Xbox Live

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Xbox Live
Logo do serviço.
Desenvolvedor(es) Microsoft Corporation
Tipo(s) Serviço online
Atualizado 11 de dezembro de 2014
Lançado 15 de novembro de 2002
Plataforma(s) Xbox (descontinuado em 15 de abril de 2010)[1]
Xbox 360
Xbox One
Windows XPWindows 7 (como Games for Windows – Live)
Windows 8/8.1/10 como (Windows Store/Xbox App)
[2]
Windows 10
Windows Phone
iOS[3]
Android[3]
Membros 59 milhões
Website http://www.xbox.com/live/

Xbox Live (anteriormente estilizado como Xbox LIVE) é o serviço de jogos online do console de jogos Xbox, Xbox 360 e Xbox One da Microsoft, no qual permite aos jogadores conectarem e jogarem entre si com muitas funcionalidades, tais como: download de bônus para jogos, criação de perfis, torneios, chat por voz, etc. Existem dois serviços, Silver (Grátis) e Gold (Ouro), sendo que este último é pago.[4] Nos dias de hoje existem 59 milhões de Xbox ativos.[5][6]

Ela pode ser adquirida pelo console, pelo site, ou pela compra de um código pré-pago de 25 caracteres em algumas lojas (algumas vezes por preços maiores).

Uma iniciativa criada pela Microsoft e intitulada de Live Anywhere, enfatiza o serviço de interatividade entre plataformas diferentes.[7]

História[editar | editar código-fonte]

Traseira do primeiro Xbox com entrada para cabo ethernet.

O primeiro Xbox lançado em novembro de 2001 já foi projetado pensado com recursos online, tanto que foi o primeiro console a vir com adaptador de rede e HD já incluso, o nome do serviço foi anunciado na E3 de 2002, e a rede foi lançada em 15 de novembro de 2002, posteriormente adaptado ao Xbox 360 e relançado em 22 de novembro de 2005, com algumas mudanças e melhoras incluindo o novo Xbox Live Marketplace e os novos jogos do Xbox Live Arcade, e o Xbox Live para o Xbox (primeiro de 2001). Atualmente a Xbox Live conta com 67 milhões de usuários ativos.

Informação do usuário[editar | editar código-fonte]

Gamertag[editar | editar código-fonte]

Um Gamertag é o nome universal do nome de usuário de um jogador no Xbox Live. Um Gamertag usado on-line deve ser exclusivo e ter até quinze caracteres, incluindo números, letras e espaços. Gamertags podem ser alterados usando um console Xbox One ou Xbox 360 (a primeira vez é grátis, e depois por um preço de £8 / R$20), o Xbox 360 suporta oito perfis habilitados para Xbox Live por unidade de memória e trinta e dois perfis no disco rígido.[8]

O status da conta Gamertag de um jogador pode ser verificado usando uma variedade de ferramentas on-line, o que é útil especialmente ao procurar um novo Gamertag ou ao confirmar que existe um Gamertag. Usando um Gamertag válido, qualquer jogador pode ser localizado e enviado por mensagens de dentro do Live. Existem também vários sites que permitem aos usuários do Gamertags fazer upload de fotos e informações sobre si mesmos.

Os gamertags podem ser usados em vários lugares, incluindo o Games for Windows - Live, Zune, XNA Creators Club e, é claro, o Xbox One e o Xbox 360.

Os gamertags também contêm imagens de avatar (ou "imagens de jogadores"), às vezes associadas a determinados jogos ou personagens do jogo. No Xbox 360, os jogos individuais custam entre US$ 0,17 e US$ 0,25, mas geralmente são empacotados em pacotes; pacotes de quatro ou cinco imagens de jogadores geralmente custam US$ 1, enquanto pacotes de dez normalmente custam US$ 1,87. Também é possível tirar fotos "públicas" (que são mostradas para todos que visualizam um perfil, a menos que o usuário tenha um conjunto de imagens "pessoal" diferente) que pode ser tirado de avatares ao usar o editor de avatar.

