X-Men vs. Street Fighter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
X-Men vs. Street Fighter
Produtora(s) Capcom
Editora(s) Capcom
Plataforma(s) Arcade, Sega Saturn e Playstation
Conversões/
relançamentos
Sega Saturn, PlayStation
Data(s) de lançamento Arcade
Sega Saturn
Playstation
Gênero(s) Jogo de luta
Modos de jogo 1 ou 2 jogadores
Número de jogadores 1 ou 2
Controles Joystick, 6 botões
Hardware
Sistema CPS-2
CPU Motorola 68000 16 MHz
Zilog Z80 8 MHz
Som Qsound
Vídeo Raster, 384 x 224 pixels (Horizontal),
4096 cores

X-Men Vs. Street Fighter é um jogo de Arcade lançado pela Capcom em 1996 e é o primeiro da série Marvel Vs. Capcom de jogos de luta. Ele traz os personagens dos X-Men e os personagens da série Street Fighter.

Ele foi o segundo jogo a utilizar o sistema de luta em duplas com a conhecida jogabilidade de Street Fighter, incorporando os elementos dos jogos de luta anteriores da Capcom na franquia de jogos da Marvel: X-Men: Children Of The Atom e Marvel Super Heroes. Ele também foi lançado para Sega Saturn em 1997 e Playstation em 1998, porém, o sistema de luta em duplas foi abolido da versão para o Playstation, devido às limitações técnicas do console, como pouca Memória RAM.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

X-Men Vs. Street Fighter usa um sistema de luta similar ao desenvolvido em Marvel Super Heroes, e foi adicionado o sistema de luta em duplas. Ao invés do sistema usual no estilo "melhor de três" rounds, o jogo utiliza um formato de lutas com somente um round onde dois lutadores enfrentam outros dois. O jogador controla um lutador de cada vez, enquanto o outro aguarda fora da tela. O lutador que começa a luta pode, a qualquer momento, dar vez ao outro lutador, bastando o jogador pressionar Soco Alto e Chute Alto, o que ativa o Variable Attack. O jogador que estava aguardando fora da tela, entra na luta atacando com um pulo-chute, que causa um leve dano ao oponente. O jogador quando entra logo em seguida, executa uma pose de vitória e neste curto período de tempo, fica totalmente vulnerável. O jogador que saiu do jogo estará apto a recuperar uma parte da energia, enquanto o outro luta. Se um jogador perder toda sua energia, o outro automaticamente entra no jogo e assume a luta. A luta termina quando os dois jogadores do time são derrotados.

Existem outras maneiras de trocar o jogador na luta: com o "Variable Counter", que substitui o Infinity Counter do Marvel Super Heroes, quebra-se a guarda do oponente com um counter attack, porém, isso custa um nível da barra de especial. Outra maneira é o "Variable Combination", um ataque combinado onde os dois jogadores utilizam seus movimentos especiais (Hyper Combos) juntos, custando dois níveis da barra de especial e trocando o jogador atual pelo que estava descansando, depois de utilizarem seus golpes.

Os lutadores dos X-Men foram extraídos dos jogos X-Men: Children Of The Atom e Marvel Super Heroes, com a exceção de Rogue, Gambit e Sabretooth que são novos na série e o Akuma, que foi um personagem secreto no jogo X-Men: Children Of The Atom. Os personagens de Street Fighter usam as formas de Street Fighter Alpha e seus movimentos foram melhorados visando a atmosfera maior dos jogos da Marvel (por exemplo, o Hadouken do Ryu é muito maior do que nos outros Street Fighter). Esse jogo marcou a primeira aparição de Cammy trabalhando para a Shadaloo, e que, logo depois, viria aparecer nas versões caseiras de Street Fighter Alpha 2 e Street Fighter Alpha 3.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.
X-Men Street Fighter
Ciclope Ryu
Gambit Ken
Vampira * Chun-Li
Apocalipse * Cammy
Tempestade Charlie
Fanático Zangief
Dentes-De-Sabre Dhalsim
Magneto M. Bison
Wolverine Akuma *

* Personagem Secreto

Chefe[editar | editar código-fonte]

  • Apocalipse - Após derrotá-lo, o lutador que aplicou o golpe final no Apocalipse lutará sozinho contra seu ex-parceiro numa luta. (Nesta parte do jogo não são aceitos novos desafios). Assim que o jogador derrotar seu ex-parceiro, será mostrado o encerramento do personagem selecionado.

Parceiros[editar | editar código-fonte]

  • Ryu e Ciclope
  • Ken e Gambit
  • Chun-Li e Vampira
  • Cammy e Vampira
  • Cammy e Wolverine
  • Akuma e Wolverine
  • Charlie e Tempestade
  • Dhalsim e Dentes-De-Sabre
  • Zangief e Fanático
  • M. Bison e Magneto
  • Ryu e Ken
  • Ciclope e Gambit
  • Chun-Li e Ciclope
  • Cammy e M. Bison
  • Akuma e Cammy
  • Tempestade e Vampira
  • Ryu e Charlie
  • Charlie e Chun-Li
  • Magneto e Dentes-De-Sabre
  • Dhalsim e Zangief
  • Fanático e Dentes - De - Sabre

Recepção no mercado[editar | editar código-fonte]

O arcade original X-Men Vs. Street Fighter quando lançado, teve uma ótima aceitação no mercado e uma excelente avaliação da mídia especializada. O jogo simplificou o estilo e introduziu a série Versus. O jogo utilizou os elementos de Darkstalkers e Marvel Super Heroes como, por exemplo, o sistema de super-pulos e os gráficos.

A versão do Playstation foi criticada pela mídia especializada e pelos fãs, recebendo uma nota 6.0[1] e uma péssima nota de 3.6 no GameSpot.[2] Isto se deve às limitações técnicas do Playstation como pouca Memória RAM e esta conversão ficou muito inferior a versão original do arcade, em jogabilidade e gráfico. Muitos quadros de animação foram removidos, tornando o visual do jogo desajeitado e variável e a velocidade ficou inaceitável com muitos slowdowns, especialmente, durante movimentos especiais, o que faz o jogo difícil de ser jogado. Devido a limitação da memória, essa versão também deixa de trazer o modo de luta em duplas como no arcade e, ao invés disso, traz o tradicional modo "melhor de três" rounds com as lutas um-contra-um. É possível jogar em duplas no modo chamado Crossover Mode, onde o jogador pode escolher dois personagens e jogar com ambos. Porém, o oponente deve escolher os mesmos personagens na ordem inversa. Por exemplo, o primeiro jogador controla Ryu e Wolverine e o segundo deve, necessariamente, jogar com Wolverine e Ryu.

A conversão para o Sega Saturn recebeu uma crítica muito favorável, com uma nota 7.4 e o conceito "bom" no GameSpot. A versão do Saturn traz um visual muito superior, devido a Memória RAM maior do sistema e ainda o uso do cartucho de 4MB de RAM da Capcom, que produzem uma versão que chega próxima da perfeição do arcade.[3] Porém, isso foi lançado apenas no Japão, entretanto, jogadores de outros lugares do mundo acabaram importando o Sega Saturn japonês, para poder desfrutar desta fiel conversão.

Referências

  1. IGN Staff. «X-Men vs. Street Fighter: It's half the game it used to be». IGN. Consultado em 2006-12-12. 
  2. «X-Men vs. Street Fighter review». GameSpot. ZDNET. Consultado em 2006-12-12. 
  3. Jeff Gerstmann. «X-Men vs. Street Fighter». ZDNet. Consultado em 2006-12-13.