Xenosaga Episode III: Also Sprach Zarathustra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2017). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Xenosaga Episode III:
Also Sprach Zarathustra
Desenvolvedora(s) Monolith Soft
Publicadora(s) Namco
Namco Bandai Games
Diretor(es) Koh Arai
Produtor(es) Tomohiro Hagiwara
Escritor(es) Norihiko Yonesaka
Tetsuya Takahashi
Artista(s) Kouichi Mugitani
Compositor(es) Yuki Kajiura
Plataforma(s) PlayStation 2
Série Xenosaga
Data(s) de lançamento
  • JP 6 de agosto de 2006
  • AN 29 de agosto de 2006
Gênero(s) RPG eletrônico
Modos de jogo Um jogador
Xenosaga Episode II:
Jenseits von Gut und Böse

Xenosaga Episode III: Also Sprach Zarathustra (ゼノサーガ エピソードIII ツァラトゥストラはかく語りき, Zenosāga Episōdo Surī: Tsaratusutora wa Kaku Katariki?) é um jogo eletrônico de RPG desenvolvido pela Monolith Soft e publicado pela Namco e Namco Bandai Games. É o terceiro e último título da série Xenosaga, parte da metassérie Xeno, e foi lançado exclusivamente para PlayStation 2 em 2006. A história segue a procura de Shion Uzuki e KOS-MOS pelas origens dos alienígenas gnosis enquanto são caçadas por humanos poderosos chamados de Testamentos. A jogabilidade é semelhante aos jogos anteriores, tendo exploração de ambientes em uma narrativa linear e batalhas em um sistema de turnos, com os combates ocorrendo a pé ou em mechas.

O conceito para Episode III começou durante o final do desenvolvimento de Episode II em 2004. A equipe procurou abordar problemas levantados pelos fãs sobre os dois jogos anteriores, além de levar a história para uma conclusão satisfatória. O rascunho original de Episode III foi muito modificado devido a decisão de transformar a planejada série de seis partes em uma trilogia. O jogo foi elogiado pela crítica e vendeu mais de 340 cópias mundialmente, porém a recepção mista que a série teve como um todo deixou a equipe da Monolith com a moral baixa, o que parcialmente levou ao desenvolvimento de Xenoblade Chronicles.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.