World of Warcraft

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
World of Warcraft
Produtora(s) Blizzard Entertainment
Editora(s) Blizzard Entertainment
Plataforma(s) Windows, Mac OS X
Data(s) de lançamento
  • AN 23 de Novembro de 2004
  • EU 11 de Fevereiro de 2005
  • BR 6 de Dezembro de 2011
Gênero(s) MMORPG
Modos de jogo Multiplayer
Número de jogadores 5,6 milhões[1]
Classificação Inadequado para menores de 13 anos i ESRB (América do Norte)
Inadequado para menores de 12 anos i PEGI (Europa)
Inadequado para menores de 12 anos i DEJUS (Brasil)
Média CDs (4, na versão 1.0 ou 5, na versão 1.6.1), DVD (1)
Requisitos mínimos Processador de 1.8Ghz, 512MB de Memória RAM, Placa de Video 128MB, 16Gb de espaço livre em disco, DirectX® 9.0c, 4x CD-ROM drive, Conexão Banda Larga ou Discada 56kbps
Controles Teclado, Mouse
Último
World of Warcraft: The Burning Crusade
Próximo

World of Warcraft é um jogo on-line, (MMORPG) da produtora Blizzard lançado em 2004. O jogo se passa no mundo fantástico de Azeroth, introduzido no primeiro jogo da série, Warcraft: Orcs & Humans em 1994.

É considerado o mais popular dos MMORPGs de todo o mundo, em 2010 chegou a ter 11 milhões de jogadores ativos.[2][1] Em 2016 conta com 5 milhões de jogadores regulares.[3]

Joga-se com um programa cliente ligado a uma rede de servidores. Existem servidores para atender Estados Unidos, Oceania, Europa, Rússia, China, Coreia do Sul, Taiwan, Sudeste Asiático, Brasil e América Latina. O acesso aos servidores é pago[4] e requer uma chave original que acompanha o produto. Porém, em julho de 2011 o jogo também passou a ser distribuído sem custos por meio da versão Starter Edition, que pemite jogar World of Warcraft gratuitamente até ao nível 20 do jogo.[5] Veja mais na linha “Starter Edition: Versão Gratuita de World of Warcraft”.

Na Europa, existe uma rede de servidores em francês, outra em alemão, e outra, que abrange os jogadores dos países restantes, em inglês. Em Setembro de 2006 foi lançada uma rede em espanhol. Nas Américas existem servidores em inglês americano e em 2011 foram criados servidores totalmente em português, confira mais na linha “Versão Brasileira”.

A primeira expansão do jogo, "The Burning Crusade" foi lançado a 16 de Janeiro de 2007. A 3 de Agosto no festival 2007 Blizzcon, a Blizzard anunciou a segunda expansão chamada "Wrath of the Lich King".[6] A expansão foi lançada no dia 13 de Novembro de 2008.[7] No dia 21 de agosto de 2009, na Blizzcon 2009 foi anunciado a terceira expansão com o título “Cataclysm”.[8][9][10] No dia 21 de outubro de 2011 na Blizzcon, Chris Metzen anunciou a quarta expansão do jogo, Mists of Pandaria.[11], lançada no dia 25 de setembro de 2012. A quinta expansão do jogo, Warlords of Draenor, foi anunciada na Blizzcon 2013, nos dias 8 e 9 de Novembro em Anaheim[12]. Essa expansão foi lançado no dia 13 de Novembro de 2014[13].E na Blizzcon 2015 foi anunciada a nova expansão Legion.

Raças[editar | editar código-fonte]

O jogo conta com 13 raças jogáveis, sendo divididas em 6 para Aliança e 6 para a Horda e os Pandarens que são neutros e o jogador escolhe qual facção seguirá após as missões iniciais.

