William B. Davis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
William B. Davis
Davis em novembro de 2011.
Nome completo William Bruce Davis
Nascimento 13 de janeiro de 1938 (80 anos)
Toronto, Ontário,  Canadá
Ocupação Ator
Diretor
Atividade 1949–presente
Página oficial
IMDb: (inglês)

William Bruce Davis (Toronto, 13 de janeiro de 1938) é um ator e diretor canadense, mais conhecido por interpretar o Homem Fumante na série de televisão The X-Files. Além de aparecer em vários programas de televisão e filmes, Davis fundou sua própria escola de atuação, a William Davis Centre for Actors Study. Em sua vida pessoal, ele pratica esqui aquático, trabalha na Sociedade Canadense do Câncer e apresenta palestras sobre ceticismo. Em 2011, Davis publicou suas memórias, Where There’s Smoke .... The Musings of a Cigarette Smoking Man.

Início de vida[editar | editar código-fonte]

Davis nasceu em Toronto, Ontário, filho de pai advogado e mãe psicóloga.[1] Ele começou a atuar em 1949, ainda criança, em dramatizações no rádio e teatro. Seus primos Murray e Donald Davis eram donos da The Straw Hat Players no final da década de 1940 e início da de 1950, e ensaiavam no porão da casa de Davis. Quando precisaram de um menino, eles deram a William seu primeiro papel profissional. Ele acabou tendo uma carreira como ator mirim na rádio da Canadian Broadcasting Corporation antes de sua voz mudar.[2][3] Em 1955 ele entrou na Universidade de Toronto para estudar filosofia, porém acabou perseguindo uma carreira como ator junto com Donald Sutherland. Em 1959, ele formou-se com um bacharelado em filosofia. Enquanto estudava ele focou sua atenção na direção, e seu amigo Karl Jaffary tomou conta da The Straw Hat Players por quatro anos.[4]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Em 1960, Davis foi para a Inglaterra para treinar na London Academy of Music and Dramatic Art. Ele trabalhou no Reino Unido nos cinco anos seguintes, dirigindo peças em teatros de repertório e atuando em escolas. Ele foi diretor artístico da Dundee Repertory Theatre.[5] Seu último trabalho no Reino Unido foi de assistente de direção do Royal National Theatre[6] sob Laurence Olivier, trabalhando com atores como Albert Finney, Maggie Smith e Derek Jacobi.[3] Ele voltou para o Canadá em 1965 para trabalhar no National Theatre School of Canada e logo, aos 28 anos de idade, ele foi nomeado diretor artístico da Seção Inglesa de Atuação.[7] Durante esse período ele também foi um diretor independente em vários teatros canadenses. Em 1971, ele juntou-se ao recém formado Departamento de Drama da Universidade Bishop em Lennoxville, Quebec. Lá, Davis tornou-se o diretor artístico fundador do Festival de Lennoxville, um festival de teatro profissional durante o verão.[8]

Davis voltou para Toronto no início da década de 1970 e passou vários anos como diretor de rádio na equipe do Humber College. Precisando de um diretor de atuação nesse período, ele voltou a atuar após quase vinte anos. Davis conseguiu vários papéis no teatro e cinema antes de tornar-se diretor artístico da Vancouver Playhouse Acting School, que forçou a mudança de sua esposa e família. Ele escreveu em suas memórias, "Assim, no outono de 1985, engatamos nosso barco de segunda mão no nosso carro de segunda mão e viajamos pelo país".[9]

Apesar de ter ficado pouco tempo na Vancouver Playhouse, ele permaneceu na cidade de Vancouver e fundou sua própria escola de atuação, a William Davis Centre for Actors Study,[7] local de treinamento para várias futuras estrelas como Lucy Lawless.[10] Os papéis ficaram cada vez mais frequentes até Davis conseguir o incônico papel do Homem Fumante na série de televisão The X-Files, onde ele fez aparições frequentes nos nove anos seguintes. Além de The X-Files, ele atuou em séries como Stargate SG-1 e Smallville e foi o apresentador de telefilmes e outros projetos. De tempos em tempos ele compare a convenções de fãs dando autógrafos e assinando cópias de suas memórias.[11]

