Wikipédia:Pedidos/Revisão de ações administrativas/Outro/Flag (19jun2017)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Flag (19jun2017)[editar código-fonte]

  • Responsável pela ação administrativa contestada: RadiX (DctribAElogsBMF)
  • Data da finalização: 26 de junho de 2017 às 0:02 UTC
  • Proponente: aq (discussão)

Estou aqui para pedir uma revisão da recusa do burocrata Radix em me restabelecer as ferramentas de sysop. Em abril de 2015 fui eleito administrador com um número de votos favoráveis sem precedentes na comunidade. Em setembro de 2016 pedi a remoção voluntária.

O pedido de remoção deveu-se ao meu estado de exaustão mental. Na data em que pedi tinha o meu pai internado no hospital com um cancro grave e agressivo e uma infeção secundária devido à cirurgia. Até ao fim de 2016 praticamente não contribuí e, sinceramente, na altura em que pedi a remoção a minha vontade era desistir do projeto por completo. Como se não fosse suficiente e devastadora a doença, na mesma data ainda tive que lidar na própria wikipédia com assédio, insultos, difamações, mentiras e ataques pessoais por parte dos usuários Teles, Radix e Darwinius. Durante as mesmas semanas em que custosamente acompanhava o meu pai no hospital, fui massivamente insultado, difamado, humilhado e acusado das coisas mais asquerosas possíveis, inclusive a difamação de eu ser um sock do Onni. Normalmente tenho um grande nível de resiliência, mas à data não tinha forças nem vontade para lidar com a humilhação. Com os eventos dos últimos meses tem ficado claro que eu não fui o único a sofrer com campanhas de assédio e difamação. Os mesmos que me difamaram, atacaram e humilharam são os que agora negam a reatribuição, inventando todo o tipo de "obstáculos" e reciclando os seus próprios insultos e difamações para alegar que na altura "havia um clima de suspeição". De qualquer forma, se alguém acredita que tem razões para eu ser desnomeado, sinta-se livre para abrir um pedido.

Em qualquer projeto Wikimedia as ferramentas de sysop são reatribuídas assim que a pessoa o deseje. Ver a lista de reatribuições da en.wiki, por exemplo. Só aqui é que parece ser um problema. O Radix começou por exigir uma nova candidatura. No entanto, as regras só exigem uma nova candidatura em caso de remoção por absentismo, o que não foi o caso. Também surgiu o argumento desesperado que a reatribuição não está explícita nas regras. Bom, se esse é o argumento, então pela mesma lógica peço que a remoção do Radix seja revertida, porque a remoção também "não está nas regras". Quanto ao "clima de suspeição", não passa de uma fantasia das mesmas quatro pessoas que nos últimos meses têm criado "climas de suspeição" em relação a múltiplos editores, e acho que toda a gente se fartou deste clima tóxico. O que a comunidade atribui, é a ela que compete retirar.

Dado que não existe message delivery para burocratas, convoco os burocratas Alchimista, Biologo32, Conde Edmond Dantès, Diego Queiroz, Érico, Jbribeiro1 e PauloEduardo. aq (discussão) 00h02min de 19 de junho de 2017 (UTC)

Comentários[editar código-fonte]

Um caso como este não deveria levar mais do que dois minutos para ser resolvido, especialmente considerado que devemos pressupor boa-fé das pessoas e que o estatuto não implica em "poder" nenhum além do poder de fazer faxina. Mas os ânimos atualmente estão de tal forma exaltados que não seria de se estranhar que os que pedem "paz" num canto venham aqui fazer a guerra (e vice-versa). Tragicamente, corremos o risco de, novamente, dar mais importância ao que acontece no domínio Wikipédia do que ao que se faz no DP. Por enquanto vou só comentar. José Luiz disc 01h11min de 19 de junho de 2017 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo Após não ter tido qualquer apoio no pedido anterior, vem de novo tentar recuperar a flag com um golpe de secretaria, com toda a probabilidade porque calcula que não voltaria a ser eleito em votação, dado ser sobejamente conhecido como usuário problemático. Quer ser administrador, faça a candidatura de modo regular e seja avaliado pela comunidade, como toda a gente.-- Darwin Ahoy! 01h29min de 19 de junho de 2017 (UTC)

