Wikitribune

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wikitribune
Site de notícias
Proprietário(s) Jimmy Wales
Cadastro Opcional
Idioma(s) Em inglês;
e espanhol.[1]
Lançamento 25 de abril de 2017 (1 ano)
Endereço eletrónico www.wikitribune.com
Estado atual Ativo

Wikitribune (estilizado como WikiTRIBUNE) é um site de notícias em que aproxima jornalistas profissionais onde pesquisam e relatam notícias ao lado de voluntários que cura artigos para revisão, verificação dos fatos, sugerindo mudanças e adicionando fontes. Jimmy Wales, cofundador da Wikipédia, anunciou o site em abril de 2017.[2] Wikitribune é um site com fins lucrativos[3] e não é afiliado com a Wikipédia ou sua organização pai, a Wikimedia Foundation.[4]

"Esta será a primeira vez que jornalistas profissionais e jornalistas cidadãos irão trabalhar lado a lado como iguais, escrevendo histórias como elas acontecem, editando-as ao vivo, como elas se desenvolvem e em todos os momentos apoiado por uma comunidade de verificação e reverificação de todos os fatos", disse Wales. Temos a intenção do projeto em ajudar a combater falsas notícias on-line, ele estava supostamente motivado para resolver este problema, quando ouviu Kellyanne Conway dizer "fatos alternativos" na televisão.[5] A versão demo do site só tornou acessível a um público seleto, como meios de comunicação.

Modelo de negócio[editar | editar código-fonte]

Wikitribune é um site com fins lucrativos[3] que será financiado por doadores e sem a venda de espaço publicitário. Quanto mais recursos forem recolhidos, mais jornalistas poderão contratar. O crowdfunding começou em 25 de abril de 2017. Está solicitando doadores entre £10 ou 15 dólares por mês. Os jornalistas terão de fornecer a fonte dum fato ou fornecer transcrições completas e gravações de entrevistas. O público poderá modificar e atualizar artigos; No entanto, a atualização só será ativada uma vez aprovado pelo pessoal ou voluntários confiáveis. [6] As pessoas nomeadas como envolvidas no projeto como conselheiros de Jimmy Wales incluem Lily Cole, Jeff Jarvis, Guy Kawasaki e Lawrence Lessig. A firma de Wales, Jimmy Group, que incorporou anteriormente em abril de 2017, arquivou um pedido de marca para "Wikitribune" com o escritório de propriedade intelectual, que estava examinando o pedido a partir de 25 de abril.[7]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Sites de notícias leitor-suporte

Referências

  1. «Wikitribune en español» (em espanhol). 13 de junho de 2018. Consultado em 13 de junho de 2018 
  2. Owen, Laura Hazard (24 de abril de 2017). «Wikipedia founder Jimmy Wales launches Wikitribune, a large-scale attempt to combat fake news» (em inglês). NiemanLab. Consultado em 26 de abril de 2017 
  3. a b «FAQs: legal» (em inglês). WikiTribune. Consultado em 11 de outubro de 2017. Is WikiTribune a charity? No, it’s not. It’s a for-profit company. 
  4. «Fundador da Wikipédia lança site colaborativo para combater notícias falsas». G1 Rede Globo. 25 de abril de 2017. Consultado em 26 de abril de 2017 
  5. Greg Williams (24 de abril de 2017). «Jimmy Wales goes after fake news with Wikitribune – a crowdfunded site for reporters» (em inglês). Consultado em 26 de abril de 2017 
  6. «Fundador da Wikipedia desafia notícias falsas com Wikitribune». O Estado de Minas. 25 de abril de 2017. Consultado em 26 de abril de 2017 
  7. «Co-fundador da Wikipedia lança Wikitribune para combater notícias falsas». Coluna TECH. 25 de abril de 2017. Consultado em 26 de abril de 2017