Na Aliança, existem os humanos de Ventobravo, os anões com a grande Altaforja, os elfos noturnos em Darnassus, os gnomos com a sua capital tomada pelos troggs, os draeneis de Exodar, adicionado pela expansão World of Warcraft: The Burning Crusade, e agora os worgens de Guilnéas com a expansão World of Warcraft: Cataclysm. Já na Horda, existem os orcs, com a capital de Orgrimmar, os Renegados (mortos-vivos), com a capital de Cidade Baixa, os taurens de Penhasco do Trovão, os trolls Lançanegra, os elfos sangrentos de Luaprata, adicionados pela primeira expansão World of Warcraft: The Burning Crusade, e agora os goblins de Porto Boraquilha com a expansão Cataclysm, que trouxe também uma capital para os trolls Lançanegra (Echo Isles)

A Aliança[editar | editar código-fonte]

  • Humano/Humana: Os primeiros humanos eram essencialmente um povo disperso e tribal durante milênios, até que a força crescente do império troll forçou sua unificação estratégica. Mesmo estando entre as raças mais jovens de Azeroth, eles enfrentaram muitos desafios com coragem e resiliência, sua permanente capacidade de adaptação e reconstrução os tornou uma força vital em um mundo em constante mudança. Seu líder é o Rei Varian Wrynn, também conhecido como "Lo'Gosh", ou "lobo fantasma", que governa a capital Ventobravo, os humanos utilizam como montaria os cavalos. Os jogadores que decidem jogar com esta raça, iniciam o jogo na Floresta de Elwynn localizada ao sul da cidade de Ventobravo e podem escolher entre as classes: Monge, Cavaleiro da Morte, Caçador, Mago, Paladino, Sacerdote, Ladino, Bruxo ou Guerreiro.

Localidade: Ventobravo (Stormwind)

  • Anão/Anã: uma raça que descende dos seres elementais de pedra viva criados pelos titãs, eram criaturas de pele rochosa e se tornaram de carne e osso devido a uma estranha doença, conhecida como maldição da carne. Foram responsáveis por esculpir sua a cidade capital, Altaforja, nos picos nevados de Khaz Modan, têm como líder da raça o Conselho dos Três Martelos, e montaria os carneiros nativos da região. Os jogadores que escolhem essa raça, iniciam seu jogo em Dun Morogh e podem escolher entre as classes: Monge, Cavaleiro da Morte, Caçador, Mago, Paladino, Sacerdote, Ladino, Xamã, Bruxo ou Guerreiro.

Localidade: Altaforja (Ironforge), Dun Morogh

  • Elfo Noturno/Elfa Noturna: antigos e reclusos, desempenharam um papel fundamental no destino de Azeroth ao longo de sua história. Há mais de dez mil anos, ajudaram a afastar a primeira invasão da demoníaca Legião Ardente. Séculos depois, quando os dispersos resquícios da Legião em Azeroth se uniram com os vis sátiros, os elfos noturnos também enfrentaram a ameaça. A subsequente Guerra dos Sátiros lhes custou caro, mas no fim eles venceram as forças que queriam devastar seu mundo. Seus líderes são a Alta-sacerdotisa Tyrande Murmuréolo e o Arquidruida Malfurion Tempesfúria e sua capital é a cidade de Darnassus, e tem como montaria racial os sabres-da-noite, grandes felinos domesticados para este fim. Quem decidir por utilizar essa raça, iniciará o jogo em Teldrassil e poderá escolher entre as classes: Monge, Cavaleiro da Morte, Druida, Caçador, Mago, Sacerdote, Ladino, ou Guerreiro.

Localidade: Darnassus

  • Gnomo/Gnomida: inteligentes, enérgicos, excêntricos e inventores brilhantes. apesar de possuírem uma incontestável e animada disposição, os membros desta raça sofreram traições, migrações e quase um genocídio. Sua cidade capital é Gnomeregan, uma cidade subterrânea feita com ferro batido no sopé de Dun Morogh se estendendo até o coração da terra, foi invadida pelo traidor Sicco Termaplugue e atualmente é um campo de batalha de uma luta para retomar seu controle. Seu líder é o engenhoso Grão-faz-tudo Gelbin Mekkatorque, a montaria dessa raça são os Mecanostruzes, desenvolvidos pelos gnomos especialmente para este fim. O jogador que optar por essa raça, inicia suas missões em Gnomeregan, e poderá escolher entre as seguintes classes: Monge, Cavaleiro da Morte, Mago, Sacerdote, Ladino, Bruxo ou Guerreiro.

