Wikipédia:Esplanada/geral

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
▼ Ir para o fim da página ▼
Boas-vindas à se(c)ção geral da Esplanada!
Esta secção é utilizada para todo tipo de discussões sobre o projeto que não se encaixem em qualquer outra secção, como pedidos, reflexões, debates etc. Veja também as mudanças recentes nas esplanadas.


Baixa participação em votações para destaque

Nos meus mais de 10 anos aqui, eu já vi momentos de grande participação em votações para destaque e outros de baixa participação. Ultimamente parece que o número de participantes diminuiu. Não venho aqui discutir os motivos ou meios de melhorar para o longo prazo. Estou aqui pra destacar que há artigos cuja votação termina em alguns dias e só possuem dois votos. Dito isso, gostaria de pedir para, quem puder, dar uma olhada nos artigos propostos e para que votassem, por favor. É uma pena essas votações falharem por falta de votos e os proponentes precisarem voltar e passar por todo o processo novamente. Cléééston (discussão) 23h06min de 4 de novembro de 2020 (UTC)

Nunca tive interesse na EAD e continuo não tendo. Já tentei destacar um artigo em que trabalhei duro e não consegui pois notei que é algo extremamente rigoroso. Não tenho tempo pra ler o imenso manual de regras que os artigos têm que seguir, muito menos pra avaliar cada vírgula de cada um deles. Deixo esse serviço pros aposentados de plantão, eu tenho mais o que fazer. Mister Sanderson (discussão) 23h58min de 4 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário - É o que dá termos um sistema baseado em quantidade de votos em detrimento da qualidade do conteúdo. Luís Almeida "Tuga1143 00h18min de 5 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário: Realmente eu não sei como, posso melhorar a participação nas votações de EAD; temos o newsletter toda semana, enviando os artigos que foram recente proposto para destaque e para artigo bom. No máximo, o que dá para fazer, é incluir os artigos que recentemente, foram abertos para votar; mas eu não dou muita fé nessa ideia. Juan90264 (Disc.) 00h55min de 5 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário - Estou tentando entender o drama aqui. Desde que a prorrogação foi implementada, apenas cinco (Your Disco Needs You, Idiots Are People Two!, Ocean of Sound, SMS Babenberg, Ushuaia) não tiveram votos suficientes para promoção (AB ou AD), mesmo com esse mecanismo implantado em meados de fevereiro. Já os outros que precisaram dos dez dias de acréscimos conseguiram os estatutos. Leandro Drudo (discussão) 01h28min de 5 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário É curioso como se tenta encontrar um bode expiatório nos procedimentos, mas nunca na fraca qualidade dos artigos em si. Eu concordo em parte com o Tuga1143: era preferível uma análise cuidada de dois ou três revisores competentes do que o sistema atual. Mas as causas da pouca participação recente não estão só aí. A verdade é que a maioria dos artigos propostos ultimamente rondam o tema da música pop ou teenpop ou televisão, e isso simplesmente é um nicho que apela a poucos editores. Mais significativo que isso é o facto de uma grande porção desses artigos serem mal redigidos ou provirem de editores com um historial de redação sofrível. E isso leva a que os votantes nem queiram perder tempo a ler ou a ter votar contra, porque sabem que justificar votos contra dá muito trabalho. Então simplesmente não ligam. JMagalhães (discussão) 02h04min de 5 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário Eu sinceramente nem tempo estou tendo mais para votações e etc.Concordo totalmente com o Luís Almeida,nosso sistema parece só prezar votos,não a qualidade do artigo em si.E eu também não posso muito dar meu tempo para o EAD, em primeiro lugar porque eu não tenho tempo para ler os artigos e ver se estão bons,ou seja,melhor nem votar,assim,não fico dizendo coisas que nem vi. Gustave London discussão 14h52min de 5 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário Vou oferecer um contraponto à discussão, baseado na minha (parca) experiência com o projeto. Desde meu início aqui, sempre achei a política de voto demasiadamente rigorosa. Salvo melhor juízo, temos a segunda política mais rígida de todos os projetos, só perdendo para a chinesa. A título de exemplo, o projeto alemão exige dois meses e 200 edições; a italiana 30 dias e 50 edições; a tcheca apenas 25 edições. Exigimos 3 meses e 300 edições (no domínio principal). Ora, nosso projeto é de pouquíssima participação; somos a 6ª língua mais falada no mundo, mas nosso projeto é apenas o 18º em número de artigos. Não cabe nessa discussão questionar os motivos para tanto. A realidade é essa: um projeto com pouca participação (dado o número imenso de falantes do português) e com regras extremamente austeras para o voto. É um contrassenso. Sei que o projeto já teve diversos problemas com fraudes em votações e o uso indiscriminado de sock puppets, o que talvez justifique regras tão duras, mas pergunto aos demais: será que essa política não está inibindo a participação de novos usuários? Talvez editores mais antigos, com milhares, quiçá dezenas de milhares de edições, questionem meu ponto afirmando que "300 edições não são nada". São sim. Muitos atingem milhares de edições com combate à vandalismo e edições pequenas, corrigindo categorizações, ligações internas, etc. Os novatos não fazem isso - e digo-lhes porque sou um deles. "Descobrimos" essas ferramentas posteriormente; inicialmente nossa preocupação é escrever, é editar, é adicionar conteúdo. E sob essa perspectiva, 300 edições é um número sim considerável. O que percebo - baseado não em números ou estatísticas, mas em um feeling pessoal - é que a maioria dos novos editores não ultrapassa a barreira de 300 edições antes de perder o interesse no projeto. O que isso significa? Que não há renovação no quadro de eleitores. Com o tempo, é óbvio que as votações para EAD acabam se tornando cada vez mais difíceis. Não trago esse meu ponto para formular uma proposta de mudança nas regras de votação - apenas para que os editores mais experientes reflitam sobre o fato (se é que já não estão refletindo). No mais, concordo com JMagalhães. Recentemente adquiri meu direito ao voto, e ao analisar os artigos que poderia votar, desanimei; todos os verbetes tratavam de temas que não são do meu interesse (música pop, assassinato de cantora pop, videogame...). A falta de diversificação de assuntos na EAD acaba afastando os votantes. Jurisdictio (discussão) 15h08min de 5 de novembro de 2020 (UTC)

@Jurisdictio: Concordo.A nossa política é muito rigorosa nestes detalhes.Mas enquanto nada acontece,fazer o que né.A gente fica muito para trás nessa questão,de qualidade de artigos,editores sérios,participação da comunidade e para piorar,a história não muda porque gente em cargos superiores se entregam aos fantocheiros,destruindo a qualidade do projeto.Quanto aos novatos,nada a dizer,ainda mais porque essas políticas duras que a comunidade veio implantando,diminuíram bastante o ânimo,entretanto,com o que veio acontecendo,se perde até o motivo para suavizar as regras,por exemplo o direito de voto.Com gente criando fantoches para influenciar o resultado,o que acontece mesmo é isso,deixar mais duro para os vândalos,mais também,diminuir a participação dos novatos no projeto.Trezentas edições são muita coisa,ainda mais 90 dias(3 meses).O nosso problema é não saber reagir ao que acontece,dificultando a situação,tanto para o lado do mal,quanto para o lado do bem.Lamentável,mas é realidade. Gustave London discussão 15h57min de 5 de novembro de 2020 (UTC)
Symbol declined.svg Discordo em relativizar mais as regras (a própria prorrogação de dez dias foi implantada para facilitar as chances dos artigos atingirem os estatutos), principalmente o direito a voto. Pelo contrário, deveríamos aumentar a exigência delas. A baixa participação tem mais haver com o desinteresse dos usuários em opinar alguns artigos que aparecem na WP:EAD do que qualquer outro fato. Leandro Drudo (discussão) 16h49min de 5 de novembro de 2020 (UTC)
No caso específico de EAD/B não me acredito que baixar os requisitos de direito ao voto trouxesse qualquer benefício. Muito pelo contrário. Avaliar um artigo para AD/B exige um conhecimento profundo das regras e do manual de estilo que não está ao alcance de quem tem menos de 300 edições. JMagalhães (discussão) 18h49min de 5 de novembro de 2020 (UTC)
@Leandro Drudo: Bom,eu não disse que queria exatamente suavizar a política de EAD,só disse que elas são muito rígidas.E realmente,o que estão propondo para destaque são coisas que muitos usuários não se interessam Gustave London discussão 17h58min de 6 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário: a baixa participação é multifatorial. Vai desde assuntos que não despertam interesse à qualidade de artigos. Existem destacados que levaram semanas/meses de edições equiparados a artigos que levam 60 minutos pra ser concluído, sendo uma verdadeira rotina nas EADs — e nem duvido que esses artigos pequenos, daqui a pouco, estejam sendo propostos ao revalida. Além do mais, concordo que seja a hora de implementar o estilo consensual nas votações, da mesma forma que nas DBs, PEs, etc. Gabriel bier fala aew 16h08min de 5 de novembro de 2020 (UTC)

Creio que a baixa participação se dá pelo baixo interesse da comunidade em geral nos artigos que vem sendo propostos ultimamente, quase todos sobre música pop ou videogames... El Descamisado (discussão) 02h03min de 7 de novembro de 2020 (UTC)

Subscrevo parcialmente o Gabriel bier. Os temas abordados nas candidaturas recentes possuem um nicho de editores bem abaixo da média (seja na participação da própria candidatura ou na qualidade dos conteúdos candidatados). Gostaria de pegar o proponente, Cléééston, como exemplo. Acredito que ele seja um usuário acima da média neste requisito, não recordo de encontrar grandes problemas nos trabalhos dele. No entanto, paro para pensar e questiono quais são os outros interessados nos temas de televisão ou jogos eletrônicos? Apesar do Cléééston não se restringir a esses temas. Edmond Dantès d'un message? 02h33min de 7 de novembro de 2020 (UTC)

@Conde Edmond Dantès: estou agora abordando mais tópicos navais. Pela carência de páginas, acredito que sou um dos poucos que se interessa pelo assunto, infelizmente. Quero fazer um tópico destacado com encouraçados austro-húngaros, mas com a baixa participação recente tenho medo que seja complicado. Cléééston (discussão) 02h57min de 7 de novembro de 2020 (UTC)
Compreensível, @Cléééston:. Estava observando o comentário do Jurisdictio e discordei numa determinada parte. O trabalho de construir um conteúdo destacado (independentemente do nível) é "chato", árduo e muitas vezes desgastante. Então eu leio o trecho do comentário do nosso colega abordando o direito ao voto e não consigo concordar porque a própria natureza do processo "afasta" muitos editores. No entanto, participar das candidaturas é ainda mais chato! O tema muitas vezes transforma você num leigo, construir um argumento contrário a candidatura é desgastante e os proponentes não contribuem, pelo menos na maioria das vezes. Edmond Dantès d'un message? 04h33min de 7 de novembro de 2020 (UTC)
Recordo que o eventual quadro nas candidaturas não impede que o trabalho seja feito e encontrar um melhor momento para criar uma candidatura. Apesar de concordar que a espera pode ser um pouco chata e que exige uma paciência que não deveria, mas é um dos cenários. Infelizmente não contribuo muito na área recentemente, mas adoto o método de procurar editores de minha confiança para me ajudar com avaliações durante o processo de construção do conteúdo. Edmond Dantès d'un message? 04h33min de 7 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário Acredito que a baixa participação da comunidade em EADs tenha sido o reflexo do modelo aprovado pela comunidade, utilizando o formato 3+3. A ideia de um tempo para revisar a qualidade dos artigos foi necessária, tendo em vista que muitos só apareciam mesmo para votar. No entanto, três semanas de revisão me pareceu exagerado, fez com que muitos usuários perdessem o interesse em continuar revisando o verbete; por esta razão, muitas EADs vão a votação com baixíssima participação e, muitas delas, sem sequer passar por algum tipo de revisão. Posteriormente, quando chega nas três semanas da votação, muitos destes usuários até esquecem que a votação foi aberta, ou seja, pelo largo período em aberto para revisão. Sendo assim, isto justifica porque muitos sequer participam. Por outro lado, ainda é possível solucionar esta questão sem alterar todo o modelo aprovado e eu até tenho em mente uma proposta que busque resgatar a participação dos usuários, mas como só passou seis meses desde a abertura desta discussão, percebo que é ideal esperar mais algum tempo para que a comunidade reflita ainda mais sobre o atual sistema. WikiFer msg 01h18min de 22 de novembro de 2020 (UTC)

Não tem nada a ver com a mudança do processo. A participação tem estado em declínio nos últimos anos. Basta ver as constantes threads a queixar-se do mesmo. JMagalhães (discussão) 02h32min de 22 de novembro de 2020 (UTC)

Comportamento disruptivo e péssima qualidade nos artigos sobre esportes.

Questiono no tópico aberto o comportamento inadequado de várias contas (sem especificá-las) que se destinam a editar sobre artigos de esportes, com uma observação especial ao futebol.

Pois bem, em primeiro lugar, conheço as regras do local e tenho conhecimento de que o espaço não serve para críticas pessoais; contudo, o meu objetivo aqui é tecer uma crítica sobre a qualidade do conteúdo na maioria dos artigos.

