William Dembski

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
William A. Dembski
Nome completo William Albert "Bill" Dembski
Nascimento 18 de julho de 1960
Chicago, Illinois, Estados Unidos
Ocupação Filósofo, professor
Magnum opus "The Design Inference"
Principais interesses Design inteligente, Complexidade especificada
Página oficial designinference.com


William Albert "Bill" Dembski (18 de julho de 1960 - ) é um proponente americano do design inteligente e, um oponente da teoria da evolução através da seleção natural. Ele é o autor de vários livros sobre o design inteligente, teologia, e matemática. De 1999 a 2005, ele estava na faculdade da Universidade Baylor, onde foi foco de atenção e controvérsia. Durante o ano acadêmico de 2005-6, ele foi professor de Teologia e Ciência no Southern Baptist Theological Seminary em Louisville, Kentucky, bem como o primeiro diretor do novo Centro para Teologia e Ciência da escola (substituído depois pelo notável criacionista Kurt Wise). Em 1 de junho de 2006, Dembski tornou-se professor de pesquisa em filosofia no Southwestern Baptist Theological Seminary, em Fort Worth, Texas. A Southern Baptist Convention opera os dois seminários.

Dembski deu aulas na Northwerstern University, na Universidade de Notre Dame, na Universidade de Dallas, concluiu seu pós-doutorado em matemática no MIT, em física na Universidade de Chicago e em ciências da computação em Princeton. Possui ainda um Ph.D. em filosofia e mestrado em divindade pelo Seminário Teológico de Princeton1 . Dembski é um cristão ortodoxo praticante.

Dembski escreveu mais de dez livros, em que analisa a Teoria da Evolução e o argumento do design, relacionando probabilidades matemáticas, aleatoriedade e causas inteligentes, além de outros argumentos.

Em função do crescente interesse público pelo tema do Design Inteligente, Dembski tem assumido a condição informal de um dos porta-vozes sobre o assunto, tendo obtido relativa popularidade por sua participação em programas de rádio e pela publicação de vários de seus escritos1 .

De acordo com Dembski, o estudo científico da natureza revela evidências de design, e ele se opõe ao que ele entende ser um compromisso com o materialismo "ateísta" ou naturalismo da ciência, que descarta o "Design Inteligente" a priori. Sua principal proposta é que a complexidade especificada, um tipo de informação, é evidência de um projeto na natureza. Como matemático, Dembiski baseia suas conclusões em uma abordagem das probabilidades estatísticas envolvidas nos processos de ordenação da informação genética.2 . Uma parte da comunidade científica rejeita suas idéias, e muitas organizações científicas e de educação científica importantes, incluindo a National Academy of Sciences (Academia Nacional de Ciências), a American Association for the Advancement of Science (Associação Americana para o Avanço da Ciência) e a National Science Teachers Association (Associação Nacional de Professores de Ciência), rejeitam o design inteligente, declarando que ele não é ciência, sem garantias científicas e "pseudociência"[carece de fontes?], e seu trabalho tem sido caracterizado pelo matemático David H. Wolpert como "escrito em gelatina"[carece de fontes?]. O matemático, cientista computacional e teórico dos números Jeffrey Shallit, ex-professor de Dembski, apresentou em um testemunho escrito para a corte um relatório afirmando que o trabalho de Dembski não deve ser tratado como significante[carece de fontes?], muito embora a especialidade de Shallit - teoria dos números - nada tenha a ver com a especialidade de Dembski, a teoria das probabilidades. Tal opinião deve ser atribuída muito mais ao calor das discussões ideológicas que circundam o problema do Intelligent Design, de que Dembski é, com Michael Behe, o principal defensor, do que a uma avaliação objetiva dos méritos técnicos das revolucionárias concepções dembskianas.

Publicações[editar | editar código-fonte]

  • Signs of Intelligence: Understanding Intelligent Design, William A. Dembski e James M. Kushiner, Brazos Press
  • Uncommon Dissent: Intellectuals Who Find Darwinism Unconvincing, William A. Dembski, ISI Books
  • The Design Inference: Eliminating Chance through Small Probabilities, Cambridge University Press
  • No Free Lunch, Rowman & Littlefield Publishers
  • Can Intelligent Design Be Detected in Biology? - Debate na UCLA (DVD) William A. Dembski e Niall Shanks.
  • The Design Revolution. Answering the toughest questions about Intelligent Design, InterVarsity Press, 2004.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.