Wikipédia:Esplanada/propostas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
▼ Ir ao fim da página ▼
Bem-vindo(a) à se(c)ção propostas da Esplanada!
Esta secção é utilizada para discutir novas ideias e propostas para saber a opinião da comunidade. Pode ser sobre a alteração ou criação de predefinições, páginas, políticas, etc. Tenha em mente que as decisões da comunidade são baseadas no método do consenso. Veja também as mudanças recentes nas esplanadas.



Abolir a obrigação de nomes científicos para artigos de espécies

A seguinte discussão encontra-se encerrada. Por favor não a modifique Comentários posteriores devem ser feitos numa nova secção. Segue-me um resumo das conclusões obtidas nesta discussão. Consenso para modificar a Wikipédia:Convenção de nomenclatura/Biologia diff



A proposta é simples: acabar com a obrigação de colocar o nome científico nos títulos de artigos de espécies, conforme imposto em Votações/Convenção de nomenclatura/Biologia, de 2013.

Motivos:

  1. Votação com erro metodológico. Foi colocado 4 opções, 1 só com nome científico e 3 usando nomes populares. Se somar os votantes dos 3 com nomes populares dá muito mais gente... porém os votos foram diluídos entre as 3 opções e acabou ganhando a opção com nome científico.
  2. Regra inútil. O efeito prático da regra, conforme eu previ, é desprezível. Até mesmo artigos destacados não respeitam essa regra (ex: mico-leão-dourado, panda-vermelho).
  3. Regra "fanática". A regra despreza qualquer bom-senso e gera bizarrices. Por exemplo, como se deve chamar o artigo do ornitorrinco? Ora, Ornitorrinco, claro. Mas não... a regra impõem o uso do estranho nome Ornithorhynchus anatinus (um dos vários nomes científicos propostos). Ao longo da história o ornitorrinco já teve mais de dez nomes científicos (que pode ser mudado de novo, a qualquer momento) porém o animal sempre foi conhecido como ornitorrinco. O que eu quero dizer é que cada caso é um caso, muitas vezes o nome popular é muito mais emblemático do que o nome científico. Outros exemplos para isso: dodô, rinoceronte-de-java, tubarão-baleia, etc.
  4. A regra procura regular um ponto que já é pacífico: Salvo um caso, nunca houve confusão sobre o título de artigo de espécies na Wikipédia em português. Desafio alguém a citar outro artigo que teve conflito. Destaco quarenta artigos pra cada espécie que citarem.

Ver também:

Symbol support vote.svg Sim, pelamordedeus. Outro dia eu procurei por Abelha e caí em Anthophila e não descobri o que é uma abelha. Enquanto na americana o texto começa com "Bees are flying insects closely related to wasps and ants, and are known for their role in pollination and for producing honey and beeswax." o nosso, muito intuitivamente, começa com "Abelha é a denominação comum de vários insetos pertencentes à ordem Hymenoptera, da superfamília Apoidea, subgrupo Anthophila, ".... Maravilha, não cita sequer que é um inseto voador.... José Luiz disc 17h55min de 26 de junho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com a proposta. Holdfz  Disc. 19h30min de 26 de junho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo e acrescento:

  • Esta regra só existe por birra e choro de um sock. Birra e choro que começaram depois de, mesmo com socks, estar a ser voz vencida num único caso de conflito. Como era hábito em toda essa pandilha, quando não conseguiam o que queriam com argumentos tentavam enfiar regras pela goela da comunidade através de votações preparadas para serem manipuladas por solicitação off-wiki, sock e meatpuppets.
  • Nesta votação o tiro saiu pela culatra e ganhou outra opção. Por acaso ganhou a opção em que votei. Mas apesar de ter ganho a opção que defendi, não me revejo minimamente naquilo que votei e só votei para que não fosse aprovada uma regra ainda mais parva. Sinto que votei numa votação suja e manipulada, onde faltavam as opções de bom senso.
  • Após a votação, já houve três discussões idênticas a esta. Em todas foi manifestamente visível a falta de apoio a esta regra, excepto pelos socks mencionados. Em todas elas há uma opinião consensual: não é propriamente má ideia usar o nome científico em caso de conflitos; o que é mau é obrigar a que se use sempre o nome científico, mesmo quando não há conflitos. Quintal 20h12min de 26 de junho de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo não acho que houve erro metodológico na votação. havendo múltipla escolha, sempre é possível que a maioria perca em favor da opção mais votada. isso é um erro? se assim fosse, quando temos eleições para presidente com por exemplo cinco candidatos, e um vence com 40% de votos, a eleição deveria ser anulada porque 60% da população preferia outro nome? não, é óbvio. além disso, a proposta de usar o nome popular tem tanto vantagens quanto desvantagens. os nomes populares tipicamente não são consensuais, embora haja sim muitos deles com amplo uso, mas há espécies que possuem vários nomes, que variam de região para região. por exemplo, a araracanga pode ser conhecida como arara-macau, ararapiranga e macau. o joão-de-barro é conhecido em algumas regiões como forneiro. como vamos saber qual deles usar no título? existem inconsistências também no uso do nome científico, embora me pareça que elas são menores que no outro caso. mas a votação foi concebida, penso eu, para dar um fim á polêmica que apresentava prós e contras ambos válidos, sendo necessário definir um padrão geral. ganhou uma determinada opção, os perdedores deveriam aceitar o resultado e tocar o barco a partir do que foi consagrado oficialmente. eu mantenho a posição que adotei na votação, tendo votado pelo nome científico, mas se a comunidade prefere mudar, tanto se me dá, vai gerar resultados tão inconsistentes quanto antes rsrs Tetraktys (discussão) 22h06min de 26 de junho de 2015 (UTC)

Sobre a votação, para que tivesse sido justa, seria necessário que fosse permitido votar em quantas opções desejar para garantir que a divisão dos votos de um grupo de opções "similares" não beneficie a opinião claramente contrária. Esse foi o ardil. Creio que se a repetíssemos, com as mesmas opções e com esta diferença, o resultado seria bem diferente. José Luiz disc 22h49min de 26 de junho de 2015 (UTC)

Tetraktys, o joão-de-barro, que você citou, prova duas coisas:

  1. A regra é inútil: o título continua sendo nome popular (a regra obriga que seja o científico).
  2. A regra é inútil: Nunca houve qualquer conflito, polêmica, ou discussão a respeito do título do artigo. Ou seja a regra foi criada pra resolver um problema que não existe nem nesse e nem em nenhum outro artigo de espécie. É um problema imaginário.

Duplamente inútil. (ah... sobre a metodologia, seu exemplo é equivocado.. lembre do segundo turno.)W.SE (discussão) 09h53min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo Ah cansei.. A regra né pra zoar os títulos? Então vou fazer cumprir a regra... Vou mover tudo pro nome científico, vou esculhambar a Wikipédia conforme foi definido em votação. W.SE (discussão) 10h08min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Tetraktys, batata virou Solanum tuberosum rsrsrs.. Que legal! parabéns a você e a todos os fanáticos por regras inúteis. W.SE (discussão) 10h30min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo. O erro foi sim metodológico. Se eu fizer um referendo que diga "Deve ser abolida a monarquia?" e as hipóteses forem "Não.", "Sim, mas só no mês que vem", "Sim, mas só depois do rei morrer" e "Sim, amanhã" é óbvio que temos um erro de metodologia. Os três "Sim" podem ter maioria em conjunto e ainda assim ganhar o "Não", deturpando a vontade da comunidade. Além disso, os exemplos dos resultados dessa regra são atrozes. E já agora, Tetraktys, já ouviu falar do sistema eleitoral a duas voltas? Gameiroestá lá? 10h45min de 27 de junho de 2015 (UTC)
  • W.SE, o fato de a página do joão-de-barro ainda ser denominada pelo nome popular só significa que ela está fora da regra, e não que a regra é inválida. é como se a existência de assassinos invalidasse a proibição de matar. vc inverte a lógica da questão.
  • o nome da página da arara-de-barriga-amarela foi mudado em virtude de um debate em torno de qual dos nomes populares seria mais notório. o problema existe, só pra citar um caso.
  • não me consta que a eleição com segundo turno seja uma regra universal. me iluminem se estou equivocado. e de todo modo, aqui pelo menos não foi prevista como o consequente imperativo depois do primeiro turno. assim, o argumento não se aplica neste caso.
  • realmente não vejo problema algum em batata ter sua página intitulada solanum tuberosum. os redirects existem para levar o leitor leigo à página procurada sem a menor confusão. ele aproveita e já fica sabendo que o nome científico é aquele. é o mesmo que quando eu for apresentado a uma pessoa, eu conhecê-la por seu nome completo josé maria da silva, em vez de simplesmente zé.
  • se eu sou fanático, isso é uma opinião sua, e talvez vc mereça tanto como eu o elogio.
  • se quiser esculhambar a wikipédia impondo sua vontade à revelia de regras oficialmente estabelecidas, vc não durará muito aqui dentro. a menos que seja agora instituída oficialmente a anarquia e a lei do mais forte. Tetraktys (discussão) 14h58min de 27 de junho de 2015 (UTC)
Tetraktys, é só ler por favor esta página: Wikipédia:Regras para votações gerais, especialmente o ponto 1.1.6, que diz claramente Citação: Se a pergunta possuir mais de duas opções de voto, e nenhuma delas conseguir maioria absoluta, deve haver mais de um turno, ou, alternativamente, o votante deve poder votar a favor de todas as opções que concordar, de forma a que as opiniões não sejam diluídas causando injustiça, medindo de forma errada e distorcendo a verdadeira vontade da comunidade. Gameiroestá lá? 15h27min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Tetraktys,

  • No caso do joão-de-barro, eu quis dizer que este é um exemplo de que a regra não pegou. Um regra não seguida é uma regra inútil.
  • No caso de arara-de-barriga-amarela, não houve conflito não. Apenas você sugeriu o óbvio, colocar o nome popular mais comum, foi uma mudança de nome pacífica.
  • Aplicar essa regra é esculhambar a Wikipédia. É complicar a vida dos usuários que navegam pela enciclopédica. Um título adequado permite uma boa navegação pela Wikipédia, achar o que se procura mais facilmente.

Depois...

  • A problemática em torno do nome dos artigos de espécies só existiu na cabeça de alguns wikipedistas. Exceto no caso do gado, nunca houve qualquer conflito por conta disso. W.SE (discussão) 15h40min de 27 de junho de 2015 (UTC)
Symbol declined.svg Discordo - minha opinião sobre a utilização do nome científico é antiga, e acho que estabelecer uma regra única é mais simples para manter a estabilidade e gerir conflitos atuais e futuros a respeito da nomenclatura (são poucos mais existem). Só lembrando que a wikipédia lusófona não é a única a estabelecer a nomenclatura científica como regra, a wikipédia em espanhol já a utiliza a muitos anos. A italiana também utilizada a nomenclatura científica. Entre as vantagens da nomenclatura científica: resolve conflitos de nomes vernáculos iguais para espécies diferentes. Ex. Andorinha-de-bando; resolve tb quando vernáculos diferentes são utilizados para uma mesma espécie, seja por diferença de grafia, regionalismo ou de utilização de um vernáculo entre outros. Ex guepardo versus chita; água-pesqueira versus águia-pescadora; rinoceronte-de-sumatra versus rinoceronte-de-samatra; lembrando tb que evita traduções literais de vernáculos em língua inglesa para o português, citando como exemplo " 15h52min de 7 de novembro de 2012‎ Femme Fatale (discussão | contribs | bloquear)‎ m . . (2 250 bytes) (0)‎ . . (Femme Fatale moveu Rhinopithecus strykeri para Macaco-birmanês-de-nariz-empinado: Essa é a forma comumente aceita do nome desse macaco" - a tradução de snub-nose tanto aceita empinado como arrebitado, sendo subjetivo sua escolha, outros exemplos existem dessa tradução literal, uma até feita num artigo da UOl onde bulbul foi traduzido para búlbulo erroneamente, sendo bublbul uma palavra de origem persa que seria melhor traduzida como rouxinol; Exemplo de movimentação desnecessária por variação regional do nome: "01h57min de 19 de julho de 2009‎ Felipesse (discussão | contribs | bloquear)‎ m . . (1 486 bytes) (0)‎ . . (Tatu-galinha-pequeno movido para Tatu china: O nome Tatu-galinha-pequeno é um nome secundário ao verdadeiro e primário nome dessa espécie de tatus, que é o Tatu China" . Grande parte das espécies não tem nome vernáculo em português, isso é um fato, são milhões de espécies descritas, mesmo num país lusófono como o Brasil, a quantidade de espécies sem vernáculos é muito superior aos que tem vernáculos, analisar aves e mamíferos é fácil, mas vide anfíbios, peixes, répteis, invertebrados no geral. Acho que o pensamento está muito voltando para as espécies conhecidas (1%) e se esquece de pensar na vasta maioria. Espécies fósseis também não possuem nomes vernáculos estabelecidos ou regulados. Quanto se parte para a botânica a utilização de um mesmo nome vernáculo para espécies diferentes é muito mais comum. Existe vantagens e desvantagens nos dois sistemas de padronização, mas acho que estabelecer uma regra única mas fácil para manter os artigos e principalmente não gerar atritos futuros, mesmo sendo escassos ou mínimos. Não sou radical na nomenclatura científica, acho que até poderia se estabelecer um meio termo, com exceções e regras específicas para situações específicas, com base num diálogo sensato e calmo, sem histeria e radicalismo.
-Consideração da ponto 3 (regra fanática) - uma espécie pode ter tido várias combinações taxonômicas ao longo de sua história, é comum isso ocorrer, mas isso não altera a combinação válida para a espécie estabelecida pelos pesquisadores da área e a utilização corrente. Ornithorhynchus anatinus é a combinação válida para a espécie vide o Mammal Species of the World, as outras combinações incluindo o protônimo/basônimo são parte de sua história taxonômica, ninguém na atualidade as usa como combinação válida para a espécie, são termos históricos utilizados num contexto histórico. Dizer que se poderia usar qualquer combinação histórica como nome científico atual é errônea e tendenciosa.
-Segunda consideração o artigo Anthophila está mal escrito não por estar no nome científico, mas simplesmente por estar mal escrito e desatualizado, isso não desabona o padrão de nomenclatura. Anthophila é um clado, como muitos subclados (famílias), muitas espécies são conhecidas pelo vernáculo abelha e suas derivações, mas também há espécies conhecidas como vespas (Sphecidae), sendo assim a denominação de abelha não é exclusiva a todos os Anthophila.
Só para lembra que a discussão iniciada pelo gado bovino/Bos taurus não foi a única a respeito da nomenclatura científica versus vernáculo, em 2008 e em 2009 ou 2010 (não me lembro bem) também houveram discussões a respeito da utilização da nomenclatura científica como padrão.