Localidade: Gnomeregan, Dun Morogh

  • Draenei/Draenaia: para escapar do caos instalado em sua terra natal, os draeneis comandaram a Exodar, uma nave dimensional, com intenção de procurar por novos aliados. Após aterrissarem no mundo de Azeroth, inspirados pelos contos e vitórias heroicos da Aliança, prometeram a sua lealdade a esta valente facção. Tem como sua capital a própria Exodar, que acabou por cair na ilha Névoa Lazúli, localizada ao norte do continente de Kalimdor, seu líder é o Profeta Velen e a montaria que pode ser adquirida são os Elekks criaturas trazidas por eles na Exodar. Quem escolhe jogar com esta raça, inicia o jogo na ilha Névoa Lazúli, e pode escolher entre as classes: Monge, Cavaleiro da Morte, Caçador, Mago, Paladino, Sacerdote, Xamã, ou Guerreiro.

Localidade: Exodar

  • Worgen/Worgenin: Os worgen são uma raça de criaturas que se assemelham a lobisomens. Introduzidos em World of Warcraft, os primeiros worgens foram derivadas de uma seita druídica antiga, conhecida como Druids of the Pack, que adoravam o deus-lobo chamado Goldrinn.

Localidade: Darnassus

Horda[editar | editar código-fonte]

  • Orc/Orquisa: servem como os principais vilões dos dois primeiros jogos, mas acabam se tornando uma das facções jogáveis durante Warcraft III . Orcs são humanóides musculares geralmente de pele verde com grandes presas presa, salientes da mandíbula inferior de suas bocas. A cor dos cabelos pode variar de preto, marrom escuro, quase branco, dependendo da idade do orc. A pele dos orcs era originalmente variável do vermelho ao marrom, mas sua corrupção demoníaca nas mãos da Burning Legion transformou a pele em verde. Valorizando a honra pessoal e a honra de seu clã, acima de tudo, eles gostam da corrida e da emoção da batalha, e antes de sua corrupção, sua cultura era xamânica e focavam sua agressão em caças e concursos. Os Orcs aparecem no filme Warcraft.

Localidade: Orgrimmar

  • Morto-Vivo/Morta-Viva: foram introduzidos como um grupo rebelde em Warcraft III: The Frozen Throne. Seu fundador e líder é Sylvanas Windrunner, um general élfico que foi morto e transformado em um banshee, morto por Arthas durante a campanha de mortos-vivos em Warcraft III . Durante a campanha de mortos-vivos em Warcraft III: The Frozen Throne, o poder do Rei Lich começou a diminuir por causa de Illidan Stormrage e seus aliados nagas e Elfos Sangrentos que atacaram o Frozen Throne em Northrend. Sylvanas chamou esses seres de Mortos-Vivos (forsaken) e conquistou Lordaeron.
  • Tauren/Taurena:O tauren (Shu'halo em sua língua nativa) é uma das mais antigas raças nativas para Azeroth, uma raça corrida orgulhosa e tenaz com características de touro - e é uma cultura que é muito semelhante a cultura estilizada nativo americana. Eles são em sua maior parte, druida, xamã, pacífica e seres poderosos. Assemelham-se à minotauros, tendo cabeças de touro com chifres, mãos grandes, cascos em vez de pés, com três dedos, e uma estrutura de corpo imponente. O nome 'tauren' pode ser uma referência ao grego Taurus, que significa touro, ou também, à criatura mitológica chamada Minotauro, que tem uma aparência similar. O nome é também um anagrama para "Nature".

Localidade: Penhasco do Trovão

  • Troll/Trolesa:Os trolls da Warcraft universo são uma das mais antigas raças nativas para Azeroth. Muito antes de as outras raças modernas evoluíram tinham construído impérios que controlavam a maioria dos Azeroth e tinha mesmo derrotaram os exércitos de C'thun. Sua longa história e população dispersa resultou em uma corrida vasta e muito diversificada. As quatro principais etnias trolls incluem floresta, selva, gelo e deserto. Eles adoram principalmente espíritos animais, mas vodu e xamanismo são também bem conhecido entre sua raça. A era da dominação Troll chegou ao fim quando os elfos da noite descoberto magia e usou-o para dirigir de volta os impérios antes do Sundering quebrou-los, resultando em um declínio perpétua na escuridão. A sua derrota nas mãos dos elfos gerou um ódio racial intensa de todos os elfos.

