistão de 2006.

Santos[editar | editar código-fonte]

Após se destacar no Paulistão de 2006 pelo Juventus, foi contratado por empréstimo pelo Santos, onde estreou em 24 de Abril de 2006, numa vitória sobre o Fortaleza por 2 a 0. No total marcou 11 gols em 30 jogos, Wellington Paulista foi negociado pelo Juventus ao Alavés, da Espanha.

Fez dupla de ataque com Rodrigo Tiui e a dupla era conhecida como "Tiui Henry" e "Wellington Shevchenko".

Deportivo Alavés[editar | editar código-fonte]

Em 2007, em sua primeira passagem pela Europa, defendeu o El Glorioso Deportivo Alavés, da Espanha. Fez um golaço contra o Barcelona pela Copa do Rei em pleno Camp Nou, mas não se adaptou o necessário para mostrar o seu futebol no velho continente pois alegava ser muito melhor que os outros jogadores que tinham muita ''midia''.

Botafogo[editar | editar código-fonte]

Em 2008, Wellington Paulista acertou sua ida, num contrato de 4 anos, para o Botafogo, com ajuda do grupo Ability, que o comprou para o Villa Rio. Fez sua estreia pela equipe contra o Stabæk, da Noruega, pela Copa Peregrino, da qual o Botafogo se sagrou campeão.

Destacou-se durante o Campeonato Carioca de 2008, se tornando rapidamente xodó da torcida alvinegra. Fez gols importantes, na semifinal e na final da Taça Guanabara de 2008, contra respectivamente Fluminense e Flamengo. Chegou a marcar 4 gols num só jogo, contra o Macaé, na vitória do Botafogo por 7 a 0 em confronto valido pelo segundo turno da competição,[3] se tornando o maior goleador do Estádio Olímpico João Havelange no geral e em um só jogo.

Na semifinal da Taça Rio de 2008, marcou um dos gols da vitória alvinegra por 3 a 0 contra o Flamengo. Tendo sido depois campeão do turno em cima do Fluminense. O Botafogo perdeu a decisão para o Flamengo, mas Wellington Paulista sagrou-se o artilheiro do Carioca, com 14 gols, sendo também escolhido para a seleção do Campeonato.

Cruzeiro[editar | editar código-fonte]

O atacante acabou acertando sua ida para o Cruzeiro, em Dezembro de 2008.[4] Estreou no dia 17 de Janeiro de 2009, em clássico contra o Atlético Mineiro no Torneio Verão, no Uruguai. Na final do torneio, o jogador marcou todos dos quatro gols da vitória da equipe por 4 a 1 contra o Nacional.[5] No mesmo ano foi artilheiro da equipe no Campeonato Brasileiro, com 14 gols marcados.[6]

Em 2009, atuando pelo Cruzeiro, Wellington Paulista formou uma dupla de sucesso com o atacante Kleber. Juntos, eles chegaram à final da Copa Libertadores e marcaram 50 gols na temporada: foram 26 gols de Wellington e 24 de Kleber.[7]

Em 2010 o jogador marcou três gols da vitória do Cruzeiro sobre o New England Revolution por 3 a 0, em primeiro amistoso na excursão da equipe pelos Estados Unidos.[8]

No time celeste o jogador era consideramo por muitos o principal jogador da equipe, e faziam até um coro para pedir o jogador na seleção brasileiroa. Os membros da diretoria celeste, Victor Martins, Luca Batista e Andre Barbalho não entendiam o porque da não convocação do jogador. http://www.cruzeiro.org/noticia.php?id=40468

Palmeiras[editar | editar código-fonte]

Em 5 de abril de 2011 foi anunciado o empréstimo do jogador ao Palmeiras.[9][10] Sua estreia aconteceu em jogo contra o Santo André.[11] O jogador, no entanto, não teve muitas oportunidades de jogar durante os quatro meses que esteve emprestado à equipe paulista e chegou a ser liberado para negociar com a equipe do Grêmio,[12] mas por já ter atuado por duas equipes na temporada, a transferência não pode ser concluída.