  1. Ausência de fontes fiáveis e independentes;
  2. Péssima redação;
  3. Repositórios de dados estatísticos;
  4. Ausência de conteúdo enciclopédico;
  5. Poluição visual.

É possível analisar uma tendência extremamente nítida dum comportamento vicioso por parte de inúmeros editores, o que pode ser exemplificado na quantidade de avisos de manutenção em suas páginas de discussão. Por exemplo, há dois anos fui responsável por eliminar dezenas de "anexos" com resultados de jogos de competições sem nenhuma referência. Somente depois da minha eliminação massiva que os editores começaram a colocar as súmulas das partidas (um lapso de verificabilidade). Nas últimas semanas, no entanto, encontrei vários artigos de campeonatos de futebol com os resultados presentes, inclusive em predefinições. Obviamente, a inclusão dos resultados não convém na inclusão das fontes.

Portanto, questiono a comunidade sobre como proceder a tais eventuais recusas. Se a comunidade já rejeitou em aceitar determinado tipo de conteúdo, qual o motivo para começarem a incluí-los em outro espaço? Edmond Dantès d'un message? 00h21min de 11 de novembro de 2020 (UTC)

Convido para participar do tópico os usuários @Igor G.Monteiro, Jonas kam e JonasBR: e qualquer outro editor no âmbito dos esportes, Luan e Yanguas eventualmente também estão convidados. Ao invés de reverter as edições e sair eliminando, gostaria de saber a opinião de terceiros e criar uma reflexão em prol da qualidade dos artigos. Edmond Dantès d'un message? 00h21min de 11 de novembro de 2020 (UTC)

Compartilho dessa percepção. Adiciono que um estado de um artigo serve de modelo para os outros. Isso no sentido positivo e negativo. Ou seja, o erro vai sendo disseminado. A disseminação do erro fazem com que algumas pessoas tomem o que está errado como regra. E se está assim (errado) em um lugar, o restante deve reproduzir tal situação. Mas isso não é só no futebol, eu poderia até dizer. Mas uma coisa de cada vez. Misturar não vai resolver tudo de uma vez. --Luan (discussão) 01h12min de 11 de novembro de 2020 (UTC)
@Luan: não serei hipócrita a ponto de negar que já copiei inúmeros artigos ruins e criei outros, um erro que tento consertar vagarosamente. Portanto, concordo contigo sobre os artigos servirem como "modelo" para os outros.
Os itens que elenquei são aqueles que consigo distinguir numa rápida e superficial análise. Obviamente outros fatores afetam negativamente a qualidade dos artigos, mas o que me impressiona é a quantidade de artigos que eu expandi, removendo a mediocridade de tabelas sobre dados estatísticos sem fontes e mesmo assim usuários aparecem para recolocar os mesmos conteúdos, algumas vezes revertendo as informações que inseri em prol de duas tabelas sem nenhuma referência. Ainda para deteriorar a situação, preciso reverter os mesmos usuários mais de uma vez no mesmo artigo. Então questiono se a qualidade dos artigos, de alguma forma, está ligada com o comportamento de determinados usuários, alguns apresentando WP:RECUSA explícita. Edmond Dantès d'un message? 01h42min de 11 de novembro de 2020 (UTC)

Bom, gosto do assunto, embora não seja um grande contribuidor. De fato, os artigos sobre futebol, via de regra, são desastrosos. Há verbetes sobre partidas "clássicas" que ninguém, nem mesmos os cronistas do jornalismo esportivo - fontes que julgo confiáveis pra área -, sabem quem atribui toda essa notoriedade histórica. O mais incrível é a quantidade colossal de verbetes que desmembram resultados de campeonato X, modalidade masculina/feminina, temporada K, grupo Z, fase W... Tenho a percepção de que, de forma ilegal e que não obedece nenhuma política do projeto, estamos vendo o nascimento de um domínio paralelo ao do principal. Poderia ser chamado de "Domínio tabela". Isso pode ser encaixado nos itens 2 e 3 que o Conde apresentou. No que diz respeito às biografias de jogadores, os problemas são principalmente os itens 1, 2 e 4. Como a quantidade de verbetes é enorme, a tarefa não é fácil. Penso que pra esse caso seria PEs conjuntas com um máximo de 5 verbetes em discussão, no máximo; seria interessante limitar o número de verbetes para não poluir as PEs, se alguém estiver disposto. Enfim, acho que seria interessante chamar mais gente. --Zoldyick (discussão) 02h02min de 11 de novembro de 2020 (UTC)

@Zoldyick: o seu comentário me agrada e gostaria de fazer algumas observações em cima dele:
  • Os artigos que "desmembram" resultados dum determinado campeonato talvez não possuem a natureza enciclopédica. Por conseguinte, a existência desses deve ser questionada! No entanto, observo alguns pontos que interfere na qualidade dos demais artigos em geral. Em geral, um número elevado de editores atuam essencialmente para atualizar esses anexos, o que limita a atuação de possíveis colaboradores.
  • É nítido que existe uma deficiência cognitiva por parte de inúmeros editores que limita a atualização dos resultados. O resultado é que os artigos sobre futebol permanecem com uma redação horrível mesmo sendo compostos quase integralmente de tabelas. Se você fizer uma análise, encontrará campeonatos de dez anos atrás dito que "será" a n edição.
Diante disso, concordo contigo que estamos vendo um Citação: nascimento de um domínio paralelo ao do principal.
  • Há pelo menos um ano que identifiquei três núcleos de "colaboradores" fazendo pesquisas inéditas do RSSSF e criando as páginas das "temporadas". Infelizmente a comunidade não quis comentar sobre o caso.
  • Os artigos sobre jogadores tendem a repetir os mesmos erros da Wikipédia em inglês; a inclusão de qualquer jogador vai resultar numa criação em massa e o abandono das mesmas por seus criadores. O resultado? Biografias de jogadores de segundo, terceiro ou quarto escalão desatualizados há anos.
Edmond Dantès d'un message? 02h41min de 11 de novembro de 2020 (UTC)
Sobre o que você escreveu eu tenho algumas pequenas observações: 1) jogadores de futebol de épocas antigas muitas vezes nunca jogaram a elite do futebol do seu país (série A no Brasil; Primeira Liga em Portugal) e ainda sim ganham verbete na Wiki por motivos muito duvidosos: jogou em muitos clubes (pequenos ou nanicos), se destacou fazendo muitos gols (em jogos não oficiais ou "de várzea"), mas encontrem fontes que acabam maquiando o nosso sistema. 2) Você mencionou algo que quase esquecei, são os editores que só vivem em função de atualizar dados e não fazem mais nada. De fato, há verbetes por aqui que ficam com necessidade de atualização de texto por anos, mas para atualizar as tabelas há editores nesses mesmos artigos aos montes. --Zoldyick (discussão) 04h16min de 11 de novembro de 2020 (UTC)

Sobre os editores (aparentemente) novatos que têm interesse na edição de verbetes de futebol (e de esportes, de forma mais ampla), acredito que seria o caso de insistir na tutoria (formal ou informal). Se o editor tem interesse em na área e respeita as políticas, seria bom tentar agregá-lo ao projeto sob tutela de alguém que sabe se comunicar e tem paciência; nunca estamos em posição de dispensar editores. Contudo, se for alguém que só causa problemas, tem a página de discussão cheia de avisos repetitivos e se recusa em estabelecer dialogo, não há muito o que fazer. Sdç. --Zoldyick (discussão) 02h09min de 11 de novembro de 2020 (UTC)

Infelizmente, concordo que a solução seria bloquear os editores que não se dispor com as regras. Também acho benéfico convidar mais pessoas para a conversa, mencionei os três editores do âmbito com quem tenho um diálogo construído. Edmond Dantès d'un message? 02h41min de 11 de novembro de 2020 (UTC)
@Zoldyick: Concordo com tutoria,principalmente agora por várias novas pessoas estarem entrando,podemos ensiná-los mais sobre o projeto,e quem sabe,possamos ter mais artigos de qualidade.Gustave London discussão 21h46min de 12 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário Resultados de jogos afrontam WP:JORNAL e deveriam ser inibidos, talvez proibidos, resguardando-se, talvez, finais de campeonatos. A Wikipédia é generalista, não é resenha esportiva (nem de cinema, nem de novela, nem de nada). Tabela com resultados de campeonato inteiro é para outras Wikias, não aqui. "Temporadas do time X", então, é o suprassumo do WP:FANCRUFT. Sei que aqui não é o fórum adequado para formalizar políticas, mas a comunidade precisa chegar a consenso sobre isso. Afinal, não é porque tem fonte (quando tem) que é válido. Yanguas diz!-fiz 03h59min de 11 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário Parece-me óbvio que isso é tudo fancruft. Futebol e Pokemons têm tendência a atrair todo o tipo de crufteiros. JMagalhães (discussão) 04h20min de 11 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário Diferente dos pokemons, que estão relacionados a um grupo pequeno de usuários (e um fantocheiro em particular), futebol é um dos temas mais ativos na Wikipédia. Basta ver a Especial:Páginas com mais edições e vislumbrar o tamanho da demanda por edições que esse tema atrai. Não domino muito bem essa área, mas sou obrigado a concordar que é imperativo a definição do que é notório e o que não é, para evitarmos esses artigos tabelas. ━ ALBERTOLEONCIO Who, me? 19h43min de 11 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário: eu não costumo adicionar conteúdos a artigos desses assuntos, mas sempre acabo topando com eles nas minhas manutenções do AWB. E os problemas são exatamente esses que o Conde elencou. Eu não presto muita atenção nas fontes em si, mas o próprio Conde levantou uma discussão sobre o RSSSF, e creio que uma lista de fontes confiáveis para esses dados esportivos (número de gols, resultados, etc.) deveria ser estabelecida. A redação dos artigos é realmente bem ruim às vezes, escrita de um modo muito "apaixonado", cheia de adjetivos, expressões informais e violações múltiplas de WP:PAE. Um problema comum é a falta de contexto; quem escreve acha que o leitor automaticamente sabe que "São Paulo" se refere ao São Paulo Futebol Clube, ou que "campeonato carioca" é um torneio disputado no estado do Rio de Janeiro. E sim, temos um festival de tabelas disfarçadas de artigos. Não faz pouco tempo, eu me deparei com os """artigos""" Campeonato Potiguar de Futebol de 1952 & cia. Victor LopesDiga!C 00h52min de 12 de novembro de 2020 (UTC)

Só complementando, Victor Lopes, o uso de epítetos: o Alvinegro, o Tricolor, o Verdão, etc. Ora, quase todo estado tem um tricolor, um alvinegro, um time verde, mas quem escreve é um torcedor, acha que todo leitor da Wikipédia torce pro seu time ou fica no seu estado. Yanguas diz!-fiz 01h14min de 12 de novembro de 2020 (UTC)
Yanguas além do problema da contextualização, isso ainda dá um ar "informal" ao artigo que não nos cabe. Claro que é interessante buscar sinônimos para não ficar repetindo o nome do time em todos os parágrafos, mas linguagem objetiva e imparcial acima de tudo. Victor LopesDiga!C 03h27min de 25 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário Permitam-me discordar dos que dizem que artigos de temporada de clube são WP:FANCRUFT. Não são. Em quase todas as grandes WPs existem bons artigos de temporadas de clubes, principalmente de grandes clubes, o que acontece aqui na pt.WP é realmente a falta de qualidade dos artigos, mas isso é de forma geral. Edito artigos de futebol feminino (onde existem pouquíssimos editores) e é um desastre total. O fato é que muitos artigos de clubes, de temporadas e de campeonatos são criados por editores novatos (que se interessam por editar/criar um artigo porque é sobre o clube de coração dele) que ainda não sabem direito como fazer e que regras seguir. E isso é só a ponta do iceberg. Quanto a questão de fontes, acho que não seria tão difícil assim criar uma lista de fontes para estatísticas.--SirEdimon Dimmi!!! 03h08min de 12 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário @Luan, SirEdimon, Yanguas, Victor Lopes, Albertoleoncio, JMagalhães, Zoldyick e Gustave London: algumas observações:

  1. Tenho um pouco de receio em classificar edições futebolísticas como fancruft, pois o termo pode ser pejorativo para muitas pessoas. No entanto, alguns casos me fazem catalogar as edições, como por exemplo temporadas sobre a categoria junior ou as listas estatísticas do Audax (na época, ganhou repercussão por alcançar a decisão do Campeonato Paulista).
  2. O Victor Lopes trouxe uma questão interessante sobre os artigos; muitos campeonatos não possuem conteúdo para justificar um artigo! Porém, os critérios de notoriedade permite a existência de qualquer página de campeonato (oficial, amistoso, amador...) e não faz questão nenhuma de exigir conteúdo ou fontes, com um grave transmite. Então, a própria recomendação permite que as criações do CEscudos, por exemplo, sejam mantidas por mais de meia década.
  3. A redação realmente é boa, mas a situação piora porque as maioria desses artigos são praticamente tabelas. Em suma, o pouco de texto que os artigos apresentam estão mal redigidos.

