World Naked Bike Ride

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Participantes do World Naked Bike Ride de 2012.

A World Naked Bike Ride (WNBR), também conhecida em português por Pedalada Pelada, é uma campanha global em que os participantes planejam, se encontram e pedalam juntos sem a obrigação de usar roupas utilizando veículos não motorizados como bicicletas, skates e patins).

Os corpos nus da campanha chamam a atenção dos motoristas e da sociedade para a fragilidade dos ciclistas e pedestres no dia a dia do trânsito. Ao não utilizar roupas, os aderentes dão visibilidade aos meios de transportes não motorizados e deixam de ser, durante a campanha, invisíveis.[1]

O objetivo é promover uma visão de segurança no trânsito, de não poluição e de positividade em relação aos corpos das pessoas. [2] . É, ao mesmo tempo, um protesto contra os efeitos negativos de petróleo, automóveis e energias não-renováveis.

O código de vestir-se é o quão pelado você ousar, do inglês bare as you dare. A nudez total ou parcial é encorajada, porém não é obrigatória em todas as pedaladas ao redor do mundo. A não obrigatoriedade de cobrir as partes íntimas diferencia essa pedalada dos outros eventos ciclísticos.

A primeira edição oficial do evento ocorreu em 12 de junho de 2004 simultaneamente na Austrália, na Itália, nos Países Baixos, na Rússia e nos Estados Unidos. Durante o tempo também houve edições na Áustria, no Canadá, na República Checa, na Dinamarca, na França, em Israel, no Japão, na Letónia, na Nova Zelândia, na Polónia e na Espanha.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Em São Paulo, a primeira Pedalada Pelada aconteceu no dia 14 de junho de 2008. A pedalada teve início às 14 horas na Praça do Ciclista, um dos principais pontos de encontro de ciclistas de São Paulo. Segundo os relatos da mídia, a maioria dos ciclistas vestia maiôs e biquínis e um dos manifestantes que estava nu, André Pasqualini, acabou detido pela a polícia.[3] [4]

Desde então a World Naked Bike Ride passou a ser realizada anualmente na capital paulistana. [5] A partir de 2011[6] , a pedalada foi realizada à noite e, com isso, deixou de ser reprimida pela polícia, que acompanhou o passeio sem intervir, mesmo frente à nudez de protesto por parte de vários participantes.[7] Nos anos seguintes, a pedalada também foi realizada no mesmo horário.

Em Porto Alegre, duas edições do Pedalada Pelada aconteceram em 2013. A primeira delas no mês de março e a segunda no mês de dezembro. Ambas protestaram contra a fragilidade do uso das bicicletas na trânsito.[8] Segundo informações da mídia, o evento relembrou o atropelamento de um grupo de ciclistas durante a Massa Crítica em fevereiro de 2011.[9]

Em 2014, a Pedalada Pelada brasileira aconteceu em cinco capitais: Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC)[10] , Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG) e São Paulo (SP)[11] .

Referências

Ligações oficiais[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre World Naked Bike Ride
Ícone de esboço Este artigo sobre ciclismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.