XRS Land

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

XRS Land, Xerxes, XRS, Sys-X e Kapitel 6 são os nomes artísticos de Michael de Oliveira Nicassio (São Paulo,[1][quando?]) é um DJ e produtor musical brasileiro de drum & bass. Apenas no Brasil, produziu álbuns sob o pseudônimo Friendtronik e Kapitel 06.

Também produziu no Reino Unido com a V Recordings, sendo parte deste trabalho em colaboração com DJ Marky.

Carreira[editar | editar código-fonte]

A carreira como DJ começou em 1993, quando tornou-se residente na casa Aeroanta, quando apresentou diversos gêneros, como bossa nova, jazz e dub reggae.

XRS desenvolveu recursos de estúdio, que culminaram com o lançamento de faixas como Boom Man e Power to the People.

Em 1995, em parceria com Ramilson Maia, iniciou seu próprio selo, Innerground Recordings. Inciaram seus trabalhos com o EP From the Land to the City. Começou então a ganhar reputação nacional e internacional, tendo sido citado pela revista francesa Coda como uma promessa no cenário brasileiro da música eletrônica.

XRS continuou seus trabalhos como produtor e DJ e, em 1998, iniciou outro projeto, com sua esposa Paula. Teve forte ligação com o drum & bass, e este foi chamado Friendtronik. Faixas do álbum tocaram em locais de dança no Brasil. Posteriormente, ambos gravaram álbum com a Sony/MMM, chamado Friendtronik@Periferia.com.zl.

Referências