Pois bem, analisando a situação geral, acredito que muitos usuários estão confortáveis com a situação pois as regras permitem a manutenção dos seus artigos, mesmo com má qualidade. Outro ponto que precisamos analisar é a percepção enciclopédica do projeto e se os demais usuários conseguem distinguir o escopo da Wikipédia do escopo do ZeroZero, por exemplo. Acredito que nada vai mudar sem uma alteração completa das políticas, talvez a criação dum livro de estilo para o assunto e até mesmo a criação de recomendações para evitar a inclusão de disparates: exclusividade para tabelas ou resultados. Edmond Dantès d'un message? 07h10min de 13 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com o Conde Edmond Dantès de que é preciso regulamentar a criação dos artigos sobre resultados, como eu já comentara acima. Acrescento que também é preciso impedir a criação de artigos baseados nesses sites colaborativos, como "zerozero", "ogol", etc. O artigo não pode ser mera tabela de resultados, pois Wikipédia não é um almanaque. Que importa, ao analisarmos um campeonato, o resultado de dois times eliminados no início do certame? Yanguas diz!-fiz 16h52min de 13 de novembro de 2020 (UTC)
@Conde Edmond Dantès: O que precisamos fazer é mudar as regras para ser condizentes umas com as outras.Concordo com você sobre "Pois bem, analisando a situação geral, acredito que muitos usuários estão confortáveis com a situação pois as regras permitem a manutenção dos seus artigos, mesmo com má qualidade. Outro ponto que precisamos analisar é a percepção enciclopédica do projeto e se os demais usuários conseguem distinguir o escopo da Wikipédia do escopo do ZeroZero, por exemplo".A nossa Wikipédia está hospedando vários artigos,de MÁ qualidade,e as próprias regras permitem.Notei isso em várias PEs,quando se propunham artigos como youtubers,futebolistas e etc. os criadores do artigo usavam de tudo para se defender.E realmente,se for ver as regras,ele seria justificado.O que eu gostaria que acontecesse,é uma revisão geral das regras e políticas da Wikipédia,quem sabe teríamos mais qualidade nos artigos... Gustave London discussão 17h24min de 13 de novembro de 2020 (UTC)
@Yanguas e Gustave London: a regulamentação das fontes podem ser feitas em Fonte não confiável. Inclusive, iniciei uma proposta que foi mencionada aqui pelo Victor Lopes, mas que ainda não recebeu participação da comunidade. Os problemas já citados não são os únicos: a maioria dos artigos apresentam pesquisas inéditas criando "classificações gerais" mesmo os campeonatos sendo eliminatórios e sem uma classificação geral reconhecida pela entidade que organiza, tabelas que mostram a posição de cada time em cada rodada, a bela seção "estádios" repetindo informações já presentes no artigo somente para incluir imagens dos estádios. Por causa disso, acredito que seja importante formular um livro de estilo para as competições esportivas. A regulamentação seria importante e gostaria de ouvir os usuários sobre quais pontos devem ser modificados. Edmond Dantès d'un message? 20h59min de 13 de novembro de 2020 (UTC)
@Conde Edmond Dantès: Comentei agora, eu tinha deixado para depois e acabei esquecendo. Mas você sabe também que há resistência à aceitação desse informativo. Yanguas diz!-fiz 00h27min de 14 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário Há anos existe o modelo Campeonato + resultados e é algo que muitos de nós fomos reproduzindo na intenção de ajudar. O problema foi transformar num trabalho infinito com centenas de artigos a serem completados e poucos editores para auxiliar nesse trabalho contínuo de meses que dura um campeonato. Igor G.Monteiro (discussão) 16h23min de 13 de novembro de 2020 (UTC)

@Igor G.Monteiro: acho sua participação aqui importante já que pode dar uma percepção do âmbito. Em primeiro lugar, observo uma situação um pouco grave quando vejo você e outros usuários criando os artigos sobre resultados dum determinado campeonato antes mesmo deste começar. Sendo assim, noto que esses anexos de resultados ocupam a maior parte do seu esforço, assim como os demais e a qualidade do artigo principal fica em segundo plano. Outro ponto a ser analisado é a possibilidade dos anexos ficarem incompletos ou de serem pessimamente atualizados por terceiros, como aconteceu em vários casos que pude observar. Por fim, todas essas páginas de resultados são questionáveis por ferir o escopo da Wikipédia. Então, acredito que precisamos refletir pois o trabalho é árduo, demorado e desgastante sendo passível de eliminações. Edmond Dantès d'un message? 20h59min de 13 de novembro de 2020 (UTC)
Creio que o que precisamos é:
  1. artigo(s) que sirva(m) de modelo para outros, para que esse modelo seja difundido e não os erros, apontando amplamente o que é desejável e estimulado na Wikipédia como algo de qualidade (vale dar uma olhada em Portal:Conteúdo destacado; neste caso, por exemplo, eu e o Conde trabalhamos certa vez em Triatlo nos Jogos Pan-Americanos de 2019, que pode ser um exemplo de que dá para ter mais que a repetição de tabelas/dados).
  2. trazer/especificar a realidade esportiva/futebolística referente a WP:AEDE/BANCO (a qual impede que artigos sejam a mera repetição de dados).
  3. modificação de WP:TORNEIOS para que haja um condicionamento dessa existência/criação (algo como Wikipédia:Votações/Critérios de notoriedade para eleições#Proposta 2, "para além dos resultados das partidas/competição, da descrição do regulamento e da menção de locais de competição") e talvez até a proibição de artigos separados para grupos, turnos e fases de uma mesma edição de competição esportiva. Enfim, o mínimo seria aceitável como esboço.
Enfim, podemos usar esse tópico aberto para planejar o que fazer (próximos passos) e as diretrizes desses artigos a fim de que haja qualidade nos artigos dessa área temática também. --Luan (discussão) 12h06min de 17 de novembro de 2020 (UTC)
@Luan: seu comentário é interessante porque demonstra como os critérios de notoriedade específicos são inclusivos e limitados ao âmbito futebolístico. As regras atuais ignoram o fato de muitos campeonatos não terem informações suficientes além duma mera lista de campeões e vices; no máximo, os participantes da edição. Eu concordo contigo com os itens elencados no planejamento dos próximos passos, ainda acredito que poderíamos incentivar uma "onda" (termo na moda) de edições positivas num determinado "assunto" para aumentar a quantidade de exemplos positivos, mesmo que não seja destacado. Por exemplo, Triatlo nos Jogos Pan-Americanos de 1995. Edmond Dantès d'un message? 20h39min de 17 de novembro de 2020 (UTC)

Conclusão pessoal[editar código-fonte]

Fazendo uma análise dos comentários daqueles que se dispuseram a participar e nas condições atuais de artigos, concluo que existe inúmeros itens a serem consertados em prol da qualidade dos artigos. É nítido mencionar problemas que extrapolam aqueles supracitados, incluindo uso incorreto de predefinições e até mesmo listas sem organização.

  1. Informações com pouco valor enciclopédico, como detalhar as posições dos clubes a cada rodada ou criar seções somente para adicionar imagens dos estádios, mesmo que as informações já tenham sido abordadas nas páginas.
  2. Problemas como acessibilidade, inclusão de tabelas desnecessárias e etc;
  3. Páginas compostas exclusivamente por resultados;
  4. Ausência de fontes fiáveis e independentes;
  5. Uso incorreto de predefinições de navegação em artigos correlacionados;
  6. Criação de anexos com escopo estatísticos, descumprindo com o propósito da Wikipédia;

Observando os artigos sobre campeonatos de futebol estaduais de 2020, encontro uma série de lixo que poderia ser descartado e reconstruído completamente do zero. É evidente a péssima redação, a quantidade de dados não enciclopédicos e a ausência total de fontes fiáveis e independentes. Tudo bem que existe algumas exceções, outros possuem no máximo duas referências primárias (das próprias federações) que cobre um pouco do conteúdo. Além disso, se não bastava a péssima condição dos artigos, usuários ainda criam listas de campeões em condições relativamente idênticas, que conseguem ser piores do que os próprios artigos; também criam predefinições que são incluídas em artigos correlacionados e conseguem até errar os títulos. Neste contexto, penso ser necessário:

  • Eliminar os anexos de resultados, temporadas de clubes sem fontes e até mesmo "clássicos" entre clubes sem conteúdo;
  • Modificar radicalmente os critérios de notoriedade específicos já que os atuais são completamente inclusivos, permitindo a existência do artigo mesmo se não tiver conteúdo;
  • Estabelecer uma espécie de Livro de estilo para servir de modelos.

Enfim, uma opinião que não diferencia do comentário do Luan. Edmond Dantès d'un message? 20h13min de 24 de novembro de 2020 (UTC)

Creio que esta própria discussão (ou algum desdobramento dela) poderia ser usada como justificativa para uma eliminação em massa desses artigos-anexos que são só depósitos de tabelas. De resto, é analisar cada caso e ver o que tem valor enciclopédico e o que não tem. Apoio qualquer mudança nos critérios de notoriedade que inibam a criação de fichas técnicas. Victor LopesDiga!C 03h27min de 25 de novembro de 2020 (UTC)
@Victor Lopes: a participação de vocês nesta página é indispensável para se criar um consenso de eliminação em massa. Estimulo que existe mais de quinhentos anexos de resultados que utilizam o termo. É importante ressaltar que existe páginas com o mesmo escopo intituladas com as denominações dos turnos e returnos de campeonatos estaduais. Contudo, ainda resta algumas eliminações para justificar a ceifada. Um deles, um precedente mantido pelo Leon saudanha por "consenso".
Além disso, precisamos combater editores com péssimo comportamento. Cito como exemplo esta solicitação duma conta que somente se dedicou a incluir resultados provavelmente retirados dum blogue. No entanto, o pedido foi arquivado sem nenhuma resposta. Isso tende a comprovar o interesse da comunidade em combater edições destrutivas semelhantes, pois a mesma conta já tinha incluído o conteúdo inadequado em três ocasiões e muito provavelmente retornará para uma quarta. Edmond Dantès d'un message? 03h32min de 28 de novembro de 2020 (UTC)

Opiniões sobre um Conselho de arbitragem

Olá! Estou atualmente pesquisando sobre a viabilidade de reintroduzir o Conselho de arbitragem na Wikipédia em português como um último método para resolver disputas de conduta entre usuários e tentar desarmar possíveis situações que podem pôr em risco o bem-estar da comunidade. Mas, como eu não estava presente aqui quando o antigo Conselho existia, eu sinto que existem várias questões para se resolver que eu quero me inteirar sobre.

Por conta disso, gostaria de consultar a comunidade: existe necessidade (ou demanda) de se trazer um sistema desse de volta para a Wikipédia em português? Introduduziria burocracia desnecessária ou não? Teríamos pessoas suficientes interessadas em se candidatar? Os sistemas atuais (Notificação de incidentes, Revisão administrativa e Discussão de bloqueio) já são suficientes e conseguem acalmar os ânimos? Pelo que eu li, uma pesquisa em 2015 indicou o interesse nesse projeto, mas que o sistema anterior estava com necessidade de reformas. Quais itens seriam imprescindíveis para vocês ao trazer esse sistema de volta?

Dito isso, gostaria de deixar bem claro que esta não é uma votação nem uma proposta, mas puramente uma consulta de opiniões para saber como a comunidade se sente com esse tópico. Luk3🔔📖 19h11min de 13 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário não sei se precisamos de um conselho de arbitragem, tendo em vista os mecanismos que você citou, mas considero urgente a criação (reativação?) de um local para resoluções de disputas editoriais. Além do próprio Conselho de Arbitragem, nós já tivemos vários canais: a Resolução de disputas, o Terceira opinião, o Café dos mediadores... Atualmente, quando dois ou mais editores divergem sobre uma questão, a tendência é que vire uma guerra de edições, ou uma discussão morta na PD do artigo, ou então acaba vindo parar aqui na Esplanada, que considero um espaço "nobre" demais para questões menores. Victor LopesDiga!C 19h38min de 13 de novembro de 2020 (UTC)
Symbol comment vote.svg Comentário Sempre me causou espécie o projeto lusófono não ter qualquer "órgão" desse tipo. Parece haver um "vácuo" nas políticas - se uma disputa não atinge um consenso, qual o caminho a seguir? Alguns poderão dizer que a política oficial é voltar ao status quo anterior a discussão, o que não me parece uma orientação adequada - em muitos casos, o retorno ao status quo significa a supressão de um conteúdo de qualidade (em que pese controvertido). Acho no mínimo curioso que WP:DISPUTAS não ofereça qualquer alternativa concreta a uma disputa - a sugestão "distancie-se por um tempo" não tem o menor sentido, e imagino que tem incidência prática bem pequena - os editores tendem a continuar a defender seus pontos de vista, e não a "largarem mão" da discussão. Ademais, é uma péssima solução: "distanciar por um tempo" pode significar que o outro editor que "não se distanciou" irá se sair "vitorioso", e a versão dele será a definitiva no verbete (pelo menos enquanto quem se distanciou não volta). Ou seja: não resolve nada. Parece-me claro que não havendo um consenso, terceiros devem mediar o problema. É assim que funciona no mundo real - se você tem um problema com alguém e não consegue resolver, terá que apelar para um terceiro: ou o Poder Judiciário, ou um particular (árbitro). Não sei se um "Conselho de Arbitragem" seria a melhor solução (sou simpático a ideia), já que tenho pouco tempo no projeto. O que me parece certo é que a política sobre a resolução de disputas é falha. Jurisdictio (discussão) 23h33min de 13 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário Acho que está a haver aqui um equívoco enorme sobre o que é um conselho de arbitragem. Um conselho de arbitragem não serve para mediar disputas editoriais. Um conselho de arbitragem impõe sanções ou restrições a editores que violam as regras do projeto, em quase nada diferente do que nós fazemos nas discussões de bloqueio. JMagalhães (discussão) 00h29min de 14 de novembro de 2020 (UTC)