Localidade: Durotar

  • Elfo Sangrento/Elfa Sangrenta: Os Elfos Sangrentos foram introduzidos em Warcraft III: The Frozen Throne após a Scourge Undead destruir Silvermoon, a capital dos Altos-Elfos em Quel'Thalas e a fonte de seu poder, o Sunwell junto com a maioria da população de altos-elfos. Os elfos restantes se dividiram em duas facções e apenas 10% dos elfos, aproximadamente, mantiveram sua herança original, mas o resto seguiu o príncipe Kael'thas Sunstrider (que acabaria por trair o seu povo, e na verdade todos em Azeroth) e começou a chamar-se sin'dorei (que em língua élfica, significa "filhos do sangue" - mais comumente referido como elfos sangrentos) em homenagem a sua perda. Com a liderança de seu príncipe, os elfos sangrentos continuaram a defender sua pátria do Scourge (flagelo), aliando-se com o naga no processo. Devido à sua aliança com o naga, Senhor Garithos, comandante das forças da Aliança em Lordaeron e oficial superior Kael'thas ', acusado Kael'thas e suas tropas de traição e preso-los em Dalaran. Kael'thas e seus tenentes foram resgatados por Lady Vashj e sua naga da sua detenção nas prisões subterrâneas de Dalaran (que continha encantamentos anti-mágica, uma vez utilizados para animais de estimação do Kirin Tor), e depois usou um portal reaberto a fugir para Outland.

Localidade: Luaprata (Silvermoon)

  • Goblin/Goblina: escravos dos trolls da selva da Ilha de Kezan, os goblins eram forçados a minerar jakamita das entranhas vulcânicas do Monte Jakaro. Criando em segredo poderosos artefatos de engenharia e de alquimia, os goblins logo derrubaram os seus opressores e reivindicaram Kezan como sua terra. Sua astúcia logo levantou a raça à excelência como mestres do mercantilismo, grandes fortunas foram acumuladas e a Ilha de Kezan tornou-se um eixo para as frotas de navios comerciais goblins. Durante a Segunda Guerra, prestavam serviços a Horda, diante da derrota, eles perceberam que poderiam lucrar mais se trabalhassem com os dois lados, então até o fim da Terceira Guerra, forneciam armamento, veículos e serviços desonestos tanto para Horda quanto para Aliança. Mas recentemente a Aliança se tornou novamente um inimigo e os goblins do Cartel Borraquilha reataram seu relacionamento com a Horda. Seu líder é o desonesto Príncipe Mercador Gallywix, atualmente sua capital está estabelecida no Porto Borraquilha, na costa de Azshara, e a montaria utilizada por eles são os triciclos criados por Jibidiah "Sem Dedo". Para esta raça o jogo se inicia em Kezan, e o jogador poderá escolher entre as classes: Cavaleiro da Morte, Caçador, Mago, Sacerdote, Ladino, Xamã, Bruxo ou Guerreiro.

Localidade: Borraquilha

Outras Raças Jogáveis[editar | editar código-fonte]

  • Pandaren/Pandarena: raça adicionada na expansão World of Warcraft: Mists of Pandaria, os pandares são honrados, adoram a boa companhia, comida e uma boa luta de vez em quando, e permaneceram um enigma para as outras raças de Azeroth. A história nobre desse povo vem de milhares de anos, bem antes do surgimento dos impérios dos homens e da cisão do mundo. Durante os dias sombrios que precederam a cisão do mundo, o último imperador dos pandarens descobriu uma forma de proteger sua terra da devastação. O resultado de seu feito encobriu sua terra em uma névoa impenetrável por dez mil anos e os pandarens viveram felizes no isolamento, o que permitiu a evolução de sua cultura sem a interferência do mundo exterior. Como não está vinculada a uma das duas facções, a raça não possui um líder, mas dois representantes sendo, Aysa Canta Nuvens a representante na aliança e Ji Pata de Fogo o representante na Horda. Sua terra natal é Pandária, a montaria dessa raça são as tartaliscas dragão, que foram escolhidas por refletirem os valores desse povo: paciência e força. Quem decide jogar com um pandaren, inicia o jogo na Ilha Errante, podendo escolher entre as classes: Monge, Caçador, Mago, Sacerdote, Ladino, Xamã ou Guerreiro. E ao fim das missões iniciais deverá escolher a qual facção irá se aliar.[14]

Classes[editar | editar código-fonte]