Já fui avaliado pela comunidade. Tive o maior número de votos favoráveis até então. Obrigado pela preocupação. aq (discussão) 01h34min de 19 de junho de 2017 (UTC)

Não houve difamação alguma. Apenas verdades foram ditas diante do comportamento inapropriado. Aproveitando, com base em que regra isso está sendo pedido? A comunidade deve poder julgar se quer alguém com seu comportamento recente como administrador. Se acreditasse que ela aprovaria já teria pedido por vias mais transparentes e tendo que esperar só uma semana. Entretanto, prefere atacar outros usuários em seu pedido, o que prova ainda mais que não merece estar no papel de administrador. Já houve bastante contestação mesmo sendo pouco anunciado e está claro que seria extremamente controverso repor as ferramentas pra dizer o mínimo. Havendo controvérsia, não cabe aos burocratas considerar que a opinião demonstrada pela comunidade em outro momento se mantém, sendo saudável para o projeto solicitar uma opinião atualizada dos demais após os acontecimentos recentes. Não há qualquer impedimento ou dificuldade em solicitar um novo pedido.—Teles«fale comigo» 03h08min de 19 de junho de 2017 (UTC)

Ainda não percebeu que a comunidade está farta dos vossos ataques pessoais, difamações e ambiente tóxico? aq (discussão) 03h21min de 19 de junho de 2017 (UTC)
Não percebi. Mostra o diff. Que comunidade? Você? Que ataque? Você vê ataque no meu comentário? Óbvio que não há ataque algum. Pare de inventar essas coisas por favor e pare de dar mais motivos pra que seu pedido não seja atendido.—Teles«fale comigo» 03h30min de 19 de junho de 2017 (UTC)
Que tédio essas briguinhas. Aborrecem toda a gente aqui. aq (discussão) 03h34min de 19 de junho de 2017 (UTC)
Eu perguntei qual a regra na qual justifica esse pedido. Decidiu mudar de assunto. Vou entender que não há. Obrigado.—Teles«fale comigo» 03h38min de 19 de junho de 2017 (UTC)

O meu pedido [1] em 2011 demorou 4 minutos a ser atendido. Fico à espera de resolução deste assunto para fazer jurisprudência. Devia ter pensado nisso em 2009 quando fiz o meu segundo (ou será terceiro?) pedido. GoEThe (discussão) 08h15min de 19 de junho de 2017 (UTC)


Atribuição deste estatuto (mesmo quando a ação foi fruto de ato "voluntário") cabe à comunidade; não é atribuição dos administradores! Creio que todo administrador que corroborar este pedido estará ostensivamente a infringir nossas políticas - quando ela estabelece expressamente: "Hoje, além destes requisitos, o usuário deve passar por um processo de sufrágio, de modo a garantir a escolha de editores capacitados à função e o normal funcionamento da Wikipédia lusófona..." Alguém deveria abrir um pedido de desnomeação a todos aqueles que apoiarem essa nova subversão do sistema! André Koehne (discussão) 09h02min de 19 de junho de 2017 (UTC)