acho que não existe uma única definição do que é um conselho de arbitragem. ele pode servir a muitas funções, dependendo de como ele é constituído e regulamentado. eu seria favorável à criação de um para resolver especificamente impasses editoriais.Tetraktys (discussão) 00h55min de 14 de novembro de 2020 (UTC)
Se o conselho de arbitragem que se quer criar for igual o da en.WP ele media sim disputas editoriais. Na en.Wp, diversos artigos são "protegidos" por medidas específicas ditadas pelo Conselho de Arbitragem.--SirEdimon Dimmi!!! 01h00min de 14 de novembro de 2020 (UTC)
Se por "mediação" entendem esse tipo de medidas restritivas, então isso aqui também fazemos nas discussões de bloqueio. As nossas discussões de bloqueio são praticamente equivalentes às atribuições do ArbCom, com a diferença de aqui todos os administradores poderem intervir na resolução do problema, ao contrário de um grupo restrito. JMagalhães (discussão) 01h03min de 14 de novembro de 2020 (UTC)
JMagalhães, na verdade, o ArbCom de lá só é envolvido quando é um problema sério que não pode ser resolvido por administradores e editores comuns. Disputas editoriais em artigos super polêmicos, disputadas entre vários editores, geralmente, envolvendo vários admins (que não foram resolvidas no ANB), questões que envolvem informação privilegiada e/ou off wiki que admins comuns não podem ter acesso por questões de privacidade, questões de má conduta de editores com acesso a ferramentas privilegiadas, etc. Só mesmo questões sérias. Eles são tipo uma Suprema Corte.--SirEdimon Dimmi!!! 05h49min de 14 de novembro de 2020 (UTC)
A Wikipédia em inglês tinha o Mediation Committee para resolver disputas editoriais (que foi aposentado), em contraste do Arbitration Committee, que resolve disputas de conduta de usuários. Luk3🔔📖 03h45min de 14 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário O que me preocupa é que lá na en.WP a eleição e a organização de todo o aparato para o funcionamento do ArbCom exige muito trabalho de vários editores e toma meses. Não sei se teríamos como fazer isso aqui (ou se alguém teria interesse em fazer isso aqui). E mais, os candidatos a ArbCom recebem um escrutínio pior do que o recebido por candidatos a admin. Temo que isso possa, eventualmente, gerar, aqui, disputas e conflitos desnecessários.--SirEdimon Dimmi!!! 05h52min de 14 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário O conselho de arbitragem daria certo neste projeto se houvesse mais usuários ativos e editores que não tenham participação significativa em outras discussões da comunidade, uma vez que estariam aptos pela neutralidade de qualquer medida que fosse avaliada por eles. Na Wikipédia em espanhol, por exemplo, este conselho foi revogado por tais motivos também. No que diz respeito a mediação de conflitos, foi um outro modelo que acabou fracassando pela baixa participação de usuários aptos para tal, acredito que as páginas de discussão dos artigos já aplica este modelo e qualquer usuário poderá mediar um conflito. WikiFer msg 13h05min de 14 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário Como disse o Tetraktys, como hoje não existe um "Conselho de Arbitragem", ele pode ser qualquer coisa que a comunidade definir - algo para resolver disputas editoriais apenas, ou no mesmo molde do Conselho anterior, com poderes sancionatórios. Acho que a mensagem do Luk3 foi mais no sentido do segundo, então talvez discutir um "conselho" para resolver apenas disputas editorais seja fugir um pouco do escopo do tópico. De qualquer jeito, acredito que a política da Wikipédia-pt sobre esse tipo de disputa é falha, merecendo maior atenção. Acho curioso que a política oficial sequer mencione a ferramenta Wikipédia:Pedidos de opinião, o que talvez justifique a pouca movimentação na página. No mínimo WP:DISPUTAS deveria ser alterado para incluir esse método de resolução de conflitos (o texto da wiki-en pode servir de modelo). Quanto ao antigo Conselho de Arbitragem, eu tenho dificuldades de entender sua função. Qual a diferença dele para a WP:DB e outras discussões administrativas? Não há sobreposição de competências? Não consigo ver qualquer utilidade nesse "órgão" adicional. Talvez usuários mais experientes possam esclarecer. Situação diversa seria um conselho para resolver disputas editorais, já que não existe essa função na projeto. Acho que muitos dos problemas do antigo Conselho (pouca participação, poucos membros, poucos casos, etc.) poderia ser resolvido num Conselho focado apenas em disputas em verbetes - sem poderes sancionatórios, portanto, o que permitiria um número maior de usuários no dito Conselho. Essa sugestão também potencialmente resolve o problema da aposentada mediação de conflitos, que pelo o que eu entendi, não vinculava ninguém e ainda exigia que ambas as partes concordassem com a mediação. Eu sou um grande fã da mediação, mas ela é uma técnica de resolução de conflitos complexa e de difícil implementação no projeto. Jurisdictio (discussão) 19h17min de 14 de novembro de 2020 (UTC)

  • Sou Symbol oppose vote.svg Contra a criação de um conselho de arbitragem na Wp-Pt por vários motivos: 1: Não temos editores suficientes para implementar esse processo com isenção; 2:É o local ideal para trolagem, onde editores recentes, que nem fizeram uma página de usuário apareceriam para acusar outros editores desafetos por qualquer palha, já tivemos outras páginas assim que eram o quintal de trols; 3:Não faz muita falta, não mencionaram nenhum caso que seria resolvido por um CA que não se resolva por outros meios hoje, a comunidade tem resolvido bem os problemas que tem aparecido; 4:CA é para verificar comportamento do usuário e não para disputas editoriais, funções do CA são determinadas pela WMF e não "pelo que a comunidade quiser", não vai servir por exemplo para obrigar o Rena a escrever Stutgard, que é o parece ser a intenção aqui e nas diversas mensagens veiculadas no fale e nas esplanada em tempos recentes. Jo Loribd 12h47min de 15 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário Continuo sem perceber qual seria a função desse Conselho de Arbitragem. Já perguntei e ninguém sabe responder. Apenas falam de forma vaga em "resolução de disputas editoriais", o que pode ser um milhão de coisas diferentes. Neste momento já temos processos de resolução de disputas quando essas disputas envolvem violação de regras: a um nível inicial temos a notificação de incidentes e a um nível avançado temos as discussões de bloqueio. Aplicamos bloqueios totais, bloqueios parciais, filtros de edição, topic bans, impomos R1R e até proibição de interação. Ou seja, já fazemos tudo o que o ArbCom na en.wiki faz, e se não usamos com mais frequência outros processos alternativos é porque não existe previsão para isso na política de bloqueio. Volto a fazer a pergunta: para que serviria então esse ArbCom? JMagalhães (discussão) 13h10min de 15 de novembro de 2020 (UTC)

@Jo Lorib:Citação: Não temos editores suficientes para implementar esse processo com isenção. Temos quase 10 mil editores ativos. Acho que temos mais que o suficiente.
Citação: 2:É o local ideal para trolagem, onde editores recentes, que nem fizeram uma página de usuário apareceriam para acusar outros editores desafetos por qualquer palha, já tivemos outras páginas assim que eram o quintal de trols Qualquer arbitragem nesse sentido teria como pressuposto uma discussão anterior que não chegou a um consenso.
Citação: 3.Não faz muita falta, não mencionaram nenhum caso que seria resolvido por um CA que não se resolva por outros meios hoje, a comunidade tem resolvido bem os problemas que tem aparecido Eu concordo que o CA era inútil, já que suas funções eram perfeitamente desempenhadas por outras ferramentas administrativas. Comentei isso na minha mensagem anterior.
Citação: não vai servir por exemplo para obrigar o Rena a escrever Stutgard, que é o parece ser a intenção aqui e nas diversas mensagens veiculadas no fale e nas esplanada em tempos recentes. Eu não sei o que seria a "intenção aqui". Eu estou discutindo o que entendo como uma falha no sistema de resolução de disputas. Se você quer uma resposta mais clara, peço que seja mais claro na mensagem, sem indiretas quaisquer.

@JMagalhães: Citação: Continuo sem perceber qual seria a função desse Conselho de Arbitragem. Já perguntei e ninguém sabe responder. Apenas falam de forma vaga em "resolução de disputas editoriais", o que pode ser um milhão de coisas diferentes A resposta já foi dada. Como "disputas editorais" pode ser tão ambíguo? Parece-me claro que o significa a expressão - disputas que não chegam a um consenso. Ou estou ficando maluco e isso não existe aqui no projeto? Volto a perguntar: qual a solução para o não consenso? Ninguém me respondeu até agora. Retornar ao status quo? Suprimir o trecho controvertido? No mínimo WP:DISPUTAS deveria indicar uma possível solução. A grande solução da página: "dê um tempo na discussão". Sinceramente? Nem quem escreveu isso (que veio da en-wiki) deve acreditar nessa "solução" (que na verdade é empurrar o problema para frente).
Citação: Neste momento já temos processos de resolução de disputas quando essas disputas envolvem violação de regras: a um nível inicial temos a notificação de incidentes e a um nível avançado temos as discussões de bloqueio. Ok, e quando essas disputas não envolvem violação de regras? Vocês parecem assumir que toda disputa editorial irá acabar por desembocar em uma violação, tais como WP:3RR, ofensas pessoais, etc. E se não desembocar? Qual a solução? Continuo a fazer essa pergunta, e ninguém me responde claramente. Esse questionamento me acompanha desde que entrei aqui e comecei a ler as regras. Se há uma solução "não escrita", costumeira, então, por favor, alguém atualize o WP:DISPUTAS - que não se preza nem mesmo a mencionar a possibilidade do WP:PDO, que simplesmente fica perdido numa aba no início da página (o que talvez explique o pedidos de opinião estar às moscas). Jurisdictio (discussão) 19h49min de 15 de novembro de 2020 (UTC)

Quando a disputa não envolve violação de regras não há nada para intervir a nível administrativo. Compete aos editores entenderem-se entre si e chegarem a um consenso. O que está exatamente a ser proposto aqui? Um "conselho de sábios" com meia dúzia de editores cuja opinião sobre conteúdo vale mais que a dos outros? JMagalhães (discussão) 20h04min de 15 de novembro de 2020 (UTC)
Não está sendo proposto nada (pelo menos por minha parte). Até onde conferi, estamos na página de Opiniões, não propostas. E esse "conselho de sábios" era exatamente o que o antigo Conselho de Arbitragem era, e em momento algum foi sugerido algo nesse sentido. O que está se discutindo são ferramentas para a falta de um consenso, o que parece ser um "elefante na sala do projeto. Jurisdictio (discussão) 21h55min de 15 de novembro de 2020 (UTC)
  • Temos quase 10 mil editores ativos. Onde? Tá sonhando!Jo Loribd 21h22min de 15 de novembro de 2020 (UTC)
"9 922 editore(a)s ativo(a)s" é algo que está escrito em destaque na página inicial. Também se encontra em Especial:Estatísticas. Recomendo visitar ambas as páginas com mais frequência. Ia evitar comentários desnecessários como esse. Jurisdictio (discussão) 21h55min de 15 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo da criação, per JMagalhães. Saturnalia0 (discussão) 00h43min de 17 de novembro de 2020 (UTC)

Após os argumentos de Jo Lorib e JMagalhães, Symbol oppose vote.svg Não apoio a criação de um conselho de arbitragem. --Dioluisf (discussão) 21h07min de 19 de novembro de 2020 (UTC)

Em síntese, considero que nossa comunidade ainda é muito pequena para que tenha um Conselho de Arbitragem viável. Isto é, que atue de fato, com a quantidade necessária de voluntários. Apesar disso, não é uma questão que deve ser imediatamente descartada, pois há benefícios, IMHO. Havendo o aumento no número de novas contas, como resultado do bloqueio de IPs, não vejo empecilhos para que voltemos a analisar a questão. Érico (disc.) 02h38min de 21 de novembro de 2020 (UTC)

Avalanche de edições com péssima redação e estruturação em artigos de localidades espanholas

Suspeito que mais uma vez algum professor mandou os seus alunos editar artigos da Wikipédia sem qualquer preocupação de controlo de qualidade e agora temos uma avalanche de edições, muitas delas introduzindo imenso conteúdo, com péssima redação, que estragam o layout, que introduzem redundância, etc., etc.

Eu ainda tentei "salvar" alguma coisa, mas entre falta de fontes e a péssima redação isso vai dar um trabalhão dos diabos, pelo que tenho estado a reverter quase tudo. É chato, eu sei, mas que raio, agora porque um professor trapalhão e preguiçoso mandou os seus alunos editar vamos ter que passar largas horas a rever dezenas de kb de texto para ver se se aproveita alguma coisinha???

