X-Men Legends

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
X-Men Legends
Produtora(s) Raven Software - PS2, GCN, Xbox
Barking Lizards Technologies - N-Gage
Editora(s) Activision
Compositor(es) Rik Schaffer
Motor Vicarious Visions Alchemy
Plataforma(s) GameCube
N-Gage
PlayStation 2
Xbox
Data(s) de lançamento GameCube
  • AN 24 de setembro, 2004
  • PAL 22 de outubro, 2004

N-Gage

  • AN 7 de fevereiro, 2005
  • PAL janeiro, 2005

PlayStation 2

  • AN 24 de setembro, 2004
  • PAL 22 de outubro, 2004

Xbox

  • JP 27 de janeiro, 2005
  • AN 24 de setembro, 2004
  • PAL 22 de outubro, 2004
Gênero(s) RPG de ação
Modos de jogo Single player
Multiplayer
X-Men Legends II: Rise of Apocalypse

X-Men Legends é um RPG de ação lançado para vários consoles em 2004. Os jogadores podem controlar um dos 15 personagens X-Men, combinando-os em um grupo de quatro personagens controlados pelo computador (ou por humanos). A trama básica gira em torno dos X-Men enfrentando Magneto e a Irmandade de Mutantes e mais tarde ganhou uma continuação, X-Men Legends II: Rise of Apocalypse.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Este RPG de ação permite que até quatro pessoas joguem ao mesmo tempo (dependendo do sistema) como um dos 15 X-Men diferentes, incluindo personagens como Wolverine, Ciclope e Tempestade, liberados no decorrer do jogo. Cada personagem tem poderes únicos que podem ser usados contra os oponentes, como defesa ou combinados com as habilidades dos parceiros de grupo. O jogo foi desenvolvido pela Raven Software com uma perspectiva aérea.[1] A versão do N-Gage foi desenvolvida pela Barking Lizards Technologies e apresenta uma visão isométrica.

O jogo possui as oções de multiplayer cooperativo e o modo sobrevivência para até quatro jogadores. O jogo cooperativo é similar a Baldur's Gate: Dark Alliance 2, mas é muito melhorado com a adição de ataques combinados e a interação entre os personagens.

Este formato de missão e, logo, do desenvolvimento do personagem continua por todo o jogo. Enquanto estiver na mansão, uma pessoa controla Alisson à medida que ela explora e aprende sobre si mesma e os outros X-Men.

Trama[editar | editar código-fonte]

O jogo começa com o rapto de Alisson Crestmere (Magma), uma mutante prestes a descobrir seus poderes. Wolverine testemunha o rapto e persegue Mística e Blob, aliando-se ao Ciclope para resgatar Alisson. Depois de escapar com segurança a bordo da nave dos X-Men, Alisson é levada ao Instituto Xavier, onde ela pode conversar com os X-Men e os estudantes e explorar seus poderes. Os X-Men continuam a investigar pistas que possam indicar a razão pela qual Mística e a Irmandade de Mutantes estariam interessados em Alisson. Ao mesmo tempo, eles tentam combater tanto a Irmandade, que liberta seu líder, Magneto, da prisão, e o crescente número de Sentinelas. O jogo termina em uma série de batalhas no Asteróide M, com o grupo enfrentando Magneto e Master Mold. Após os créditos, Apocalipse revela ter visto a batalha e decidido iniciar seus planos de dominação.

Produção[editar | editar código-fonte]

Anunciado pela Activision em 2003,[2] X-Men Legends é o primeiro jogo para consoles da Raven Software, que queria expandir suas atividades depois de se dedicar exclusivamente a títulos para computadores. Depois de se decidir por criar um RPG dos X-Men, a equipe resolveu focar o jogo em uma dinâmica de equipe, algo ausente nos títulos anteriores baseados na franquia. A primeira ideia foi de combate em rodadas similar à Final Fantasy, mas eventualmente consideraram que jogadores prefeririam um RPG de ação que desse liberdade no controle dos poderes.[3] A história do jogo foi criada pelo grupo de ex-roteiristas da Marvel conhecido por Man of Action,[3][4] contando com a consultoria do criador dos X-Men, Stan Lee.[5] As três versões foram desenvolvidas simultaneamente, usando o motor de jogo Alchemy da Vicarious Visions.[3][6]

Personagens[editar | editar código-fonte]

Personagens Jogáveis
Vilões
Personagens Não-Jogáveis

Dubladores[editar | editar código-fonte]

Vozes adicionais fornecidas por Eric Biessman, Blaine Christine, Greg Ellis, Nika Futterman (creditada como Nika Frost), Jay Gordon, Michael Gough, Matt Prescott Morton, Zachary Quarles, Rick Worthy e Kris Zimmerman.