Mais rescentemente, Davis voltou a direção. Ele escreveu e dirigiu três curta-metragens e co-escreveu e dirigiu vários episódios da série 49th & Main. Em 2011, ele dirigiu duas peças para a The United Players of Vancouver: Waste, de Harley Granville-Barker; e Hay Fever, de Noël Coward.[12]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Apesar de ser conhecido por seu personagem fumante, Davis parou de fumar na década de 1970; quando The X-Files começou, ele pode escolher entre cigarros de herva ou de tabaco. Inicialmente ele escolheu o de tabaco, mas depois passou a usar o de herva com medo de ficar viciado novamente.[11][13] Davis usou sua notoriedade no programa para ajudar a Sociedade Canadense do Câncer e seus programas contra o fumo.[14]

Ele também é um antigo campeão de esqui aquático e por um tempo deteve vários recordes em divisões da terceira idade. Em uma conversa com Brendan Beiser, Davis afirmou deter o recorde de manobras em sua categoria, e até recentemente "Eu detinha o recorde de slalom até algum jovem pretensioso de 65 anos de Ontário ter tirado o recorde de mim no ano passado".[2]

Ceticismo[editar | editar código-fonte]

Davis participando do painel "Ceticismo e a Mídia" da CSICON em Nova Orleãs, 2011.

Enquanto atuava em The X-Files, os fãs constantemente confrontavam Davis sobre sua discrença no paranormal e alienígenas.[15] Davis credita Barry Beyerstein da Comitê para a Investigação Cética (CSI) por apresentá-lo a comunidade cética. O ator envolveu-se cada vez mais com o movimento cético e começou a dar palestras como um porta voz em universidades pela América do Norte e em convenções.[16]

Ao ser perguntado sobre sua crença no paranormal na London Film and Comic Con de 2010, Davis respondeu, "A responsabilidade cai sobre você para provar o extraordinário ... Eu fiz muitas pesquisas e vi para onde muitos desse argumentos estavam indo".[11]