Alguns exemplos: Mérida (Espanha), Cáceres (Espanha), Cuenca (Espanha), Tarragona. --Stego (discussão) 00h18min de 20 de novembro de 2020 (UTC)

Também verifiquei e a minha suspeita também é essa, porque são várias contas. O "R" Aliado 00h28min de 20 de novembro de 2020 (UTC)
Dias atrás, desconfio que algum professor também solicitou que seus alunos fizessem o mesmo em páginas da área administrativa. Foram várias contas, editando, uma a atrás da outra, e deixando os verbetes com péssimas qualidades. Reverti algumas edições mas foi inútil, pois vieram outras contas e recolocaram tudo. Como era tarde da noite, não fiz mais nada. O "R" Aliado 00h36min de 20 de novembro de 2020 (UTC)

Já tinha questionado algumas destas ações em Wikipédia:Esplanada/geral/Projeto Wikipédia da Cásper Líbero 2015: empreendedorismo social (1abr2015) onde editores são forçados a contribuírem na Wikipédia, só para ganharem uma nota escolar. Citação: Neste momento, muito mal editado, com muitas irregularidades. Me parece que a pressão por uma nota, faz com que alunos editem de qualquer jeito. O "R" Aliado 00h46min de 20 de novembro de 2020 (UTC)

Se é um trabalho escolar, que tal esperar um pouco até eles o terem avaliado. Já vi o de Méridae quem me dera todos os artigos de destaque, estarem tão mal escritos.JF (discussão) 09h06min de 20 de novembro de 2020 (UTC)

O @Ixocactus: disse que vai orientá-los então pela boa-fé e iniciativa não bloqueei as contas, mas se sair do controle, não teremos outra alternativa. --EVinente (discussão) 14h36min de 20 de novembro de 2020 (UTC)

Olá pessoal. Agradeço pelas críticas e pela paciência com os novatos de boa fé. Me voluntariei para esta atividade promovida pela Embaixada da Espanha no Brasil/Colégio Cervantes de São Paulo. Elaboramos uma página com instruções na wiki-es para orientá-los, além de palestras sobre a Wikipédia comigo e com o Rubén Ojeda (WMES) da Wikimedia Espanha. A atividade seria realizada presencialmente, mas devido à pandemia tivemos um grande número de participantes (ver o Dashboard da Atividade). Conversando com o colega Joalpe, que tem bastante experiência nesse tipo de evento, aprendi que é necessário um monitor/editor experiente para acompanhar/orientar cada 15 editores nas atividades de maratonas e também uma melhor divulgação na nossa comunidade de editores, já que só anunciei na página de Edit-a-thons. Nesse contexto, avaliei as edições nos nossos verbetes e fiz algumas recomendações, que seguem abaixo. Os editores ficaram surpresos e frustados com as reversões, mas também tiveram uma ṕerspectiva diferente da Wikipédia por causa disso. Nas palavras do coordenador: "De qualquer maneira, está sendo bom perceber o grau de exigência e de rigor por parte da wikipedia... É chato, mas é bom!" Assim, na próxima sexta-feira (27-11) me reunirei virtualmente com os participantes da maratona para avaliarmos os problemas e corrigir os erros. Reitero os agradecimentos pela paciência e dicas de vocês. Os participantes estão cientes desta discussão. Seguem a tabela e as orientações. Boas edições! Ixocactus (discussão) 19h35min de 23 de novembro de 2020 (UTC)

Avaliação da maratona do II Fórum de Patrimônio Jovem Espanha-Brasil[editar código-fonte]

Dashboard da Atividade

Recomendações gerais
Cidades Patrimônio da Humanidade do Brasil e da Espanha
País Cidade Escola Editorxs Edições Melhorias necessárias
br es:Ouro Preto Colegio Reyes Católicos (CO), Centro de Estudos Júlio Verne (SP) y Centro de Excelência Felisbelo Freire (SE) 0 -
br es:Olinda Colégio Estadual Dom Juvêncio de Britto(SE) y Organização Educacional Farias Brito(CE) - 0 -
br es:Salvador Colégio Miguel de Cervantes(SP) - 0 -

No fue editado.

br Brasília CAIC Nossa Senhora dos Prazeres(SC), Colégio Magno(SP) y Escola de Ensino Fundamental Santa Catarina (RS) - 0 -
br São Luís (Maranhão) Instituto Monsenhor Hipólito (PI) - 0 -
br Diamantina Colégio Harmonia (SP) y Colégio EAG(SP) Professora Bruna Morais de Sousa 0 -
br Centro Histórico de Goiás Centro Educacional Menino Jesus(SC) y Professora Sônia Rita Penteado Aguiar Santos (SP) - 0 -
br Rio de Janeiro EETI Gilberto Mestrinho de Medeiros Raposo (AM) - 0 -
br Paraty (editar | discussão | histórico | informações | afluentes | última edição | vigiar | registros | registros do filtro de edições) Escola Municipal Anisio Teixeira (RJ) 14
es Córdova (Espanha) (editar | discussão | histórico | informações | afluentes | última edição | vigiar | registros | registros do filtro de edições) Escola Sesc de Ensino Médio (RJ) 20 (+ 5 reversões)
es Ávila (editar | discussão | histórico | informações | afluentes | última edição | vigiar | registros | registros do filtro de edições) Centro Educacional Master (RN) y Colégio Master (Sedes Sul e Bezerra) (CE) 1 (+1 reversão)
es Santiago de Compostela (editar | discussão | histórico | informações | afluentes | última edição | vigiar | registros | registros do filtro de edições) Casa Familiar Agroflorestal do Baixo Sul da Bahia (BA) 16 (+3 reversões e 1 desproteção)
es Segóvia (editar | discussão | histórico | informações | afluentes | última edição | vigiar | registros | registros do filtro de edições) Casa Familiar Rural de Igrapiúna (BA) - 0 -
es Cáceres (Espanha) (editar | discussão | histórico | informações | afluentes | última edição | vigiar | registros | registros do filtro de edições) Colégio Paraíso de Juazeiro do Norte (CE), Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (BA) 20 (+3 reversões +1 proteção)
es Toledo (editar | discussão | histórico | informações | afluentes | última edição | vigiar | registros | registros do filtro de edições) Colégio Maria Montessori(AL) 15 (+2 reversões)
es Salamanca (editar | discussão | histórico | informações | afluentes | última edição | vigiar | registros | registros do filtro de edições) Centro de excelência Maria das Graças (SE) 28 (+ 8 reversões)
es Mérida (Espanha) (editar | discussão | histórico | informações | afluentes | última edição | vigiar | registros | registros do filtro de edições) Colégio Maria Auxiliadora(RS) 43 (+4 reversões)
es Cuenca (Espanha) (editar | discussão | histórico | informações | afluentes | última edição | vigiar | registros | registros do filtro de edições) Colégio Brasil Canadá (SP) 8 (+2 reversões)
es Alcalá de Henares (editar | discussão | histórico | informações | afluentes | última edição | vigiar | registros | registros do filtro de edições) Colégio Guilherme Dumont Villares (SP) - 0 -
es Ibiza (editar | discussão | histórico | informações | afluentes | última edição | vigiar | registros | registros do filtro de edições) Colégio Internacional Signorelli(RJ) 5 (+ 4 reversões)
es San Cristóbal de La Laguna (editar | discussão | histórico | informações | afluentes | última edição | vigiar | registros | registros do filtro de edições) Professor Ascendino Reis (SP) 54 (+2 reversões)
es Tarragona (editar | discussão | histórico | informações | afluentes | última edição | vigiar | registros | registros do filtro de edições) Beacon School (SP) 18 (+5 reversões)
es Úbeda (editar | discussão | histórico | informações | afluentes | última edição | vigiar | registros | registros do filtro de edições) Colégio Bernoulli (MG) 16
es Baeza (editar | discussão | histórico | informações | afluentes | última edição | vigiar | registros | registros do filtro de edições) Colégio Bernoulli (MG) 15 (+1 reversão)
es (NOVO) Museu Arqueológico de Ibiza e Formentera (editar | discussão | histórico | informações | afluentes | última edição | vigiar | registros | registros do filtro de edições) 16
es (NOVO) Dalt Vila (editar | discussão | histórico | informações | afluentes | última edição | vigiar | registros | registros do filtro de edições) 3

Ordem Militar da Seta de São Sebastião

Exmos. Srs.,

Coloquei, há uns tempos, a página em epígrafe (Ordem Militar da Seta de São Sebastião) para eliminação, por se tratar de uma associação de criação recente, baseada numa alegada ordem de cavalaria cuja existência não está historicamente provada. A única publicação inteiramente dedicada a essa alegada ordem foi editada em 2008 pela associação que usa essa designação, não merecendo qualquer credibilidade, na minha opinião. Contudo, não devo ter seguido os trâmites adequados. Peço a vossa ajuda. Obrigado a todos.--Hjkel (discussão) 18h34min de 22 de novembro de 2020 (UTC)

--Para compreensão da natureza actual, privada e de propaganda desta associação, vide: https://ordemdafrecha.weebly.com/ Há vários "distinguidos" vivos, na Polónia, o que justifica a existência de artigo na Wikipédia polaca (https://pl.wikipedia.org/wiki/Order_%C5%9Awi%C4%99tego_Sebastiana).--Hjkel (discussão) 18h57min de 22 de novembro de 2020 (UTC)

Para nomear uma página para eliminação por consenso (que acredito ser o método mais adequado para este caso), basta seguir os procedimentos descritos em Ajuda:Guia de eliminação/Tutorial de nomeação. Victor LopesDiga!C 00h15min de 23 de novembro de 2020 (UTC)

Morte de Diego Maradona

Imediatamente após o anúncio da morte do jogador argentino foi criado o artigo Morte de Diego Maradona. Gostaria de saber se esse tipo de artigo deve ser considerado válido ou deveria ter seu conteúdo fundido à página do jogador e eliminado?

Em minha opinião, por não se tratar de uma morte envolvendo polêmicas, soa como um simples obituário, o que no meu entender foge do propósito da Wikipédia.

Grato.

Nave do Conhecimento (discussão) 16h54min de 25 de novembro de 2020 (UTC)

Claramente não tem conteúdo que justifique um artigo próprio. E a linguagem usada não é de todo enciclopédica. JMagalhães (discussão) 17h04min de 25 de novembro de 2020 (UTC)

A morte de alguém notório não é automaticamente notória, a não ser que seja resultado de um crime ou de um acidente que tenha gerado muita atenção de múltiplas fontes (ex: Morte de Ayrton Senna, Assassinato de John Lennon, etc.). Em alguns casos, pode até acontecer da morte de uma pessoa ser notória, mas a própria pessoa não. É o que ocorre com cidadãos comuns vítimas de crimes que gerem grande comoção (ex: Caso Eloá Cristina). Victor LopesDiga!C 19h28min de 25 de novembro de 2020 (UTC)

Concordo que mortes que são fruto de acidente ou crime são mais notórias e têm mais cobertura, e não é o caso de Maradona. Mateussf (discussão) 23h00min de 1 de dezembro de 2020 (UTC)

Aportuguesamento de mandarim

É com pesar que tenho de trazer à atenção da comunidade geral mais um impasse à questão de aportuguesamentos. Desta vez, creio, esta questão é bem específica, diferente das anteriores (peço que tenham paciência e atestarão isso) e será útil informá-la. É a primeira vez que me envolvo em uma questão assim, já presenciei ano passado discussões de usuários aqui na Esplanada contra alguns tipos específicos de aportuguesamento realizados pelo Renato de carvalho ferreira, mas elas não me incomodaram; algumas daquelas situações foram resolvidas, com acomodação de ambas as partes do conflito, e vejo que será necessário isso novamente, infelizmente.

Uma questão clara distingue a minha crítica: sou a favor de grande parte de aportuguesamentos, inclusive o sistema de adaptação que o Renato adota para arabismos, pois ele se fundamenta em regras bem específicas de um dicionário de arabismos, por uma autoridade reconhecida na lusofonia - é um sistema consistente, de uma fonte bem sólida. Este meu repúdio é específico contra um suposto sistema de aportuguesamento de mandarim, que não existe em nenhuma fonte. O que existe são casos particulares e válidos de palavras que vieram historicamente desde o contato português com a China, como "Cantão" para Guangdong, "Pequim" para Beijing, etc.; ou ainda palavras que surgiram naturalmente recentemente, pelo uso fora da Wikipédia, a exemplo de "Uane" para Wuhan. Todas estas são válidas, com uso expressivo e não são invenções da Wikipédia. Mas nenhuma dessas palavras históricas indica a existência de regras consistentes ou, o que seria um conjunto delas, um sistema geral para aportuguesamento. Foram apenas tentativas de adaptação ocasionais: por exemplo, há uma fonte ([1]) que registra a província "Cantão" (Guangdong) como "Cuangue-Tongue"; pelo sistema que o Renato alega existir, eu poderia escrever aqui na Wikipédia as formas Guandão ou Guanguedongue, que não possuem registros e seriam uma invenção única. Não há um Tratado Ortográfico que defina como derivar do mandarim uma transliteração em português; não há consistência nos usos de adaptações aportuguesadas do mandarim; e portanto não há nenhuma regra nem sistema. Como argumentarei abaixo, nem é possível realizar um sistema de aportuguesamento do mandarim, que seria prejudicial aos leitores, pois destruiria a identificação da informação (apesar de facilitar a leitura) e alteraria o idioma como uma pesquisa inédita aqui na Wikipédia.