Não sei o que algumas pessoas bebem de manhã, mas o sufrágio existe. aq (discussão) 09h53min de 19 de junho de 2017 (UTC)
Vejam o nível desse ataque pessoal acima e julguem se realmente existe possibilidade de aprovação sem consentimento da comunidade. Isso é motivo de bloqueio mas estão fazendo vista grossa a essas atitudes sem citar qualquer regra que permita a reatribuição quando há discordância persistente. Isso é controverso o suficiente pra não trazer qualquer paz.—Teles«fale comigo» 10h57min de 19 de junho de 2017 (UTC)
Está aqui o consentimento da comunidade. Ainda não percebeu que a nossa comunidade já está farta das brigas, assédio, difamações e ambiente tóxico que você traz para aqui? aq (discussão) 11h07min de 19 de junho de 2017 (UTC)
Muita coisa já aconteceu desde então e muita coisa já fez que poderia ser considerada suficiente para uma remoção mas o pedido não foi aberto por não ser administrador. Fala tanto em brigas, mas enquanto eu dialogo com a razão, você insere comentários baixos como acima sugerindo que um usuário bebeu algo que tenha alterado sua percepção. Isso que é baixo e gera brigas; seu comportamento inapropriado incompatível com o de um administrador.—Teles«fale comigo» 11h16min de 19 de junho de 2017 (UTC)
Que tédio. Sinta-se à vontade para depois abrir um pedido de desnomeação. Pode ser que tenha a mesma sorte que todas as outras tentativas de insulto, assédio, humilhação pública e difamação que tem tentado levar a cabo neste projeto contra outros editores. Lamento sinceramente que não tenha ainda encaixado que a comunidade está farta das vossas briguinhas e ambiente tóxico que trazem para aqui. aq (discussão) 11h20min de 19 de junho de 2017 (UTC)
A sua responsabilidade nos conflitos é o que justifica a minha contestação. Refere que a comunidade está farta e omite a informação de que você é peça fundamental desses conflitos e não apenas vítima como tem feito parecer. Se o ambiente é tóxico e você é responsável, isso apenas fala contra a aceitação deste pedido.—Teles«fale comigo» 11h47min de 19 de junho de 2017 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário As RAAs não têm qualquer valor vinculativo, porque uma elite em maioria simples não pode em circunstância alguma decidir à revelia, senão contra as regras do projecto, apenas porque lhe dá na telha. Se bem me lembro, estas RAAs são uma criação de um sock ou meat do Quintinense, engendradas justamente para levar a cabo este tipo de golpes, embora na época o foco parecesse estar sobretudo nas PEs. Eu gostaria de crer que a comunidade está farta de golpes baixos como este, com elementos como este subvertendo o sistema de modo tão descarado para fugir a uma avaliação que ninguém espera pudesse ter sucesso. Ou se não está farta, deveria. Eu pelo menos estou farto, e não me identifico com um projecto assim. Se a comunidade deixar apaticamente estes burocratas concretizarem o golpe que está em curso, então tem o que merece, e devo ser eu o errado aqui, pelo que não conto interferir mais neste assunto.-- Darwin Ahoy! 11h49min de 19 de junho de 2017 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário. Não cabe aos burocratas expressarem a sua visão pessoal a respeito do caso. Não existem regras a autorizar a reinclusão no grupo de administradores após remoção voluntária, do mesmo modo que não o há para burocratas, eliminadores 48491702] e editores de interface. A única regra existente, excepcionalmente para administradores, prevê a possibilidade de reinclusão no grupo após a remoção por inatividade, e ainda assim se não houver qualquer contestação. Para o presente caso, não apenas não existe previsão na regra supracitada, como houve a contestação de 8 (oito) usuários (Papa Christus, !Silent, Darwinius, João Carvalho, DARIO SEVERI, Teles, GoEThe e André Koehne), até o momento, desde que solicitou a reatribuição da flag, sem nenhum apoio ao pedido. A opinião pessoal dos burocratas abaixo é nada além disso: uma opinião pessoal sem qualquer embasamento nas políticas. E não tem valor maior do que a contestação apresentada por qualquer um dos oito usuários acima, porque o estatuto de burocrata é uma flag que possibilita a gestão de determinados privilégios, de modo que à sua essência não deve ser agregado qualquer caráter político ou permissão para sobrescrever as decisões instituídas pela comunidade, bem como seus respectivos processos. A comunidade decidiu que um usuário só pode voltar a ser administrador indiretamente nos casos de absenteísmo em que não haja contestação, como foi o caso do usuário Waldir. E essa mesma comunidade contestou o presente pedido, cuja remoção sequer se deu por absenteísmo. Não havendo processo específico nem cabendo aos burocratas o ato de sobrescrever as decisões da comunidade, a reatribuição não pode ser feita. O caso do usuário Vanthorn também é completamente distinto, pois a sua votação havia sido fraudada por sockpuppets.

