Wilhelm Stekel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wilhelm Stekel.

Wilhelm Stekel (18 de Março, 186825 de Junho, 1940) foi um psiquiatra austríaco.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Colaborou com Freud até 1910. Stekel, ao lado de Jung e Adler, foi um dos mais penetrantes psicólogos. Desprezava por completo nomenclaturas, linguagens técnicas e pouco se preocupava em provar o que apontava em seus pacientes. Sua obra contém uma coleção de casos clínicos contados na mais simples linguagem, são quase romanceadas, sendo perceptível a grande influência que Dostoiévski exerceu sobre seu modo de escrever. Stekel foi apontado por Freud como um psicólogo que rapidamente conseguia fechar o quadro do paciente.

Colaborou com uma coleção de símbolos oníricos, levando Freud a editar mais uma vez sua obra A Interpretação dos Sonhos em 1911.

Muito invejado no meio psicanalítico, foi exonerado. Sua morte continua sendo um mistério. Oficialmente afirmam que Stekel, paranóico, cometeu suicídio em 1940. Mas essa versão é bem pouco provável.

Atos Impulsivos e Estados Nervosos de Angústia são grandes clássicos da Psicologia.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Atos Impulsivos
  • Onanismo e Homossexualidade
  • A Impotência no Homem
  • A Mulher Frígida
  • Cartas a uma mãe
  • A Educação dos Pais
  • O Matrimônio Moderno
  • Sadismo e Masoquismo
  • A Linguagem dos Sonhos
  • Estados Nervosos de Angústia
  • A vontade de viver
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.