  • Druida (Druid): Druidas são os guardiões do mundo e os mestres da natureza com um diversificado leque de habilidades. Eles são curandeiros poderosos, capazes de curar venenos e levantar camaradas caídos no meio da batalha. O druida também invoca rajadas de energia, e convoca enxames de insetos para enredar os seus inimigos na terra. Mas druidas também são mestres da vida selvagem, capazes de se transformar em um grande urso, gato, leão-marinho ou nele mesmo, ganhando os seus poderes em combate ou em viagens. Druida é uma classe diversa, com uma variedade de estilos de jogo, capaz de preencher qualquer papel.
  • Caçador (Hunter): Caçadores são atiradores mortais capazes de levarem seus inimigos para baixo de uma distância com arcos ou rifles. Sobreviventes qualificados, eles podem rastrear os inimigos ou colocar armadilhas para causar dano e prendê-los. Eles também possuem uma conexão primária com os animais de Azeroth, sendo capazes de domar e treiná-los para mantê-los como guardiões fiéis. Vestindo a armadura média de malha, os caçadores também podem empunhar armas, lutando ao lado de seus animais de estimação.
  • Mago (Mage): Magos são poderosos aliados em qualquer momento, capazes de estilhaçar, queimar, paralisar e mutar seus inimigos á sua vontade, dependendo podem alcançar o destaque e um dano absurdo em batalha. Seu dano e sua capacidade de poder absurda não reflete na resistência de sua vida, e acaba tendo uma vida frágil e vulnerável e um pouco fraca... Porém não o subestime. Se vestem com armaduras em tecido leve e refinada fortemente atributada, assim se destaca muito entre as classes por seus poderosos e reforjados equipamentos. Evocam torrentes e mísseis de energia arcana que atingem o inimigo com muito impacto, lanças e estilhaços de gelo que corrompem a vida do mesmo e cometas de magma e fogo periódicos . Sem dúvida uma das classes mais formidáveis e impressionantes.
  • Paladino (Paladin): Guardiões da Luz Sagrada,paladinos apoiam seus aliados com auras santas e bênçãos para proteger seus companheiros e aumentar seus poderes. Vestindo uma armadura pesada, que pode suportar golpes letais nas batalhas mais dificeis, também pode curar seus aliados feridos e ressuscitar seus companheiros mortos. Em combate, eles podem usar armas de duas mãos, atordoar os inimigos, prender mortos-vivos e demônios, e julgar seus inimigos com a vingança sagrada.
  • Sacerdote (Priest): Sacerdotes são os mestres da cura e preservação, da restauração de seus aliados feridos, protegendo-os em batalha, e até mesmo ressuscitar os seus camaradas caídos. Enquanto eles têm uma variedade de magias de proteção e reforço para os seus aliados, os Sacerdotes também podem causar terrível vingança sobre seus inimigos, usando os poderes da sombra ou da luz sagrada para destruí-los. Eles são uma classe diversificada e poderosa, altamente desejável em qualquer grupo, capaz de cumprir várias funções.