Apontar os erros e as violações às normas de condutas não são difamações. Os constantes ataques pessoais praticados pelo usuário nesta página, motivo para bloqueio imediato, demonstram que a comunidade é a única instância com legitimidade para avaliar se deseja ter alguém com tal comportamento em seu quadro de administradores. Não existe consenso e, na ausência de regras, os burocratas não têm permissão para forjá-lo. RadiX 13h49min de 19 de junho de 2017 (UTC)

  • Pode parar de repetir a cassete gasta e entediante do "não existem regras". Claro que existem regras. Existe uma decisão da comunidade, muitíssimo expressiva, para que me seja atribuído o estatuto. Compete aos burocratas fazer cumprir essa decisão da comunidade, seja agora, seja daqui a cinco anos. A única "opinião pessoal" aqui é a sua, que quer reverter sozinho uma decisão da comunidade por capricho pessoal. Isso não existe. Os burocratas não têm o poder de reverter sozinhos uma decisão da comunidade.
  • A sua remoção do estatuto também "não está nas regras". Vai reverter?
  • É irrelevante quantos usuários "contestam" e é irrelevante o "apoio". Mais regras inventadas pelo RadiX, como vem sendo hábito. Até solicitou a participação aqui dos que "não apoiaram" em ato de desespero. É evidente que neste tipo de pedidos aparecem os desafetos. Não tem que haver "apoio". Tem que haver o cumprimento da decisão da comunidade. Se esses oito "não apoiam", que abram um pedido de desnomeação e manifestem a sua opinião, como toda a gente. Depois vamos ver se a comunidade concorda com eles. Pode ser que tenham uma surpresa e a sua opinião seja afinal marginal, como tem sido muito comum nos últimos tempos. aq (discussão) 16h21min de 19 de junho de 2017 (UTC)
Já lhe foi demonstrado, ad nauseam, que não há regras que permitam a reatribuição das ferramentas de administrador a qualquer momento após o usuário pedir a sua remoção do grupo. E é justamente por isso que o seu pedido foi negado. Se discorda, vá a Esplanada propor mudanças na política de administradores. Não é papel dos burocratas legislarem em sua causa, de acordo com opinião pessoal que possuem, e que não vale um vintém a mais que a opinião de cada um dos nove editores que se opuseram ao seu pedido. A única regra existente acerca da reatribuição a pedido do interessado (absenteísmo) estabelece que "se qualquer editor contestar essa devolução, um novo pedido de aprovação deverá ser iniciado". É precisamente o contrário do que se passa aqui, onde se verifica uma enxurrada de contestações. E é, sim, relevante a existência de contestações, tal como consta em regra, como apontou o !Silent. O desespero é unicamente seu, que lança mão de ataques pessoais a todos que lhe mostraram a invalidade desse pedido. Nesse ínterim já poderia ter aberto oito pedidos de aprovação regulares. Se quer voltar a ser administrador, faça um novo pedido pela única maneira que é permitida. Nenhum burocrata pode agir com base na própria opinião pessoal e na ausência de regras. RadiX 20h31min de 19 de junho de 2017 (UTC)
A regra é respeitar a decisão da comunidade. Usar o estatuto para impôr uma visão pessoal e sabotar o que a comunidade decidiu é, por definição, abuso. A comunidade já está farta das suas manipulações, assédio permanente e do ambiente tóxico que você e os seus colegas trazem para aqui, como se tem visto ao longo dos últimos meses. aq (discussão) 21h07min de 19 de junho de 2017 (UTC)
Que comunidade? O Antero de Quintal? É conveniente referir situações de conflito, manipulações e assédio, mas ocultar a informação de que você é um de seus protagonistas, responsável pelo clima instaurado. No mais, a comunidade discorda de você mais uma vez, ou o tema não estaria sendo tratado na Esplanada. RadiX 14h27min de 20 de junho de 2017 (UTC)

