William Amherst, 1.º Conde de Amherst

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada. Foi sugerido que adicione esta.
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde julho de 2016)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
William Amherst, 1º Conde de Amherst
Nascimento 14 janeiro 1773
Bath
Morte 13 março 1857
Knole House
Cidadania Reino Unido
Cônjuge Sarah Amherst
Alma mater Christ Church, Westminster School
Ocupação diplomata, político

William Pitt Amherst, 1.º Conde Amherst (Bath, 14 de janeiro de 1773Knole House, 13 de março de 1857) foi um nobre britânico e o governador-geral da Índia Britânica. Era sobrinho de Jeffrey Amherst, 1.° Barão Amherst e sucedeu-lhe nesse título em 1797.

Embaixador extraordinário na China[editar | editar código-fonte]

Em 1816, William Amherst foi mandado como embaixador extraordinário à corte da dinastia Quing, na China. Seu objetivo era estabelecer relações comerciais mais satisfatórias entre o Reino Unido e o país. Ao chegar no rio Hai (então Pei Ho), ele foi informado que só poderia se encontrar com o Imperador Jiaqing na condição de que fizesse o kowtow, uma cerimônia que nações ocidentais consideravam degradante. Seguindo o conselho de Sir George Thomas Staunton, que o acompanhou como segundo comissionário, Amherst recusou-se a fazer tal cerimônia; consequentemente, ele não foi autorizado a entrar em Pequim e sua missão falhou.

Nesta viagem foi acompanhado pelo cirurgião e naturalista Clarke Abel, que constituiu uma importante coleção de história natural.

Seu navio (Alceste), depois de navegar pela costa da Coreia e pelas Ilhas Riukyu, a caminho de casa, ficou completamente destruído ao colidir com uma pedra submersa no estreio de Caspar. Lorde Amherst e parte de seus companheiros escaparam nos botes do navio para Jacarta. O navio no qual ele retornou à Inglaterra em 1817 tinha parado em Santa Helena, onde ele pôde falar por várias vezes com o Imperador Napoleão.

Governador-geral da Índia[editar | editar código-fonte]

Lorde Amherst deteve o cargo de governador-geral da Índia Britânica de agosto de 1823 até fevereiro de 1828. O principal evento que ocorreu durante seu governo foi a Primeira Guerra Birmanesa de 1824, que resultou na concessão de Arakan e de Tenasserim ao Império Britânico.

A sua nomeação para Calcutá veio com a demissão do governador-geral Francis Rawdon-Hastings, em 1823. Entretanto, Amherst foi um governador-geral inexperiente que, pelo menos nos primeiros dias de seu período em Calcutá, foi muito influenciado por oficiais militares antigos em Bengal, tais como Sir Edward Paget. Não querendo perder o prestígio durante a agressão territorial birmanesa (uma disputa que ele herdou de John Adam, que tinha servido como governador-geral antes de sua chegada), Lorde Amherst ordenou suas tropas atacarem.

A guerra durou dois anos, resultando na morte de 15 000 britânicos, e custou cerca de 13 milhões de libras esterlinas, contribuindo assim com uma crise econômica na Índia. Foi por causa do apoio que amigos poderosos seus, como George Canning e o Duque de Wellington, lhe deram que ele não caiu em desgraça no final da guerra. A guerra mudou a posição de Amherst na Birmânia, agora determinada a não anexar a Baixa Birmânia, mas não reparou sua reputação completamente. Foi substituído em 1828, por William Butterworth Bayley.

William foi titulado Conde Amherst, de Arracan nas Índias Orientais, e Visconde Holmesdale, no Condado de Kent, em 1826. Ao retornar à Inglaterra, ele retirou-se da política e assim permaneceu até sua morte, em março de 1857.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • A. Thackeray and R. Evans, Lord Amherst (" Rulers of India * series), 1894.
  • Webster, Anthony. ( 1998) Gentlemen Capitalists: British Imperialism in Southeast Asia, Tauris Academic Studies, New York, ISBN 1-86064-171-7.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.