Eis o problema: o Renato continua com alterações de termos em mandarim pinyin para formas inexistentes, mesmo depois de eu ter expressado indignação com estes casos desde agosto ([2]), e ainda voltou a continuar pelo menos desde este mês ([3]). Isso porque eu notei ao acaso, imaginem quanto tempo passariam despercebidas essas edições e outras que não encontrei ainda; ele continua recorrendo em criações de aportuguesamentos inexistentes do mandarim, mesmo sabendo desde a nossa primeira discussão de agosto sobre a WP:CNNTT II.2.1, de "Antropónimos e topónimos derivados de línguas que não usam o alfabeto latino":

"*2. Caso não haja exónimo histórico:

    • 2.1. Palavras em mandarim: será utilizado o pinyin.
      • Ex.: Shenzhen, Wuhan, Deng Xiaoping, Huang-Taiji"


Após uma nova tentativa de discussão de minha parte, o editor continua desfazendo minhas edições (em que tento corrigir apenas os aportuguesamentos errados e inexistentes do mandarim), mesmo pautado em sólidas argumentações linguísticas que expus a ele e nessa regra da Wikipédia, que é justa por um bom motivo, conforme os argumentos abaixo. Não posso carregar esse peso sozinho, pois após 2 discussões sem ele considerar a indignação de minha parte (e imagino que de parte da comunidade), a única medida a que eu poderia proceder seria recorrer a guerras de reversões e alterações de adaptações erradas e inexistentes do mandarim, o que tomaria o meu tempo e o do Renato, sabe-se lá até quando; ou ainda eu poderia pedir algum tipo de ação administrativa por violação da WP:CNNTT, mas isso não seria efetivo e nem mesmo justo, porque essa questão do mandarim é uma minúscula parte de suas edições: admiro o tamanho do esforço dele nas contribuições ao projeto, principalmente na parte de história, e isso desgastaria sem proveito as relações entre mim, ele e a comunidade.


Estes são os pontos preocupantes da questão:


1. Diferente de uma discussão sobre o "sexo dos anjos", esta discussão afeta potencialmente todos os leitores lusófonos: cada artigo pode registrar em média centenas ou milhares de leitores por dia, e, a longo prazo, centenas de milhares de leitores. Se a comunidade não estiver alerta quanto a qualquer forma errada de escrita, poderá naturalizá-las artificialmente, e aparecerão em fontes externas posteriores, por exemplo em notícias, como se fossem corretas - aí poderão justificar no futuro que existe fonte para o termo, quando na verdade foi um artefato equivocado, originário de um editor daqui. Se admitirem aqui formas erradas de escrita e um sistema inexistente, terão responsabilidade de um grande impacto no idioma.

2. O sistema de romanização (transliteração ao nosso alfabeto) convencional do mandarim é o pinyin. Convencional porque a maioria dos países atualmente o utilizam (com exceção de Taiwan, que utiliza o sistema Wade-Giles), por razões linguística e diplomáticas, e por isso é adotado em todas as versões da Wikipédia. Não é possível substituir os dígrafos dele em tentativas de aportuguesamento, ex.: "sh", "ch", "zh" e "x", em pinyin, indicam todos uma pronúncia diferente - em português teria que se optar por "ch" ou "x", mas sem critério algum de qual se escolher e sem respeitar a fonética. O mesmo com "zh" e "z"; "q", "c" e "k"; todos diferentes e que, se for tentar adaptar apenas com as letras existentes no português, haverá sobreposição e gerar conflitos de transliteração.

3. A mudança do sistema de transliteração pinyin gera perda de rastreabilidade, pois, inventando formas novas, não será possível o princípio linguístico de identificação: não adianta nada conseguir pronunciar mais fácil um nome aportuguesado e não saber o que ele identifica. Exemplo: um leitor se deparar com o reino de Cu, ao invés de Reino de Qu (este exemplo específico ocorreu de verdade em um dos artigos editados recentemente). Ou ainda, uma pessoa que leia a Wikipédia em português e se interesse em pesquisar mais sobre o rei "Chengue", terá dificuldades em identificar e encontrar na pesquisa do Google que a forma convencional em pinyin do governante é Zheng - e a única que ocorre em todas as fontes; ou ainda que o artigo poderia estar se referindo a outro governante de nome parecido, Sheng ou Cheng, que seriam escritos pelo Renato da mesma forma, Chengue!

4. Alegar que está derivando uma regra ou sistema de transliteração, e aplicá-lo aqui na Wikipédia, é pesquisa inédita e absolutamente arbitrário; isso permitiria a qualquer um inventar novos termos segundo os precedentes do editor. Ex.: Se eu quisesse me basear nos precedentes do Renato, eu poderia adaptar ao português o nome do marquês Cheng de Zhao como Tião de Tchau (e sim, eu tenho fontes para termos correntes no português que permitiriam isso caso eu alegasse "regra" ou "sistema"). Esse caso em específico o Renato tentou adaptar como "Chengue de Chao" (sem ocorrência alguma em fontes para esse marquês), mas a minha proposta seria igualmente válida e foneticamente mais próxima.

5. Há palavras estrangeiras que nunca serão adaptáveis ao português, o próprio Acordo Ortográfico admite estrangeirismos no português caso não seja possível a adaptação delas ou não haja nenhuma forma de uso corrente. Pesquisem nele ([4]) "antropónimos/antropônimos originários de outras línguas e seus derivados" e "topónimos/topônimos de línguas estrangeiras", encontrarão várias seções sobre isso. Por isso não saímos aportuguesando a maioria dos termos de cidades ou nomes de pessoas em inglês, por exemplo. Se eu quisesse adaptar a cidade "Wellington", eu poderia escolher "Uélitom"; ou ainda "Velintônia", se seguisse um precedente arcaico de Washington como "Vasintônia" a partir do latim (erradamente, pois no latim histórico V tem som de U) - mas de fato, não existem essas palavras no português, então continuam na forma original como estrangeirismo. Com o mandarim é o mesmo, a maioria delas nunca entrou no português e só podem ser escritas no pinyin.

Trago aqui tendo consciência da utilidade de fazer conhecer essa situação, que não é nada isolada e afeta toda a comunidade lusófona. Mais opiniões são necessárias, visto que a minha e a dele não estão sendo proveitosas. Bafuncius (discussão) 18h48min de 29 de novembro de 2020 (UTC)

duvido que esse protesto leve a alguma solução. protestos contra esses hábitos do Renato é o que não falta na Wikipédia, mas o que realmente admira é que a comunidade tenha optado por dar rédea larga para ele recusando-se a impor-lhe restrições mesmo quando os abusos foram solidamente documentados. esse excepcionalismo a seu favor é uma das aberrações mais revoltantes do nosso projeto.Tetraktys (discussão) 21h04min de 29 de novembro de 2020 (UTC)

A comunidade já demonstrou incapaz de resolver esses "problemas" de forma civilizada. Então faço um único questionamento, porquê abrir um novo tópico? Edmond Dantès d'un message? 21h19min de 29 de novembro de 2020 (UTC)

Conde Edmond Dantès, meu primeiro objetivo é fazer a questão conhecida e saber a opinião da comunidade, e assim evidenciar ao Renato que essa questão particular não representa uma indignação apenas minha. Tenho com isso esperança de que ele possa enxergar o tamanho do problema não apenas por minha pequena voz; aqui poderão surgir melhores argumentos do que as discussões que eu estava fazendo na PDU dele. Em último lugar, mesmo que uma indignação da comunidade não tenha tanto efeito, tal como em outras vezes, eu terei melhor fundamentação para desfazer as últimas reversões do Renato com ciência da comunidade, além de outras respostas sobre como melhor proceder; em caso excepcional, o que quero evitar, haverá fundamentação também para um pedido de ação administrativa a instâncias superiores, visto que está ocorrendo violação de regra. Bafuncius (discussão) 21h28min de 29 de novembro de 2020 (UTC)
@Bafuncius: sinceramente, nada contra você! Principalmente porque analisei superficialmente algumas discussões e seus argumentos demonstra conhecimento, no mínimo, básico. Diferentemente da maioria das asneiras dignas de analfabetos linguísticos: "central de moção, manter o título da Wikipédia em inglês, conspiração de dicionários copiando os aportuguesamentos da Wikipédia..." a lista é grande... O problema é exatamente este... já abusaram tanto da paciência da comunidade que nada de produtivo é retirado. Espero que tenha capacidade de compreender pois seu objetivo tem grandes chances de falhar. Sinto muito pelo desânimo e a ausência de positividade, mas é a realidade atual deste tipo de discussão. Saudações. Edmond Dantès d'un message? 21h37min de 29 de novembro de 2020 (UTC)
Entendo, Conde Edmond Dantès! É uma pena o nível das discussões que ocorreram anteriormente, acompanhei algumas delas também e esses exemplos que você citou prejudicaram qualquer diálogo e resolutividade. Me mantenho esperançoso, penso que delimitando melhor essa questão específica de aportuguesamento, de minha parte pelo pouco de contato que tive com o mandarim, com pós e contras, trará melhores resultados. Tudo de bom! Bafuncius (discussão) 21h49min de 29 de novembro de 2020 (UTC)
Acho que que o Renato já deveria ter sido parado. Para ele qualquer fonte insignificante é suficiente para mudar toda a wikipédia. Ao passo que coisas consensuais como o número 2 são apagadas sem o mínimo de reflexão.JF (discussão) 19h03min de 30 de novembro de 2020 (UTC)
O número é consensual, mas é ainda mais consensual que o artigo (tanto dois como 2) deviam ter fontes, mas alguém achou que era boa ideia criá-los em massa, sem fontes. Se eles somem, é da total responsabilidade dos massificadores.--Rena (discussão) 21h40min de 30 de novembro de 2020 (UTC)

Pra facilitar a discussão, vou me pautar nos pontos elencados de um a cinco logo acima. Enfim, vamos lá:

1) Isso está certo, motivo pelo qual precisa ser o mais científico possível na escolha da grafia de qualquer coisa (substantivo comum ou não). Não pode ser algo escolhido ao acaso, como isso é claro e contundente, e precisa ser rastreável por fontes, que existem e no processo de discussão foram indicadas algumas para consulta.

2) Todo processo de adaptação implica um ato de escolha, tal como todo processo de escolher esse ou aquele sistema de romanização, transcrição, tradução ou seja o que for. Por mais que se faça o mais louvável esforço de adaptação, ou mesmo de intocabilidade de uma língua, é quase impossível pressupor que o processo de incorporação será totalmente neutro dessas escolhas. E felizmente para o chinês, por falta de uma, há duas escolhas, ambas corroboradas em mais de uma fonte para não se falar em casos isolados, entre optar por uma adaptação fonética mais à chinesa (-ão, p. ex.) ou mais à portuguesa (-ngues) em palavras como Cantão e Pequim, citadas na introdução, que são mais chinesas, ao passo que há Pionguiangue e mesmo Honguecongue. E mesmo Cantão é adaptado (de inúmeras formas diferentes), em formas com -ngue.

3 e 4) Não é o caso, um hipotético "Cheng" é grafado em português "Chengue", enquanto que outro escrito "Sheng" dá "Xengue". Os fonemas para /ch/ e /x/ são diferentes no português, tal como no chinês. Numa escala de proximidade, há mais proximidade entre /ch/ e /zh/ (separados no Wade-Giles por apóstrofo no segundo, que fica então /ch'/) a ponto de não menos de um autor, em português, associar indistintamente esses fonemas. A confusão quase generalidade que se faz a isso se dá por influência de outras línguas europeias majoritárias, como o francês, no qual, ali sim, /ch/ equivaler ao que o inglês grafa com /sh/, e que aqui dá /x/. Isso se refletiu na evolução de várias palavras (ex: paşa, então pashá, então pachá e aí paxá). Mas há, tanto quanto sei, algo semelhante que tenha ocorrido no chinês a ponto de se permitir considerar que eu, hipoteticamente, "inventei" que Chengue é equivalente de Cheng e Sheng. Esse ponto, se for desejável avançar nisso, se repete nos demais pares de consoantes ou dígrafos elencados.