Por ora é só Burmeister (discussão) 16h38min de 27 de junho de 2015 (UTC) PS.: Eu pediria ao usuário W.SE um pouco mais de calma, ter opiniões divergentes faz parte da vida em comunidade. Eu respeito sua opinião contrária, sendo assim eu pediria para não utilizar os sumários de movimentação ("para atender a regra bizarra que obriga a colocar o nome científico") para demonstrar sua opinião contrária, os artigos e sumários não tem culpa. Utilize algo mais imparcial e neutro.

Proposta W.SE[editar]

Que tal minha proposta:

Proposta W.SE
  • O título do artigo deverá ser o nome pelo qual a espécie é mais conhecida, seja popular ou científico. Nome científico terá preferência quando: não houver nome popular em português, o nome popular se referir a mais de uma espécie (evitar ambiguidades) e se não houver consenso sobre qual nome popular colocar.

Resolve todos os problemas:

  • Dizer que se deve colocar o nome mais conhecido ao invés de determinar um dos dois (popular e científico) é uma saída inteligente, inclusive resolve os raríssimos casos onde o nome científico é mais conhecido do que o popular. Ex: Amanita muscaria.
  • Dizer que nome científico terá preferência quando não houver nome popular em português é uma coisa óbvia, porém deixa claro e resolve a questão de 99% das espécies, as quais não tem nome popular em português. Então nesses casos só usar o científico que está resolvido.
  • "quando não houver um consenso sobre qual nome popular colocar". Saída engenhosa: se por acaso começar uma confusão sobre qual nome popular colocar... põe o científico e acabou o conflito. Simples assim. Lembro a vocês que isso, surpreendentemente só ocorreu uma vez em toda a história da Wikipédia lusófona, no artigo do gado bovino.

Alguém sugere um aperfeiçoamento do texto? W.SE (discussão) 17h05min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Já que resolver conflitos é o grande (e falso) argumento usado para os que defendem a obrigatoriedade de nomes científicos... Desafio qualquer pessoa a citar um artigo de espécie cujo título (em toda a história da Wikipédia) esteve em conflito (exceto o do gado bovino). Prometo que me obrigo a editar e destacar quarenta artigos para cada espécie citada. Vamos lá Burmeister, Tetraktys... Provem que vocês não estão mentindo ao dizer que há conflitos sobre títulos de artigos de espécies e citem ao menos um artigo. Desafio lançado. W.SE (discussão) 18h18min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Myrmecophaga tridactyla. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 18h32min de 27 de junho de 2015 (UTC)
Que conflito houve em Myrmecophaga tridactyla? Só vi um editor dar opinião sobre o nome do artigo. W.SE (discussão) 18h38min de 27 de junho de 2015 (UTC)
Você mesmo opôs-se à alteração do título tamanduá-bandeira para qualquer outro nome na votação de destaque. Não foi um conflito quente mas houve oposição à cerca da sua renomeação. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 18h45min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com a proposta do W.SE. Chronus (discussão) 18h23min de 27 de junho de 2015 (UTC)

eu não vou ficar batendo pé por causa disso. então Symbol support vote.svg Concordo com a nova proposta. como eu deixei claro antes, eu tenho minhas preferências e opiniões, e também deixei claro que mesmo discordando aceitaria a primeira mudança se ela fosse aprovada pela maioria, mas acima de tudo sou a favor de seguirmos as regras estabelecidas. se a maioria concordar em flexibilizar a regra, parece uma boa solução de consenso. Tetraktys (discussão) 18h53min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com esta segunda proposta. Isto é, que seja adotada sempre a nomenclatura científica quando haja uma disputa derivada da disparidade de nomes populares entre os vários países ou regiões da lusofonia, ou quando não existir sequer um nome popular. Mas nos casos em que haja um nome popular firmemente estabelecido na lusofonia o título deve adotar esse nome; exemplos: tigre, elefante, gato, cão, pato, gorila, leão, couve, batata, abelha, soja, cacau, etc. Sim, é verdade que estes casos até podem corresponder a apenas 1% das espécies conhecidas, mas provavelmente correspondem a 99% dos acessos e da quantidade de conteúdo dos artigos sobre espécies. Quintal 19h07min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Também Symbol support vote.svg concordo com esta proposta. Nada mais que bom senso. Mas W.SE, prometido é devido Hihi. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 19h13min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Shgür Datsügen Ok, houve um pequeno conflito sim. Vou destacar quarenta artigos. W.SE (discussão) 20h17min de 27 de junho de 2015 (UTC)
Smiley green alien moustache.svg Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 20h35min de 27 de junho de 2015 (UTC)
Symbol support vote.svg Concordo com a proposta do W.SE. Gameiroestá lá? 19h32min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Proposta Burmeister[editar]

Ninguém aqui precisa mentir, sendo assim eu peço um pouco de respeito da sua parte. Tudo depende do que vc entende por conflito, aliás um conflito não necessita chegar a guerra de edições e bloqueios. O tamanduá-bandeira citado pelo Shgur entre nesse exemplo de conflito, a movimentação do tatu-galinha-pequeno para tatu china é um conflito, o voto contrário no destaque do rinoceronte-de-sumatra pelo uso da palavra Sumatra e não Samatra é um conflito, a movimentação de um título para a tradução do vernáculo em inglês e a removimentação ao título original é um conflito. A discussão a respeito de guepardo versus chita eu considero também um conflito. Conflitos não precisam acabar em sangue. Mas vamos lá....

Eu tornaria a proposta um pouco mais específica:

Basicamente seriam mantidos nomes populares como cão, gato, leão, urso-polar, ornitorrinco entre outros; manteria a neutralidade/imparcialidade científica nas diferenças linguísticas, regionais; impediria a tradução literal; e manteria clados taxonômicos superiores na linguagem científica o que já é usado a muito tempo. O que acha dessa variação? Burmeister (discussão) 19h39min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Ótimo, mas lembro de casos de espécies fósseis como Homem-de-neandertal, e de clados como Vertebrados. A proposta é boa, mas acho que precisa flexibilizar um pouco nesses pontos. W.SE (discussão) 20h04min de 27 de junho de 2015 (UTC)

  • Symbol support vote.svg Concordo. Vamos poder chamar abelha de abelha né? José Luiz disc 21h20min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Mas ficaria sem uma regra que determinasse o que fazer? Quando houvesse discordância, como isso se daria? Ganha o que gritar mais? Engraçado, a pandilha poderosa citada acima inclui gente que não tem nada a ver com ela, basta ver os votantes daquela opção. O comentário que cita a pandilha é tão incoerente que ao mesmo tempo que diz que a pandilha ganhava tudo que queria, diz que a pandilha não ganhou essa votação. Se essa pandilha fosse realmente forte, teriam ganho de lavada na opção que queriam (considerando que os bloqueados realmente votaram contra por pressão de alguém nesse caso). Qualquer um com um pouco de cérebro que vê o resultado dessa votação vê que não houve nenhuma pandilha poderosa por trás. JMGM (discussão) 21h35min de 27 de junho de 2015 (UTC)

  • Ah! Symbol support vote.svg Concordo com a proposta do Burm. JMGM (discussão) 21h49min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo também com o refinamento da redação proposto pelo Burmeister. Quintal 22h59min de 27 de junho de 2015 (UTC)

Mas ficaria sem uma regra que determinasse o que fazer? Quando houvesse discordância, como isso se daria? Ver o trecho: nome científico é o padrão para resolução de disputas seja por diferença de uso regional, nacional, ou outra questão que possa ser levantada.. W.SE (discussão) 00h00min de 28 de junho de 2015 (UTC)

Eu estava me referindo a proposta original. JMGM (discussão) 03h33min de 28 de junho de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo do ponto sobre espécies fósseis. Não faz nenhuma diferença distinguir as espécies fósseis. Só pra deixar a regra florida... W.SE (discussão) 00h01min de 28 de junho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com a proposta mais detalhada do Burmeister, é disso que a WP precisa, detalhes específicos para não deixar dúvidas. DARIO SEVERI (discussão) 00h15min de 28 de junho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com a redação do Burmeister. Tetraktys (discussão) 02h48min de 28 de junho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com a proposta do Burmeister. Acho que só precisa de pequenos ajustes, mas a essência do que precisamos para evitar conflitos já está na proposta. Ixocactus (discussão) 04h09min de 28 de junho de 2015 (UTC)

Burmeister Por que espécie fóssil teria que ser obrigado a ter o título com nome científico? W.SE (discussão) 06h08min de 28 de junho de 2015 (UTC)

Bom, a literatura especializada da área raramente utiliza nomes vernáculos para espécies fósseis. É uma área sensível a traduções literais e de uso de nomes informais de maneira equivocada. Mas se vc faz tanta questão do homem-de-neandertal (acho que é esse o problema), pode-se acrescentar a seguinte exceção: "exceto para fósseis relacionados a evolução humana quando apropriado e de uso estável e em literatura". O que acha? Burmeister (discussão) 12h02min de 28 de junho de 2015 (UTC)
Ainda não ajuda muito. Muitos dinossauros, para não falar de uma grande maioria, são referidos apenas por seu gênero e sempre sem uso dos termos latinos. O mesmo vale para vários outros como Tigre-dentes-de-sabre, mamute, etc. Assim sendo, o W.SE tem razão ao discordar de generalizar.--Rena (discussão) 19h56min de 28 de junho de 2015 (UTC)
Havendo um nome em português não ambíguo para um taxon a qualquer nível, não percebo a necessidade de usar um nome em outra língua. De qualquer forma, apoio qualquer proposta que permita o uso de nomes em português para o título. GoEThe (discussão) 09h30min de 29 de junho de 2015 (UTC)


Symbol support vote.svg Concordo com a proposta do Burmeister--Leon saudanha (discussão) 23h03min de 8 de julho de 2015 (UTC)

Jbribeiro1, em resposta à pergunta feita em [1], não. Com esta proposta, Abelha continua a redireccionar para Anthophila que está a um nível taxonómico acima de género. Burmeister coloquei na proposta explicitamente que género também seria padronizado pelo nome latino. GoEThe (discussão) 11h21min de 9 de julho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com a proposta do Burmeister que é muito bem detalhada e clara. Igor G.Monteiro (discussão) 14h18min de 9 de julho de 2015 (UTC)


Symbol comment vote.svg ComentárioApenas uma dúvida que tenho: o que levou a essa confusão toda foi o artigo Bos taurus (vide votação); esse caso se enquadra como "vernáculo estável, não conflitante" ou não? E o Equus africanus asinus e Gallus gallus domesticus? Acho que esses três são os únicos casos polêmicos. Eu também retiraria a diferença da regra entre fósseis e não fósseis, assim Tiranossauro continuaria em português. Leon saudanha (discussão) 16h16min de 10 de julho de 2015 (UTC)

Claro que não vou ler isso tudo mas concordo com o titulo da seção:"Abolir a obrigação de nomes científicos para artigos de espécies". Uma enciclopedia popular feita por qualquer um sendo metida a besta com essa historia de nomes cientificos é apenas engraçada. Tornemo-la mais séria com o que se propõe. MachoCarioca oi 19h57min de 16 de julho de 2015 (UTC)


