Wrath of the Titans

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wrath of the Titans
Confronto de Titãs 2 (PT)
Fúria de Titãs 2 (BR)
Pôster de divulgação.
 Estados Unidos
2012 •  cor •  99 min 
Direção Jonathan Liebesman
Produção Basil Iwanyk
Polly Cohen Johnsen
Roteiro Dan Mazeau
David Leslie Johnson
Steven Knight
Elenco Sam Worthington
Ralph Fiennes
Liam Neeson
Danny Huston
Gemma Arterton
Bill Nighy
Rosamund Pike
Cinematografia Ben Davis
Edição Martin Walsh
Companhia(s) produtora(s) Warner Bros
Legendary Pictures
Distribuição Warner Bros
Lançamento 30 de março de 2012
Idioma Inglês
Orçamento US$ 150 milhões
Receita US$ 301.970.083
Cronologia
Clash of the Titans
Página no IMDb (em inglês)

Wrath of the Titans (Confronto de Titãs 2 (título em Portugal) ou Fúria de Titãs 2 (título no Brasil)) é um filme de 2012, do gênero fantasia e ação, dirigido por Jonathan Liebesman e estrelando Sam Worthington, Ralph Fiennes, Liam Neeson, Rosamund Pike e Bill Nighy. A continuação de Clash of the Titans, o filme estreou em março de 2012, e assim como predecessor, passou por uma conversão para 3D na pós-produção.[1]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Dez anos se passaram desde que Perseu (Sam Worthington), o semideus filho de Zeus (Liam Neeson), derrotou o monstro Kraken. Agora ele tenta levar uma vida calma de pescador e criar sozinho o seu filho de dez anos, Helius (John Bell) depois da morte da esposa Io. Zeus visita Perseu, dizendo que já que os deuses estão enfraquecidos pela falta de crença dos homens, a muralha do Tártaro que detém Cronos e os titãs está cedendo, e pede ajuda a Perseu. O filho decide que não ajudará.

Zeus encontra seus irmãos Hades (Ralph Fiennes) e Poseidon (Danny Huston) e seu filho Ares (Édgar Ramírez) no Tártaro, onde planejaria reconstruir a muralha. Porém Hades ataca Zeus e Ares rouba seus raios. Ambos tinham feito um trato com Cronos, que os manteria imortais à medida que a força do rei dos deuses revivesse o titã. A muralha cede, e monstros se alastram pela Grécia. Uma das criaturas, uma quimera, ataca a vila de Perseu e é morta pelo herói. Indignado, Perseu vai com o filho até o templo de Zeus tentar falar com o pai. Lá encontra é um Poseidon moribundo, que explica a situação e diz a Perseu para procurar seu filho Agenor (Toby Kebbell), que o levaria ao deus Hefesto (Bill Nighy) e por ele, seriam conduzidos ao Tártaro. Poseidon morre após dar a Perseu seu tridente.

Agenor é encontrado como prisoneiro de Andrômeda (Rosamund Pike), que Perseu havia libertado do Kraken e agora é rainha e líder de um exército. Perseu convence Agenor a ajudar na busca por Hefesto. Após muito relutar, Agenor concorda, desde que Andrômeda arrume um navio e dinheiro pra ele, o que ela concorda. No navio, Agenor consegue usar o tridente de Poseidon para encontrar a localização da ilha onde Hefesto reside, mas ao entrarem na ilha, são atacados por alguns ciclopes, que Perseu os derrota facilmente. Ao chegar em Hefesto, ambos são atacados por criaturas, e apos um soldado clamar por Ares, ele aparece, derrota todos e desafia Perseu. No Tártaro, Zeus pede desculpas a Hades por te-lo banido para o Submundo, o que ele não aceita. Em Hefesto, eles descobrem que há um labirinto que os permitiria entrar no Tártaro, mas com vários desafios.

Dentro do labirinto, Perseu, Agenor e Andrômeda enfrentam o Minotauro, varias passagens que se abrem e se fecham simultaneamente, alem de rios cheios de lava. Apos muitas aventuras, Perseu resgata Zeus e o leva para Argos, onde os exércitos de Andrômeda se preparam para a volta de Cronos. Zeus diz a Perseu que a unica arma que pode derrotar Cronos é a Lança de Tríon, uma arma criada com a junção das três armas principais dos deuses. Perseu desafia Ares para um confronto final no templo dos deuses, enquanto Andrômeda e Agenor distraem Cronos. No meio da batalha, Hades e Zeus aparecem para ajudar. Perseu mata Ares e cria a Lança de Tríon, partindo com Pégaso em direção a Cronos para detê-lo. Zeus e Hades lançam um ataque juntos que distrai Cronos, mas ele os derrota facilmente. Perseu consegue derrotar Cronos com a Lança de Tríon e traz a vitoria para o exército de Andrômeda.

Zeus tem uma ultima conversa com Perseu, o agradece por salvar o mundo, e, em seguida morre. Hades diz a Perseu que agora que Zeus se foi, ele não tem mais poderes, em seguida vai embora. Perseu se reúne com Andrômeda e a beija. Depois, no templo dos deuses, Perseu da uma espada a seu filho, Helius, revela que ele é neto de Zeus, e o filme acaba com os dois junto nas beiras do Monte Olimpo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Novamente os atores Liam Neeson e Ralph Fiennes contracenaram juntos no mesmo filme, assim como em "A Lista de Schindler" em 1993 e "Clash of the Titans" em 2010.

Filmagens[editar | editar código-fonte]

As filmagens começaram em março de 2011 e terminaram cerca de um ano depois. Os locais de filmagens incluem Londres e, posteriormente, teve locações em Surrey, País de Gales e em Tenerife, nas Ilhas Canárias da Espanha.[2] Inicialmente o filme seria rodado usando câmeras digitais 3D, mas, como o diretor Jonathan Liebesman não ficou satisfeito com os testes realizados, optou por rodar o filme em película e, posteriormente, convertê-lo para o formato 3D.[3] Quatro estúdios diferentes lidaram com os efeitos visuais.[4]

Referências

  1. a b c d e f g h i «Production Underway for Clash of the Titans 2». ComingSoon.net. CraveOnline. 23 de março de 2011. Consultado em 23 de março de 2011 
  2. «"Fúria de Titãs 2", com Sam Worthington, Ralph Fiennes e Liam Neeson, entra em produção». cinemais. Consultado em 10 de junho de 2011 
  3. Informações sobre Fúria de Titãs 2 no AdoroCinema. Página visitada em 15-06-2012.
  4. Wrath of the creatures, Fxguide.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]