Xinran

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Xinran numa sessão de autógrafos em 2015 em Edimburgo.

Xinran (Pequim, 1958) é uma jornalista, radialista e escritora chinesa. Trabalhou em Nanquim até 1997, quando mudou-se para Londres sozinha e após um ano buscou seu filho Pan Pan. É casada com um Inglês - Toby.[1]

É a autora do livro Sky Burial (Enterro Celestial), romance que retrata a ida de uma chinesa em busca do marido desaparecido no Tibete; O que os Chineses não Comem e também As Filhas Sem Nome, Mensagem De Uma Mãe Chinesa Desconhecida, Testemunhas da China e As Boas Mulheres da China.

No livro As Boas Mulheres da China, por meio das histórias de várias mulheres que entrevistou ao longo de sua carreira, traça um panorama sobre a condição feminina da China revolucionária, suas consequências e da China atual. Muitas das histórias foram retiradas do programa: Palavras na brisa noturna.

Com relação ao romance primeiramente citado, no Brasil ele foi publicado em 2004 pela Companhia das Letras sob o título "Enterro Celestial".

Atualmente ela é colunista do jornal The Guardian e professora na School of Oriental and African Studies da Universidade de Londres. Em 2004 Xinran fundou uma ONG, a The Mother's Bridge of Love, que busca auxiliar órfãos chineses e estreitar a compreensão entre Ocidente e China.[2]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «"Vocês não entendem a China"». Veja. 22 de julho de 2009. Consultado em 30 de julho de 2014. 
  2. «Xinran». The Guardian. Consultado em 30 de julho de 2014. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.