Burmeister, ajeitando a sua proposta abaixo:

Acho que desta forma todos, inclusive o W.SE podemos concordar, e aplicar o consenso. Sim? Leon saudanha (discussão) 01h04min de 26 de julho de 2015 (UTC)

Perfeito, foi conseguido o consenso nessa proposta revisada que você postou agora. Poderemos chamar o milho de milho e não de Zea mays. Agradeço a participação de todos. W.SE (discussão) 03h43min de 26 de julho de 2015 (UTC)
Symbol support vote.svg Apoio esta proposta. Agora os principais artigos de espécies terão sua nomenclatura vernácula, impedindo de houver redirecionamento para a nomenclatura científica em caso das pessoas pesquisarem a respeito dos nomes de animais, frutas, legumes, verduras, etc. WikiFer msg 04h16min de 26 de julho de 2015 (UTC)
Symbol support vote.svg Apoio Vernáculos estáveis resolvem o problema. Ixocactus (discussão) 07h22min de 26 de julho de 2015 (UTC)
Symbol support vote.svg Apoio Proposta do Burm é bem mais sensata. Robertogilnei (discussão) 14h07min de 3 de agosto de 2015 (UTC)
Symbol support vote.svg Apoio. José Luiz disc 14h10min de 3 de agosto de 2015 (UTC)
Symbol support vote.svg Apoio. W.SE (discussão) 14h39min de 8 de agosto de 2015 (UTC)

Pessoal, se chegou a um consenso! Algum administrador, por favor, feche essa proposta e atualize o texto da regra em Wikipédia:Convenção de nomenclatura/Biologia. Grato. W.SE (discussão) 14h39min de 8 de agosto de 2015 (UTC)


@W.SE: Feito--Leon saudanha (discussão) 15h29min de 8 de agosto de 2015 (UTC)


A discussão acima encontra-se encerrada. Por favor não a modifique. Comentários posteriores devem ser feitos numa nova secção.


Pós-consenso?[editar]

Fiz uma pequena alteração no texto introduzido pois aqueles exemplos além de estarem fora dos parênteses retos onde estão os exemplos de vernáculos com variações de grafia, não estavam incluídos na proposta anterior do Burmeister e foram introduzidos na última proposta que vinha apenas colmatar o tratamento diferenciado de espécies fósseis. Não são exemplos de variações de grafia como os outros casos. De outra maneira cão, gato, leão e urso também têm formas femininas. Foi também introduzido o exemplo asno/burro como exemplo de "um mesmo vernáculo usado para espécies diferentes", mas julgo que não é esse o caso. GoEThe (discussão) 11h28min de 11 de agosto de 2015 (UTC) W.SE, Jbribeiro1, Burmeister, Leon saudanha, Robertogilnei, Ixocactus, WikiFer, Igor G.Monteiro, MachoCarioca, Renato de carvalho ferreira, JMGM, Tetraktys, DARIO SEVERI, Antero de Quintal, Gameiro, Shgür Datsügen, Chronus, Holdfz. GoEThe (discussão) 12h27min de 11 de agosto de 2015 (UTC)

Sem objeção. Gameiroestá lá? 13h23min de 11 de agosto de 2015 (UTC)
Também repus uma série de informações e textos de ajuda que não deveriam ter sido removidos, e que são independentes destas alterações. Quintal 13h36min de 11 de agosto de 2015 (UTC)
Concordando com ambos. DARIO SEVERI (discussão) 13h38min de 11 de agosto de 2015 (UTC)
Concordo--Leon saudanha (discussão) 17h03min de 11 de agosto de 2015 (UTC)
Concordo também a alteração no texto introduzido, até porque existem outras espécies que possuem formas femininas, e por isto a questão do galo/galinha não poderia ser mantido naquela linha. São apenas variações de gênero diferente, que pode ser um redirect para seu nome científico, por questões de nomenclatura diferente em país lusófono, por exemplo. Também não posso deixar de concordar com a inserção de um redirect de mesmo vernáculo para espécies diferentes como asno e burro (que são a mesma coisa), o que também é justo e esclarece melhor a questão. WikiFer msg 17h55min de 11 de agosto de 2015 (UTC)
ok. Tetraktys (discussão) 18h12min de 11 de agosto de 2015 (UTC)
concordo. Holdfz  Disc. 18h19min de 11 de agosto de 2015 (UTC)
Ok também --Rena (discussão) 18h29min de 11 de agosto de 2015 (UTC)
Beleza! Ixocactus (discussão) 18h34min de 11 de agosto de 2015 (UTC)
Apenas uma pequena consideração: no caso de nomes com variações Pt/Pt e Pt/br, como ali exemplificado os casos de burro/asno, chita/guepardo, etc, não seria o caso de manter a nossa regra não escrita para estes casos de que fique o nome primeiro titulado? Não quero estragar o consenso nem vou, só levantei um fato pq é o rotineiramente usado por aqui, para colher opinioes. (Se já foi escrito originalmente no nome cientifico claro q não se muda) MachoCarioca oi 18h55min de 11 de agosto de 2015 (UTC)
OK para a mudança. MachoCarioca, isso na prática vai vir naturalmente, não creio que haverá problema. W.SE (discussão) 10h29min de 12 de agosto de 2015 (UTC)

Extinguir o grupo dos burocratas

Proponho que não exista mais o grupo dos burocratas na Wikipédia em português e que suas atividades passem a ser feitas por administradores.

Aos poucos, o grupo dos burocratas tem se tornado obsoleto. Depois da criação do grupo de aprovação de robôs, os burocratas passaram apenas a "apertar o botão" concedendo o grupo. A sua atividade já era pouca quando os burocratas podiam renomear contas. Agora que a ação de renomear passou a ser feita por renomeadores [globais], resta pouco a ser feito e esse pouco pode ser feito por um grupo de administradores.

Atribuição de grupos

A única mudança será permitir que os administradores possam atribuir direitos de administrador e outros grupos locais, como eliminador e editor de interface. A atribuição do grupo de administradores é feita por uma mera contagem de votos, o que pode ser feito por qualquer administrador. Outros grupos exigem consenso. Qualquer possível problema que surja dessa mudança pode ser discutido com novas regras simples que determinem como os administradores definirão o consenso para cada decisão. Um maior número de participantes pode ser estipulado, já que há mais administradores que burocratas e, com isso, a tendência é que a decisão seja mais correta pela maior participação, opiniões diversas, etc. Revitalizar o grupo de aprovação de robôs pode diminuir ainda mais a responsabilidade sobre os administradores.

Remoção de grupos

Assim como os burocratas não podiam, os administradores continuarão sem poder remover usuários do grupo de administradores. Isso continuará a ser feito por stewards por segurança até o momento em que seja decidido o contrário.

Renomeação de contas

Continuarão a ser feitas por renomeadores [globais] e esta proposta não pretende alterar isso.

Divisão e ausência de obrigações

Outros administradores que não querem exercer papel de burocrata, obviamente, não são obrigados a fazê-lo, assim como já ocorre, por exemplo, com administradores que não querem bloquear ou receber mensagens de discussões de bloqueio. Ainda assim, permitindo participação dos administradores nas tarefas que hoje são feitas apenas por burocratas, haverá um maior número de participantes que pode incluir

Burocratas que atualmente não são administradores

Estes podem ser incluídos automaticamente no grupo de admnistradores e poderão continuar exercendo atividades exclusivas de "burocrata".

Se tomarmos a Wikipédia em espanhol como exemplo, veremos que isso não é um problema na prática. Nela, todos administradores são burocratas automaticamente. Além da pouca vantagem em ter um grupo como esse, existe ainda o lado ruim. Muitas vezes, o grupo é visto como o mais alto nível hierárquico da Wikipédia ou como chefe dos administradores. Meio ridículo, mas acontece. Quem mandou inventar um grupo com esse nome?—Teles«fale comigo» 21h30min de 17 de julho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com a proposta. O estatuto de burocrata atualmente possui uma certa desvalorização. Tudo começou quando burocratas do projeto foram impedidos de renomear contas, uma vez que este processo só pode ser realizado por quem é steward. A única coisa que os burocratas tem direito é na atribuição dos estatutos de eliminador e administrador, além de promover novos usuários com direito a operar robôs. No entanto, um administrador pode atribuir o estatuto de administrador sem problemas, até porque a decisão pertence ao voto dos usuários. Já os eliminadores são eleitos por consenso, sem problemas também para uma decisão. E como já foi bem explicado a respeito dos robôs, não tem porquê dos administradores não realizarem as mesmas tarefas que um burocrata possui. Hoje em dia temos mais administradores no projeto, isto é a prova que o estatuto de burocrata não vem tendo o mesmo valor que tinha alguns anos atrás. WikiFer msg 01h02min de 18 de julho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo como o proponente disse, o grupo se tornou obsoleto, principalmente depois que a renomeação deixou de ser função deles. O número de pedidos em que é necessário a atuação de burocratas é irrisório, além disso, a maioria dos nossos burocratas já é sempre foi formada por sysops.--Leon saudanha (discussão)

Symbol declined.svg Discordo da proposta. Os administradores não são avaliados com base na sua capacidade de aferição de consenso durante os pedidos de aprovação. Aliás, os pedidos de administração possuem um formato obsoleto e são baseados em simples contagem de votos. Um dos objetivos da separação dos grupos de burocrata e administrador foi o de reduzir a pirâmide do poder. Ainda que os burocratas não renomeiem mais contas, tarefas como análise de pedidos de editores de interface ou eliminador demandam capacidade de aferição de consenso e podem ser extremamente trabalhosas (exemplo), ao passo que os administradores, atualmente, são escolhidos sem critérios definidos e sem garantias de que estejam aptos a exercer tais atividades. Não vejo benefícios no sistema adotado pela Wikipédia espanhola, o qual é único e sem paralelo. Aliás, não são raros os conflitos entre administradores por lá. Em geral, o estatuto de administrador tende a ser mais técnico, e o de burocrata, mais analítico (embora também técnico). Não vejo benefícios na fusão. Pelo contrário. Ruy Pugliesi 03h09min de 18 de julho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo. Apesar de reconhecer em parte o mérito do comentário anterior, acredito que as vantagens apresentadas pelo proponente são preponderantes. E. Feld fala 03h28min de 18 de julho de 2015 (UTC)

Também me esqueci de mencionar que isto impediria automaticamente quem não é administrador a se tornar burocrata, aumentando desnecessariamente a concentração de funções. A eswiki não está entre as wikis com as políticas locais mais bem consolidadas (muitas delas, obsoletas), e são consideráveis os focos de conflitos entre administradores. Não configura um bom exemplo. Ruy Pugliesi 03h42min de 18 de julho de 2015 (UTC)
A proposta no fundo pretende apenas impedir aqueles que não são administradores de serem burocratas. Muito interessante e nada surpreendente ver outros adms, especialmente novatos na função,(picada da mosca azul?) à exceção do Ruy, apoiando uma proposta feita por um deles que visa a beneficiar apenas eles mesmo ... Obviamente Symbol declined.svg Discordo MachoCarioca oi 05h23min de 18 de julho de 2015 (UTC)
A proposta foi criada pelo Teles, não foi nenhum administrador novato que teve o interesse em abolir o estatuto de burocrata só para obter novas atribuições. WikiFer msg 06h10min de 18 de julho de 2015 (UTC)
Creio que não entendeu o que leu. Sei quem fez a proposta, não disse que ele era novato, apenas um de vcs adms; me chamou a atenção foi alguns novatos apoiando isso em causa propria. MachoCarioca oi 22h15min de 1 de agosto de 2015 (UTC)
Pois é, Wikifer. Agradeço a quem pelo menos leu a proposta antes de expor opinião, independentemente se concordou ou discordou, demonstrando o mínimo de respeito e seriedade aos nossos procedimentos.—Teles«fale comigo» 15h10min de 23 de julho de 2015 (UTC)
Li inteirinha e expus minha opinião sobre ela. Já que tocou no assunto, considero a proposta além de causuística também uma falta de respeito aos editores que não são administradores mas poderiam querer ser burocratas e sem seriedade per si. Sds MachoCarioca oi 22h15min de 1 de agosto de 2015 (UTC)

@MachoCarioca: Não existe uma "forma universal" de se ver as coisas, nem ninguém é capaz de "ler a mente" dos outros. Por isso cada qual de nós enxerga o mundo, as pessoas e tudo que está ao seu redor da forma que quer. Porém, isso não quer dizer que a nossa forma própria e individual de "ver" as coisas seja uma "verdade absoluta".--Leon saudanha (discussão) 14h44min de 18 de julho de 2015 (UTC)

Não disse sê-lo, disse ser a minha visão. Mas pra mim, qdo um administrador novato concorda com este absurdo casuístico, é obvia a conclusão da mosca azul. Sds. MachoCarioca oi 22h15min de 1 de agosto de 2015 (UTC)

