William Dray

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
William Dray
Nascimento 23 de junho de 1921
Montreal, Canadá
Morte 6 de agosto de 2009 (88 anos)
Toronto, Canadá
Nacionalidade canadiano
Ocupação Filósofo
Historiador
Principais interesses
Instituições

William Herbert Dray (Montreal, 23 de junho de 1921 - Toronto, 6 de agosto de 2009) foi um filósofo e teórico da história canadense.

Biografia[editar | editar código-fonte]

W. H. Dray era filho de William John Dray e Florence Edith Dray.[1] Após servir as Forças Armadas do Canadá na Segunda Guerra Mundial, Dray estudou história na Universidade de Toronto. Concluiu o seu doutoramento em 1956, na Universidade de Oxford. De 1953 a 1968, lecionou na Universidade de Toronto. Subsequentemente, seria professor na Trent University, e, de 1976 a 1986, na Universidade de Ottawa. As contribuições mais significativas de Dray situam-se no campo da filosofia analítica da história e das ciências sociais. Dray destacou-se como um crítico das tendências positivistas, tendo enfatizado que os modelos explicativos das ciências naturais são insuficientes nas ciências humanas.[2]

Obra[editar | editar código-fonte]

  • 1957 - (Laws and Explanation in History)
  • 1964 - (Philosophy of History)
  • 1966 - (Philosophical Analysis and History)
  • 1980 - (Perspectives on History)
  • 1989 - (On history and philosophers of history)
  • 1991 - (Objectivity, Method, and Point of View: Essays in the Philosophy of History)
  • 1995 - (History as Re-Enactment: R. G. Collingwood's Idea of History)

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia/um(a) filósofo(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.