Sinceramente, não sei qual é o problema aqui. Existe alguma regra local que possibilite um usuário que solicitou voluntariamente a remoção das ferramentas administrativas poder reavê-las a qualquer tempo? Não. O que existe é uma regra sobre isso relacionada ao absenteísmo e ela deixa bem claro que "Se qualquer editor contestar essa devolução, um novo pedido de aprovação deverá ser iniciado". Ou seja, a única regra que fala sobre reatribuição por pedido do próprio usuário deixa explícito que não pode haver nenhuma contestação, o que é o inverso deste caso. Que fique bem claro que não tenho nada contra o usuário em questão e que eu inclusive votaria a favor dele caso decidisse abrir um PDA. Meu zelo aqui é apenas pela aplicação das regras. !Silent (discussão) 14h15min de 19 de junho de 2017 (UTC)

Não me foi removida por absentismo. aq (discussão) 16h22min de 19 de junho de 2017 (UTC)
Exato, foi removida voluntariamente. Mas as regras falam sobre reposição da ferramenta após remoção voluntária? !Silent (discussão) 16h53min de 19 de junho de 2017 (UTC)
As regras falam sobre atribuição da flag mediante uma decisão da comunidade. aq (discussão) 18h12min de 19 de junho de 2017 (UTC)
E foi o que aconteceu, sua flag foi atribuída normalmente após a votação ter sido bem sucedida. A questão é que você resolveu abdicá-las e as regras não falam nada sobre o editor poder reaver as ferramentas administrativas após renunciá-las. !Silent (discussão) 18h31min de 19 de junho de 2017 (UTC)
Não existem mandatos para sysop. Mandatos só existem em verificadores e supressores. Não existe isso de "perder" uma decisão da comunidade. Até que haja uma nova decisão da comunidade noutro sentido, a decisão de atribuição continua válida e ninguém tem autoridade para a desrespeitar. É assim em qualquer projeto. As regras também "não falam nada" sobre remoção da ferramenta a não ser em caso de absentismo. Suponho então que considere a remoção do Radix sem amparo nas regras. aq (discussão) 18h37min de 19 de junho de 2017 (UTC)

Symbol oppose vote.svg Completamente contra Depois, com mais tempo comento aí acima porque motivo, sou contra este pedido completamente descabido, vergonhoso e anti-ético. --João Carvalho deixar mensagem 16h24min de 19 de junho de 2017 (UTC)

A função dos burocratas é fazer cumprir as decisões da comunidade, não as opiniões pessoais do João Carvalho. É contra? Sinta-se livre para abrir um pedido de desnomeação, como toda a gente. aq (discussão) 16h26min de 19 de junho de 2017 (UTC)
  • As minhas opiniões pessoais:
  • Vamos começar por aqui: Citação: Já fui avaliado pela comunidade escreveu: «aq». Isto passou-se em 2015 e eu próprio votei a favor. Em 2017, depois de toda a pouca vergonha da sequência de acontecimentos, acha que essa aprovação ainda é válida ? É preciso ser muito optimista ou querer fazer os outros de parvos.
  • Setembro de 2016 Isto é digno de um administrador ?
  • Administrador que confessa fazer pedidos of wiki e que atualmente acha que eles até devem ser feitos. É verdadeiramente digno de um administrador.
  • Citação: Peço a remoção do meu estatuto de administrador. Não tenho mais interesse em continuar a colaborar num ambiente tóxico onde mentiras, calúnias, insinuações, instigações ao ódio, retaliações e difamações são permitidas em total libertinagem e indiferença da comunidade e de maior parte dos administradores. Isto tornou-se um recreio dominado pela luta de egos de pessoas que pouco ou nada contribuem para construir artigos escreveu: «Pol ou Ant ou Aq ou ...», vem pela segunda vez pedir que lhe seja novamente atribuído o estatuto de administrador ??? Sinceramente eu atribuía-lhe era um filtro só para editar o domínio principal.
  • Há muitos mais acontecimentos mas, nem vale a pena estar aqui a perder tempo...
  • Em relação ao "Concordo" do colega Biologo32 na reatribuição do estatuto, sinceramente digo-lhe que nunca me passou pela cabeça que chegasse a esse ponto. Depois das evidências das Vossas ligações, achei que não se iria queimar desta forma.
  • Aos colegas que se questionam aqui sem perceberem o motivo de tudo estar parado, eu respondo-lhe que este é um bom exemplo dos motivos do descontentamento ou desalento geral da maioria dos editores nesta wikipédia.
  • Cumprimentos a todos --João Carvalho deixar mensagem 21h48min de 19 de junho de 2017 (UTC)
Acho que não percebeu o propósito desta página. Isto não é uma votação. A sua opinião sobre mim é irrelevante, tal como as difamações que espalha, as quais nem vou responder. Fui eleito pela comunidade por uma margem sem precedentes. A responsabilidade dos burocratas é para com essa decisão da comunidade, não para com as opiniões pessoais de meia dúzia. Se acha que essas calúnias vão ter apoio, sinta-se à vontade para abrir um pedido de desnomeação como toda a gente. Também acho desconcertante pessoas muito preocupadas com conflitos, na realidade continuarem a instigar diariamente conflitos e a promover um ambiente tóxico. aq (discussão)
Sem resposta, porque não a merece. Cumprimentos --João Carvalho deixar mensagem 22h04min de 19 de junho de 2017 (UTC)