@WikiFer, Leon saudanha: Relaxem. Para alguns, é mais fácil atacar os outros do que apresentar argumentos decentes. Érico Wouters (msg) 18h35min de 18 de julho de 2015 (UTC)

O argumento é um só e ótimo. Legislar em causa própria, o que é óbvio vindo de quem veio, um administrador (se fosse um editor comum claro que eu não poderia dizer isso) O seu pra concordar foi nenhum. MachoCarioca oi 22h15min de 1 de agosto de 2015 (UTC)

Por mais que o estatuto não tenha a mesma importância que teve no passado, creio que seja relevante que tenhamos um grupo que julgue possíveis conflitos entre administradores, o que também ocorre na Wikipédia espanhola, conforme mencionou o Ruy Pugliesi. Talvez uma saída seria manter o estatuto de burocrata apenas para fins analíticos (intervenção em conflitos) e conceder as ferramentas técnicas aos administradores. Mesmo que haja direta ou indiretamente uma hierarquia, o usuário ainda é eleito burocrata mediante a avaliação comunidade. --HVL disc. 19h44min de 18 de julho de 2015 (UTC)

Concordo completamente com o colega HVL. --João Carvalho deixar mensagem 21h40min de 19 de julho de 2015 (UTC)

@HVL: o software MediaWiki deve implementar nas permissões de usuário aquilo que é estabelecido pelas políticas locais. Se administradores não irão atuar nas concessão de privilégios de usuário (deleter, sysop, bureaucrat), então há há motivos para que isto seja implementado tecnicamente. Ruy Pugliesi 02h34min de 20 de julho de 2015 (UTC)

Estou relaxado @Érico Júnior Wouters:, pode ficar tranquilo Sorriso--Leon saudanha (discussão) 21h10min de 18 de julho de 2015 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário Atualmente, o estatuto de burocrata apenas permite atribuir (ou remover) estatutos. Não têm qualquer tipo de intervenção em resolução de conflitos. Quintal 02h51min de 20 de julho de 2015 (UTC)

Pois o estatuto foi criado com um escopo técnico e analítico apenas no que se refere às ferramentas que lhe são inerentes. Para se prestar à 'resolução de conflitos'não é necessário possuir qualquer estatuto. Ruy Pugliesi 02h53min de 20 de julho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo Após o fim das renomeações locais de conta, o estatuto tornou-se praticamente obsoleto. A única função relevante que mantêm hoje em dia é o encerramento de pedidos de eliminador. Os restantes privilégios são atribuídos por votação e as remoções nem sequer são feitas localmente. Não é sustentável manter todo um estatuto (e respetivas regras e perda de tempo com nomeações) para uma única tarefa que ocorre muito raramente (de vários em vários meses) e pode ser realizada por administradores. Aliás, as funções dos administradores não são "meramente técnicas" e aferir consenso diariamente é uma das suas atribuições.

Além disso, também é tempo de equacionar, numa futura discussão, se não é chegado o momento de terminar com o estatuto de eliminador. Temos 60 e muitos administradores e 8 eliminadores, a maioria inativos. Quintal 06h24min de 20 de julho de 2015 (UTC)

Citação: Antero de Quintal escreveu: «Após o fim das renomeações locais de conta, o estatuto tornou-se praticamente obsoleto. A única função relevante que mantêm hoje em dia é o encerramento de pedidos de eliminador» Isto não é verdade. O único privilégio que (ainda) é atribuído por votação é o de administrador. Os burocratas analisam os pedidos de editor de interfaces, eliminador e burocrata, e gerenciam os grupos de editor de interfaces, eliminador, administrador e burocrata (além de todos os demais que são gerenciados pelos administradores). Não concordo com a proposta, pois impede não-administradores de se tornarem burocratas, da mesma forma que não concordo com a inclusão dos burocratas não-administradores ao grupo de administradores (e vice-versa): são usuários avaliados e aprovados para funções distintas, com perfis de atuação distintos. Ruy Pugliesi 15h37min de 20 de julho de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo da proposta, creio que seja relevante que tenhamos um grupo que julgue possíveis conflitos entre administradores, observando que os administradores não são avaliados com base na sua capacidade de aferição de consenso durante os pedidos de aprovação ao passo que normalmente esta aferição é feita na escolha de um burocrata. DARIO SEVERI (discussão) 15h52min de 20 de julho de 2015 (UTC) Após a explicação detalhado do Teles abaixo Symbol support vote.svg Concordo com a proposta. DARIO SEVERI (discussão) 16h06min de 14 de agosto de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo da proposta, apesar de neste momento não ter tantas atribuições como no passado, isso pode mudar. O GAB não é muito grande e pode ficar sem membros activos a qualquer momento. A nomeação de administradores é actualmente a única que se faz por contagem directa de votos, e isso pode mudar. A tendência era descentralizar, não concentrar tudo num grupo que actualmente é grande mas que facilmente se torna pequeno, como já foi visto anteriormente. Além disso, as confusões recentes com administradores mostra para mim que é necessário um grupo separado para gerir os estatutos, para evitar a tirania. Além disso, há já uma proposta para que os estatutos possam ser retirados localmente com apoio maioritário, retirando mais uma razão para esta proposta. GoEThe (discussão) 13h42min de 21 de julho de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo da proposta e sou até a favor da eleição de mais burocratas. O GAB tem um funcionamento deficiente e preconizo até a sua extinção. O projeto continua a necessitar de um grupo confiável de editores que a comunidade reconheça uma capacidade mais analítica e capazes de tomarem rapidamente decisões caso seja necessário consenso entre eles. A proposta Implementar a remoção local do estatuto de administrador está a ter grande apoio da comunidade talvez porque existe precisamente este grupo implementado aqui. Por último, se alguma imprensa mal informada julga este ser um estatuto hierárquico superior, problema deles, é-me absolutamente indiferente. Vanthorn® 02h48min de 23 de julho de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo, pelo que foi dito pelo proponente. Érico Wouters (msg) 01h07min de 24 de julho de 2015 (UTC)


E então ?[editar]

Nós acabamos de implementar a remoção local do estatuto de administrador, talvez isso faça diferença em relação à proposta. Argumentos contra e a favor foram apresentados e ainda não chegamos a uma conclusão. E agora? Leon saudanha (discussão) 16h13min de 8 de agosto de 2015 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário Com a implementação da remoção dos estatutos de sysop e burocrata, a situação já fica menos burocrática, e os administradores poderiam realizar este trabalho sem precisar ir lá no MetaWiki. Acredito que se não houver consenso aqui devemos abrir votação sobre esse tema, até porque ambos argumentos são pertinentes e seria uma forma de todos os usuários do projeto terem a oportunidade de votar na opção que este deve achar mais justo. WikiFer msg 05h51min de 9 de agosto de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com a abertura da votação--Leon saudanha (discussão) 13h48min de 10 de agosto de 2015 (UTC)

Antes de abrirem votação, poderiam fazer um resumo dos prós e contras de manter como está vs. fundir os dois grupos, tal como apresentados nesta discussão? É que me parece que cada um falou uma coisa e depois cada um ficou na sua e não tentou contrapor nada aos pontos apresentados. Talvez isso ajude a chegar a um consenso. GoEThe (discussão) 14h19min de 10 de agosto de 2015 (UTC)
Concordo com o colega acima de inicialmente fazer um resumo. DARIO SEVERI (discussão) 14h34min de 10 de agosto de 2015 (UTC)

Não me oponho à criação de uma votação, mas, a meu ver, a proposta não teve aceitação clara e não tenho interesse em prosseguir com as opiniões divididas.—Teles«fale comigo» 02h01min de 12 de agosto de 2015 (UTC)


Symbol comment vote.svg Comentário @GoEThe: e @DARIO SEVERI::

  1. Prós:
  • Mais rapidez no fechamento e/ou cancelamento de pedidos para obtenção de estatutos de eliminador, administrador, editor de interface (bots dependem do grupo de aprovação) e remoção dessas flags.
  • Mais gente para fiscalizar eventuais abusos nos processos de atribuição e remoção de estatutos.


  1. Contras
  • Necessidade de um processo mais complexo para a escolha de administradores, visto que a atribuição da permissão de editor de interface exige conhecimento técnico por parte do candidato em JS e CSS, o que nem todo usuário é capaz de avaliar. O problema poderia ser sanado se houvesse um grupo de avaliação dos interessados em obter essa permissão, cabendo aos administradores apenas atribuir a flag após o aval de tal grupo pars isso (o que em minha opinião, já deveria existir).
Bem, é isso--Leon saudanha (discussão) 23h42min de 13 de agosto de 2015 (UTC)
@Leon saudanha:, estou de acordo. DARIO SEVERI (discussão) 00h35min de 14 de agosto de 2015 (UTC)
Opções Extinguir Manter
Vantagens *Poucas funções podem ser feitas por outros grupos
*Administradores mais numerosos, podendo atender pedidos mais rapidamente e maior vigilância
*Administradores envolvidos não poderiam retirar membros do grupo de administrador em caso de conflito
*Descentralização de poder
*Potencialmente importante como mediador de conflitos (mas não faz parte das funções)
Desvantagens *Administradores não foram escolhidos a pensar nos critérios para burocratas
*Usuários não interessados em ser administrador ficariam impedidos de ser burocrata
*Burocracia em ter dois grupos distintos com processos de escolha separados

Era mais algo assim que falava com as vantagens e desvantagens já mencionadas na discussão. Peço desculpa se falhei alguma. GoEThe (discussão) 11h54min de 14 de agosto de 2015 (UTC)


@GoEThe: por mim ficou bom . Mas em tese o papel de mediar conflitos era para ser do sysops, apesar de, na maior parte das vezes, eles não o exercerem.--Leon saudanha (discussão) 14h00min de 14 de agosto de 2015 (UTC)

Faltou dizer que não quer dizer que concorde com todos os itens. Em tese mediar conflitos não é função de nenhum grupo actualmente. Pode ser feita por qualquer um. GoEThe (discussão) 14h06min de 14 de agosto de 2015 (UTC)
@GoEThe: entendo. O certo é que com esses prós e contras, já temos uma base para a votação.Qual o próximo passo para ela ser criada?--Leon saudanha (discussão) 14h25min de 14 de agosto de 2015 (UTC)
O proponente já disse que não tinha interesse em levar o assunto a votação, por isso se alguém ainda achar que é necessário terá que tomar a iniciativa. GoEThe (discussão) 14h45min de 14 de agosto de 2015 (UTC)
Dizer que uma vantagem dos burocratas é:
  • "Potencialmente importante como mediador de conflitos"

não corresponde a verdade. Eu pedi para mais de um burocrata nas suas respectivas PD para ajudar nos conflitos entre eu e outros administradores e eles não deram opiniões. DARIO SEVERI (discussão) 14h56min de 14 de agosto de 2015 (UTC)

Leon saudanhae GoEThe coloquem "Possivelmente útil como mediador de conflitos" e coloquem para votação ... estou curioso para ver. DARIO SEVERI (discussão) 15h00min de 14 de agosto de 2015 (UTC)

Os burocratas não têm qualquer papel na mediação de conflitos; pelo menos, não mais do que qualquer editor comum. Aliás, quem geralmente faz mediação formal ou informal de conflitos são os administradores, que diariamente lidam com inúmeras situações de conflito e alertam as pessoas para os problemas e para o cumprimento das regras, dispondo das ferramentas para as fazer cumprir. Quintal 15h38min de 14 de agosto de 2015 (UTC)

Estou de pleno acordo com Antero. DARIO SEVERI (discussão) 15h40min de 14 de agosto de 2015 (UTC)


Administradores envolvidos não poderiam retirar membros do grupo de administrador em caso de conflito

Burocratas envolvidos também não podem. E isso é um problema, pois há poucos burocratas e um conflito reduziria ainda mais o número dos que podem retirar. Esse argumento é a favor da extinção.—Teles«fale comigo» 15h58min de 14 de agosto de 2015 (UTC)

Descentralização de poder

No momento, o "poder" está centralizado no grupo dos burocratas. Descentralizar seria ampliar aos outros administradores também.—Teles«fale comigo» 15h58min de 14 de agosto de 2015 (UTC)

Potencialmente importante como mediador de conflitos (mas não faz parte das funções)

Essa é apenas uma atribuição indevida que alguns aderem aos burocratas na prática, mas que não deveria acontecer de acordo com as regras.—Teles«fale comigo» 15h58min de 14 de agosto de 2015 (UTC)

Usuários não interessados em ser administrador ficariam impedidos de ser burocrata

Basta ser administrador e realizar apenas tarefas de burocrata. Ser burocrata é participar da administração da Wikipédia, da mesma forma que um administrador faz. Os que querem atuar apenas com ações de burocrata não são de forma alguma obrigados a realizar outras tarefas e não há uma única justificativa racional para que apenas o receio do nome "administrador" por alguns direcione decisões importantes que deveriam ser direcionadas por argumentos mais elaborados.—Teles«fale comigo» 15h58min de 14 de agosto de 2015 (UTC)