Retorno ao Cruzeiro[editar | editar código-fonte]

Em Agosto de 2011, o jogador voltou ao clube de Minas.[13]

Em 2012 Wellington assumiu a artilharia do Campeonato Mineiro.[14]

Em 2012 foi o artilheiro da equipe do Cruzeiro com 28 gols marcados e também foi o artilheiro do time no Campeonato Brasileiro [15]

No Cruzeiro,fez 76 gols e se tornou o 24º maior artilheiro da História do Clube e o maior artilheiro do Cruzeiro no século XXI [16]

Empréstimo ao West Ham[editar | editar código-fonte]

Em 5 de janeiro de 2013, Wellington foi emprestado ao West Ham. No dia seguinte o atacante viaja a Londres, mais precisamente a Upton Park, onde realizará exames médicos.[17]

Depois de alguns dias de sua chegada a Londres, o jogador se surpreendeu com a popularidade de seu nome na cidade, em função do Duque de Wellington, nobre conhecido por ser comandante militar na Europa napoleônica e por participar do Congresso de Viena.[18]

Ainda em fase de preparação, a estreia de Wellington pela equipe inglesa aconteceu com a equipe sub-21 (até três atletas com mais de 21 anos podem participar por cada equipe) na vitória por 2 a 0 do West Ham sobre o Arsenal. O jogador aproveitou o escanteio cobrado por George Moncur para marcar um gol de cabeça e abrir o placar. Depois, Nick Haycock, marcou o segundo gol da partida.[19][20]

Após marcar três gols nos três primeiros jogos pela equipe reserva, o brasileiro declinou a oferta de viajar com a equipe principal para Dubai para seis dias de treino em clima quente. Segundo o jogador, ficar na Inglaterra com a equipe reserva seria melhor para se adaptar.[21] Depois disso, teve poucas oportunidades no time titular.

Empréstimo ao Criciúma[editar | editar código-fonte]

O diretor de futebol do Cruzeiro, Alexandre Mattos, explicou que o acordo ainda faz parte da transação que trouxe o atacante Lucca para a Toca da Raposa II:

Em seu jogo de estreia pelo Criciúma, em 07 de Julho de 2013, anota seu primeiro gol pelo time, apesar de não impedir a derrota para o Atlético Mineiro,[23] pela 6ª rodada do Brasileirão 2013. Assim, confirma o que dissera antes do jogo, brincando, sobre o grande rival desde os tempos de Cruzeiro:

Internacional[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 2013, foi contratado pelo Internacional, assinando um contrato de 2 anos com o Colorado.[25] Wellington teve um bom início na equipe do Internacional aproveitando chances no Campeonato Gaúcho entrando e marcando gols, porém ficou boa parte do primeiro semestre na reserva de Rafael Moura.[carece de fontes?]

Atuando pela equipe gaúcha, o centroavante marcou 10 gols em 39 partidas.[26]

Coritiba[editar | editar código-fonte]

Em 2015, foi anunciado o empréstimo do jogador ao Coritiba.[9]

Fluminense[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2015, o jogador assina contrato com o Fluminense até o final de 2017.[27]

Fez sua estreia contra o Grêmio Pela 16° rodada do Brasileiro, entrando no segundo tempo. Após receber lançamento de Ronaldinho Gaúcho, escorou a bola para o gol da vitória do Fluminense, feito por Marcos Junior.

Fez seu primeiro gol no jogo contra o Atlético Mineiro no Maracanã, pelo brasileirão.

Empréstimo a Ponte Preta[editar | editar código-fonte]

Na temporada de 2016, foi emprestado para a Ponte Preta, para jogar o Brasileirão

Empréstimo a Chapecoense[editar | editar código-fonte]

Em 2017, foi emprestado a Chapecoense, marcando um gol na estreia.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 26 de março de 2014.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional
Competições
continentais
Campeonato
estadual
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Brasil Botafogo 2008 28 7 - - 4 2 16 14 38 23
Total 28 7 - - 4 2 - - 38 23
Brasil Cruzeiro 2009 24 14 10 5 9 4 43 23
2010 21 7 9 1 9 4 39 12
2011 14 2 5 0 7 3 26 5
2012 27 10 4 3 11 11 42 24
Total 86 33 4 3 24 6 36 22 150 64
Brasil Palmeiras 2011 6 0 4 0 1 0 11 0
Total 6 0 4 0 1 0 11 0
Brasil Criciúma 2013 24 11 2 0 1 0 27 11
Total 24 11 2 0 1 0 27 11
Brasil Internacional 2014 26 3 4 0 2 0 13 7 45 10
Total 26 3 4 0 2 0 13 7 45 10
Total na carreira 142 47 14 3 32 8 49 29 237 87