Symbol oppose vote.svg Discordo veementemente. Subversão do sistema e desrespeito à autonomia da comunidade. Dornicke (discussão) 17h28min de 19 de junho de 2017 (UTC)

Fui eleito pela comunidade com uma votação sem precedentes a favor. Pode esclarecer onde está o "desrespeito" à decisão dessa mesma comunidade? aq (discussão) 18h15min de 19 de junho de 2017 (UTC)


Symbol support vote.svg Concordo com a reatribuição do estatuto, e subscrevo ao que o Biologo32 disse. Luís Almeida "Tuga1143 17h46min de 19 de junho de 2017 (UTC)

Só para clarificar, uma vez que parece que a minha mensagem anterior está a ser interpretada como irónica. Não manifestei nenhuma oposição, nem concordância. Manifestei interesse no desenrolar deste caso, e forneci dados sobre a minha situaçao que tem alguns paralelos com a descrita. GoEThe (discussão) 07h02min de 20 de junho de 2017 (UTC)

Avaliação dos demais usuários com estatuto equivalente[editar código-fonte]

Symbol support vote.svg Concordo com a reatribuição do estatuto e faço minhas as proféticas palavras do José Luiz (que afinal já estão a se realizar). Antes de mais nada, quero frisar que defendo esse tratamento a qualquer caso semelhante (onde o usuário em pleno exercício de suas atribuições como administrador renuncia espontaneamente ao estatuto) e não apenas ao usuário em questão. Antero teve uma excelente atuação como administrador e quando solicitou espontaneamente a remoção da flag não lhe foi concedido sequer o período de cortesia de 24 horas (cortesia essa dada a todos os pedidos idênticos, sem exceção). Curiosamente, a contestação de suas ações sempre partiu das mesmas pessoas e a comunidade sempre se manifestou favorável à ação do administrador. Quando a insatisfação desse pequeno grupo culminou num pedido de remoção de ferramentas, novamente a comunidade (com uma expressiva diferença de votos) manifestou-se favoravelmente à sua permanência no corpo administrativo. Citando o comentário do José Luiz, devemos pressupor a boa-fé do usuário (assim como foi feito na reatribuição das ferramentas do usuário Waldir) e também levar em consideração suas inúmeras e acertadas ações administrativas (algo que, infelizmente, não pode ser avaliado com relação ao Waldir). Diferente de outros administradores, Antero nunca cometeu abusos com as ferramentas administrativas e nunca infringiu a política que rege o estatuto. Nesse momento de polarização de opiniões e de sentimentos exacerbados, quando se apela de maneira tão contundente por um ambiente mais pacífico, submeter o usuário a um novo pedido parece mais um ato de retaliação do que de justiça. Biólogo 32 What? 04h15min de 19 de junho de 2017 (UTC)

Não existe qualquer lógica em se dificultar ou limitar o acesso às ferramentas administrativas em um projeto voluntário. Nossas regras são claras neste sentido. A Wikipédia em Português, entretanto, possui um histórico indefensável em transformar seus estatutos em "cargos", cujos detentores devem manter uma alta popularidade a qualquer custo e serem eleitos "pelo povo". A partir do momento em que um editor é eleito administrador pela comunidade, esta decisão é válida até decisão contrária proferida pela comunidade. Renunciar ou ausentar-se não é uma decisão comunitária e cabe apenas a cada utilizador, que o pode fazer por várias razões: assédio, desânimo, falta de tempo, etc. Isto, no entanto, não deve forçar ninguém a iniciar um novo pedido de administração.