Administradores não foram escolhidos a pensar nos critérios para burocratas

Com um número maior de administradores decidindo essas questões, qualquer conflito que possa surgir disso pode ser discutido melhor com os demais administradores. Isso seria um problema apenas na atual situação em que poucos decidem e a palavra de um único burocrata tem um peso maior. Havendo mais pessoas, mais opiniões e mais participação, uma decisão pode ser revista e contestada por mais pessoas.
Além disso (e essa poderia ser incluída como uma vantagem para a extinção), com mais pessoas exercendo as mesmas tarefas, existe uma maior rotatividade de usuários se envolvendo em certas questões, permitindo que qualquer conflito pessoal seja melhor trabalhado por uma pessoa não envolvida.—Teles«fale comigo» 15h58min de 14 de agosto de 2015 (UTC)

@GoEThe: e @Leon saudanha:, pelo exposto pelo Teles acima não existe nenhuma vantagem em termos burocratas, se forem fazer uma votação seria só necessário acrescentar o exposto pelo colega Teles. DARIO SEVERI (discussão) 05h38min de 22 de agosto de 2015 (UTC)

  • Symbol question.svg Pergunta: : por que a imensa maioria das wikis tem burocratas, mesmo tendo uma quantidade enorme de administradores? Inclusive as mais avançadas, como a enwiki e a dewiki? Qual é o brilhantismo da nossa comunidade que pode prescindir da função que as demais ainda precisam atingir para chegar à mesma conclusão? José Luiz disc 14h39min de 22 de agosto de 2015 (UTC)
@José Luiz talvez ninguém nessas wikis tenha pensado nisso ainda (eliminar o estatuto), desde que a renomeação de contas passou a ser feita no Meta. E nas outras wikis a eleição do administrador é por consenso, enquanto na nossa é por votação, então eles precisam ainda de um estatuto para determinar o consenso no estatuto de administrador, o que nós não precisamos. Os burocratas aqui praticamente só existem atualmente para aprovar/reprovar/retirar/não retirar o estatuto de eliminador, as demais permições que eles podem conceder, ou raramente possuem algum candidado para eles, ou possuem grupos de aprovação especificos, cabendo ao burocrata só clicar no botão para concerder/remover a permição, coisa que, como o proponente já falou,qualquer sysop pode fazer. Leon saudanha (discussão) 22h26min de 22 de agosto de 2015 (UTC)


Votação criada e em fase de discussão, que deverá dura, no mínimo, 2 semanas. @Teles, DARIO SEVERI, Antero de Quintal, GoEThe, jbribeiro1: e demais participantes, podem opinar sobre os rumos da votação. Espero a participação e opinião de vocês! Saudações!--Leon saudanha (discussão) 01h51min de 23 de agosto de 2015 (UTC)

Criar estatuto Super Protegido

Proponho criar um estatuto super protegido aqui na Wiki-pt, para evitar guerras de administradores. Já era de esperar isso tdo, devido em grande parte pelo aumento de sysop. Foi bom por um lado, mas também estamos vendo esse lado não tão agradável assim. Isso é útil pois ajuda a acalmar os ânimos e também a não ficar perdendo tempo com pedidos de bloqueios, discussões entre outros. O que acham? Vitor MazucoMsg 00h40min de 2 de agosto de 2015 (UTC)

Você sabe o que é a superproteção e a quem se destina? Quintal 00h42min de 2 de agosto de 2015 (UTC)
Na tua ideia, que teria o botão? Ou você está propondo criar um estatuto especificamente para ter esse botão? José Luiz disc 00h42min de 2 de agosto de 2015 (UTC)
Algum usuário que não seria revertido pelos sysops pelo menos. Criar um ou criar esse botão para por exemplo aos burocratas. Vitor MazucoMsg 00h46min de 2 de agosto de 2015 (UTC)
  • Desnecessário, usuários a quem a comunidade confiou o zelo do projeto é que devem se comportar de forma responsável. E quando os usuários que tiveram o botão da "super proteção" se comportarem de forma inadequada se criará o botão de "super super proteção"? Fabiano msg 00h46min de 2 de agosto de 2015 (UTC)
Será um número restrito de usuários a terem esse recurso, talvez nem sejam administradores, e sim um usuário de confia nossa. Vitor MazucoMsg 00h49min de 2 de agosto de 2015 (UTC)
Eu discordo. Mais um estatuto para criar uma falsa impressão de superioridade ou que temos uma hierarquia. Também não vejo necessidade para isso, uma vez que são pouquíssimos os casos entre guerras administrativas. Os administradores envolvidos na última GE, que foram bloqueados, não eram novatos. Além de tudo isso, devemos remover as ferramentas de quem não sabe as utilizar, e não criar outro estatuto. E também nada garante que as pessoas com esse estatuto super protegido também não se envolvam em guerras entre si. Se isso ocorrer, precisaríamos então criar o estatuto "Deus Supremo"? Érico Wouters (msg) 00h48min de 2 de agosto de 2015 (UTC)
É, se continuar assim. Vitor MazucoMsg 00h51min de 2 de agosto de 2015 (UTC)
  • Entendo que é desnecessário e os episódios descritos nada têm a ver com o aumento recente de sysops. Existem outras medidas como filtros de edição localizados, por exemplo. Vanthorn® 00h52min de 2 de agosto de 2015 (UTC)
Uma alternativa, eu prefiro que seja feitos filtros nesses sysops, do que perder eles. Já que o problema é pontual e não houve esses tipos de comportamento antes. Vitor MazucoMsg 00h55min de 2 de agosto de 2015 (UTC)
Volto a perguntar: quem faz a proposta informou-se sequer sobre o que é a superproteção? A superproteção é um privilégio atribuído a um grupo restrito de funcionários da Fundação Wikimedia e é usado muito raramente e em circunstâncias excecionais para cumprir diretivas da Fundação, o que geralmente resultou em acesa polémica. Quintal 00h59min de 2 de agosto de 2015 (UTC)
LOL. Symbol oppose vote.svg Contra. Helder 01h32min de 2 de agosto de 2015 (UTC)
gostei da ideia do deus supremo rsrsrs valeu a boa vontade, Vitor, mas lidando com humanos sempre vai dar problema uma hora ou outra Tetraktys (discussão) 02h24min de 2 de agosto de 2015 (UTC)
  • Apenas membros do grupo Staff possuem acesso nativo a esta permissão, a qual pode ser adicionada ou removida pelos membros do grupo Steward. Não se trata de uma emenda para compensar a falta de decoro de administradores locais. Ruy Pugliesi 02h41min de 2 de agosto de 2015 (UTC)
  • Este estatuto não é necessário. Necessário é o bom senso de qualquer tipo de usuário antes de se envolver em uma guerra de edições. Fronteira diga - veja 03h03min de 2 de agosto de 2015 (UTC)
  • Eu particularmente gosto do nome "Ultra Proteção": Ninguém pode se quer tocar na página, mas a ideia do "Deus supremo" é 100% original, rs. Symbol oppose vote.svg Contra pessoal, contra... rs --Zoldyick (Discussão) 05h35min de 2 de agosto de 2015 (UTC)
  • Apesar das boas intenções do Vitor em procurar encontrar alguma solução para o problema, eu concordo com o Tetraktys que somos humanos e sempre iriamos encontrar um modo de favorecer uma parte em prol da outra. DARIO SEVERI (discussão) 05h48min de 2 de agosto de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo, ridículo criar um estatuto só pra isso.--Mister Sanderson (discussão) 23h20min de 2 de agosto de 2015 (UTC)

Eu tenho a esperança de que esse grupo nunca mais seja usado em qualquer projeto da WMF.—Teles«fale comigo» 01h58min de 12 de agosto de 2015 (UTC)

Ver também mailarchive:wikimedia-l/2015-August/078824.html e mensagens seguintes. Helder 00h50min de 13 de agosto de 2015 (UTC)
  • Symbol declined.svg Discordo Um abuso de poder utilizado pela fundação em outros projetos e que espero jamais ver utilizado aqui (ou, como deseja o Teles, em lugar nenhum). José Luiz disc 01h51min de 13 de agosto de 2015 (UTC)

Requisitos mínimos para a obtenção do estatuto de administrador

Os atuais critérios definidos para a aprovação de usuários registados no grupo de administradores favorece o número de usuários candidatos ao estatuto mas não explora apropriadamente a salvaguarda da qualidade e eficiência de edição e desempenho dos usuários que se candidatam ao estatuto. O nível de tolerância é demasiado, e pode favorecer casos em que contas dormentes e/ou com alguns meses de registo facilmente recebam aprovação da comunidade por votação. Os atuais requisitos mínimos são pouco esclarecedores sobre aquilo que se pretende de um usuário que se candidata ao estatuto de administrador, haja vista a expectativa de que a atuação dos usuários candidatos deverá ser a melhor. O número de administradores deixou de ser um problema maior e o nível de competência que deve ser alcançado tornou-se preponderante à medida que o projeto se avoluma.

Assim, propõe-se algumas alterações relativamente aos critérios mínimos estabelecidos com o propósito de melhorar os referenciais comuns a ter em conta na avaliação dos conhecimentos e das capacidades daqueles que pretendem fazer uso das ferramentas administrativas e intervir e resolver nos mais delicados problemas da comunidade:

Os usuários da Wikipédia lusófona que cumpram os requisitos abaixo discriminados poderão candidatar-se ao estatuto ou solicitar a um terceiro a abertura de uma página para o pedido de aprovação:

  • Ter realizado pelo menos 3.000 edições no domínio principal e um ano de significativa actividade;
  • Não possuir qualquer registo de bloqueio (parcial ou total) no último ano e meio, exceto se os bloqueios corresponderem a um engano ou tiverem sido considerados incorretos e completamente anulados em sequência;
  • Mostrar conhecimento das regras e funcionamento da Wikipédia lusófona;
  • Ter participado, pelo menos, nos trabalhos do projeto Manutenção;
  • Não ter desenvolvido artigos eliminados mediante o processo de consenso pela eliminação por vanglória, propaganda ou violação de direitos autoriais;

Os usuários que não cumprirem os requisitos supracitados poderão ter seus pedidos cancelados a qualquer momento por um burocrata antes do prazo de encerramento.

Nota: Torna-se óbvio que o não cumprimento destes requisitos de atribuição poderia justificar também a remoção dos privilégios de administradores de quem faz parte do grupo, no entanto, a perda do acesso tende a ser mais complexa e não é isso aquilo que esta proposta pretende deliberar. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 03h09min de 23 de agosto de 2015 (UTC)

Não entendi nada. Administradores técnicos não valem nada? Eles jamais participarão da "melhoria de artigos", mas estão presentes na coordenação robótica ou no café dos programadores. Editam a interface e acompanham o phabricator... Isso não vale nada? Pode explicar? A frase polêmica é "Ter, no mínimo, contribuído para o trabalho de melhoria de artigos do projeto Manutenção;". Fora isso, tendo a concordar. José Luiz disc 03h26min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
O mínimo estipulado de 2.000 edições no domínio principal actualmente não pressupõe a contribuição pela manutenção de artigos? Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 03h58min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
Jbribeiro1, modifiquei a frase; veja se concorda? Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 04h47min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
Shgür Datsügen, quase. No projeto manutenção há uma declaração de objetivos? Ou seja, é possível ser inequívoco ao descrever quais são os "trabalhos" do projeto? Criar artigos é trabalho, por exemplo? Vigiar páginas novas? Trabalhar exclusivamente em destacamento de artigos? Ou apenas mantendo a seção de "notícias" da PP? Conheço vários usuários especialistas e poderia citá-los se ajudar. José Luiz disc 14h52min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
Vejo conflito entre os critérios: 1° - ...3.000 edições no domínio principal e um ano... e 2° ...registo de bloqueio (parcial ou total) no último ano e meio.... Não é possível equalizar o tempo nos dois itens? O "R" Aliado 03h33min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
Porquê? Uma coisa não justifica a outra. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 04h11min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
Symbol declined.svg Discordo do 2º item. O que o editor faz na vida pessoal dele que justifique bloqueio não tem nada a ver com a capacidade dele ser administrador. --Mister Sanderson (discussão) 04h56min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
Não entendi. É-lhe indiferente se administradores ou candidatos ao estatuto violam sistematicamente políticas oficiais e incorrem em bloqueio da sua conta? Se Fulano viola menores é porque apoia a violação de menores, se Sicrano é traficante de drogas, apoia o comércio de substâncias ilícitas. Desculpe, mas isso não faz sentido. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 05h21min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
O segundo item é irreal já que administradores no exercicio das funções são bloqueados e não perdem mais o estatuto aqui. É mais que obvio que se vc nao pode ter sido bloqueado para ser adm, não tem cabimento ser bloqueado e continuar sendo. Acho q uma coisa nada tem a ver com outra. Isto deve ficar a cargo da análise pessoal dos votantes e não ser regra.MachoCarioca oi 05h35min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
E continuará a haver administradores bloqueados exercendo as funções se editores com histórico recente de bloqueio receberem aprovação, ou não? Uma coisa não justifica a outra. Aliás, é precisamente por isso que o segundo item se faz necessário. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 05h40min de 23 de agosto de 2015 (UTC)

Pelo contrario, se continuarão a existir "administradores bloqueados exercendo as funções "não há o minimo nexo que editores com bloqueios recentes não possam ter aprovação por regra. Para haver uma não pode existir outra. Isso é de entendimento pessoal e não "regra". MachoCarioca oi 05h49min de 23 de agosto de 2015 (UTC)

Não complique, por favor. Para resolver esse absurdo começa-se por estabelecer os requisitos para a atribuição do estatuto a usuários capazes. Mas opor-se ao item 2 é ser favorável à existência de "administradores bloqueados exercendo as funções", e nem sequer existe regra que permita isso. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 05h56min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
Shgur, justamente a minha colocação é por ser contra isso, mas se isso é a atual realidade do projeto, porque querer impedir quem foi bloqueado de também poder ser eleito? Não há nexo nenhum. A não ser que vc inclua na sua proposta o adendo no item 2 que adms bloqueados devem perder automaticamente o seu estatuto (era assim aqui, hj não mais ocorre.) MachoCarioca oi 07h01min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
Para que a margem de acesso ao estatuto por usuários bloqueados recentemente diminua e, por conseguinte, diminuir também a probabilidade da eventual existência de administradores que violam e desconhecem recomendações e políticas oficiais. Entendo o seu ponto e por um lado concordo com ele, contudo, a "atual realidade do projeto" permite a perda do estatuto de usuários bloqueados, mas não de forma automática e sem discussão prévia. Coisa que, no meu entender, deveria estar em conformidade com o determinado pela política de burocratas em remoção imediata. Mas isso é tema para outra proposta, não confundamos. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 07h21min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
Essa perda imediata das ferramentas por um sysop ter sido bloqueado não ocorre nas outras principais Wikipédias. Muito menos a de burocrata ... coisa da wiki (pt). DARIO SEVERI (discussão) 07h36min de 23 de agosto de 2015 (UTC)

Interessante porém a nota do texto acima (...) "Nota: Torna-se óbvio que o não cumprimento destes requisitos de atribuição poderia justificar também a remoção dos privilégios de administradores" (...) ... Isso quer dizer que eu com + de 10.000 ações administrativas, sem grandes erros, posso perder as minhas ferramentas por ter sido bloqueado uma vez como editor? DARIO SEVERI (discussão) 06h44min de 23 de agosto de 2015 (UTC)

Sim, as regras atuais confirmam que você ainda está sujeito a perder as ferramentas por ter violado políticas oficiais do projecto, no entanto, isso ainda depende de um pedido de remoção do estatuto. Mas esta proposta não objectiva instituir a remoção automática das ferramentas de administrador a usuários que tenha sido bloqueados. O que se está a discutir são os requisitos mínimos para a sua atribuição. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 06h53min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
Eu acho muito válida e útil esta tua proposta mas creio que o último item dela deveria ter uma data, explicando melhor, suponha que a três anos atrás, quando tinha pouca experiência, eu desenvolvi um artigo que foi eliminado por consenso, se eu entendi bem não poderia atualmente me candidatar a administrador por isso. Não te parece um longo tempo? DARIO SEVERI (discussão) 07h02min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
Citação: «Não ter desenvolvido artigos eliminados mediante o processo de consenso pela eliminação» - quer dizer que se tiver artigos eliminados por ER, já se pode candidatar a administrador ?? Discordo da proposta. --João Carvalho deixar mensagem 12h06min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
O consenso determina a exactidão pela qual se deu a eliminação do artigoe normalmente implica casos graves de violação dessas directrizes. Casos em que artigos que ferem a política de conteúdo restrito e utilizados para qualquer finalidade, por qualquer meio e que foram eliminados por ER serão considerados igualmente prejudiciais, como é evidente. No entanto, na ER existe sempre a possibilidade de caracterizar vandalismo leve, por desconhecimento das regras. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 14h01min de 23 de agosto de 2015 (UTC)

João Carvalho, Citação: proposta escreveu: «Não ter desenvolvido artigos eliminados mediante o processo de consenso pela eliminação por vanglória, propaganda ou violação de direitos autoriais». Ainda assim, nesse ponto poderia ser acrescentado um tempo mínimo que o usuário tenha sem cometer tal infração, assim como ocorre com a exigência de nenhum bloqueio no último ano e meio. --HVL disc. 13h55min de 23 de agosto de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo Até um ano atrás parecia haver um consenso no sentido contrário: Wikipédia:Esplanada/propostas/Acabar com exigência de número de edições nas candidaturas de estatutos (24set2014). Chegou a ser implementado (por um sock, é verdade, mas era quase consenso) que o número de 2000 edições seria apenas um referencial, mas não uma obrigatoriedade (na edição seguinte ele desfez). Logo em seguida, a discussão foi esquecida, a página tornou-se um arquivo histórico, sendo substitúida por Wikipédia:Política de administradores após essa discussão Wikipédia:Esplanada/propostas/Política de administradores (13mar2015) onde o fim das 2000 edições como requisito foi esquecido. Agora, do nada, querem aumentar de 2 mil para 3 mil edições? Pra que? O Helder já deixou de ser eleito administrador apenas por causa dessas 3000 edições. Um outro exemplo é em relação ao usuário Danilo.mac, que possui um número de edições em artigos muito abaixo de sua real importância e conhecimento do projeto.

Os outros requisitos são todos só pra trazer mais burocracia também. Não ter sido bloqueado no último um ano e meio, que é isso?! Um ano e meio é uma eternidade em termos de Wikipédia, em muito menos tempo que isso o usuário que não entendia o projeto pode tornar-se muito dedicado e conhecedor, por que ser impedido de se eleger? Há uns meses todos concordávamos que precisávamos facilitar o acesso ao estatuto, e agora querem andar pra trás novamente? As regras atuais ainda são suficientes para a candidatura de novos usuários que querem ser sysop e contribuir com o projeto. WikiFer msg 19h34min de 23 de agosto de 2015 (UTC)

O Helder e o Danilo são exceções que não podem servir de parâmetro para se definir um sistema de seleção que se estenda a todos os editores. Não me recordava dessa discussão mas nada foi feito relativamente a isso. Não é preciso possuir estatutos para se contribuir no projeto, e neste sentido pergunto se concordaria substituir a frase por outra que enfatize a qualidade de edições em vez do número:
  • Ter histórico significativo de edições de qualidade na Wikipédia lusófona e um ano de significativa atividade.
Com isto uma eventual candidatura a administrador do Helder ou do Danilo não seria dificultada e a importância do seu contributo para projeto teria sido levada em consideração.
Relativamente ao "ano e meio" entendo e concordaria consigo se esse facilitismo fosse benéfico para o projeto, mas não é. Na grande maioria dos casos eleger um usuário que foi bloqueado após seis meses, metade dos quais esteve inativo é um contra-senso. Não se confia em usuários para zelar pela manutenção e cumprimento das normas internas do projeto a quem desrespeita e/ou desconhece a significância dos regulamentos do projeto. O nível de tolerância é demasiado, e pode favorecer casos em que contas dormentes e/ou com alguns meses de registo facilmente recebam aprovação da comunidade por votação apenas com algumas marcações de tags ou reversões. Jamais se concordou com o facilitar o acesso ao estatuto, mas sim aumentar o número de candidatos a administrador. Qualquer editor dedicado reconhece que não precisa dos estatutos para contribuir, e qualquer editor dedicado num estalar de dedos atinge os requisitos mínimos propostos sem o mínimo de dificuldade e até teria todo o gosto em fazê-lo. Cabe lembrar que a ptwiki é uma enciclopédia e, portanto, espera-se que qualquer candidato a administrador que pretende desempenhar funções administrativas apresente uma colaboração mínima no domínio principal, mas é evidente que não podemos deixar de parte usuários que possuam vasta contribuição noutros projetos e experiência suficiente para serem eleitos para a manutenção e cumprimento do regimento interno desta enciclopédia. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 23h16min de 23 de agosto de 2015 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário Ao meu ver a proposta é válida. No entanto, assim como outros editores, Symbol declined.svg Discordo do 2º item e proponho uma pequena alteração: o candidato ao cargo administrativo não pode ter sido bloqueado nos últimos 6 meses. Explico: como estamos em um ambiente virtual, estabelecer um prazo de um ano e meio é algo completamente despropositado, visto que, como bem disse o WikiFer, trata-se de uma "eternidade". Eu também não entendi o item do projeto Manutenção. Se vamos obrigar o cara a contribuir com pelo menos 3 mil edições para poder se candidatar, porque também vamos obrigá-lo a participar deste projeto moribundo? Muitos editores realizam tarefas de manutenção diariamente sem nunca ter visitado a página deste projeto. Por fim, também não concordo com a destituição automática de administradores bloqueado. De fato, esta era a política oficial da pt.wiki tempos atrás, mas não é um processo padrão em outras versões da Wikipédia e não me parece ser algo justo de ser aplicado em todos os casos. Nos últimos tempos, só vi sysops sendo bloqueados por disputas com outros sysops ou por conta de bloqueios invalidados pela própria comunidade. Vamos dar uma resumida nisso aí. Ficaria algo mais ou menos assim:

Os usuários da Wikipédia lusófona que cumpram os requisitos abaixo discriminados poderão candidatar-se ao estatuto ou solicitar a um terceiro a abertura de uma página para o pedido de aprovação:

  • Ter realizado pelo menos 3.000 edições no domínio principal e um ano de significativa atividade;
  • Não possuir qualquer registro de bloqueio (parcial ou total) nos últimos seis meses, exceto se os bloqueios corresponderem a um engano ou tiverem sido considerados incorretos e completamente anulados em sequência;
  • Mostrar conhecimento das regras e funcionamento da Wikipédia lusófona;
  • Não ter desenvolvido artigos eliminados mediante o processo de consenso pela eliminação por vanglória, propaganda ou violação de direitos autoriais;

Os usuários que não cumprirem os requisitos supracitados poderão ter seus pedidos cancelados a qualquer momento por um burocrata antes do prazo de encerramento.

Chronus (discussão) 23h22min de 23 de agosto de 2015 (UTC)

Por favor, atente a frase proposta no comentário anterior. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 23h30min de 23 de agosto de 2015 (UTC)

Esta frase (...) "Não ter desenvolvido artigos eliminados mediante o processo de consenso pela eliminação por vanglória, propaganda ou violação de direitos autorais." (...) Me parece ser algo desproporcional, principalmente não tendo nenhum limite de tempo. Isto quer dizer que se alguém criou alguns anos atrás, no inicio que começou a editar, um artigo que foi eliminado em uma PE não pode se candidatar atualmente a administrador. É completamente sem lógica. DARIO SEVERI (discussão) 00h06min de 24 de agosto de 2015 (UTC)

Não, quer dizer que alguém que criou artigos para divulgação ou violação de direitos autoriais não poderá ser administrador. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 00h25min de 24 de agosto de 2015 (UTC)
"Vanglória" incluído ... sem data de prescrição não me parece o certo. DARIO SEVERI (discussão) 00h31min de 24 de agosto de 2015 (UTC)
Muito bem observado, DARIO SEVERI. Sem data de prescrição este item também me parece problemático. @Shgür Datsügen: Qual frase foi proposta no comentário anterior? Chronus (discussão) 00h37min de 24 de agosto de 2015 (UTC)
Não me oponho a uma data de prescrição, mas isso não elimina o erro cometido. @Chronus:, lendo a discussão indicada pelo WikiFer, julgo que a fixação de um número de edições é despropositada, e por isso sugiro substituir o item 1 por: "Ter histórico significativo de edições de qualidade na Wikipédia lusófona e um ano de significativa atividade." Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 00h53min de 24 de agosto de 2015 (UTC)
  • Acredito que poderíamos manter a exigência de 2 mil edições no domínio principal, para não dificultar o acesso de muitos usuários dedicados e competentes. Devemos nos lembrar de que a Wikipédia é mantida e administrada por voluntários e, quanto maior forem as dificuldades, menor será a aderência destes nas questões administrativas. Ter 2 mil edições no domínio principal também está entre os requisitos mínimos para os burocratas, portanto, podemos adotar o mesmo número aqui. No mais, concordo com a última versão da proposta, logo acima (à exceção do número mínimo de edições, como apontei). Ruy Pugliesi 00h59min de 24 de agosto de 2015 (UTC)
Se não me engano no Brasil e em Portugal existe a prescrição por algum crime cometido. Não prescrever uma data pelo "crime" de alguém ter criado um artigo elogiando a si próprio (Vanglória) é um pouco de exagero. DARIO SEVERI (discussão) 01h03min de 24 de agosto de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo. São muitas regras. A comunidade deve ser livre para julgar se um candidato é apto ou não para ser administrador. É claro que devemos ter requisitos mínimos, ainda mais porque os burocratas não podem encerrar um pedido usando o argumento da bola de neve, mas considero os requisitos propostos exagerados. Três mil edições no domínio principal como requisito mínimo é muito. Um usuário pode contribuir em outras áreas além do domínio principal. Também discordo de exigir como requisito que um candidato tenha participado do projeto Manutenção. Se alguns usuários consideram relevante, que votem contra, mas isto não pode ser motivo para cancelar um pedido. Até porque é essa regra é vaga e permitiria interpretações diferentes. Também discordo do terceiro item. Em um ano e meio um novato pode se tornar um usuário muito experiente. Érico Wouters (msg) 02h03min de 24 de agosto de 2015 (UTC)