Os usuários eram proibidos de usar strings como gay ou se referir à homossexualidade de qualquer maneira em seu Gamertag ou perfil, por ser considerado "conteúdo de natureza sexual", mesmo que a string ocorra em um sobrenome legítimo. Incidentes em que uma mulher foi suspensa do serviço por se identificar como lésbica, e um incidente em que um usuário do sexo masculino foi suspenso por usar seu sobrenome "Gaywood" em seu nome de usuário atraiu controvérsia.[9][10][11][12][13] Em fevereiro de 2009, Stephen Toulouse, gerente do Programa de Conduta do Xbox Live, esclareceu a política do serviço sobre identificação sexual, afirmando que "Expressão de qualquer orientação sexual [...] não é permitido em Gamertags", mas a empresa está "examinando como podemos fornecê-lo de uma forma que não seja mal utilizada."[14] As mudanças anunciadas em março de 2010 permitem que os membros do Xbox Live expressem sua orientação sexual em seus gamertags e perfis.[15]

Gamerscore[editar | editar código-fonte]

O Gamerscore (G) é um sistema de acumulação de pontos de conquistas que reflete o número de conquistas acumuladas por um usuário no Xbox Live através da exibição do número de pontos acumulados. Esses pontos de conquista são concedidos para a conclusão de desafios específicos de um jogo, como bater um nível ou acumular um determinado número de vitórias contra outros jogadores em partidas on-line e vários outros desafios no jogo.

Inicialmente, os jogos Xbox 360 de varejo ofereciam até 1.000G distribuídos por um número variável de Conquistas, enquanto cada título do Xbox Live Arcade continha 12 Conquistas totalizando 200G. Em 1º de fevereiro de 2007, a Microsoft anunciou em seu Blog do Gamerscore algumas novas políticas que os desenvolvedores devem seguir relacionadas ao Gamerscore e Conquistas em lançamentos futuros.[16] Todos os jogos regulares baseados em disco devem ter 1.000 pontos de Gamerscore no jogo base; o título pode ser enviado com menos de 1.000 pontos, mas qualquer coisa adicionada posteriormente deve ser gratuita. Desenvolvedores de jogos agora também têm a opção de adicionar até 250 pontos via conteúdo baixável a cada trimestre após o primeiro ano de lançamento (para um total de 1.750 pontos). Os títulos do Xbox Live Arcade também permitem que os jogadores obtenham Gamerscore, inicialmente até 200 Gamerscore com pontos adicionais até 50 Gamerscore via conteúdo para download (para um total de 250 pontos),[17] mas alguns jogos XBLA agora contêm até 400 Gamerscore sem DLC.

Em 26 de maio de 2007, Halo 2 foi o primeiro título do Games for Windows a apresentar as Conquistas, que contou com o Gamerscore de um jogador.

Em 25 de março de 2008, a Microsoft reprimiu "Gamerscore cheaters" (aqueles que usaram ferramentas externas para inflar artificialmente seu Gamerscore), e reduziu seus Gamerscores a zero sem a opção de recuperar as pontuações que haviam sido "ganhas", e marcou o jogador, indicando em seu Gamertag que eles eram "Cheater".[18]

O desenvolvimento do sistema Gamerscore criou um novo nicho na economia da internet. Muitos sites foram criados para fornecer aos jogadores dicas e truques para obter pontos de conquista. Alguns sites são exclusivamente dedicados a esses guias de conquistas, e alguns blogs fornecem guias de jogos além de seus outros conteúdos.

Em 13 de março de 2014, Ray Cox IV ou "Stallion83" se tornou o primeiro jogador na história a atingir 1 milhão de Gamerscore.[19]

O Gamercard é um painel de informações usado para resumir o perfil de um usuário no Xbox Live da Microsoft. As informações sobre um Gamercard incluem:

  • Gamertag (na frente de uma barra de prata ou ouro) (membros ativos de ouro que tiveram Xbox Live por menos de um ano apresentam pequenas bolhas. Qualquer coisa por ano ou mais apresentará o número de anos).
  • Imagem de jogador (avatar)
  • Reputação
  • Gamerscore
  • Área do Jogador
  • Jogos recentes jogados

O Gamercard de um jogador pode ser visualizado no Xbox 360 ou on-line no Xbox.com. A barra superior que exibe o Gamertag é mostrada na frente de uma barra prateada ou dourada que designa se o jogador tem uma assinatura Xbox Live Free ou Gold (respectivamente). Se o jogador fizer parte da equipe de lançamento do Xbox 360, a barra superior também terá texto adicional informando "Launch Team" em segundo plano. Sites de terceiros permitem que os usuários publiquem uma versão renderizada de seu Gamercard como um pequeno applet em Flash ou imagem JPEG em qualquer site ou fórum da Internet.