O entendimento majoritário em todos os projetos é exatamente este. Eu mesmo já passei por um processo semelhante no Commons. Em maio de 2014, depois de renunciar recentemente, pedi a reatribuição de minhas ferramentas administrativas. A reatribuição não foi tão rápida quanto o desejava: após dois dias de espera, o estatuto foi reatribuído, sem qualquer alvoroço ou controvérsia. Importante dizer que este prazo de espera não foi feito para aferir a popularidade do requerente, mas a integridade de sua conta. Nós não somos uma democracia: popularidade não é tudo. Naquela época, o Commons também não possuía nenhum texto que estabelecia esse processo.

Li argumentos altamente questionáveis durante discussões relacionadas a este assunto. Não se pode alegar que "não existe nas regras, então não é válido", pois, se assim fosse, a renúncia de Antero e de outros ex-administradores também não valeriam e deveriam ser revertidas prontamente. O fato de que não houve o prazo de 24 horas de espera antes de se remover o estatuto, tanto neste como em outros casos, também deve ser levado em conta. Eu pensava que existia um acordo de cavalheiros para que esta prática fosse utilizada. Muitas vezes, o estresse acaba levando os editores a tomarem decisões irrefletidas e eles não devem pagar por isso eternamente.

Além do caso do utilizador Waldir, que em 2014 teve o estatuto reatribuído após solicitar aos burocratas (mesmo após meses de inatividade), dos exemplos de outras wikis, e de nossas próprias regras, cito também a decisão relacionada ao Vanthorn, que teve o estatuto de administrador atribuído em julho de 2015 após ter sido constatado que seu pedido de administração havia sido fraudado por fantoches ilícitos. Ele não precisou passar por um novo PDA porque a culpa pelo ocorrido não era dele; lembro que, na época, defendi fortemente a atribuição do estatuto. Mesmo caso de Antero, GoEThe (que comentou acima) e dezenas de outros administradores, os quais certamente não lembrarei de todos, que foram aprovados pela comunidade e que renunciaram ao estatuto, mas cuja eleição é válida até que a comunidade decida o contrário.

Considero esta RAA um landmark case e, assim como o Biologo32, apoio que esta minha opinião, se majoritária, seja válida para todos os outros casos semelhantes. Ou seja, de ex-administradores ativos que não renunciaram durante um processo de remoção. Não há qualquer argumento racional que possa justificar a atribuição do estatuto a ex-administradores pouco ou nada ativos e não defender o mesmo para os ativos. Se a comunidade discordar da reatribuição, um pedido de remoção pode ser iniciado.

Finalmente, eu vejo aqui uma oportunidade para se alcançar a tão desejada paz e unidade que muitos pediram nos últimos dias. Não faz sentido fazer apelos à união e depois vir a esta página para discordar apenas por tratar o requerente como desafeto, sem apresentar qualquer argumentação. Assim que o Zé publicou o primeiro comentário, logo me lembrei das chamadas pacifistas feitas recentemente em um grupo do Facebook. Lamentavelmente, não demorou muito para a profecia se confirmar. Cito esta situação pois acho que todos deveriam deixar um pouco de lado discordâncias ou inimizades. Levem em conta que minha opinião nesta página não muda conforme o freguês e, como disse acima, defendo inclusive a atribuição ao GoEThe, que como sabem iniciou um exaustivo pedido de remoção contra mim. A quem diz querer paz, mas no fundo prefere a guerra, tentem fazer o mesmo, deixem os rancores para trás e pensem no bem deste projeto, já tão castigado ao longo de 2017... e ainda nem estamos na metade do ano. Érico (fale) 09h15min de 19 de junho de 2017 (UTC)


Conclusão[editar código-fonte]