  • Ladino (Rogue): Ladinos são uma classe de dano físico levemente blindados, capazes de causar grandes danos a seus inimigos em uma onda de ataques. Eles são mestres da furtividade e assassinatos, passando por inimigos invisíveis e marcante das sombras, em seguida, fogem do combate em um piscar de olhos. Ladinos também podem comprar os venenos que danificam ou mutilam seus inimigos, reduzindo sua eficácia na batalha. Eles podem, também, abrir portas trancadas ou caixas e desarmar armadilhas escondidas.
  • Xamã (Shaman): xamãs são os líderes espirituais de suas tribos e clãs. Eles são os mestres dos elementos, usando feitiços e totens para curar ou melhorar os seus aliados na batalha enquanto desencadeiam a fúria dos elementos sobre os seus inimigos. O xamã pode usar armadura de malha e até mesmo empunhar uma arma de duas mãos em combate. Eles são uma classe versátil que pode caminhar para a batalha, restaurando seus aliados, enquanto arremessam relâmpagos em seus inimigos.
  • Bruxo (Warlock): Bruxos são mestres da sombra, chama e poder demoníaco. Eles são uma classe que se destaca assolando os seus inimigos com a doença ou maldição, arremessando raios de fogo ou sombras sobre todo o campo de batalha, e convoca demônios para ajudá-los em combate. Enquanto Bruxos são muito poderosos causando dano a uma certa distância, os seus poderes demoníacos também podem proteger ou apoiar os seus aliados na batalha, ou mesmo convocar outros jogadores de todo o mundo usando magia de ritual para invocar portais.
  • Guerreiro (Warrior): Guerreiros podem ser uma fúria ou um rolo compressor, capaz de resistir a ataques e protegendo seus aliados do mal. Eles têm uma grande variedade de ataques que fazem de tudo para aleijar seus inimigos. Causam grandes quantidades de dano em um único golpe de retaliação e aumentam a capacidade de seus aliados durante a batalha. Eles destacam na luta contra vários adversários ao mesmo tempo, ganhando raiva a cada golpe dado ou recebido para desencadear os ataques. Guerreiros são uma classe versátil com uma variedade de estilo de jogo para escolher.
  • Cavaleiro da Morte (Death Knight): O cavaleiro da morte, um herói de World of Warcraft que foi morto pelo flagelo dos mortos vivos (liderados pelo Lich King) e agora renasce sob o comando do mesmo. Após completar uma sequencia de missões o cavaleiro da morte é traído pelo Lich King e passa a lutar pelo bem, realizando heroísmos para se redimir de seus pecados anteriores. Armados, blindados e possuindo um arsenal de magia mortal concedida pelo Lich King, os cavaleiros da morte são uma boa classe para aqueles que gostam de um personagem que pode usar magias e ao mesmo tempo empunhar uma espada para derrotar seus inimigos.
  • Monge (Monk): Foi adicionada com a expansão World of Warcraft: Mists of Pandaria e pode ser de qualquer raça (exceto goblin e worgen). Há três tipos de monge: o primeiro é especializado em dano corpo a corpo, o segundo é especializado em cura e o terceiro é o mestre cervejeiro, que utiliza suas habilidades para fazer bebidas que absorvem dano.
  • Caçador de Demônios (Demon Hunter): Será adicionada na expansão World of Warcraft: Legion e estará disponível apenas para as raças Elfo Noturno e Elfo Sangrento. Será a primeira classe a possuir apenas duas especializações das quais uma será Tank e a outra DPS e terão transformações diferentes para que possam exercer melhor suas funções.

