Westland Wasp

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Westland Wasp
Picto infobox helicopter.png
Westland Wasp HAS.1 da Fleet Air Arm (Aviação Naval Britânica)
Descrição
Tipo / Missão Helicóptero leve anti-submarino
País de origem  Reino Unido
Fabricante Westland Helicopters
Quantidade produzida 133 unidade(s)
Desenvolvido de Saro P.531
Primeiro voo em 28 de outubro de 1962 (52 anos)
Introduzido em 1963
Aposentado em 2000 ( Marinha Real da Malásia)
Variantes
  • Sea Scout HAS.1
  • Wasp HAS.1
Tripulação 1+1
Passageiros 4 passageiro(s)
Especificações (Modelo: Wasp HAS.1)
Dimensões
Comprimento 12,30 m (40,4 ft)
Altura 2,72 m (8,92 ft)
Área do(s) rotor(es) 75,9  (817 ft²)
Diâmetro do(s) rotor(es) 9,83 m (32,3 ft)
Peso(s)
Peso vazio 1 569 kg (3 460 lb)
Peso de decolagem 2 500 kg (5 510 lb)
Propulsão
Motor(es) 1 x turboeixo Rolls-Royce Nimbus 103
Potência (por motor) 1 050 hp (783 kW)
Performance
Velocidade máxima 193 km/h (104 kn)
Velocidade de cruzeiro 177 km/h (95,5 kn)
Alcance (MTOW) 488 km (303 mi)
Teto máximo 3 720 m (12 200 ft)
Razão de subida 7,3 m/s
Aviônica
Contramedidas eletrônicas Flares, e cortina de fumaça
Armamentos
Metralhadoras / Canhões 1 x FN MAG
Mísseis 4 x SS.11 anti-carro substituídos por 2 x AS.12 ar-terra
Bombas 2 x torpedos Mk 44 ou
Mk 46 ou
2 x cargas de profundidade Mark 44 ou
1 x bomba nuclear de profundidade WE.177 de 600 lb (272 kg)
Notas
Dados de: Westland Aircraft since 1915[nota 1]

O Westland Wasp foi helicóptero naval leve britânico fabricado pela Westland Helicopters. Movido por uma turbina Rolls-Royce, foi usado como helicóptero embarcado. Seu projeto é uma versão navalizada do Westland Scout do Exército Britânico. Ambos evoluíram a partir do Saunders-Roe Skeeter[1] , ainda com motor a pistão. O Wasp preencheu as demandas da Marinha Real Britânica por um helicóptero que coubesse no deck de uma fragata e ainda assim carregasse dois torpedos guiados. O modelo incluía capacidade para carregar uma carga de profundidade nuclear WE 177[2] .

Guerra da Malvinas[editar | editar código-fonte]

Dois helicópteros Westland Wasp participaram do ataque ao submarino argentino ARA Santa Fe durante a Guerra das Malvinas. O Santa Fe foi usado para transportar um destacamento de Fuzileiros Navais argentinos e suprimentos para Grytviken[nota 2] , na Geórgia do Sul, que se encontrava ocupada juntamente com as Malvinas. No dia 17 de abril de 1982, o submarino deixou a Geórgia do Sul, mas foi detectado pelo radar um Westland Wessex britânico, e foi prontamente atacado com cargas de profundidade. As cargas causaram danos internos, incluindo um dos tanques de lastro. Durante a tentativa de retornar a Grytviken pela superfície, o Santa Fe foi novamente atacado por helicópteros, desta vez um Wasp e um Lynx. O Lynx tentou torpedear o submarino, mas não acertou o alvo, e prosseguiu atacando a embarcação com sua metralhadora lateral. O Wasp então recebeu o apoio de outro Wasp de outra embarcação britânica, com ambos realizando um ataque com mísseis ar-superfície AS-12, com alguns deles atingindo o submarino. A tripulação argentina tentou resistir atirando contra os helicópteros com fuzis, metralhadoras e até mesmo com um míssil anti-tanque Bantam, mas teve que abandonar o submarino danificado e acabou se rendendo, junto com o destacamento de Fuzileiros[nota 3] .

Notas

  1. James 1991, p.76.
  2. Bóveda 2007, pp.79-90.
  3. Yates 2006, pp.95-105.

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • James, Derek N. Westland Aircraft since 1915. London:Putnam, 1991, ISBN 0-85177-847-X.
  • Bóveda, Jorge (2007). La Odisea del submarino Santa Fe. IPN editores. ISBN 978-950-899-073-0
  • Yates, D. (2006). Bomb Alley - Falklands War 1982: Aboard HMS Antrim at War. Pen & Sword Maritime. ISBN 1-84415-417-3.


Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.