Shanzhai

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Xing Ling)
Ir para: navegação, pesquisa

Shanzhai (chinês simplificado: 山寨, pinyin: Shānzhài; também referido pelo termo Xing Ling no Brasil) é um termo empregado para distinguir um produto genérico ou falsificado (copiado) de grandes marcas (imitação), tais como Nokia, Samsung, Apple Inc., Sony, Kingston e outras menos conhecidas, dos quais não se sabe a origem, pois a sua procedência é duvidosa. Geralmente são fabricados na China.[1]

Também são conhecidos como produtos de custos, qualidade, sistemas, durabilidade e vida útil inferior. São associados à pirataria. Os exemplos mais conhecidos são as marcas S1 MP3 Player, MP4 Player, MPx Player, Brick Games e Polystation.[2]

Zhongwen.svg Este artigo contém texto em chinês.
Sem suporte multilingue apropriado, você verá interrogações, quadrados ou outros símbolos em vez de caracteres chineses.


Origem do Shanzhai[editar | editar código-fonte]

Shānzhài (ideogramas em Chinês para computadores sem suporte multilíngue para o chinês)

O Shanzhai se iniciou na China na década de 1980, quando a China se abria comercial e economicamente, e criou as Zonas Econômicas Especiais (ZEE), que são enclaves capitalistas produtores de eletrônicos e outros bens de consumo. Funciona como uma Zona Franca de Manaus gigantesca, no qual a cidade mais destacada nos produtos Shanzhai é Shenzhen.[2] Esta cidade, que se tornou a primeira ZEE da China, é um grande centro de produtos eletrônicos da China, se equilibra entre um centro das melhores e das piores fábricas de eletrônicos do mundo, tanto que as maiores fabricantes dos mesmos se concentram na Ásia, devido à facilidade de exportarem para o mundo inteiro pela zona portuária de Shenzhen. Não é devido à mão-de-obra barata, uma vez que o processo é quase automatizado e facilitado pela própria globalização, e o próprio governo facilita por meio de injeção de dinheiro em áreas como a informática e por estar ligado ao desenvolvimento da economia chinesa.

Significado de Shanzhai[editar | editar código-fonte]

Shanzhai significa literalmente "fortaleza na montanha", mas o Shanzhai também serve para denominar as fábricas de vários produtos e se localizam no delta dos Rio das Pérolas, no sudeste da China, que imitam marcas famosas. E essas fábricas, além de enviar produtos para o país, têm destino para o mundo inteiro, principalmente países em desenvolvimento, como o Brasil, e outros, no qual devido aos impostos para importados ser alto demais ou não são acessíveis pela maioria da população desses países, e entram no mercado em outros países também pela falta de controle e/ou deficiência das alfândegas nesses países.

Produtos fabricados[editar | editar código-fonte]

O Shanzhai começou na década de 1980. Pelo fato dos produtos eletrônicos importados serem caros, principalmente os telejogos, fabricavam-se os produtos com preço inferior, mas com qualidade e durabilidade igualmente inferior. Perceberam que a ideia deu certo na década de 1990 e passaram a fabricar videogames portáteis a pilha e brinquedos diversos, nos quais muitos fabricantes em vários países revendiam sob a marca deles. Além disso, passaram a fabricar roupas falsificadas, como tênis de marcas como Adidas e Puma, e nos meados dos anos 2000, começaram a produzir celulares e players portáteis, como MP3, 4 e 5 players e celulares como os MPx-xx Players, que vão de siglas acima de 7, que não condizem com as siglas do MPEG Group que abastecem o mercado interno e internacional.

Características de um produto Shanzhai[editar | editar código-fonte]

A maioria dos produtos Shanzhai têm a maioria dos recursos dos produtos que imitam, como touchscreen e acelerômetro no caso dos celulares, mas com durabilidade curta, por serem de baixo custo, por não terem um controle de qualidade quando são finalizados nem os licenciamentos necessários no Brasil como a ANATEL e o Inmetro, não obedecendo as normas nacionais. Desta maneira, a garantia não é especificada pelo fabricante, mas pelo fornecedor. É comum que os recursos do aparelho, como carregador e suas ferramentas já sejam inutilizadas nas primeiras vezes utilizadas. Muitos fabricantes usam um tradutor automático nos manuais e nas interfaces, no qual as palavras são levadas no sentido literal, como a opção "OK", que na versão portuguesa se torna "Está bem", e a opção "Voltar", se torna "Para trás".

Galeria Shanzhai[editar | editar código-fonte]

Marcas relacionadas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências