Wikipédia:O que é um troll?

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Crystal Clear mimetype txt.png Este ensaio contém conselhos ou opiniões de um ou mais contribuidores da Wikipédia. Ensaios não são políticas nem recomendações, mas podem representar práticas já bem difundidas na comunidade ou ainda pontos de vista de minorias. Sinta-se livre e até encorajado para melhorar a página ou discutir na página de discussão, mas tenha prudência ao considerar esses pontos de vista já previamente trabalhados.
Jimbo Wales, fundador da Wikipédia, ministrando uma palestra sobre como lidar com os Trolls.

Originalmente, trolls são criaturas antropomórficas do folclore escandinavo. Na Wikipédia, trolls são editores que promovem tentativas deliberadas e intencionais de perturbar as actividades de editores, administradores, desenvolvedores e outras pessoas que trabalham para criar conteúdo e ajudar a manter a Wikipédia. O trollismo é assim uma violação deliberada das regras implícitas de convivência social da internet. A sua identificação implica necessariamente um juízo de valor feito por um usuário sobre o valor da contribuição de outro usuário. Devido a isso, não é considerado mais útil do que um simples "Eu não concordo com você." por muitos usuários, que preferem concentrar-se sobre os comportamentos em vez de presumir intenções.

Trollismo não é necessariamente o mesmo que vandalismo (embora práticas de vandalismo possam ser utilizadas por trolls). Um vândalo pode ter prazer apenas em desfigurar uma página da web, insultar utilizadores aleatoriamente ou divulgar as suas opiniões pessoais de um modo inadequado. Um troll explora deliberadamente as fraquezas da natureza humana ou de uma comunidade de internautas para perturbar as pessoas.

Existem muitos tipos de usuários perturbadores que não são trolls. Os guerreiros da reversão, os guerreiros do ponto de vista neutro, usuários excêntricos, usuários rudes e vozes críticas das estruturas e processos da Wikipédia, não são trolls.

Um troll está muito mais interessado em como outras pessoas reagem às suas edições do que com os conceitos com que um wikipedista habitual se preocupa: precisão, veracidade, abrangência e qualidade global. Se um troll não obtém resposta às suas edições espúrias, então dificilmente pode ser considerado um troll feliz.

A política base em matéria de trollismo é simples: "Por favor, não alimente os trolls".

Definição de trollismo

A ideia de definir trollismo é, em muitos aspectos, quase cómica. Faz parte da natureza dos trolls escapar a qualquer definição destinada a limitar as suas acções e descobrir novas e inovadoras formas de causar perturbação. O que segue são alguns comentários que apontam, de forma geral, na direcção do que um troll é e do que um troll faz. Mas não é possível identificar tudo que alguém pode fazer para deliberadamente causar confusão na Wikipédia, motivo pelo qual não existe qualquer medida de vigilância ou de controlo de trolls em vigor.

O trollismo é uma tentativa deliberada e de má fé de perturbar a edição da Wikipédia. Ignorância não é trollismo; genuína discórdia não é trollismo; edições parciais, ainda que defendidas agressivamente, não são trollismo; nomeações, votações e políticas mal direccionadas, por si só, não são trollismo. Estes comportamentos apenas podem ser considerados como tal quando são motivados por malícia e não por ignorância ou parcialidade, o que requer um juízo de valor sobre a motivação pessoal do usuário. Tal juízo nunca pode ser feito com certeza. Deve manter em mente este facto sempre que se sinta tentado a rotular alguém como um troll. Caracterizar alguém como um troll simplesmente porque não concorda consigo pode provocar disputas que podem ser muito danosas para a Wikipédia.

Quando se está a tentar decidir se alguém é um troll, procure presumir que não é. Explique os erros cometidos de forma educada e razoável; indique as políticas, o livro de estilo e as discussões passadas que sejam relevantes. Não conclua que está perante um troll até que ele tenha mostrado uma completa incapacidade ou falta de vontade em escutar a razão ou moderar as suas posições face ao contributo de outros. Mesmo nesse caso, provavelmente é melhor ficar em silêncio e deixar que outros concluam o óbvio do que acusar alguém de ser um troll, criando ainda mais confusão. É preferível aturar um troll por um longo período do que afastar um wikipedista sincero, ainda que mal direccionado. Tenha sempre em mente e aplique os princípios apontados em Wikipedia:Não morda os novatos.

Tipos de trollismo

É preferível evitar contacto com este tipo de pessoa, pois podem tornar-se extremamente ofensivos quando confrontados.

Os seguintes comportamentos identificam o tipo de acções levadas a cabo por alguns trolls. Isso não significa que todas, muitas ou algumas pessoas que exibam estes comportamentos sejam trolls, nem significa que uma pessoa que não exiba estes comportamentos não seja um troll. Uma parte importante da definição de trollismo é que é sempre algo que outra pessoa está a fazer.

Promoção de guerras de edição

O exemplo arquétipo do trollismo é a realização deliberada de edições inflamatórias — dizendo algo controverso com o objectivo específico de causar uma flame war. Geralmente, as edições inflamatórias provêm de wikipedistas que têm uma opinião minoritária ou controversa, e que acreditam sinceramente que a sua visão é inadequadamente representada pela Wikipédia. Os trolls, no entanto, não procurarão o consenso e insistirão numa posição, sem qualquer consideração por eventuais tentativas de compromisso.

Nem todos os trolls deste tipo escolherão como alvo um tema claramente controverso. A característica que define um troll neste caso não é o conteúdo da edição, mas sim o seu comportamento na discussão da edição: a recusa em considerar as provas e citações apresentadas e em aceitar as tentativas de consenso ou compromisso.

Por vezes, pessoas que acreditam apaixonadamente naquilo que estão a escrever podem comportar-se de uma forma que os faz parecer trolls. Muitos não-trolls recusam o compromisso e, ocasionalmente, o compromisso pode nem ser a melhor solução.

Carregamento de conteúdo inapropriado

Alguns artigos são criados e algumas imagens são carregadas com o único objectivo de ofender os leitores ou outros wikipedistas. Em casos como a cópia de sites chocantes, este comportamento pode ser tratado como simples vandalismo. No entanto, se um artigo com conteúdo claramente inapropriado é agressivamente defendido, fingindo que se trata de um artigo genuinamente enciclopédico, isso pode ser qualificado de trollismo.

Má utilização de processos

Olhe bem para os meus filhinhos!, disse a Mamãe Troll. Você não vai achar trolls mais lindos, deste lado da lua.

A má utilização dos processos da Wikipédia é um dos jogos favoritos dos trolls. Os exemplos incluem a constante nomeação de artigos obviamente enciclopédicos para eliminar, a nomeação de esboços para destaque, pedidos infundados de nomeação para administrador de candidatos que claramente não cumprem os requisitos mínimos, a correcção de coisas que já estão de acordo com o livro de estilo e as ameaças de bloqueio devido a supostos vandalismos a wikipedistas inocentes. Quando é dito que algo é óbvio ou infundado, isso significa que qualquer pessoa agindo de boa-fé concordaria com essa característica. Mas atenção, algo que lhe parece óbvio a si pode não o ser para outros.

Normalmente, mesmo que um dado comportamento claramente viole as políticas da Wikipédia, trata-se apenas de alguém que desconhece as mesmas. Observe a resposta do usuário quando encaminhado para a política em causa. Se ele a aceitar, ou propuser uma alteração à mesma no local apropriado, pode não ser um troll. Mas se ele declarar que a política está errada sem fazer nenhum esforço para a corrigir ou se simplesmente a ignorar, é possível que se trate de um troll. Lembre-se que as políticas da Wikipédia não são propriamente preto no branco. Por vezes, é difícil para um novo wikipedista entender o complicado sistema de autoridade usado pela Wikipédia. Se um novo usuário contesta que uma alegada política seja realmente uma política, o melhor é recorrer à ajuda de outros. Encoraje o novato a usar a Esplanada e indique-lhe o canal de IRC, onde wikipedistas experientes poderão ajuda-lo a familiarizar-se com o sistema.

Assédio aos usuários

Outra forma de trollismo pode ocorrer na forma de contínuas perguntas de resposta óbvia ou fácil de encontrar. Claro que aquilo que é óbvio para uma pessoa pode ser obscuro para outras. Se um usuário parece estar a fazer perguntas estúpidas, tente indicar-lhe os recursos para que ele se possa ajudar a si próprio ou indique-lhe o help desk. Se ele insistir, educadamente explique-lhe que adoraria ajudar mas que está demasiado ocupado. Se ele continuar a fazer perguntas mesmo depois de lhe ter respondido de forma clara, ou começar a queixar-se de que você não o quer ajudar, é possível que esteja perante um troll. Ou ele pode simplesmente ser preguiçoso ou estar confuso. De todos os tipos de trollismo, este é aquele em que é mais importante não se deixar afectar. Lembre-se que a Wikipédia é uma fonte de conhecimento. Seja simpático com aqueles que procuram a sua ajuda. No entanto, em casos extremos, isto pode ser uma forma de trollismo, e é perfeitamente aceitável pedir a alguém para o deixar em paz depois de ter tentado responder de forma razoável às suas perguntas.