Érico Júnior Wouters, porque é que não leu a discussão primeiro? Cedo quanto ao número mínimo de 3 mil edições e discordo inclusive das atuais 2 mil. O ano e meio já foi alterado para seis meses passando a estar em conformidade com o estipulado pela política de burocratas. Um usuário abdica do estatuto de administrador só porque "são muitas regras"? Não, pois não? Sabemos que discorda da proposta inicial, mas e desta que ainda está a ser discutida? Não seria preferível tentar perceber primeiro antes cair no erro de simplesmente discordar daquilo que desconhece? Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 03h03min de 24 de agosto de 2015 (UTC)
Eu li as duas propostas e discordo de ambas. Se isso não ficou claro, agora está. A única proposta deste tema que eu concordaria era a de diminuir o número de edições no domínio principal para 1.000 ou 1.500. Discordo de criar outras regras. Eu concordaria se os requisitos mínimos propostos fossem recomendações. A comunidade deve ser soberana para valiar cada caso individualmente. Érico Wouters (msg) 03h08min de 24 de agosto de 2015 (UTC)
Não se trata de criar outras regras, mas de assegurar que o desempenho e actuação do candidato corresponde aos critérios estabelecidos pelas normas basilares do projeto. Agora discordar só porque sim, sinceramente, só mesmo vindo de alguns. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 03h22min de 24 de agosto de 2015 (UTC)
Você abriu uma proposta na esplanada e todos podem comentar o que querem. Apresentei os motivos pelos quais discordo e ainda tenho que ler que "discordo só porque sim". Da próxima vez crie uma proposta e especifique em seu início quem poderá participar. Érico Wouters (msg) 03h28min de 24 de agosto de 2015 (UTC)
Os motivos que apresentou não se aplicam à segunda versão da proposta, e o item 1 será alterado. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 03h33min de 24 de agosto de 2015 (UTC)

Nova proposta[editar]

Os usuários da Wikipédia lusófona que cumpram os requisitos abaixo discriminados poderão candidatar-se ao estatuto ou solicitar a um terceiro a abertura de uma página para o pedido de aprovação:

  • Ter realizado pelo menos 2.000 edições no domínio principal e um ano de significativa actividade;
  • Não possuir qualquer registro de bloqueio (parcial ou total) nos últimos seis meses, exceto se os bloqueios corresponderem a um engano ou tiverem sido considerados incorretos e completamente anulados em sequência;
  • Mostrar conhecimento das regras e funcionamento da Wikipédia lusófona;
  • Não ter desenvolvido artigos eliminados nos últimos dois anos mediante o processo de consenso pela eliminação por vanglória, propaganda ou violação de direitos autoriais;
    • Casos anteriores a dois anos deverão ser objeto de análise durante o processo de sufrágio.

Os usuários que não cumprirem os requisitos supracitados poderão ter os seus pedidos cancelados a qualquer momento por um burocrata antes do prazo de encerramento.

Esta versão parece corresponder àquilo que até ao momento foi discutido. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 04h02min de 24 de agosto de 2015 (UTC)

Requisitos fixos têm-se revelado restritivos quando a comunidade vê um candidato claramente adequado. Seria mais produtivo, na minha opinião, ter alguns critérios que por experiência prévia são os mínimos ou os esperados pela comunidade na maior parte dos casos, e possibilitar quer a aprovação de candidatos adequados que não cumpram algum dos critérios, quer o encerramento rápido de candidaturas em que seja óbvio que não há hipótese de aprovação en:WP:SNOWBALL. GoEThe (discussão) 09h13min de 24 de agosto de 2015 (UTC)
Discordo destas propostas ! Parece que existe agora uma mania de querer alterar tudo, mesmo aquilo que não há necessidade de alterar. Qual a razão para se alterar os "Requisitos mínimos para a obtenção do estatuto de administrador" ? Houve algum problema com a eleição administradores que não deviam ter sido eleitos ? --João Carvalho deixar mensagem 09h22min de 24 de agosto de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo das propostas acima. Ficaram muito em aberto. Não faz sentido definir "edições de qualidade" num projeto onde alguns usuários chamam outras edições de lixo, por exemplo, ou onde rola birra em pedidos de administração de usuários que tem sim, edições de qualidade, mas que são completamente ignoradas pelos seus adversários que votam por intimidade. Sobre artigos eliminados, se isso é tão importante, que se coloque nos requisitos mínimos para obter o estatuto de eliminador, então. Jonny DC 09h28min de 24 de agosto de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo de qualquer proposta para aumentar os pré-requisitos mínimos dos candidatos a administrador. Como disse o Érico acima "Eu concordaria se os requisitos mínimos propostos fossem recomendações. A comunidade deve ser soberana para avaliar cada caso individualmente." [2] WikiFer msg 16h43min de 24 de agosto de 2015 (UTC)

De novo, parece-me este um projecto em que a ignorância e o desconhecimento são desculpa compartilhada, quase que virtudes. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 20h05min de 24 de agosto de 2015 (UTC)
Ah, então funciona assim?! Quando a comunidade discorda de uma proposta sua é classificada como "ignorante"? Estamos todos argumentando aqui, Shgür Datsügen. Este tipo de comentário não é nada construtivo para a discussão. Chronus (discussão) 20h51min de 24 de agosto de 2015 (UTC)
Não é quando a comunidade discorda de uma proposta minha. Tive várias propostas recusadas e outras aprovadas. Mas quando se discorda de tudo só porque sim, enquanto outros estão efectivamente argumentando e discutindo ponto por ponto as indecisões, torna-se óbvia a desproporção relativa ao entendimento das normas e competência na execução das tarefas. Estes são inclusive contrários à existência dos actuais requisitos mínimos quando a aprovação se dá por votação, enfim, dá para acreditar? Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 21h16min de 24 de agosto de 2015 (UTC)


Caro Chronus, tens de te habituar a isto. Há uns que são os possuidores da verdade e os outros (nós) somos uns coitados.... --João Carvalho deixar mensagem 21h15min de 24 de agosto de 2015 (UTC)
  • Symbol support vote.svg Concordo com a última proposta apresentada, com exceção do primeiro item, por se tratar de tema bastante subjetivo. Ruy Pugliesi 01h55min de 26 de agosto de 2015 (UTC)
Mantém-se então a exigência das 2 mil edições. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 02h28min de 26 de agosto de 2015 (UTC)

Alteração nas regras de remoção de estatutos

Como é de conhecimento de todos pelas regras atuais quando autorrevisores, reversores e burocratas cometem infrações e sofrem bloqueios devem perder as ferramentas automaticamente por "quebra de decoro". Entretanto, o mesmo não ocorre com os editores com estatuto de administrador e eliminador. Então eu questiono: porque os dois últimos possuem este tratamento diferenciado? Não faz o menor sentido.

Em suma, proponho que administradores e eliminadores também percam as ferramentas automaticamente após um bloqueio considerado correto via DB. Se este usuário quiser ser reconduzido ao estatuto, basta abrir um pedido para a comunidade avaliar o caso (assim como os autorrevisores e reversores, por exemplo). Defendi isto aqui, parece que o Efeld pensa o mesmo, além de muitos editores que estão opinando nessa discussão; então estou abrindo uma discussão sobre o assunto. Lord MotaFala 14h00min de 23 de agosto de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo, qualquer ocorrência que resulte no bloqueio do usuário, sendo ele parcial ou total, deve conduzir à remoção imediata das ferramentas administrativas. O estatuto só será removido se em revisão de bloqueio a aplicação for considerada correcta. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 14h14min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
Symbol support vote.svg Concordo com a proposta inicial. --HVL disc. 14h17min de 23 de agosto de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo. Pensei em propor que esse procedimento fosse retirado de outros grupos também e não incluído. Concordo apenas que isso seja procedimento pra certos tipos de violações mais graves ou se as menos graves forem persistentes, mas não vejo necessidade nem melhora desta enciclopédia com a aprovação de algo assim. Gostaria de ver os problemas reais que aconteceram e que serão resolvidos com a proposta, especialmente nos casos em que há bloqueio e não há abuso de ferramentas. Para todos os casos, a comunidade pode votar pela remoção quando achar necessário. Os casos de bloqueio de administrador são pontuais e podem ser discutidos individualmente, com julgamento específico para o caso.—Teles«fale comigo» 14h23min de 23 de agosto de 2015 (UTC)

  • Lembrando que Dario e João Carvalho tiveram bloqueios recentes considerados corretos. Se apoiarem aqui, entendo que acham que a manutenção de seus próprios estatutos é algo questionável... Ligado a isto, presumo que o Teles resumiu bem em Citação: Gostaria de ver os problemas reais que aconteceram e que serão resolvidos com a proposta, especialmente nos casos em que há bloqueio e não há abuso de ferramentas. Até lá, Symbol declined.svg Discordo. José Luiz disc 14h46min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
Guerra administrativa é uma delas e impedir o consenso, outra. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 14h53min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
Citar que eu e o João impedimos o consenso me parece um pouco de exagero. DARIO SEVERI (discussão) 14h59min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
Não acho que um administrador bloqueado esteja apto a encerrar pedidos de bloqueio, quando eles mesmo incorrem em infracções de disciplina, designadamente a violações das normas de conduta e guerra de edições. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 15h02min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
Tenho mais de 11.000 ações administrativas em menos de um ano, segundo você então não estava apto para realiza-las e nem estou apto para realiza-las agora. Respeito teu ponto de vista porém discordo dele. DARIO SEVERI (discussão) 15h09min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
Mas estará também apto para incorrer em bloqueio novamente ou negar a intervenção em situações razoáveis a ações administrativas solicitadas pela comunidade, uma vez que o julgamento do usuário bloqueado é geralmente afectado e tende a ser influenciado por um ponto de vista pessoal em disputas sobre temas ou conflitos com outros editores. Segundo a política de administradores, a "quebra do decoro" é neste caso, gravíssima. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 15h23min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
Insinuar que a minha capacidade de julgamento foi afetada pelo bloqueio que me foi imposto é simplesmente ridícula. Eu não guardo rancor de quem quer que seja, pois o rancor é uma qualidade negativa que diminui o ser humano. Como um dos exemplo cito que eu fui um dos primeiros a votar para AD o artigo Gravidez (ver [2]), colocado pelo Antero para votação. DARIO SEVERI (discussão) 15h37min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
Isso não tem nada a ver com a análise de ações administrativas e quebra das políticas de administradores e bloqueio. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 15h40min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
Tem alguém que já vandalizou o artigo Eça de Queirós sei vezes nos últimos minutos, segundo você então eu não tenho a capacidade de avaliar se deve ser bloqueado???? (ver [3]) ... Curioso!!! DARIO SEVERI (discussão) 15h49min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
Não entendeu. Abuso reiterado das normas que constituem e representam o próprio estatuto legitima a imediata perda das ferramentas. Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 16h30min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
  • Sinceramente não compreendi a opinião dos discordantes. Porque manter esse tratamento diferenciado para administradores e eliminadores? Não seria contraditório exigir que um usuário que deseja obter determinado estatuto não possuir um histórico de bloqueio recente e ao mesmo tempo manter usuários recém-bloqueados com estatutos? Usuários aos quais foi confiado zelar pela manutenção e cumprimento do regimento interno e que obrigatoriamente devem conhecer as regras do projeto, porém desrespeitam as mesmas, tem moral para cobrar dos demais o cumprimento das normas? Na minha opinião estes usuários devem passar por uma reavaliação da comunidade, uma espécie de moção de confiança. É o que a proposta destina. Lord MotaFala 17h29min de 23 de agosto de 2015 (UTC)
A reavaliação da comunidade pode ser feita através de um pedido da remoção do estatuto, e qualquer editor pode pedi-lo e por isso não vejo a necessidade da remoção automática das ferramentas. DARIO SEVERI (discussão) 23h46min de 23 de agosto de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo da proposta. Dr. LooFale comigo 18h38min de 23 de agosto de 2015 (UTC)Symbol support vote.svg Concordo com a proposta do Teles.Dr. LooFale comigo 20h04min de 24 de agosto de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo da proposta ! Symbol support vote.svg Concordo com a contraproposta do Teles que diz que o que acontece com os administradores e eliminadores deve passar a acontecer com os outros ditos "estatutos". --João Carvalho deixar mensagem 22h26min de 23 de agosto de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com a proposta inicial do LordMota e discordo ca colocação do Teles. Os administradores não estão sujeitos a esse tratamento específico simplesmente porque as políticas de burocratas e eliminadores são mais modernas e foram criadas com tais situações possíveis em mente. Se um advanced right holder (seja ele um burocrata, administrador etc) cometeu um infração a ponto de lhe ser cominado um bloqueio, então ele não deve continuar a ter acesso a qualquer privilégio de usuário. Administradores não têm direito a foro privilegiado. Ruy Pugliesi 22h36min de 23 de agosto de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo, conforme já expliquei acima, na proposta sobre os critérios para candidatos a administradores. Ademais, também Symbol support vote.svg Concordo com a contraproposta do Teles. Chronus (discussão) 23h25min de 23 de agosto de 2015 (UTC)

