William Maxwell

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

William Maxwell (1581-1641),[1] ou (1619-1669),[2] foi um escritor escocês e médico, magnetizador "in ordinary" [nota 1] do rei Carlos I. É conhecido por sua obra De Medicina Magnetica de 1679. Maxwell ainda é denotado como seguidor de Robert Fludd.[2]

Notas

  1. Em relação particularmente para o pessoal da British Royal Household, e mais geralmente para aqueles empregados pela Coroa, ele é usado como um sufixo mostrando que a nomeação é para a equipe regular, por exemplo, um padre ou capelão-in-comum, ou, sendo um médico-in-ordinário um clérigo ou médico de serviço regular. O uso remonta ao século XVII.[3]

Referências

  1. Lynn, Steven J.;Rhue, Judith W. (January 1991). Theories of Hypnosis: Current Models and Perspectives. Guilford Press. p. 21. ISBN 978-0-89862-343-7.
  2. a b Schrodter, Willy, A Rosicrucian Notebook: The Secret Sciences Used by Members of the Order. Weiser Books. pp. 73–. ISBN 978-0-87728-757-5.
  3. Vessels "In Ordinary" — Maio de 1805". Index of Vessels etc. Maio de 1805, Visitado em 27 de maio de 2015.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um magnetizador é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.