5) Os exemplos até então discutidos aqui, ou em minha PDU, começando pelo marquês que originou a conversa, não consigo ver onde se enquadram no AO-90 no sentido de serem inadaptáveis, ou ferem algo daqui, de lá, ou de algum canto, uma vez que, focando no marquês, o nome do reino que governou já tem registro, em português, desde o século XIX (ex) A "disputa" não vai muito além de Chengue, que já estava mais do que suficientemente discutido quando o nome surgiu.--Rena (discussão) 21h40min de 30 de novembro de 2020 (UTC)

Renato, suas respostas novamente continuam muito rasas, tangenciam todo o teor de minha crítica e você continua pegando pequenos exemplos específicos dela sem se ater às consequências negativas gerais de seu proceder. Você está escapando às inúmeras razões de que não existe um sistema de aportuguesamento do mandarim e continua pinçando um punhado de fontes como se elas justificassem todas as barbaridades de termos inexistentes que são invenções suas, baseados em um sistema imaginário que não é encontrado em lugar algum! Por exemplo, esse seu pseudo-sistema que aponta "sheng" como "xengue" não possui consistência: a Enciclopédia Brasileira Mérito registra para o instrumento sheng tanto a forma "xengue" quanto "chengue". Foneticamente, no português, x (em pronúncias leves como o s) em nada se parece com o sh chinês também, que é totalmente idêntico a ch. E a fonte que você apontou (ex) para "Zhao" como "Chao" não está indicando nada o reino, mas a um tal de príncipe "Chao-Hao" que nem mesmo é rastreável para saber como escreve o nome em pinyin, em meio a formas como "Pekin" e "Ty-Tché" que apenas diminuem seu argumento de um suposto sistema antigo de aportuguesamento. De resto, é como se você ainda não tivesse respondido em nada à altura do problema. Bafuncius (discussão) 21h57min de 30 de novembro de 2020 (UTC)
Bafuncius, ao contrário, eu estou "pinçando" casos, pois falar de algo sem demonstrar o algo onde ele supostamente se aplica é inócuo. E não é bem isso do zh, sh, ch. A Enciclopédia Brasileira Mérito, se pegamos como exemplo de demonstração, registra xengue apenas. Outras fontes o chamam por chengue, mas repare que, como explicado antes e você talvez não reparou nisso, palavras que hoje são grafadas em xis (paxá) já foram outrora referidas com ch (o mesmo paxá) em fontes mais antigas (todas nas quais há chengue são de 70 anos antes da Mérito) por influência do francês, onde há total equivalência de /ch/ e /sh/ (inexistente naquela língua). Aqui que toma como base fonética o inglês (como aqui) é dado de forma mais clara do que eu tentar convencer alguém que /sh/ é um mero xis como em xícara, e um /ch/ tem o mesmo som que no português (dão como exemplo na fonte /tipo/ para falar da aspiração que tem que ser feita, logo /tchipo/, uma vez que é impossível de se ler como */xipo/). O que também é curioso é que as fontes também associam (e também nas associações fonéticas em inglês que abundam na internet) o zh como um som de jota, mais do que razoável, já que esse som é o mesmo, em muitas línguas asiáticas, sínicas ou não, ao ch (olha a associação outra vez). No turco, que legou palavras no chinês, os mesmos nomes grafáveis em ch são grafáveis em jota. (en:Common Turkic Alphabet).--Rena (discussão) 23h11min de 30 de novembro de 2020 (UTC)
O nome do reino, que com o tempo ganhou alguma proeminência mais do que regional, aparece junto ao nome dos reis do lugar, e o Pekin que está vendo é uma grafia arcaica de Pequim, que em si é um aportuguesamento de Peking, que é como a palavra seria escrita numa grafia pré-pinyin. Aliás, isso está no artigo da cidade.--Rena (discussão) 23h14min de 30 de novembro de 2020 (UTC)
Pelo amor Renato, menos desses sofismas rodopiantes, já os tive que aturar em duas discussões tentando ser bastante compreensivo. Não é bom pra vida ter atitude assim, seja mais empático. De novo você está pinçando caso específico à guisa de justificar todas suas invenções de um sistema, e demonstra de novo não conhecer a fonética do mandarim. Mas de qualquer jeito você está violando a regra WP:CNNTT II.2.1 nos seus casos de invenção. Bafuncius (discussão) 23h34min de 30 de novembro de 2020 (UTC)
Bafuncius, não entendi a parte da empatia (acho que foi a terceira vez que tocou nesse ponto). Empatia a quem ou ao quê? E não entendi também a parte do "sofismo rodopiante". Você pede para demonstrar o modelo para saber se existe ou não, eu cito nomes que, completamente diferentes entre si, compartilham todos as mesmas adaptações (Mingue, Songue, Quingue, Chingue, Xangue, Changue...) como no -berga que eu citei na minha PDU e, olha lá, você concordou alegando ser algo rastreável nas fontes. Também lembro que citei lá, e já cito aqui pela enésima vez, fontes linguísticas (como essa) dando mais estofo do que "meras ocorrências aleatórias". E eu acabei de citar ao menos uma fonte (em português, mas que dá exemplo em inglês para aproximar a fonética) que dá os fonemas (se alguém tinha alguma dúvida quanto a isso) do porque cargas dágua sh ≠ ch ≃ zh a ponto de bons historiadores fazerem a equivalência total dos últimos dois (aqui). Ai vem a questão. Com tanta fonte, com base em que se finge que não há fontes? E com base em que, também, há uma tendência a desmerecer a contraparte do diálogo dizendo que "não entende nada"?--Rena (discussão) 00h02min de 1 de dezembro de 2020 (UTC)
"não entendi a parte da empatia (acho que foi a terceira vez que tocou nesse ponto). Empatia a quem ou ao quê?". Pois é. Renato, eu já cansei de mostrar uma por uma cada fonte que você traz que elas em geral estão com grafia interna conflitante, sem seguir regra, escrevendo coisas misturadas no meio como "Pekyn" ou "Yang-loo" que nada tem de português; ou que elas possuem conflito entre si, escrevendo um mesmo termo das mais aberrantes formas, de um modo que não dá pra deduzir regra, nem sistema geral (a exemplo da terminação -ngue, que ora é aplicada, ora não é); ou que uma única fonte de um historiador ou um linguista isolado não serve para nada e demonstra apenas o quanto de artefatos ocasionais linguísticos surgiram no século XX em tentativas de aportuguesar. Quem se interessar poderá consultar vários exemplos desse nas discussões que eu e você tivemos, citadas na introdução. Bafuncius (discussão) 00h12min de 1 de dezembro de 2020 (UTC)
Bafuncius, alguma fonte registra "Pekyn", e sobretudo "Yang-loo"? Pekin sei que há, uma muitas tantas, já que é a forma arcaica do nome Pequim. Dos demais casos que citou, também não vi os conflitos ou contradições. Seja -ngue, seja ch/zh, seja outros casos específicos para os quais aleguei, desde o começo, haver formas de adaptar bem consistentes, não são exemplos isolados e desconexos a ponto de falar que se trata só de "artefatos ocasionais linguísticos" que "surgiram no século XX" quando você acha fontes muito recentes (2008; 2017...) de linguistas e não linguistas adaptando os nomes, e isso ainda não tornou nada "inrastreável". --Rena (discussão) 01h15min de 1 de dezembro de 2020 (UTC)
Ah, sim, na verdade é "Xang-Ioo" ([5]), uma das primeiras fontes disparatadas que você trouxe em nossa primeira discussão. É, Pekin mesmo, que não é português mas tá em uma fonte que você aceita acriticamente como referência, como todas as outras. Não sei se você notou, Renato, mas esses exemplos são uma síntese retórica de praticamente todas as fontes do caso 1, de "grafia interna conflitante". Se não há mais nada de útil a acrescentar, repetir a leitura da minha resposta anterior acima. Bafuncius (discussão) 01h24min de 1 de dezembro de 2020 (UTC)
Bafuncius, eu citei que "Pekin" é arcaico e só. No português moderno usamos Pequim, não? E o outro nome, qual o problema da fonte se eu tinha citado ela (e não me recordo de falar que era a melhor fonte do mundo para qualquer coisa, nem antes nem agora) se eu estava só falando de um marquês muito pouco conhecido no Ocidente? De novo, na falta de argumento melhor, Ad hominem, uma vez que está falando "você aceita acriticamente" quando estamos no começo de uma conversa. Interessante. É interessante que eu demonstrei, dessa vez focando unicamente em boas fontes fontes acadêmicas, a consistência de uso dos nomes aportuguesados (veja minha resposta acima "se não há mais nada de útil a acrescentar") e estou demonstrando que ao longo do tempo, e não restrito a uma ou duas pessoas isoladamente, há uso de formas aportuguesadas para adaptar as mesmas coisas no chinês, como você acha na mesma semelhança para um -berga ou -burgo do alemão ou mesmo uma adaptação árabe, com gente defendendo e gente recriminando, com argumento que nunca vão muito longe destes seus.--Rena (discussão) 01h50min de 1 de dezembro de 2020 (UTC)

Acho que o problema aqui não é o padrão do Renato, mas a falta de uma sistematização do padrão. Eu coordenei a criação de WP:RUSSO, uma sistematização que não foi copiada de lugar algum, mas sim pensada localmente a partir do consenso da comunidade, em especial de pessoas com diferentes graus de entendimento do russo e do cirílico. Há tempos estou trabalhando em WP:GREGO com intenções semelhantes, e chamarei a comunidade para escrutínio quando estiver pronto (até lá está marcado como ensaio e esboço).

Eu simpatizo totalmente com os aportuguesamentos do Renato no caso de nomes próprios quanto aos quais não se pode inferir qualquer versão amplamente usada em língua portuguesa, mas sim se pode inferir um aportuguesamento por analogia. Penso que, se discordarmos em algum ponto, como, por exemplo, se as nasais finais devem ser silabificadas ou transfonologizadas para vogais nasais, a solução deve ser discutir um padrão único. Não precisamos ficar presos ao pinyin se tivermos fundamentos sólidos, claros, públicos e discutidos na realidade de como a língua portuguesa trata nomes chineses. Leefeniaures audiendi audiat 01h48min de 1 de dezembro de 2020 (UTC)

Leefeni de Karik, uma medida assim é inteiramente positiva.--Rena (discussão) 01h51min de 1 de dezembro de 2020 (UTC)
Inventar um sistema de aportuguesamento? Proponham a mudança da WP:CNNTT II.2.1 então; quando as devidas regras forem estabelecidas, busquem consenso com toda a comunidade e carreguem a responsabilidade e maldição sozinhos de uma aberração linguística assim, formando um novo sistema de transliteração em competição com o internacional e se arrogando de autoridade de um Tratado Ortográfico. Neste ponto que chegamos, encerro toda minha parte de discussão aqui, transfiro o andamento para vocês agora e, enquanto não houver mudança de regra, aplicarei reversões a qualquer nome inédito do mandarim sem fonte. Tudo de bom! Bafuncius (discussão) 02h03min de 1 de dezembro de 2020 (UTC)
@Bafuncius: Mas é justamente isso que eu estou sugerindo, sem a parte da maldição. Não pretendo perder meu Mandato do Céu/Tiānmìng/T'ien1ming4/Tianemingue/Tiã-Mim enquanto administrador, ou desastres naturais podem acometer o Reino da Wikipédia. :) Agora voltando à seriedade, ninguém sugeriu uma competição. Apenas estou apontando que é possível um estudo empírico das convenções já existentes e a criação subsequente de uma sistematização adequada... Foi o que fizemos em WP:RUSSO... Leefeniaures audiendi audiat 02h12min de 1 de dezembro de 2020 (UTC)
Leefeni de Karik, nesse caso polêmico do mandarim, com inovação de criar um sistema local que não existe fora do Reino da Wikipédia, terá que conduzir uma proposta de mudança daquela regra que apontei para que a comunidade aprove. Bafuncius (discussão) 02h37min de 1 de dezembro de 2020 (UTC)
Eu não sugeri criar nada que não exista fora daqui, muito pelo contrário, você precisa se acalmar e retomar a racionalidade que é de seu costume. Leefeniaures audiendi audiat 02h45min de 1 de dezembro de 2020 (UTC)

Perdoem-me a intromissão. Leefeni, o que se fez no WP:RUSSO não foi nada de semelhante com o que se passa aqui. Para o russo existiam múltiplos sistemas de transcrição. A Wikipédia limitou-se a aplicar regras de sistemas existentes para organizar uma transcrição uniformizada para todo o seu conteúdo vindo do russo. A escolha era entre: a fonte X diz que щ se transcreve como "shch", a fonte Y diz que se transcreve como "sch". A Wikipédia limitou-se a padronizar, escolhendo uma. Com o mandarim é muito mais complicado, porque não há nenhum sistema académico moderno de transcrição para o português. Há há apenas o sistema de transcrição internacional (pinyin). Não cabe à comunidade inventar regras de transcrição com base no empirismo dos seus colaboradores. Quando muito poderiam organizar-se múltiplas regras de transcrição para uma eventual padronização, caso elas existissem. Mas não existem... Gameiroestá lá? 23h10min de 1 de dezembro de 2020 (UTC) ───────────────────────── @Gameiro: Mais ou menos... De fato uma estandardização local do português envolveria escolhas muito mais difíceis e arbitrárias do que usamos em WP:RUSSO, mas existe sim uma longa tradição de adaptações de nomes chineses para o português, sem falar que o pinyin não tem esta força homogênea toda. O pinyin é o sistema recomendado pela RPC para transcrever uma pronúncia baseada em uma versão "purificada" do dialeto de Pequim e é hoje o mais usado. Contudo, é cheio de problemas: seu uso para nomes e temas particulares a outras variantes chinesas (especialmente não-mandarins) é artificial e talvez até ofensivo; seu uso para questões da República da China é politicamente carregado; o sistema não aparece em textos de antes da normalização de relação entre a RPC e o Ocidente; seu uso para temas antigos é um anacronismo enorme... Talvez até eu tenha sido presunçoso em sugerir a possibilidade de uma estandardização local, mas eu enfatizo que o uso de transliterações em pinyin deve ser reservado estritamente para o último caso, especialmente quando, por um dos vários motivos que já citei, o mesmo for inapropriado e carregado.