Todos os gols pelo Internacional:

Títulos[editar | editar código-fonte]

Juventus-SP
Botafogo
Cruzeiro
Internacional
Chapecoense

Artilharias[editar | editar código-fonte]

Botafogo
Cruzeiro

Referências

  1. [1]
  2. Globoesporte.com - Wellington: ex-caçador de cheque voador
  3. Globoesporte.com - W. Paulista dá 'chocolate' no Macaé
  4. «Cruzeiro acerta com Wellington Paulista, ex-Botafogo». Estadão. 22 de dezembro de 2008 
  5. «Cruzeiro vence por goleada Torneio de Verão no Uruguai». Globo.com 
  6. «Artilharia de Campeonato Brasileiro 2009». UOL ESporte 
  7. «Perfil de Wellington Paulista». Cultura Digital 
  8. «Wellington Paulista comanda vitória do Cruzeiro nos EUA». Estadão 
  9. a b Wellington Paulista acerta ida para o Palmeiras
  10. 'Louco' para jogar, Wellington Paulista já veste camisa do Palmeiras Portal Terra
  11. «Wellington Paulista tem estreia tímida no Palmeiras». Lance Net 
  12. [2]
  13. «www.lancenet.com.br/minuto/Wellington-Paulista-volta-Cruzeiro_0_529747258.html». Lance Net 
  14. «Com 11 gols marcados, Wellington Paulista é o artilheiro de Minas Gerais». Globo Esporte 
  15. «Campeonato Brasileiro 2012». UOL Esporte 
  16. «Wellington Paulista desmente sondagem de italianos». MG1 
  17. Cruzeiro confirma empréstimo de Wellington Paulista ao West Ham
  18. «Em Londres, Wellington Paulista se surpreende por ter nome popular na cidade e diz querer sucesso no país». ESPN 
  19. «Wellington Paulista marca primeiro gol pelo West Ham em jogo sub-21 e sai elogiado». UOL Esporte 
  20. «Wellington Paulista comemora seu primeiro gol pelo West Ham». Lancenet.com.br. 29 de janeiro de 2013 
  21. «Snow joke! Welly boots Hammers» (em inglês). The Sun 
  22. «Cruzeiro libera, e Wellington Paulista fica perto de acerto com Criciúma, a partir da onde começou a jogar com o Mito, Deus do Universo, Pão da Vida, Linswandowski e onde ele se tornou Deuseliton Paulista.». Globo Esporte 
  23. «Time misto do Atlético-MG derrota o Criciúma no Independência». Globo Esporte. 7 de julho de 2013. Consultado em 7 de julho de 2013 
  24. «Em Minas Gerais, WP9 brinca: Estou acostumado a marcar contra o Galo». Globo Esporte. 7 de junho de 2013. Consultado em 7 de junho de 2013 
  25. HAMMES, Tomás (26 de dezembro de 2013). «W. Paulista elogia antecessor Damião e espera fazer própria história no Inter». Globoesporte.com. Globo.com. Consultado em 26 de dezembro de 2013 
  26. WERNEK, Jeremias (16 de janeiro de 2015). «Inter empresta mais dois. Wellington Paulista vai para o Coritiba». UOL Esporte 
  27. «Wellington Paulista é apresentado e espera defender Flu contra o Vasco». Consultado em 18 de julho de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Wellington Pereira do Nascimento
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Wellington Paulista

Flag of Brazil.svg Alecsandro/ Flag of Brazil.svg Rafael Coelho/ Flag of Brazil.svgWilliam,Flag of Brazil.svgAdriano&Flag of Brazil.svg Kléber (2011) • Flag of Brazil.svg Luís Fabiano (2012) • Flag of Brazil.svg Hernane (2013) • Flag of Brazil.svg Gabriel, Flag of Brazil.svgBill & Flag of Brazil.svg Léo Gamalho(2014) • Flag of Brazil.svg Gabriel (2015)• Flag of Brazil.svg Marinho (2016)