Profissões[editar | editar código-fonte]

  • Alquimia (Alchemy): O Alquimista utiliza-se de plantas e outros materiais para criar poções mágicas com diversas propriedades. Para obter as plantas necessárias para seu trabalho o alquimista conta com o herbalista para coletá-las, fazendo dessas profissões uma dupla comum. Pode também realizar transmutações de um material no outro.
  • Alfaiataria (Tailoring): O Alfaiate utiliza os tecidos coletados como espólios de seus inimigos para fazer armaduras de tecido. O Alfaiate é capaz ainda de fazer bolsas, permitindo a seus clientes carregarem mais itens que inicialmente. Para conseguir o material para o seu trabalho o Alfaiate não depende de outras profissões ou habilidades uma vez que o tecido usado é encontrado naturalmente ao longo do jogo.
  • Couraria (Leatherworking): O Coureiro utiliza couro para criar armaduras de couro e eventualmente criar armaduras de malha focadas para a classe dos caçadores, xamãs e assassinos. O Coureiro pode ainda criar reforços para armadura. Para conseguir o material para o seu trabalho o Coureiro depende do Esfolador para tirar o couro dos inimigos mortos, fazendo dessas profissões uma dupla comum.
  • Esfolamento (Skinning): O Esfolador é capaz de retirar a pele de algumas criaturas mortas (normalmente de bestas, dragões, alguns humanóides e alguns mortos-vivos) mas não é capaz de trabalhá-las. Para tanto o Esfolador depende de um Coureiro, fazendo dessas profissões uma dupla comum.
  • Encantamento (Enchanting): O Encantador utiliza-se de essências, poeiras e cristais mágicos para tornar armas e armaduras mais fortes do que suas especificações originais. Para obter a matéria prima para o seu trabalho, o encantador desencanta outros itens mágicos, o que torna essa uma das profissões mais caras de se desenvolver. Só é possível colocar um encantamento permanente em cada peça de arma ou armadura. Cria também outros itens encantados como óleos mágicos.
  • Engenharia (Engineering): O Engenheiro utiliza-se de diversos materiais (principalmente metais e gemas) para criar aparatos complexos, tais como bombas, rifles, óculos e munições especiais. Para obter a matéria prima para seu trabalho o engenheiro depende de várias outras profissões mas principalmente do Minerador, fazendo dessas profissões uma dupla comum. Dada a complexidade dos equipamentos criados pelos engenheiros, poucos equipamentos que eles criam podem ser vendidos para outros personagens não-engenheiros o que limita as chances de venda e reduz o lucro do engenheiro, fazendo dessa profissão uma das mais caras do jogo. É uma ótima profissão para anões.
  • Ferraria (Blacksmithing): O Ferreiro utiliza metais para criar armaduras de malha e eventualmente criar armaduras completas (Plate). O Ferreiro pode ainda criar armas poderosas. Para conseguir o material para o seu trabalho o Ferreiro depende do Minerador para coletar o metal necessário, fazendo dessas profissões uma dupla comum.
  • Herbalismo (Herbalism): O Herbalista é capaz de detectar coletar plantas espalhadas pelo mundo mas não é capaz de trabalha-las. Portanto o herbalista precisa de um Alquimista para transformá-las em poções, fazendo dessas profissões uma dupla comum.
  • Joalheria (Jewelcrafting): O Joalheiro utiliza de minérios ou metais para criar equipamentos (anéis e colares) e gemas polidas (concedem status extras aos equipamentos que já possui, desde que o mesmo possua um engaste). O Joalheiro pode ainda criar esculturas usadas para curar o personagem além de ser capaz de extrair gemas extras de grupos de minério. Para conseguir o material para o seu trabalho o Joalheiro depende do minerador, fazendo dessas profissões uma dupla comum.
  • Mineração (Mining): O Minerador é capaz de detectar e coletar minérios, pedras e gemas espalhadas pelo mundo, além de ser capaz de derreter o minério em barras de metal, mas não é capaz de trabalhá-las. Para tanto o Minerador depende de um Ferreiro, Engenheiro ou Joalheiro, fazendo dessas profissões uma dupla comum.
  • Escrivania (Inscription):("Echoes of Doom"), foi adicionada a profissão de Escriba, que permite modificar ou melhorar os feitiços (spells) e habilidades (skills) das personagens por meio de Glifos (gliphs), escritos em pergaminhos (Parchments). Exemplo: a habilidade Backstab (Apunhalada) dos rogues pode ser melhorada para causar mais dano a alvos atordoados (stunned), ou permitir que o feitiço dos Priests, Circle of Healing possa curar/sarar mais um alvo. Alguns Glifos menores (minor glyphs) permitem também realizar mudanças estéticas nas habilidades do personagem. Para conseguir o material para o seu trabalho o Escriba depende do Herbalista, fazendo dessas profissões uma dupla comum.

Starter Edition: Versão Gratuita de World of Warcraft[editar | editar código-fonte]

Acessando o site específico da versão[15] o jogador pode baixar e jogar o jogo em português, de graça e sem limitações de tempo até ao nível 20. Com ela é possível ter acesso aos principais recursos do jogo, além da possibilidade de criar diversos personagens diferentes, aumentando o tempo de vida da versão gratuita de World of Warcraft. Caso o jogador queira avançar até os demais níveis, ele poderá fazê-lo adquirindo a versão completa do jogo e suas expansões.[16]

Versão Brasileira[editar | editar código-fonte]

Em um evento exclusivo para a imprensa realizado no dia 21 de Março de 2011 no Museu da Casa Brasileira em São Paulo, a Blizzard Entertainment, Inc. anunciou que uma versão completamente localizada para o português do Brasil de World of Warcraft foi lançado no país em 2011. O Português do Brasil foi o nono idioma suportado oficialmente por World of Warcraft no mundo, e o terceiro disponível na América Latina, juntando-se às versões já existentes em Espanhol e Inglês.

Os atuais jogadores dos reinos/realms da América do Norte poderão baixar e instalar gratuitamente um pacote de idioma para jogar World of Warcraft em português do Brasil. A Blizzard também criou reinos específicos para os jogadores brasileiros, sendo estes Azralon, Goldrinn, Gallywix, Nemesis e Tol Barad.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]