Por exemplo: propositalmente ou não, a primeira sílaba de Uane (que não é criação do Renato) representa a pronúncia local mais fielmente do que a versão em pinyin, Wuhan. O princípio pode até valer para a escolha de outras formas de transliteração ou de empréstimo. Da mesma forma que Chiang Kai-shek é inquestionavelmente mais apropriado que Jiang Jeshi, se há fontes fiáveis que interpretam as transcrições chinesas de nomes turcos 昭禮, 撑犁 e 腾格里 como o nome turco "Tengri", talvez devamos preferir o empréstimo "Tengri" aos respectivos macarronismos Zhaoli, Chengli e Tenggeli. Leefeniaures audiendi audiat 00h21min de 2 de dezembro de 2020 (UTC)

Leefeni de Karik, lembrando que não estamos falando de palavras em cantonês (caso de Chiang Kai-Shek) ou turco, mas de mandarim. Não sobra muita opção de rastreabilidade e identificação de um termo legitimamente mandarim por leitores leigos além do pinyin: o que estamos discutindo aqui é a transmissão do conhecimento e qual o código atualmente mais utilizável para tal, não a conjuntura política. O resto são especulações sobre reconstrução fonética histórica e mais conflitos sobre tentativa de se definir um sistema. Bafuncius (discussão) 00h32min de 2 de dezembro de 2020 (UTC)
@Bafuncius: Não é assim que funciona a língua chinesa... Se nós estamos discutindo apenas o mandarim, por que você está aplicando o pinyin a entidades que existiram mais de dois milênios antes do mandarim? A discussão é muito mais ampla. Usar pinyin é necessariamente usar uma transliteração do mandarim moderno, e usa-se costumeiramente pinyin para chinês antigo, nomes próprios de pessoas que não falam mandarim, até mesmo para reverter ao nosso alfabeto transcrições de outros idiomas (por isso dei o exemplo de "Tengri"). E é justamente por isso que o pinyin deve ser problematizado e seu uso deve ser restrito: 1) ao pequeno conjunto de temas em que o pinyin é apropriado; 2) a temas nos quais o pinyin não é apropriado, mas não há alternativa razoável. Leefeniaures audiendi audiat 01h50min de 2 de dezembro de 2020 (UTC)
Leefeni de Karik, você mesmo respondeu, "usa-se costumeiramente pinyin para chinês antigo", por questão de manutenção de forma identificável de caracteres chineses antigos (que a partir do ano 1000 já estavam bem definidos e próximos dos atuais), apesar da perda fonética de diversos idiomas chineses antigos. Se há possibilidade de recuperar o nome original com certeza, utiliza-se algum outro sistema de transliteração que melhor se aproxime da outra língua. Na maioria das vezes, as escritas em chinês clássico são a única versão de certeza a um nome que se perdeu, mesmo que não tenha sido em mandarim, a exemplo desse turco: ([6]), cujo primeiro e único registro é em um livro de história do século XI ([7]) com os caracteres que atualmente são grafados "Wuzhile" (烏質勒) em mandarim (na época havia já o velho mandarim também); há tentativas de reconstrução do turco antigo baseadas nisso, mas sem certeza. É questão de analisar cada caso particular se há alguma outra fonte que indique sua origem ou nome diferente, mas certamente não tem como escapar do dialeto dominante de hoje, o mandarim, para a maioria dos casos; isso exigiria uma pesquisa intensa nas línguas sínicas. A reconstrução fonética histórica não é o objetivo primário do projeto, mas a informação, e na maioria das vezes ela só está acessível e útil a nós meros mortais sob a forma que se estabeleceu no mandarim. Bafuncius (discussão) 02h18min de 2 de dezembro de 2020 (UTC)
O que se chamava de mandarim no século XII (no XI, ainda não) não era mandarim no sentido moderno do termo, mas não vamos entrar nesta questão porque não é relevante. Eu acho que o que nós dois estamos dizendo já está convergindo, embora provavelmente fôssemos tomar posições diferentes em alguns casos mais "cinzentos". Leefeniaures audiendi audiat 17h06min de 2 de dezembro de 2020 (UTC)

"Tarefa para iniciantes" na Predefinição Bem vindo(a)

Olá! Vi que agora existe algo chamado "Tarefa para iniciantes" (citado aqui na Esplanada, visível aqui). Queria propor que a Predefinição:Bem vindo(a) fosse alterada para que um dos itens seja "Comece com uma Tarefa para iniciantes" com a ligação interna apropriada. Obrigado! Mateussf (discussão) 22h55min de 1 de dezembro de 2020 (UTC)

@Mateussf: Bem pensado! Essas tarefas podem incentivar novos usuários a editar, talvez o Luk3 possa ajudar nessa modificação, o luk falou em "Habilitar a extensão NewUserMessage na Wikipédia em Português" que pretendia modificar a Predefinição:Bem vindo(a), por isso acho que ele possa ter interesse. Juan90264 (Disc.) 02h48min de 2 de dezembro de 2020 (UTC)
@Juan90264: Obrigado por me marcar, acredito que isso seja uma boa ideia! Eu tinha ficado sem tempo infelizmente para propor uma predefinição, mas em breve poderei fazê-lo. Tentarei acresentar as Tarefas para iniciantes nela. Luk3🔔📖 17h24min de 2 de dezembro de 2020 (UTC)

A/B test for the Reply tool

Hello. Ajude a traduzir para a sua língua, por favor.

The mw:Editing team is building the Reply tool. This new tool was requested during the mw:Talk pages consultation 2019. If you want, you can turn it on now at Special:Preferences#mw-prefsection-betafeatures.

The Editing team would like to test the tool. They want to study whether it works better, especially for new editors. In the test, they will turn on the Reply tool for half of editors sometime during the week of 14 December 2020. They will not change preferences for the other editors. You will still be able to turn it on or off yourself in Special:Preferences.

The test will run for several weeks. The results will be posted at mw:Talk pages project/replying#Metrics in late January or February. The test results will help Wikipedia editors and the Editing team decide whether the tool should be turned on for everyone.

If your Wikipedia does not want to participate in this test, please contact me as soon as possible. Thank you. Whatamidoing (WMF) (discussão) 22h34min de 2 de dezembro de 2020 (UTC)

"The test results will help Wikipedia editors and the Editing team decide whether the tool should be turned on for everyone."
@Whatamidoing (WMF), I have been using this tool myself, like I am using right now to reply to you, and I don't see any reason for it not being enabled on half the editors, and later all the editors. It's a really nice tool that works smoothly. Mister Sanderson (discussão) 01h08min de 3 de dezembro de 2020 (UTC)
A stupid, but necessary question, @Whatamidoing (WMF): when you say "In the test, they will turn on the Reply tool for half of editors sometime during the week of 14 December 2020.", you mean active editors, of course, right? There isn't any sense in activating it for a huger number of editors that will never even log in during the test. Mister Sanderson (discussão) 01h11min de 3 de dezembro de 2020 (UTC)
I think that the A/B test system checks an id number for each account. I'm not sure that it has any effect on accounts that aren't editing. Also, I think (but I might be wrong) that it only happens for registered editors, and not logged-out/IP editors. Whatamidoing (WMF) (discussão) 18h40min de 3 de dezembro de 2020 (UTC)

Ajuda para procurar pedido de bloqueio contra mim antigo

Olá pessoal. Faz tempo que não edito a Wikipédia, mas notei que eu tenho um pedido de bloqueio contra mim uns meses atrás. Como faço para achá-lo, e ver o que foi discutido? Tetizeraz. Mande uma -> ✉️ 14h04min de 3 de dezembro de 2020 (UTC)

Seria esse pedido? -- Sete de Nove msg 14h10min de 3 de dezembro de 2020 (UTC)
Esse mesmo. Obrigado, 79a! Tetizeraz. Mande uma -> ✉️ 11h05min de 4 de dezembro de 2020 (UTC)

Acabar com o verbete "História da Rede Globo" e seus desmembramentos, que se tornou um diário de programação da Globo

Trago à Esplanada este assunto, que reputo como grave, pois trata de consideráveis aumentos quase que diários que vem ocorrendo no texto do verbete História da Rede Globo, com textos fora do escopo de "história de uma organização" e formato de WP:JORNAL (ver histórico), como por exemplo:

  • Citação: Em 2 de dezembro, a apresentadora Fátima Bernardes anuncia que foi diagnosticada com câncer no colo do útero, em fase inicial
  • Citação: Em 1998, a novela Torre de Babel, sucessora de Por Amor, perde sistematicamente para o Ratinho Livre, devido às cenas de violência e de sexo explícito
  • Citação: Em 5 de janeiro, estreou a quinta temporada do The Voice Kids, com uma nova vinheta, cenário, formato e identidade visual
  • Citação: Em 28 de fevereiro, estreou a temporada 2020 do Globo Repórter
  • Citação: Em 22 de março, o The Voice Kids passou a reprisar a fase de audição às cegas e as batalhas até a sua pausa em abril
  • Citação: Em 7 de abril, estreou a série Manifest: O Mistério do Voo 828, substituindo o Fora de Hora
  • Citação: Em 25 de junho, estreou a segunda temporada da série, The Good Doctor: O Bom Doutor; na segunda linha de shows às quintas-feiras
  • Citação: Em 24 de novembro, a emissora opta por reexibir o filme 2 Filhos de Francisco na Sessão da Tarde em homenagem a Francisco Camargo
  • ...e muitos e muitos outros, adicionados quase que diariamente.

Em 15 de outubro, vendo o tamanho do artigo, desmembrei em mais dois (História da Rede Globo (década de 2000) e História da Rede Globo (década de 2010)), removendo mais de 200 kb de texto do artigo principal. Depois de 50 dias, o texto já havia sido aumentado em mais de 50 kb (cerca de 1 kb diários) e já está com mais de 130 kb. Não é possível continuar desmembrando o texto em "n" artigos com textos quase que na totalidade não enciclopédicos, ou melhor, que fogem ao escopo do tema, que é relatar a "história da corporação".

Peço que avaliem a possibilidade de acabar com esses 3 verbetes, transferindo o que é relevante para a seção "História" do verbete Rede Globo (atualmente com 90 kb), ou seja, o que de fato interessa como relevante à história de uma organização de mídia televisiva e não um repositório de suas exibições diárias.

Antes de criar esta proposta, houve duas discussões precedentes:

comentário não assinado de PauloMSimoes (discussão • contrib) 01h07min de 4 de dezembro de 2020 (UTC)

Comentários[editar código-fonte]

Em princípio Symbol support vote.svg Concordo com o Paulo (acho que é ele) que esse verbete passou dos limites do razoável. Olhando o histórico, noto que são dois ou três editores, um tem vários bloqueios por verificação e contorno de bloqueio, o segundo faz exatamente as mesmas coisas, então parece paid edit ou fâ action e talvez o caso deve ser avaliado como contorno de bloqueio.Jo Loribd 11h16min de 4 de dezembro de 2020 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com a proposta. A referida página e seus desmembramentos já chegaram aos limites do WP:FANCRUFT, transformando a Wikipédia numa "Globopédia". Yanguas diz!-fiz 16h54min de 4 de dezembro de 2020 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário Um coisa é um artigo ser inadequado, outra coisa é ele estar inadequado. Eliminar uma página porque ela foi piorada é meio que reconhecer a vitória de quem a piorou. Se há múltiplos usuários causando problemas, basta proteger o artigo e essa farra acaba. No texto, mesmo passando a tesoura nas atualizações sem relevância enciclopédica (e especialmente se fundir os conteúdos dos dois artigos desmembrados), garanto que ainda sobra o suficiente para justificar uma página separada, especialmente levando em conta o tamanho da principal. Nesse sentido, apoio Symbol merge vote.svg Fundir História da Rede Globo (década de 2000) e História da Rede Globo (década de 2010) com História da Rede Globo, mas Symbol declined.svg Discordo de fundir História da Rede Globo com Rede Globo. Victor LopesDiga!C 18h45min de 4 de dezembro de 2020 (UTC)

Problema no Portal Comunitário? Ou é normal?

Saudações.

reparei agora que no Wikipédia:Portal comunitário, no fundo da tabela, tem lá uma coisa chamada... WikiSampa 33. Abri a pagina e fui dar com uma coisa de 2016...

por isso pergunto: é suposto aquilo estar ali? Ou é algo que caiu no esquecimento e ninguém até hoje removeu?

Obrigado, Luís Almeida "Tuga1143 16h49min de 4 de dezembro de 2020 (UTC)

Página super desatualizada, pelo histórico dá para ver que teve umas dez edições nos últimos cinco anos, a maioria vandalismos de IP e reversões subsequentes, indica para eliminar.Jo Loribd 18h56min de 4 de dezembro de 2020 (UTC)