Resenhas[editar | editar código-fonte]

O jogo foi bem recebido, obtendo pontuações médias de 83%, 82,5% e 80,4% para as versões de Xbox, GameCube e Playstation 2, respectivamente. Os gráficos em cel-shading do jogo receberam críticas positivas, em geral, mas os resenhistas reclamaram da facilidade do jogo, do uso generalizado das telas de carregamento e do multiplayer. Também existe uma tendência de erros que ocorreram durante saltos, personagens presos no meio do ar por um tempo ou deslizando para a esquerda ou para a direita, através de obstáculos.[7][8][9][10][11][12]

X-Men Legends também obteve boas vendas, entrando na linha de jogos mais vendidos de todos os consoles: Greatest Hits (PS2), Player's Choice (GameCube) e Platinum Hits (Xbox).[13] Somente na América do Norte, a versão de PS2 tinha vendido aproximadamente 800,000 cópias.[14]

Sequências[editar | editar código-fonte]

Uma sequência, X-Men Legends II: Rise of Apocalypse foi lançada para Playstation 2, Xbox, Gamecube, N-Gage e PC em 27 de setembro de 2005. Uma versão da sequência para o PSP foi lançada em 11 de outubro de 2005 e outra para o N-Gage no final do mesmo ano.

Outro jogo, Marvel: Ultimate Alliance foi lançado em 2006 para PC, PS2, Xbox, PlayStation 3, Xbox 360, Wii, Game Boy Advance e Nintendo DS. A história desta vez engloba todo o universo Marvel, com o Quarteto Fantástico, os Vingadores e os Novos Vingadores como personagens jogáveis.

Referências

  1. Jeremy Dunham and Hilary Goldstein (2 de setembro de 2004). «X-Men Legends: Raven Speaks». IGN. Consultado em 19 de fevereiro de 2010. 
  2. «Activision Announces The Ultimate Mutant Marvel Team-Up With X-Men: Legends». GameZone. 23 de abril de 2003. Consultado em 19 de fevereiro de 2010. 
  3. a b c Staff (março de 2003). «Activision's X-Factor». GameStop. Game Informer (119): 40–43 
  4. Jeremy Dunham and Hilary Goldstein (27 de agosto de 2004). «X-Men Legends: Men of Action». IGN. Consultado em 13 de julho de 2010. 
  5. O'Donnell, Ryan (2 de junho de 2004). «X-Men Legends -- Robert Gee Video Interview». GameSpy. Consultado em 19 de fevereiro de 2010. 
  6. «DevMaster.net - Alchemy engine details». DevMaster.net. Consultado em 31 de agosto de 2008. 
  7. «X-Men Legends for Xbox». GameRankings. Consultado em 3 de abril de 2014. 
  8. «X-Men Legends for Xbox Reviews». Metacritic. Consultado em 3 de janeiro de 2011. 
  9. «X-Men Legends for GameCube». GameRankings. Consultado em 9 de julho de 2010. 
  10. «X-Men Legends for GameCube Reviews». Metacritic. Consultado em 3 de janeiro de 2011. 
  11. «X-Men Legends for PlayStation 2». GameRankings. Consultado em 9 de julho de 2010. 
  12. «X-Men Legends for PlayStation 2 Reviews». Metacritic. Consultado em 3 de janeiro de 2011. 
  13. «X-Men Legends (Platinum Hits)». Console City. Consultado em 3 de janeiro de 2011. 
  14. Campbell, Colin; Keiser, Joe (29 de julho de 2006). «The Top 100 Games of the 21st Century». Next Generation. Arquivado do original em 28 de outubro de 2007 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]