William Dembski

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
William A. Dembski
Nome completo William Albert "Bill" Dembski
Nascimento 18 de julho de 1960
Chicago, Illinois, Estados Unidos
Ocupação Filósofo, professor
Magnum opus "The Design Inference"
Principais interesses Design inteligente, Complexidade especificada
Página oficial
designinference.com

William Albert "Bill" Dembski (18 de julho de 1960 - ) é um matemático, filósofo e teólogo americano. Foi um proponente americano da pseudociência[1] do design inteligente (DI) e um oponente da teoria da evolução através da seleção natural. Autor de vários livros sobre o design inteligente, teologia, e matemática, em 2016 Dembski abandonou o design inteligente e renunciou a todas as suas "associações formais com a comunidade do DI, incluindo a [sua] relação de 20 anos com o Discovery Institute".[2]

De 1999 a 2005, ele estava na faculdade da Universidade Baylor, onde foi foco de atenção e controvérsia. Durante o ano acadêmico de 2005-6, ele foi professor de Teologia e Ciência no Southern Baptist Theological Seminary em Louisville, Kentucky, bem como o primeiro diretor do novo Centro para Teologia e Ciência da escola (substituído depois pelo notável criacionista Kurt Wise). Em 1 de junho de 2006, Dembski tornou-se professor de pesquisa em filosofia no Southwestern Baptist Theological Seminary, em Fort Worth, Texas. A Southern Baptist Convention opera os dois seminários.[carece de fontes?]

Dembski deu aulas na Northwerstern University, na Universidade de Notre Dame, na Universidade de Dallas, concluiu seu pós-doutorado em matemática no MIT, em física na Universidade de Chicago e em ciências da computação em Princeton. Possui ainda um Ph.D. em filosofia e mestrado em divindade pelo Seminário Teológico de Princeton.[3] Dembski é um cristão ortodoxo praticante.[carece de fontes?]

Dembski escreveu mais de dez livros, em que analisa a Teoria da Evolução e o argumento do design, relacionando probabilidades matemáticas, aleatoriedade e causas inteligentes, além de outros argumentos.[carece de fontes?] Em função do crescente interesse público pelo tema do Design Inteligente, Dembski tem assumido a condição informal de um dos porta-vozes sobre o assunto, tendo obtido relativa popularidade por sua participação em programas de rádio e pela publicação de vários de seus escritos.[3]

Publicações[editar | editar código-fonte]

  • Signs of Intelligence: Understanding Intelligent Design, William A. Dembski e James M. Kushiner, Brazos Press
  • Uncommon Dissent: Intellectuals Who Find Darwinism Unconvincing, William A. Dembski, ISI Books
  • The Design Inference: Eliminating Chance through Small Probabilities, Cambridge University Press
  • No Free Lunch, Rowman & Littlefield Publishers
  • Can Intelligent Design Be Detected in Biology? - Debate na UCLA (DVD) William A. Dembski e Niall Shanks.
  • The Design Revolution. Answering the toughest questions about Intelligent Design, InterVarsity Press, 2004.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Boudry, Maarten; Blancke, Stefaan; Braeckman, Johan (dezembro de 2010). «Irreducible Incoherence and Intelligent Design: A Look into the Conceptual Toolbox of a Pseudoscience». The Quarterly Review of Biology (em inglês) (4): 473–482. ISSN 0033-5770. doi:10.1086/656904. Consultado em 4 de outubro de 2020 
  2. «Official Retirement from Intelligent Design». billdembski.com (em inglês). Consultado em 4 de outubro de 2020. I’m not talking about any falling out. It’s simply that my life and interests have moved on. It’s as though ID was a season of my life and that season has passed. Earlier this month (September 10, 2016) I therefore resigned my formal associations with the ID community, including my Discovery Institute fellowship of 20 years 
  3. a b «Biografa». Consultado em 6 de março de 2009. Arquivado do original em 2 de março de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]