Da mesma forma, os usuários do Mac OS X podem baixar widgets que exibem seu Gamercard do Xbox Live no Dashboard do Mac OS X. Estes podem ser baixados em qualquer Mac com OS X 10.4 ou superior através da página de download de widgets da Apple.

Existem quatro Áreas do Jogador; A Recreação é para jogadores casuais, a Família é para jogadores family-friendly (sem palavrões, etc.), o Profissional é para jogadores competitivos que gostam de desafios, e a Underground é para jogos sem barreiras onde vale tudo (contanto que isso não viole os Termos de Uso do Xbox Live). No entanto, na prática, estas áreas do jogador são exibidas apenas no Gamercard do jogador, e não tendem a afetar a experiência de jogo ou a correspondência de jogadores em jogos online.

TrueSkill[editar | editar código-fonte]

TrueSkill[20] é um sistema de ranking e matchmaking que foi implementado pela primeira vez como parte dos serviços Live do Xbox 360.[21] Desenvolvido no Microsoft Research Cambridge (Reino Unido), o sistema de classificação TrueSkill agora é usado em mais de 150 títulos para o Xbox 360 e no Games for Windows – Live em jogos como Warhammer 40.000: Dawn of War II. Ele usa um modelo matemático de incerteza para resolver os pontos fracos em sistemas de classificação existentes, como o Elo. Por exemplo, um novo jogador se juntando em ligas de milhões de jogadores pode ser classificado corretamente em menos de 20 jogos. Ele pode prever a probabilidade de cada resultado do jogo, o que aumenta o matchmaking competitivo, tornando possível reunir equipes com habilidades balanceadas de um grupo de jogadores com diferentes habilidades.

Quando o matchmaking começa, o sistema tenta combinar as pessoas com base em seu nível de habilidade estimado. Se duas pessoas estiverem competindo frente a frente e tiverem o mesmo nível de habilidade estimado com baixa incerteza estimada, cada um deles terá aproximadamente 50% de chance de ganhar uma partida. Desta forma, o sistema tenta tornar cada partida o mais competitiva possível.

Para evitar o abuso do sistema, a maioria dos jogos classificados tem opções relativamente limitadas para o matchmaking. Por design, os jogadores não podem jogar facilmente com seus amigos em jogos ranqueados. No entanto, essas contramedidas falharam devido a técnicas como conta(s) alternativa(s) e falhas do sistema, em que cada sistema possui sua própria classificação TrueSkill individual. Para fornecer jogos menos competitivos, o sistema oferece suporte a Player Matches não classificados, que permite que pessoas de qualquer nível de habilidade sejam emparelhados (geralmente incluindo "convidados" em uma conta). Essas correspondências não contribuem para a classificação TrueSkill.

Xbox Live Gold[editar | editar código-fonte]

Xbox Live Gold
Desenvolvedor(es) Microsoft
Tipo(s) Serviço online premium
Plataforma(s) Xbox 360
Xbox One
Website www.xbox.com/live/

Xbox Live Gold é um serviço de assinatura paga para a comunidade Xbox. A inscrição no Xbox Live é gratuita, mas, com exceção da versão do Windows 10, para jogar on-line e acessar alguns serviços principais, é necessária uma taxa de assinatura recorrente. Os recursos que exigem uma assinatura Gold incluem jogos online, matchmaking/smartmatch, bate-papo privado, chat em grupo e comunicação de voz no jogo. Outros recursos, como gravação de jogos e compartilhamento de mídia, também exigem uma assinatura Gold.[22][23] Da mesma forma, os membros comuns do Xbox Live podem baixar e acessar o aplicativo de transmissão ao vivo do Twitch, mas, para transmitir o próprio jogo, é necessária uma assinatura Gold.[24] Os títulos free-to-play também necessitam de uma assinatura Gold para jogar online.[25] Os assinantes são beneficiados com espaço "na nuvem" para armazenamento de arquivos e acesso antecipado ou exclusivo a betas, ofertas especiais, Games with Gold e Video Kinect.