@Ruy Pugliesi: A questão aqui não é "tratamento específico" ou "foro privilegiado". Administradores são passíveis de bloqueio assim como qualquer outro editor. A questão é que não é qualquer tipo de bloqueio que pode ser usado como um motivo válido o suficiente para destituir um sysop útil à comunidade do cargo. Outras versões da Wikipédia não têm regras parecidas e não destituem os seus administradores por conta disso. Chronus (discussão) 05h39min de 24 de agosto de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo, da proposta como citei acima. Porem Symbol support vote.svg Concordo com a contraproposta do Teles. DARIO SEVERI (discussão) 09h28min de 24 de agosto de 2015 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo dessa proposta que só visa flamewars futuros. Symbol support vote.svg Concordo com a proposta do Teles. Jonny DC 09h44min de 24 de agosto de 2015 (UTC)


Symbol declined.svg Discordo da proposta e concordo com o que foi dito pelo Teles, por tudo o que já disseram acima. Se não há abuso no uso das ferramentas, não deve haver desnomeação Leon saudanha (discussão) 15h26min de 25 de agosto de 2015 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com a sub-proposta do Teles: Citação: Teles escreveu: «Concordo apenas que isso seja procedimento pra certos tipos de violações mais graves ou se as menos graves forem persistentes» Quintal 15h30min de 25 de agosto de 2015 (UTC)

Quais? Shgür Datsügen [disc] · [contribs] 18h42min de 25 de agosto de 2015 (UTC)

Discordo da contraproposta do Teles por se generalista e não prever as questões relativas a diferentes estatutos. Exemplo: burocratas avaliam pedido de privilégios e aferem consenso; a partir do momento que cometem violações graves que conduzem ao seu bloqueio, é suposto perderam a confiança e a neutralidade esperada em seus atos, motivo pelo qual a política de burocratas prevê remoção automática em caso de bloqueio. O mesmo deveria ser válido a administradores, haja vista que possuem acesso a um número até maior de ferramentas. E, não: não é "normal" o fato de administradores serem bloqueados - ao menos no contexto de uma wiki "normal". Sendo usuários escolhidos pela zelar pelo cumprimento das regras e pela manutenção do site, é esperado que observem e cumpram as regras vigentes enquanto forem administradores. Ou seja: os critérios de 'manutenção' de uma permissão devem espelhar-se nos critérios de aprovação. Termos administradores que são bloqueados (especialmente se mais de uma vez) não é uma situação que deve ser encarada com naturalidade. Ruy Pugliesi 02h15min de 26 de agosto de 2015 (UTC)

Sim, fui bloqueado uma vez e cumpri a minha punição. O que tem que ver isso com a minha capacidade de utilizar as ferramentas administrativas? Pelo que me consta outras Wikis normais aceitam que se um burocrata/administrador for bloqueado possa continuar com as ferramentas, por que a "normal" wiki (pt) não pode? Você está preocupado com o cumprimento das regras e pela manutenção do site? Pois bem, nos últimos 12 meses executei quase 11.000 ações administrativas e você pouco mais de 1.000 [4], se eu não sei cumprir as regras agora eu também não deveria sabe-las antes, você vai reverter todas as minhas 11.000 ações administrativas? Depois que terminou o meu bloqueio em 2 de agosto, 25 dias atrás, eu já executei 545 ações administrativas, incluindo mais de 50 bloqueios e 40 proteções de artigos, no mesmo período você executou apenas 1 (uma) ação administrativa [5], por isso não se lamente e deixe trabalhar quem está disposto a fazer com que sejam cumpridas as regras da WP. DARIO SEVERI (discussão) 03h06min de 26 de agosto de 2015 (UTC)

Uma coisa é um usuário utilizar o estatuto indevidamente por inexperiência, erro casual ou incompetência. Se esse problema for persistente ou algo de maior gravidade, a comunidade pode abrir um pedido de reavaliação. Outra coisa é esse mesmo usuário ser bloqueado por infringir regras que supostamente deveria conhecer e respeitar. Considero a segunda situação mais gravosa.

Ademais subscrevo a opinião do Ruy Pugliesi acima. Soma-se a isso também a questão da incoerência supracitada e que ninguém refutou: se um usuário recém-bloqueado solicitar um estatuto qualquer, certamente seu pedido será negado porque este editor está incapacitado de possuir o estatuto pretendido devido ao seu registro de bloqueio; mas um administrador, burocrata, etc. pode ser bloqueado a vontade porque isso supostamente não interfere no exercício de suas funções ... dois pesos, duas medidas? Agora, se a comunidade acha "normal" administradores e burocratas tomar bloqueio não irei mais insistir aqui... Lord MotaFala 01h01min de 27 de agosto de 2015 (UTC)

Eu diria que, se alguém for bloqueado e solicitar ser administrador logo depois, provavelmente será recusado por decisão da comunidade, mas de forma alguma posso afirmar isso com certeza. A certeza é de que ele vai criar o pedido e vai ser avaliado. Portanto, ele não sofre um impedimento automático. O impedimento da abertura do pedido não é automático e, em coerência com isso, a remoção também não deve ser.
O que está sem resposta de verdade é a minha pergunta inicial. Podemos abrir um pedido para remoção de ferramenta do Dario, já que ele foi recentemente bloqueado. Seria curioso se uma decisão da comunidade não fosse favorável à remoção, mas uma regra que joga todos no mesmo bolo automaticamente removeria sem avaliar qualquer particularidade do caso. Não há coerência a meu ver.—Teles«fale comigo» 01h45min de 27 de agosto de 2015 (UTC)

Evidentemente que nenhum um administrador, burocrata, etc. pode ser bloqueado a vontade, mas está proposta e também para o caso dele ter somente sido bloqueado uma única vez, está proposta não faz distinção entre ter sido bloqueado uma única vez e "bloqueado" a vontade. A comunidade não acha normal administradores e burocratas tomar bloqueio, tanto é que existe a punição do bloqueio e o administrador deve cumpri-la como qualquer outro editor.

O que se discute aqui é a automática remoção das ferramentas do administrador mesmo no caso dele ter sido bloqueado uma única vez. Sempre lembrando que atualmente a remoção das ferramentas já pode ser feita através de um pedido da remoção do estatuto, e qualquer editor pode faze-lo.

Nas outras principais wikis a remoção das ferramentas é feita também através de pedidos e não automaticamente por ele ter sido bloqueado.

  • A wiki espanhola na parte "Remoción del permiso de bibliotecário" [6] cita:

(...) "La revalidación de un bibliotecario es un asunto muy serio que no debe proponerse a la ligera: deben existir motivos sólidos que sustenten la petición, y un sector importante de la comunidad debe estar de acuerdo con ellos. Por este motivo, y para prevenir un uso irresponsable o malintencionado de este proceso, sólo podrá ser iniciado por un usuario que tenga al menos 6 meses de antigüedad y 1000 ediciones, y tendrá que estar avalado por al menos otros 12 usuarios con derecho a voto." (...)

  • A wiki inglesa cita em WP:TOOLMISUSE:

(...) "Misusing the administrative tools is considered a serious issue. Serious misuse may result in sanction or even their removal." (...) ... ( note que cita sérios mal uso, e não somente uma única vez, e nem são removidas as ferramentas automaticamente como proposto aqui). DARIO SEVERI (discussão) 02h03min de 27 de agosto de 2015 (UTC)

  • A Wiki italiana cite em Wikipédia:Quando sono revogate le funcioni di amministratore:

(...) "Um utente, accertandosi che l'ammistratore abbia abusato dele proprie funcioni per mettere in atto uma condotta Oggettivamente danosa per Wikipédia, apre uma segnalazione in Wikipédia:Utenti problematici. ... Se 15 utenti sottoscrivono la richiesta, si avvia uma votazione di revoga." (...) Como muito bem explicado, tem que ter pelo menos 15 editores que concordam em ter a votação para que ai sim se inicie uma votação para a remoção das ferramentas. Aqui querem fazer tudo de uma maneira automática. DARIO SEVERI (discussão) 12h55min de 27 de agosto de 2015 (UTC)

Como diria o Lord Mota, não são nem dois pesos e duas medidas, mas uns dez pesos e dez medidas. De qualquer maneira, isso é bom, porque desmoraliza de uma vez a justificativa de alguém não poder ter um estatuto por ter sido bloqueado (o que realmente não deveria existir aqui). MachoCarioca oi 20h37min de 27 de agosto de 2015 (UTC)
E mais, ninguém desmoraliza mais os estatutos de adm e burocrata aqui que os proprios adms e burocratas. Parece até aquele povo que bate panela na janela contra a corrupção e depois passa a noite bolando como sonegar mais no imposto de renda. Só livro a cara do Ruy e do Mota. Abs MachoCarioca oi 20h44min de 27 de agosto de 2015 (UTC)
Exatamente. Fizemos o mutirão de candidaturas ao cargo de administrador justamente para desmistificar a função, mostrar que ser sysop apenas significa que a comunidade classifica você como um editor minimamente comprometido e confiável, não um santo. Se não queremos que novas "panelinhas" se formem, devemos ser mais flexíveis. Cada caso tem suas características específicas e regras fixas não abrangem todos os cenários. Chronus (discussão) 20h41min de 27 de agosto de 2015 (UTC)
E não me leve a mal mas aquele mutirão elegeu adms de se morrer de rir da completa falta de preparo; e mais não falo. Abs. MachoCarioca oi 20h44min de 27 de agosto de 2015 (UTC)
Por que levaria a mal? Chronus (discussão) 20h52min de 27 de agosto de 2015 (UTC)
Mas tem alguma chance desse treco passar? Acho que não.... De quem estamos falando? Acho que tem 2 concordo + o proponente e uns 10 discordo aí pra cima. E tem a "subproposta do Teles", que eu nem sei o que é. José Luiz disc 21h05min de 27 de agosto de 2015 (UTC)

Desativar reescrita de títulos por padrão

O script não é considerado seguro, e foi supercedido em 2009 pela {{DISPLAYTITLE:}}, que foi introduzida para atender aos casos em que o seu uso era aceitável. Proponho que

  1. O gadget MediaWiki:Gadget-TitleRewrite.js seja desativado por padrão;
  2. De preferência, o código seja eliminado do domínio MediaWiki (e opcionalmente, seja colocado um aviso para quem estiver importando a página manualmente)
    • Afinal, neste domínio só devem permanecer os scripts confiáveis, sem vulnerabilidades (lembrem-se que podem ser ativados acidentalmente ao acessar links contendo o parâmetro withJS) (e em breve tudo será migrado para o novo domínio "Gadget:", onde esse tipo de gambiarra não será aceitável)

Helder 18h00min de 27 de agosto de 2015 (UTC)

Concordo com a proposta. Não tem mais razão para esse gadget existir faz muito tempo. !Silent (discussão) 01h22min de 28 de agosto de 2015 (UTC)
Eu não consigo avaliar qual o impacto. {{Título em itálico}}, por exemplo, continua funcionando? Eu uso "<div id="RealTitleBanner"><span id="RealTitle">Mais um Zé!!</span></div>" na minha PDU. Vai continuar funcionando? Enfim, acho eu que, pra comunidade opinar com clareza, vai ser necessário dar um toque de realidade na proposta. Abraços! José Luiz disc 01h32min de 28 de agosto de 2015 (UTC)
{{Título em itálico}} usa {{DISPLAYTITLE:}}, e continuará funcionando. Já o RealTitleBanner é justamente o script que gostaria de desativar (só continuaria funcionando para quem, por sua conta e risco, adicionasse tal JS aos seus scripts pessoais...)
No mínimo o item 1 da proposta deveria ser implementado, para que o script não seja executado pelos visitantes anônimos/esporádicos, que não têm a opção de desativá-lo nas preferências. Helder 09h32min de 28 de agosto de 2015 (UTC)