Crítica mal intencionada

Alguns trolls são críticos do projecto e das suas políticas, usuários, administradores ou objectivos. Muitas vezes, este criticismo surge na forma de acusações de panelinha, facciosismo ou campanha, tipicamente na discussão da parcialidade de uma dada edição, em tentativas de difamação de determinado usuário e em outras reclamações similares. Trolls racistas, quando confrontados, muitas vezes acusam a Wikipédia de ser marxista ou politicamente correcta. Críticas ao projecto, quando feitas construtivamente e no local apropriado, são bem vindas. São mal vindas quando espalhadas por uma grande variedade de páginas (ver MeatBall:ForestFire, em inglês) ou em páginas claramente impróprias para o efeito, tal como artigos ou políticas estabilizadas. Isto é semelhante a comentar qualquer assunto controverso — se for feito com intenção de melhorar as coisas e fomentar a discussão, pode ser benéfico; se for feito com malícia e má fé, pode ser um problema. Claro que um novo usuário tratado de forma dura pode facilmente interpretar isso como sinal da existência de uma panelinha, especialmente se parece não existir um local apropriado para estas reclamações. A definição de criticismo construtivo varia muito de pessoa para pessoa.

Trollismo criativo

O trollismo é disruptivo por natureza, e uma das coisas mais disruptivas que se pode fazer é encontrar novas maneiras de causar confusão que não sejam propriamente contra as regras. Não interessa quão abrangente e detalhada é a sua definição de trollismo, um troll dedicado descobrirá sempre algo em que você ainda não pensou.

Esta é, consequentemente, uma espécie de categoria afluente — se um usuário é continuamente disruptivo e nenhum grau de educação, mediação, consenso, compromisso ou qualquer outra coisa é suficiente para o controlar, ele é muito provavelmente um troll. Quando, no decurso de um conflito, um usuário insiste em tomar à letra uma determinada regra, ao mesmo tempo que viola grosseiramente o espírito dessa mesma regra, estamos muitas vezes perante um sinal de trollismo.

Lidando com o trollismo

Por favor, não alimente os trolls.

Não alimente os trolls

Um conselho usual relativamente aos trolls é "Por favor, não alimente os trolls". Embora muitos veteranos em comunidades de internautas considerem este conselho inútil, uma vez que numa comunidade de algum tamanho é inevitável que alguém reaja aos comentários de um troll, outros ainda o consideram o único método efectivo para lidar com trolls. Não deitar achas para a fogueira, pelo menos, não vai piorar a situação. Se o comportamento escalar para abuso ou vandalismo, é fácil lidar com essas situações.

Reversões lentas

Uma das maneiras mais eficientes de lidar com abusos persistentes é através de "reversões lentas", i.e., permitir que as edições sobrevivam durante algum tempo (geralmente um dia) antes de as reverter. A falta de resposta imediata nega a satisfação ao troll e deixa-o sem nada para fazer, e a eventual reversão remove o efeito da sua contribuição. Esta estratégia permite clarificar os padrões de edição do potencial troll, e assim chamar a atenção de outros wikipedistas. É uma espécie de "Por favor, não alimente (demasiado) os trolls". O principal problema com as reversões lentas é que são difíceis de efectuar em artigos frequentemente editados, uma vez que poderão existir edições conflitantes.

Lidando com guerras de edição

Por vezes, não é possível ignorar os trolls sem comprometer a integridade de um artigo — particularmente no caso de ocorrerem guerras de edição. Nestes casos, procure sempre a melhoria da Wikipédia, mas nunca perca a calma e não hesite em recorrer a métodos de resolução de disputas. Se alguém está a trollizar um artigo vai conseguir o apoio de outros para o restaurar. Eventualmente, o troll pode desistir ou pode ser atingido um consenso sobre uma forma mais firme de lidar com ele.

Lidando com conteúdo inapropriado

Na Usenet, em salas de conversação e noutras comunidades de internautas, provavelmente o melhor a fazer é ignorar os trolls. Mas isso não funciona com conteúdo carregado na Wikipédia. Mesmo que o ignore, permanece na base de dados e é visível a partir da Internet. Artigos com conteúdo inapropriado que não possam ser eliminados ao abrigo das regras de eliminação rápida devem ser nomeados para eliminação por votação. Contudo, é essencial que o debate seja mantido num nível estritamente factual. Uma discussão acalorada, possivelmente alimentada por comentários inflamatórios do troll ou seus sockpuppets e aliados, pode aumentar a motivação do troll.

Lidando com a má utilização de processos

Ao contrário de trolls que vandalizam artigos, a maioria dos danos causados por aqueles que se dedicam à má utilização de processos é indirecta. Geralmente, o melhor é votar contra e seguir em frente. Em muitos casos outro usuário já deu uma explicação e você pode simplesmente dizer que concorda. Se uma nomeação ou votação estiver, à partida, condenada ao fracasso, continuar a dar explicações ou fazer ataques pessoais a quem a propôs não vai mudar nada; a votação ou nomeação vai falhar de qualquer maneira. Se o número de votações propostas se tornar excessivo, pode considerar o recurso aos métodos de resolução de disputas. No entanto, esta solução tende a ser morosa, e se o número de votações propostas for muito grande a maioria dos danos já terá sido feita se não for efectuado um bloqueio de emergência. Em geral, deixe os processos correr.

Lidando com o assédio aos usuários e criticismo mal intencionado

Dependendo da localização e da gravidade das edições, a melhor solução é ignorar ou tratar da mesma maneira que qualquer outra guerra de edição. Se isto ocorrer na sua página de discussão pessoal, ignore ou reverta lentamente. Não alimente os trolls.

Lidando com o trollismo criativo

Nestes casos é mais importante do que nunca tentar assumir a boa fé e procurar o consenso, não só sobre a sua posição relativamente ao assunto que acredita que estar a ser trollizado, mas também sobre a questão de alguém ser, ou não, um troll. Um bom ponto de partida, quando confrontado com trollismo criativo, é definir e propor adição do(s) novo(s) tipo(s) de trollismo a esta página. Se a comunidade concordar com a adição, isto poderá ser usado como argumento na discussão, facilitando a obtenção do consenso.

Trolls mal identificados

Por vezes, trolls vivem debaixo de pontes; mas nem todos que vivem debaixo de uma ponte são trolls.

Uma vez que o juízo sobre se alguém é um troll é subjectivo, é sempre possível que alguém seja mal identificado como um troll devido ao seu comportamento. Se acredita que está sendo acusado de trollismo quando está a ser sincero nas suas edições, considere as seguintes soluções:

  • "Não faça isso então." (em inglês) - Se as pessoas estão dizendo que você é um troll porque faz X, não faça X;
  • Assuma a boa fé. Uma atitude optimista mantê-lo-á longe de muitos problemas — você não quer ser o primeiro a agir de má fé. Muitas vezes, as pessoas estão realmente agindo de boa fé e desejam resolver quaisquer disputas amigavelmente;
  • Afaste-se. Deixe o assunto sossegado durante uma semana, deixe os ânimos acalmarem, volte e tente discutir o assunto de novo de forma calma e razoável;
  • Considere recorrer a métodos de resolução de disputas;
  • Reformule. Muitas vezes alguém é acusado de ser um troll devido à forma particularmente agressiva como exprime as suas ideias. Usa linguagem imprópria em discussões ou efectua ataques pessoais? Acusa aqueles que não estão de acordo consigo de pertencer a uma panelinha? Defende abertamente o trollismo na sua página de usuário? Se parar de ter este tipo de comportamento, provavelmente as pessoas responderão melhor a você.
  • Aceite. Por vezes, não importa quão certo acredite estar, o consenso vai ser contra você. Quando isso acontecer, desista. Talvez um dia alguém levante a mesma questão e a discussão poderá começar do zero, e terminar de forma diferente.

Se, apesar do seu empenho em tentar ser razoável, você continuar a ser acusado de trollismo, poderá sentir-se tentado a criar uma nova conta de usuário e começar de novo. Veja Wikipedia:Sock puppet em relação a isso, e note que essa atitude é fortemente desencorajada. É melhor tentar reconquistar a confiança com seu nome actual do que passar a ideia de que está a fugir de uma má reputação. É mais provável que consiga construir uma reserva de tolerância se agir de uma forma consistente que as pessoas consigam compreender e antecipar — e manter a mesma conta de usuário faz parte disso.

Ver também