Games with Gold[editar | editar código-fonte]

Games with Gold é um programa no qual os downloads digitais de jogos são oferecidos gratuitamente aos assinantes Gold. O Games with Gold foi lançado para o Xbox 360 em julho de 2013,[26] enquanto os jogos do Xbox One foram adicionados em junho de 2014.[27] O Xbox 360 recebe um jogo duas vezes por mês, enquanto o Xbox One recebe dois jogos por mês. Os jogos baixados através do programa na Xbox 360 são gratuitos, sem restrições adicionais.[27] Os títulos Games with Gold do Xbox One exigem uma assinatura Gold ativa para serem usados e ficam bloqueados e não podem ser reproduzidos se a assinatura expirar.[27] Em novembro de 2015, todos os títulos Games with Gold para o Xbox 360 são retrocompatíveis no Xbox One.[28][29]

New Xbox Experience[editar | editar código-fonte]

Na E3 2008, a Microsoft anunciou que todos os proprietários do Xbox 360 receberiam uma nova atualização do dashboard, chamada New Xbox Experience (NXE), em 19 de novembro de 2008[30] que adicionou vários novos recursos. Embora a nova interface seja geralmente baixada quando um novo Xbox é conectado ao Xbox Live, alguns jogos, incluindo Fight Night Round 4, Portal 2 e Dragon Ball: Raging Blast, também poderão instalar a atualização.

Um recurso é a capacidade de assistir à qualidade padrão e a streaming de filmes em 720p e programas de TV da Netflix por meio do Xbox 360. Esse recurso está disponível apenas nos EUA e no Canadá e requer uma assinatura do Xbox Live Gold e do Netflix Unlimited. Os usuários também podem assistir títulos da Netflix com seus amigos em um grupo de até 8 jogadores. Os membros do Xbox Live têm a capacidade de visualizar mais de 12.000 filmes e episódios. Os usuários podem procurar títulos com base em seus interesses e classificações da Netflix com a interface do Xbox. Os usuários não precisam mais visitar o site para escolher o conteúdo a ser assistido.[31][32] Quando um jogador faz um grupo, ele também pode participar de jogos, conversar ou assistir a uma apresentação de slides de fotos.

Outro recurso oferece aos jogadores a capacidade de criar Avatares. Os jogadores são capazes de personalizar os avatares, alterando a forma do corpo, características faciais, cabelo e roupas, bem como novas roupas sendo lançadas de tempos em tempos.[33] O Xbox Live exige que os usuários selecionem um avatar.[34] Uma outra característica é a possibilidade de instalar um disco de jogo inteiro na unidade de disco rígido do Xbox 360, o que diminui os tempos de carregamento, e reduz significativamente o ruído devido ao jogo a ser lido a partir do disco rígido e não da unidade de disco óptico (semelhante ao Recurso PS2 HD LOADER). Para a maioria dos jogos, esse recurso também reduz o tempo gasto na leitura do disco, o que ajuda a prolongar a vida útil do mecanismo da unidade óptica.[35][36]

Durante a conferência de imprensa na E3, a Microsoft anunciou o Xbox Live Primetime, uma série de programas programados onde os membros do Xbox Live podem jogar uns contra os outros. O primeiro jogo anunciado é uma adaptação do game show da Endemol 1 vs. 100, no qual um membro do Xbox Live jogará contra 100 outros membros com uma apresentação ao vivo e prêmios entregues.[37] Em 15 de julho de 2010, a Microsoft confirmou que 1 vs. 100 seria cancelado.

