Wikipédia:Esplanada/geral/Pergunta sobre categorias em biografias de pessoas vivas (22set2022)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Pergunta sobre categorias em biografias de pessoas vivas (22set2022)

Se uma pessoa foi, por exemplo, missionária de uma igreja durante um período curto de sua vida, mas no presente nem mais segue tal função, deve, ainda assim, continuar o artigo com a categoria "missionário"? Normalmente, quando se ver um artigo com tal categoria, como a de missionário, entende-se, no caso de biografias de pessoas vivas, que a pessoa ainda é uma missionária. É o caso do Allan dos Santos, que já foi um missionário há muito tempo, quando achava que tinha vocação para ser padre, mas atualmente nem é mais praticante da religião católica, porém o artigo possui a categoria "missionário católico", levando muitos leitores a acreditar que Allan ainda seja um missionário. É que nem o Olavo de Carvalho; que durante uma fase de sua vida foi simpatizante da esquerda (simpatizante do PCB), mas depois adotou um posição totalmente oposta, mesmo assim alguém colocaria "categoria esquerdistas do Brasil" só porque durante uma fase remota de sua vida o escritor era esquerdista? --A.WagnerC (discussão) 12h18min de 22 de setembro de 2022 (UTC)Responder[responder]

Symbol comment vote.svg Comentário Regra geral, sim. A Wikipédia é atemporal. Um exemplo claro são listas de cargos ocupados, como esta. Dito isto, é preciso ver se essa categoria corresponde realmente a uma parte da vida notável do biografado. Essa pessoa destacou-se como missionário? Fez alguma coisa de notável como missionário? Ou foi só uma fase inicial da vida que só é mencionada para dar contexto à biografia? Se não fez nada de notável como missionário, não tem nada que estar categorizado assim. Se fez, então está correto. JMagalhães (discussão) 12h24min de 22 de setembro de 2022 (UTC)Responder[responder]

EDIT: lendo a biografia, parece-me que o motivo de notoriedade começou muito depois e não tem nada a ver com ser missionário. Sendo assim a categoria não faz qualquer sentido. Não porque esteja "desatualizada", mas porque não tem nada a ver com o motivo de ser notável. JMagalhães (discussão) 12h27min de 22 de setembro de 2022 (UTC)Responder[responder]
Há exceções, por exemplo, quando a ocupação de um cargo pressupõe necessariamente ter deixado o outro para trás. É o caso típico dos cardeais católicos: uma vez categorizando uma personalidade como tal, é desnecessário categorizá-lo como "bispo", "padre", "pároco", etc., pois para chegar a cardeal ele necessariamente já foi pároco, padre e bispo. YANGUASdiz!-fiz 15h04min de 22 de setembro de 2022 (UTC)Responder[responder]

Symbol comment vote.svg Comentário Como qualquer outra informação numa WP:BPV, deve ser relevante e confirmada por fontes confiáveis. Nem tudo sobre a pessoa merece nota numa enciclopédia. No caso, o "missionário" teve atuação de destaque nessa função? Isso teve alguma "repercussão"? Se não teve, nem merece ser citado. Quanto ao "filósofo", foi "simpatizante" de destaque? Influenciou o partido? O partido influenciou ele? -- Sete de Nove msg 12h30min de 22 de setembro de 2022 (UTC)Responder[responder]

Entendo que o fato de ter sido seminarista/missionário ou simpatizante do PCB é relevante para a biografia, mas não creio que tais fatos devam ser objeto de categorização.--Raimundo57br (discussão) 12h53min de 22 de setembro de 2022 (UTC)Responder[responder]

Symbol comment vote.svg Comentário Acredito que, na maioria das biografias de pessoas vivas, sempre existirá pessoas que tiveram alguma participação minoritária numa área, ou seja, mesmo que tenha ocorrido apenas na infância ou na vida adulta. No exemplo específico sobre a biografia de Allan dos Santos, trata-se de um missionário que só teve alguma atuação durante sua juventude, embora não foi esse o ponto ideal de destaque do mesmo posteriormente. A inserção de uma categoria serve para facilitar o acesso de artigos sobre tais biografados que, de alguma forma, contribuíram para uma determinada área na vida. Sendo assim, entendo a importância da manutenção desta categoria, mesmo que a principal atuação de Allan tenha sido como ativista político, pois a Wikipédia engloba todos os pontos registrados ao longo do verbete. WikiFer msg 15h08min de 22 de setembro de 2022 (UTC)Responder[responder]

A categorização é importante, mas também não precisa ser absoluta. Não é porque Ramon foi cantor de bar durante seis meses quando fez dezoito, sem nunca lançar um CD sequer, mas ganhou notoriedade como jornalista, que necessariamente teria que receber a categoria "cantores brasileiros". Não acha? --A.WagnerC (discussão) 18h06min de 22 de setembro de 2022 (UTC)Responder[responder]
@A.WagnerC Se ele nunca lançou um CD, é até compreensível, já que ficaria difícil avaliar a notoriedade do cantor sem o lançamento de um álbum. Por outro lado, a apresentadora Ana Maria Braga, acredite se quiser, já teve seus momentos de cantora ao lançar um álbum intitulado Ana Maria Braga Sou Eu, mesmo sem ela garantir notoriedade nesta área, o que traz efeito de curiosidade a respeito do leitor ao ver o nome dela nesta categoria. Então acredito que seja bem relativo isso aí. WikiFer msg 20h48min de 22 de setembro de 2022 (UTC)Responder[responder]

Symbol comment vote.svg Comentário Acho que o objeto da discussão deve ser mais abrangente, não apenas sobre categorização de pessoas vivas, mas também das falecidas. A título de ilustração, em 2017 houve uma discussão sobre esse tema: Wikipédia:Esplanada/propostas/Atividade não notória e categorização (29nov2017). Compartilho da mesma opinião do JMagalhães naquela discussão. Cito o exemplo de Felipe Neto, categorizado como "filantropo do Brasil", pura e simplesmente porque, em 2019, comprou alguns milhares de livros de temática LGBT e doou à Bienal do Livro do Rio de Janeiro, em protesto contra a censura a uma obra exposta no evento, que apresentava um beijo gay na capa. Pronto: virou filantropo categorizado !--PauloMSimoes (discussão) 16h19min de 22 de setembro de 2022 (UTC)Responder[responder]