William H. McNeill

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
William Hardy McNeill
William McNeill com as primeiras cópias da Enciclopédia Berkshire de História Global em seu 87º aniversário em 2004
Nascimento 31 de outubro de 1917
Vancôver, Canadá
Morte 8 de julho de 2016 (98 anos)
Torrington, Estados Unidos
Nacionalidade Canadá Canadiano
Ocupação Historiador, professor
Prémios Medalha Nacional de Humanidades (2009)

William Hardy McNeill (Vancôver, 31 de outubro de 1917 - Torrington, 8 de julho de 2016) foi um autor e historiador canado-estadunidense de história global, particularmente reconhecido por seus escritos sobre a civilização ocidental. Após adquirir os títulos de bacharel e mestre nos anos 1930, serviu alguns anos no exército dos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial. Ao retornar, tornou-se em 1947 professor da Universidade de Chicago, posto que mantêm atual como professor emérito. Nos anos 1960 publicou sua obra mais famosa, O Emergir do Ocidente: Uma História da Comunidade Humana, e pelos anos 1970, Pragas e Pessoas. Em 1964, recebeu um prêmio por sua publicação do O Emergir do Ocidente e em 2010 recebeu uma medalha do presidente Barack Obama pelo conjunto de sua obra.

Biografia e carreira[editar | editar código-fonte]

William McNeill nasceu em 1917 em Vancôver, Colúmbia Britânica, Canadá, o filho do teólogo e educador John T. McNeill. Foi educado na Universidade de Chicago, obtendo os títulos de Bacharel das Artes (B.A.) em 1938 e Mestre das Artes (M.A.) em 1939. Em 1941, foi convocado para o exército dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial, tendo servido primeiro no Havaí e Caribe e no teatro europeu, principalmente no Cairo e então Grécia[1] Após a guerra, ele obteve seu PhD na Universidade de Cornell em 1947.[2] Naquele mesmo ano começou a lecionar na Universidade de Chicago, que tornou-se sua casa através de sua carreira profissional.[2]

O trabalho mais popular de McNeill, concluído no início de sua carreira, é O Emergir do Ocidente: Uma História da Comunidade Humana (em inglês: The Rise of the West: A History of the Human Community), publicado pela Editora da Universidade de Chicago em 1963.[3] O livro explora a história global nos termos do efeito da diferença de idade das civilizações globais, e especialmente o efeito dramático da civilização ocidental sobre as demais nos últimos 500 anos. Teve um enorme impacto sobre a teoria histórica, especialmente por sua ênfase em fusões culturais, em contraste com a Oswald Spengler que sugere civilizações discretas e independentes.

O Emergir do Ocidente recebeu o National Book Award de 1964 na categoria de "história e biografia".[3] Em 1976, McNeill escreveu Pragas e Pessoas (Plagues and Peoples), um contribuição importante precoce para o impacto das doenças na história humana, tendo contribuído para a emergência póstuma da história ambiental como disciplina.[1] McNeill foi honrado com a Medalha Nacional de Humanidades pelo presidente Barack Obama em 25 de fevereiro de 2010. A citação reconhece-o[4] por "sua pedagogia na Universidade de Chicago e como um autor de mais de 20 livros, incluindo O Emergir do Ocidente, que traça as civilizações através dos 5 000 anos do registro histórico."[5]

William H. McNeill morreu em 8 de julho de 2016, aos 98 anos.[6]

Obras[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «A germ of an idea» (em inglês). Consultado em 28 de abril de 2015 
  2. a b McNeill 1979, p. 95.
  3. a b «National Book Awards - 1964» (em inglês). Consultado em 28 de abril de 2015 
  4. «AWARDS & HONORS: 2009 NATIONAL HUMANITIES MEDALIST - William H. McNeill» (em inglês). Consultado em 28 de abril de 2015 
  5. «President Obama Awards 2009 National Humanities Medals» (em inglês). Consultado em 28 de abril de 2015 
  6. «William H. McNeill, world historian and distinguished scholar, 1917-2016» (em inglês). UChicagoNews. 12 de julho de 2016. Consultado em 12 de julho de 2016 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]