A guia do Xbox também foi redesenhado. Os jogadores não são apenas capazes de ver seus amigos e mensagens, mas são capazes de acessar sua biblioteca de jogos. Se um usuário tiver instalado qualquer jogo em seu disco rígido do Xbox 360, ele poderá iniciar o jogo imediatamente a partir da guia, estejam eles em um jogo ou no painel. A Microsoft também confirmou que cada novo Xbox 360 vem com três contas gratuitas de teste do Xbox Live Gold. Ao criar uma nova conta, o jogador pode reivindicar um período de teste ao se recusar a pagar pela assinatura Gold; permitindo, portanto, que o usuário experimente o modo de jogo on-line para o período de avaliação de um mês, após o qual o jogador é obrigado a pagar taxas de assinatura para continuar usando o matchmaking on-line.[38] Major Nelson também anunciou que a atualização suporta 16:10 em VGA ou HDMI, ampliando a escolha de resoluções.[39]

Embora as atualizações anteriores do sistema tenham sido armazenadas na memória interna, essa é a primeira atualização a exigir um dispositivo de armazenamento. A atualização requer pelo menos 128 MB de espaço livre em um cartão de memória ou em um disco rígido.[40] A Microsoft afirmou que muitos usuários da versão Core ou Arcade do Xbox 360 não teriam espaço suficiente em seus cartões de memória limitados para a nova atualização e, portanto, forneceram a eles um cartão de memória de 512 MB ou um desconto em um disco rígido de 20 GB por um tempo limitado.[41] Depois do término da promoção todas as novas unidades da versão arcade agora vêm com 512 MB de memória interna.

A NXE foi vazada em sites Torrent e pôde ser instalada através de uma unidade USB. Major Nelson da Microsoft afirmou que a instalação não autorizada da NXE resultaria no banimento do console do usuário do Xbox Live até seu lançamento oficial, em 19 de novembro de 2008.[42]

Atualização[editar | editar código-fonte]

Em 22 de setembro de 2010, Major Nelson anunciou que o dashboard do Xbox Live seria redesenhado novamente. O novo design incorporaria a interface Metro usada em outros produtos da Microsoft, como o Zune HD e o Windows Phone. Assim como um novo esquema de cores e outros pequenos ajustes no layout geral, a atualização também incluiria um "hub Kinect", projetado especificamente para o sensor Kinect para facilitar a navegação no painel. Os membros do Xbox Live puderam se inscrever para um programa de preview, que foi aberto em 29 de setembro de 2010.[43] O novo dashboard foi lançado oficialmente em 6 de dezembro de 2011.[44][45]

Em 6 de junho de 2011 na E3, foi anunciado que o painel seria atualizado novamente para incluir o mecanismo de busca Bing, permitindo que os usuários procurassem por jogos, trailers, filmes etc. O Kinect também seria atualizado para permitir que os usuários navegassem no painel e no Bing usando sua voz. Outras atualizações incluirão armazenamento em nuvem, acesso ao YouTube e streaming de televisão ao vivo.[46] A atualização do dashboard foi adiada até 6 de dezembro de 2011.[47]

Em 13 de maio de 2014, a Microsoft anunciou mudanças na associação ao Xbox Live Gold que permitiriam que os assinantes acessassem aplicativos disponíveis como Netflix, Twitch, MLB.tv, etc., sem uma assinatura Gold nos consoles Xbox One e Xbox 360, embora taxas de aluguel ou assinatura desses serviços ainda sejam necessárias.[48] A Microsoft estaria oferecendo reembolsos pro-rata para o serviço de pedidos até 31 de agosto de 2014. A empresa também anunciou o "Games with Gold" que daria aos assinantes jogos gratuitos tanto no Xbox 360 quanto no Xbox One com uma única assinatura, e o "Deals with Gold" para descontos exclusivos para assinantes Gold em jogos do Xbox One e Xbox 360 na Xbox Store.[49]

Disponibilidade[editar | editar código-fonte]

Xbox Live está atualmente disponível em 42 países:

Disponibilidade da Xbox Live

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Whitten, Marc. «A Letter from Marc Whitten: Discontinuation of Xbox LIVE for Original Xbox Games». Consultado em 21 de outubro de 2018. Arquivado do original em 21 de outubro de 2018 
  2. Morris, Tatiana. «Minecraft on Nintendo Switch to use Xbox Live login, Minecraft CEO "really" wants Sony cooperation». Gamezone (em inglês). Consultado em 21 de outubro de 2018 
  3. a b Thornton, John; Minecraft, Executive Producer for. «Friendly Update with Xbox Live and Realms rolling out now on mobile and Windows 10!». Consultado em 21 de outubro de 2018 
  4. Kyle Orland. «Microsoft Renames Xbox Live Silver to 'Xbox Live Free'» 
  5. Madan, Asher. «Xbox Live grows to 59 million active users». WindowsCentral 
  6. Giret, Laurent. «Microsoft sees growth with Xbox One X, Xbox Live now has 59 million users». OnMSFT 
  7. «Imagine A Live Anywhere!». 12 de janeiro de 2007. Consultado em 21 de outubro de 2018. Arquivado do original em 21 de outubro de 2018 
  8. «Como alterar o gamertag do Xbox». support.xbox.com. Consultado em 26 de julho de 2019 
  9. «Lesbian Banned From Microsoft's XBOX Live». Fox News (em inglês). 26 de fevereiro de 2009. Consultado em 26 de julho de 2019 
  10. Alexander, Leigh (14 de maio de 2008). «"theGAYERGamer" Gets Xbox Live Ban, Microsoft Explains». Kotaku (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019 
  11. Alexander, Leigh (21 de maio de 2008). «Microsoft Explains "Gaywood" Ban». Kotaku (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019 
  12. Marco, Meg (25 de fevereiro de 2009). «Identifying yourself as a lesbian gets you banned on XBOX Live» (em inglês). The Consumerist. Consultado em 26 de julho de 2019. Arquivado do original em 10 de maio de 2012 
  13. Meunier, Nathan (13 de janeiro de 2010). «Homophobia and Harassment in the Online Gaming Age» (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019. Arquivado do original em 14 de agosto de 2012 
  14. Plunkett, Luke (26 de fevereiro de 2009). «Microsoft Looking To Change Xbox Live Sexual "Discrimination"». Kotaku (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019 
  15. Newman, Jared (6 de março de 2010). «Gay Xbox Gamers Can Now Claim Their Identities». PCWorld (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019 
  16. BIGVIP (1 de fevereiro de 2007). «Addicted to Achievements?». gamerscoreblog.com (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019. Arquivado do original em 10 de fevereiro de 2010 
  17. Oracheski, Rod (5 de fevereiro de 2009). «Xbox LIVE Achievement changes, 411mania» (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019. Arquivado do original em 1 de fevereiro de 2014 
  18. Grant, Christopher (25 de março de 2008). «Cheaters branded on Xbox Live, Gamerscores reset» (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019 
  19. «The Man with a Million Gamerscore: An Interview with Stallion83». Xbox Wire (em inglês). Microsoft. 1 de maio de 2014. Consultado em 26 de julho de 2019 
  20. «TrueSkill» (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019. Arquivado do original em 10 de dezembro de 2008 
  21. «My top 20 Xbox 360 games – Reader's Feature Games Reviews». truegamesreviews.com (em inglês). 8 de outubro de 2017. Consultado em 26 de julho de 2019. Arquivado do original em 10 de novembro de 2017 
  22. Pope, Travis (9 de novembro de 2017). «How to Take Screenshots on Xbox One». Gotta Be Mobile (em inglês). Consultado em 11 de julho de 2019 
  23. «Show off your greatest gaming moments your way with Upload». Xbox.com. 19 de dezembro de 2014. Consultado em 11 de julho de 2019. Arquivado do original em 19 de dezembro de 2014 
  24. Support, Xbox (8 de setembro de 2014). «@IPhippen In order to stream via Twitch on Xbox One, you'll need an Xbox Live Gold subscription. You can watch streams without, though.^ZE». @XboxSupport1 (em inglês). Consultado em 11 de julho de 2019 
  25. Farokhmanesh, Megan (14 de maio de 2014). «MMOs, free-to-play games will remain behind Xbox Live Gold paywall». Polygon. Consultado em 11 de julho de 2019 