Entrevistado por Jacob Fortin sobre a culpa de ser um cético em um programa que Richard Dawkins fez campanha contra, Davis respondeu que inicialmente teve algum receio até perceber que Dawkings "não tinha nenhuma evidência e nunca apresentou alguma" prova que a série encorajava as pessoas a pensar acriticamente; "O programa é uma ficção ... não é um documentário". Perguntado sobre um debate que ele moderou junto com John Edward Mack, defensor da abdução alienígena, Davis disse que muitas pessoas esperavam que ele apoiasse Mack, porém descobriram que ele estava "muito no outro lado". Davis lembra ter tido ótimas discussões com Mack; "Ele foi brilhante ... ele estava errado, porém ele foi muito bom ... Um dos problemas da inteligência humana é que somos muito bons em defender ideias que tivemos irracionalmente".[17]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas
1983 The Dead Zone Motorista da ambulância
1984 Second City Television Homem no telefone "Half Wits Save the World Parade"
1985 The Cuckoo Bird Ted Filme para TV
Dead Office Dean
1986 The Beachcombers Dave Douglas "Trial Balloon"
1987 Deadly Deception Advogado Filme para TV
Sworn to Silence Peter Massio Filme para TV
Airwolf Oficial da F.I.R.M. "The Key"
"Roque Warrior"
"Stavograd, Part I"
"Stavograd, Part II"
The Little Match Girl Dr. Sam Easton Filme para TV
1988 Captain Power and the Soldiers of the Future Arvin "Judgement"
Danger Bay Frank Norris
Jack Kane
"Racing Against Time"
"High Five"
1989 Beyond the Stars Hal Simon
Matinee Heath Harris Filme para TV
Look Who's Talking Traficante de drogas
Wiseguy Curant
Inspetor #2
"People Do It All the Time"
"The Merchant of Death"
1990 Anything to Survive Dr. Reynolds Filme para TV
It Sr. Gedreau Filme para TV
1991 21 Jump Street Juiz Harrison
Sr. Weidlin
Sr. Wickenton
"Crossfire"
"Champagne High"
"Mean Streets and Pastel Houses"
MacGyver Juiz
Omen IV: The Awakening Advogado Filme para TV
não creditado
The Hitman Dr. Atkins
The Commish Don Chesley "A Matter of Life and Death, Part I"
"A Matter of Life and Death, Part II"
1992 Diagnosis: Murder Marvin Parkins
Street Justice Badgely "Homecoming"
Nightmare Cafe Doutor "Sanctuary for a Child"
1993 North of 60 Inspetor Neilsen "Out of the Blue"
1993–
2002
The X-Files O Homem Fumante 40 episódios
1994 Heart of a Child Vern Filme para TV
Auggie Rose Capitão Dick Roth Filme para TV
Don't Talk to Strangers Huddleston Filme para TV
1995 Dangerous Intentions Líder do Grupo
Not Our Son Chefe de Polícia Filme para TV
não creditado
Circumstances Unknown Gene Reuschel Filme para TV
Sliders Professor Myman "Eggheads"
Courting Justice Dr. Alexander Filme para TV
1996 Unforgettable Dr. Smoot
Poltergeist: The Legacy Dr. Bill Nigel "Do Not Go Gently"
The Limbic Legion Professor Filme para TV
1998 The X-Files Game O Homem Fumante Jogo eletrônico
The Last Tzaddik Sr. Drazien Curta-metragem
The X-Files O Homem Fumante
Voyage of Terror Dr. Norman Ellisy Filme para TV
1999 Mentors Arthur Conan Doyle "The Truth Is in Here"
Murder Most Likely Detetive Filme para TV
2000 Perpetrators of the Crime Henderson
Killing Moon Ed Filme para TV
Becoming Dick Dr. Hardwin Filme para TV
The Fearing Mind Michell Cofax "Gentleman Caller"
2001 The Proposal Frank Gruning
First Wave Sagon "Checkmate"
Out of Line Russell
Mindstorm Parish
The Outer Limits Dr. Biemler
Ed
John Wyrner
"Worlds Within"
"Out of Body"
"The Conversation"
Jay and Silent Bob Strike Back O Homem Fumante não creditado
Andhrax Tye Cow
Mythquest Sumo Sacerdote "The Oracle"
Andromeda Professor Logitch "Pitiless as the Sun"
2002 Polished Phillip Curta-metragem
Afermath Diretor Edwards
Damaged Care Dr. Sam Verbush Filme para TV
Body & Soul Dr. Edward A. Esseff
The Thing Coronel Whitely Jogo eletrônico
Saint Sinner Padre Michael Filme para TV
100 Days in the Jungle Filme para TV
2003 Broken Saints Benjamin Palmer voz
Arbor Vitae Velha Alma Curta-metragem
Smallville Major William Tate "Relic"
"Ryan"
Word of Honor Lewis Kaplan Filme para TV
2004 Snakehead Terror Doutor Jenkins Filme para TV
Kingdom Hospital Dean Swinton "The Young and the Headless"
The Cradle Will Fall Alex Myerson Filme para TV
Lyon King Ministro das Finanças Curta-metragem
Murdoch Mysteries Godfrey Shepcote "Expect the Dying"
Packing Up Jenkins Curta-metragem
The X-Files: Resist or Serve O Homem Fumante Jogo eletrônico
2005 The Cost of Living Mark Mortinson Curta-metragem
The Last Round Mitchell
Tilt Padre Mike "Nobody Ever Listens"
Max Rules Rick Brinkley
Robson Arms Dr. Carlisle Wainwright "Afterschock"
"The Recipe"
"Educating Alicia"
"The Lonely Passion of Mr. Tan"
"A Material Breach"
Dark Pines Shannon Fraser Documentário para TV
Stargate SG-1 Damaris
Ori Prior Damaris
"The Fouth Horseman"
"Babylon"
2006 Supernatural Professor "Scarecrow"
The Janitors Harvey Curta-metragem
Dark Storm General Killion Filme para TV
Her Fatal Flaw Richard O'Brien Filme para TV
Sisters Dr. Bryant
The Secret of Hidden Lane Juiz Landers Filme para TV
Canadian Comedy Shorts Ministro das Finanças "Episode #10.9"
2007 The Messengers Colby Price
Judicial Indiscretion Senador Garland Wolf Filme para TV
Numb Peter Milbank
Masters of Science Fiction O Presidente "The Awakening"
2008 The Femme Fatale Sam Curta-metragem
Fear Itself Padre Chris "In Sickness and in Health"
A Pickle Mack Curta-metragem
Passengers Jack
Reverse Chris Curta-metragem
2009 Possession Dr. Creane
Something Evil Comes Sr. Dutton Filme para TV
The Shortcut Benjamin Hartley
Caprica Ministro Chambers "Pilot"
The Thaw Ted
Damage Veltz
Web of Desire Dr. Charles Friedman Filme para TV
2010 Blob O Chefe Curta-metragem
Human Target Whitey Doyle "Run"
Medium Raw: Night of the Wolf Dr. Robert Parker Filme para TV
Flowers for Norma Senhor #2 Curta-metragem
Amazon Falls Calvin
2011 Goose on the Loose Alphonse David
Behemoth William Walsh Filme para TV
2012 The Tall Man Xerife Chestnut
Continuum Alec Sadler (2077)

