Wolfhart Pannenberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Translation arrow.svg
Este artigo ou secção resulta, no todo ou em parte, de uma tradução do artigo «Wolfhart Pannenberg» na Wikipédia em inglês, na versão original. Você pode incluir conceitos culturais lusófonos de fontes em português com referências e inseri-las corretamente no texto ou no rodapé. Também pode continuar traduzindo ou colaborar em outras traduções. Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wolfhart Pannenberg
Nascimento 2 de outubro de 1928
Estetino, Polónia
Morte 5 de setembro de 2014 (85 anos)
Nacionalidade Alemanha Alemão
Ocupação Teologia

Wolfhart Pannenberg (Estetino, Polónia, 2 de outubro de 19285 de setembro de 2014) foi um teólogo cristão alemão.

Vida e ponto de vista[editar | editar código-fonte]

Pannenberg foi batizado como um bebê na Igreja Evangélica Luterana, mas não teve praticamente nenhum contato com a Igreja nos seus primeiros anos. No entanto, com cerca de dezesseis anos de idade, ele teve uma intensa experiência religiosa a qual ele chamou mais tarde de sua "experiência de iluminação". Buscando compreender esta experiência, ele começou a pesquisar através das obras de grandes filósofos e pensadores religiosos. O seu professor de literatura da Escola Secundária, que tinha feito parte da Igreja Confessante durante a Segunda Guerra Mundial, encorajou-o a considerar seriamente o Cristianismo, o que resultou na "conversão intelectual" de Pannenberg, da qual concluiu que a fé cristã era a melhor opção religiosa disponível. E isto o implusionou em sua carreira como teólogo.

A parte central da carreira teólogica de Pannenberg foi sua defesa da teologia como uma rigorosa disciplina acadêmica, uma capacidade de interação com a filosofia crítica, a história e as ciências naturais.

Pannenberg é, talvez, mais conhecido pelo seu livro: Jesus: Deus e Homem, no qual ele constrói uma Cristologia "por baixo", ou seja, a sua dogmática decorre de uma análise crítica da vida de Jesus de Nazaré. Ele, correspondentemente, rejeita a formulação tradicional da cristologia das "duas naturezas" pontualizada no Concílio de Calcedónia, preferindo ver a pessoa de Cristo à luz da vida de Jesus e de modo particular da sua ressurreição. Este foco sobre a ressurreição de Cristo como a chave da identidade levou Pannenberg a defender a sua historicidade.

Artigos do Pannenberg em português[editar | editar código-fonte]

1. Como Pensar Sobre o Secularismo. Disponível em [[https://vitorgrando.wordpress.com/2016/01/08/como-pensar-sobre-o-secularismo-wolfhart-pannenberg/]]

2. Deveríamos Apoiar o Casamento Homossexual? Disponível em [[http://despertaibereanos.blogspot.com.br/2010/03/deveriamos-apoiar-o-casamento.html]]

4. Quando Tudo é Permitido. Disponível em https://vitorgrando.wordpress.com/2016/01/11/quando-tudo-e-permitido-wolhart-pannenberg/

3. Teologia Sistemática. 3 Volumes ed. Academia Cristã e ed. paulus

Livros de Pannenberg (como publicados traduzido em inglês)[editar | editar código-fonte]

  • 1968. Jesus: God and Man. Philadelphia: Westminster Press.
  • 1969. Basic Questions in Theology. Westminster Press
  • 1969. Theology and the Kingdom of God. Westminster Press.
  • 1970. What Is Man? Philadelphia: Fortress Press.
  • 1972. The Apostles' Creed in Light of Today's Questions. Westminster Press.
  • 1977. Faith and Reality. Westminster Press.
  • 1988-1994. Systematic Theology. T & T Clark

Literatura Secundária[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.