  26. «Microsoft Fires Back At Sony With Free 360 Game Downloads For XBOX Live Gold Gamers». TechCrunch (em inglês). Consultado em 11 de julho de 2019 
  27. a b c Games with Gold for June 2014 Includes Xbox One - IGN (em inglês), consultado em 11 de julho de 2019 
  28. Skrebels, Joe (17 de junho de 2015). «Xbox One's backwards compatibility works because it's tricking your 360 games». gamesradar (em inglês). Consultado em 11 de julho de 2019 
  29. Grant, Christopher (4 de agosto de 2015). «All future Xbox 360 Games with Gold freebies will be backward-compatible on Xbox One». Polygon. Consultado em 11 de julho de 2019 
  30. Geddes, Ryab (9 de outubro de 2008). «TGS 2008: Avatars Required». IGN (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019. Cópia arquivada em 26 de julho de 2019 
  31. «Xbox 360 and Netflix team up» (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019 [ligação inativa] 
  32. «System Updates». Consultado em 26 de julho de 2019 [ligação inativa] 
  33. «Microsoft Announces Avatars for the Xbox 360» (em inglês). 14 de junho de 2008. Consultado em 26 de julho de 2019. Arquivado do original em 28 de maio de 2010 
  34. Geddes, Ryab (9 de outubro de 2008). «TGS 2008: Avatars Required». IGN (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019. Cópia arquivada em 26 de julho de 2019 
  35. «Como instalar um jogo no Xbox | Como reproduzir um jogo instalado no Xbox | Ajuda para jogos do Xbox». support.xbox.com. Consultado em 26 de julho de 2019 
  36. Burnes, Adrew (14 de junho de 2008). «Install Entire games onto Xbox 360 Hard Drive». VE3D (em inglês). IGN. Consultado em 26 de julho de 2019. Arquivado do original em 14 de fevereiro de 2012 
  37. «Xbox Live Primetime (Concept)». Giant Bomb (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019 
  38. Androvich, Mark (14 de junho de 2008). «Microsoft unveils new Xbox Live interface». GamesIndustry.biz (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019. Cópia arquivada em 26 de julho de 2019 
  39. Lawler, Richard (14 de julho de 2008). «Xbox 360 Fall '08 Dashboard update adds 16x10 widescreen, expanded resolutions». Engadget (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019. Cópia arquivada em 26 de julho de 2019 
  40. «Enjoy the New Xbox Experience and Xbox LIVE!» (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019. Arquivado do original em 18 de janeiro de 2009 
  41. «Microsoft's NXE storage solution: Free 512MB memory card or $20 for 20GB HDD « Last Shepard Games» (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019. Arquivado do original em 28 de fevereiro de 2009 
  42. de Matos, Xav (31 de outubro de 2008). «NXE leaked, installation disables Live until November 19». Engadget (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019. Cópia arquivada em 26 de julho de 2019 
  43. Hryb, Larry (22 de setembro de 2010). «Xbox LIVE Update Preview Program». Major Nelson (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019. Arquivado do original em 4 de fevereiro de 2011 
  44. «New Xbox Experience (Concept)». Giant Bomb (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019. Cópia arquivada em 26 de julho de 2019 
  45. Chubb, Justin (9 de outubro de 2010). «Xbox 360 Dashboard Update: Release Date and Details». Product Reviews Net (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019. Cópia arquivada em 26 de julho de 2019 
  46. Mitchell, Richard (6 de junho de 2011). «Xbox getting Kinect-powered dashboard update, coming Fall 2011». Engadget (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019. Cópia arquivada em 26 de julho de 2019 
  47. Hryb, Larry (22 de novembro de 2011). «Xbox 360 Dashboard update coming December 6th». Xbox Live's Major Nelson (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019. Cópia arquivada em 26 de julho de 2019 
  48. Treguboff, Aaron (14 de maio de 2014). «Xbox Live to give pro-rated refunds to Gold subscribers». HD Report (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019. Cópia arquivada em 26 de julho de 2019 
  49. «Perguntas frequentes sobre as alterações no Xbox Live Gold». support.xbox.com. Consultado em 26 de julho de 2019. Cópia arquivada em 26 de julho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.