Referências

  1. Davis 2011, p. 4
  2. a b Beiser, Brendan (16 de junho de 2008). «William B. Davis - This Conversation». YouTube. This Is Conversation TV 
  3. a b «William B. Davis on fame». YouTube. Dragon Con 2010. 12 de setembro de 2010 
  4. Euringer, Fred (2000). A Fly on the Curtain. [S.l.]: Oberon Press. p. 103. ISBN 978-0778011415 
  5. Davis 2011, p. 112
  6. «History 1960-1969». National Theatre School of Canada. Consultado em 2 de janeiro de 2013. 
  7. a b «Program Advisory Committee». Vanarts. Consultado em 2 de janeiro de 2013. 
  8. «Festival Lennoxville». Canadian Theatre Encyclopedia. Consultado em 2 de janeiro de 2013. 
  9. Davis 2011, p. 210
  10. «Expanded Bio for Lucy Lawless». Lotolux. Consultado em 2 de janeiro de 2013. 
  11. a b c «William B. Davis Interview». LSQTV. 18 de julho de 2010 
  12. «News - 2011». WilliamBDavis.com. Consultado em 2 de janeiro de 2013. 
  13. Nuytens, Gilles (11 de outubro de 2005). «Interview with William B. Davis». The SciFi World. Consultado em 2 de janeiro de 2013. 
  14. «Potpourri». Tabacco Control. Consultado em 2 de janeiro de 2013. 
  15. Cossitt, Allison (março de 1998). «Cigarette-Smoking Man». Comitê para a Investigação Cética. Consultado em 2 de janeiro de 2012. 
  16. Semley, John (18 de outubro de 2011). «Random Roles: William B. Davis». The A.V. Club. Consultado em 2 de janeiro de 2012. 
  17. Fortin, Jacob (22 de dezembro de 2011). «TGA Podcast: Episode 154». The Good Atheist. Consultado em 2 de janeiro de 2012. 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Davis, William B. Where There’s Smoke .... The Musings of a Cigarette Smoking Man. [S.l.]: ECW Press. ISBN 978-1-77041-052-7 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]