William Ramsay

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
William Ramsay
Nascimento 2 de outubro de 1852
Glasgow
Morte 23 de julho de 1916 (63 anos)
High Wycombe, Buckinghamshire
Nacionalidade Reino Unido Britânico
Alma mater Universidade de Glasgow, Universidade de Tübingen

William Ramsay (Glasgow, 2 de outubro de 1852High Wycombe, Buckinghamshire, 23 de julho de 1916) foi um químico escocês que descobriu os gases nobres e recebeu o Prêmio Nobel de Química em 1904 "em reconhecimento dos seus serviços na descoberta dos elementos gasosos inertes no ar" (juntamente com seu colaborador, Lord Rayleigh, que recebeu o Prêmio Nobel de Física no mesmo ano pela descoberta do argônio). Depois que os dois homens identificaram o argônio, Ramsay investigou outros gases atmosféricos. Seu trabalho em isolar argônio, hélio, neônio, criptônio e xenônio levou ao desenvolvimento de uma nova seção da tabela periódica.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Início de vida[editar | editar código-fonte]

Ramsay nasceu em Glasgow em 02 de outubro de 1852, filho do engenheiro civil William Ramsay e Catherine, nascida Robertson.[2] Ele era sobrinho do geólogo Sir Andrew Ramsay.

Frequentou a Academia de Glasgow e, em seguida, continuou seus estudos na Universidade de Glasgow com Thomas Anderson e depois foi estudar na Alemanha, na Universidade de Tubinga, com Wilhelm Rudolph Fittig onde sua tese de doutorado foi intitulada Investigações nos Ácidos toluico e nitrotoluênico.

Ramsay voltou para Glasgow como assistente de Anderson no Anderson College. Foi apontado como professor de Química na University College de Bristol em 1879 e casou-se com Margaret Buchanan em 1881. No mesmo ano, tornou-se o diretor do University College, em Bristol, e de alguma forma conseguiu combinar isso com a pesquisa ativa, tanto em química orgânica e em gases.[3]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Recebeu o Nobel de Química de 1904, em reconhecimento de seus trabalhos sobre os gases e da determinação da posição que ocupam no sistema periódico. Seus trabalhos posteriores no campo da radiatividade foram tanto ou mais importantes que estes.

Escreveu “Gases da Atmosfera” (1896), Química Moderna” (1902) e Essays, Biographical and Chemical (1908).

Referências

  1. Wood, Margaret E. (2010). «A Tale of Two Knights». Chemical Heritage (em inglês). 28 (1) 
  2. Waterston, Charles D; Macmillan Shearer, A (2006). Former Fellows of the Royal Society of Edinburgh 1783-2002: Biographical Index (PDF) (em inglês). II. Edimburgo: Sociedade Real de Edimburgo. ISBN 978-0-902198-84-5 
  3. Sidney Johnson, Alfred; A. Bickford, Clarence; W. Hudson, William; Haskell Dole, Nathan. The Cyclopedic Review of Current History, Volume 5. Evening News Association, 1896. pp. 270.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre William Ramsay


Precedido por
Svante Arrhenius
Nobel de Química
1904
Sucedido por
Adolf von Baeyer
Precedido por
James Dewar
Medalha Matteucci
1907
Sucedido por
Antônio Garbasso