Yahoo! Cadê?

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2016).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Yahoo! Cadê?
Requer pagamento? Não
Gênero Serviço de busca
Cadastro Opcional
País de origem  Brasil
Idioma(s) Português brasileiro
Lançamento Setembro de 1995
Desenvolvedor Gustavo Viberti
Proprietário Yahoo! Brasil
Página oficial www.cade.com.br

O Cadê? (atualmente, Yahoo! Search) foi a primeira empresa brasileira no ramo de buscadores, fundada em meados de setembro de 1995 por Gustavo Viberti e Fabio Oliveira. Trata-se hoje de um sítio de buscas eletrônicas pertencente ao Yahoo! Brasil. Além de páginas na web, a busca também localiza imagens, vídeos, notícias e produtos em um shopping virtual. O Cadê também já contou com um serviço de e-mail próprio.

História[editar | editar código-fonte]

O Cadê? começou com Gustavo Viberti que, inspirado pelo norte americano Yahoo!, catalogava páginas da internet e disponibilizava os endereços na sua pagina pessoal. Mas foi Fabio de Oliveira quem acreditou que a empresa poderia ter sucesso, passando a se dedicar integralmente a divulgação da página e a busca de anunciantes para seu negocio. O maior problema da empresa no seu início, segundo os próprios fundadores, era a demora para catalogar as novas páginas, já que a rede crescia extremamente rápido e todas as novas páginas catalogadas passavam por verificação humana, diferente de outras maquinas de busca, como por exemplo o Altavista, que incluiam as novas páginas automaticamente.[1]

Outra dificuldade encontrada no início da empresa "Cadê?" pelos seus fundadores era mostrar às agências de publicidade, possíveis clientes do "Cadê?", que a internet era um nova mídia que deveria ser explorada pela publicidade, já que na época não havia nenhum tipo de publicidade on-line.

Com isso o Cadê? foi comprado por várias empresas, mas hoje atualmente é do Yahoo!, tornando-se Yahoo! Cadê?[2]

O Cadê? se propunha, com sua equipe e os seus usuários entrar na página e cadastrar seus sites, produtos ou serviços. Era como um repositório da Web do Brasil. E conseguia suprir as necessidades dos usuários brasileiros.

Já o Altavista, inversamente ao Cadê, buscava as informações e atendia às necessidades dos usuários. O site usava bots com uma inteligência regular para capturar dados da Web e repassá-los aos usuários.[1]

Esses dois sites de busca eram os melhores para o público brasileiro e foram os mais populares até o final de 1999. Assim, o Google começou a ganhar popularidade. Ele foi criado em 1998. As pessoas percebiam que o novo buscador era incomparável aos outros, apesar de serem eficientes.[1]

Com um algoritmo esperto e um sistema de ranking com base em diversas informações cruzadas, o Google repassava aos internautas dados mais relevantes, apresentados de forma hierárquica. E com essa tecnologia, O Google foi o responsável por acabar com o dominância do Cadê? e do Altavista no mercado brasileiro. O Cadê, hoje em dia, pertence ao Yahoo!, que tem um bom mecanismo de busca e tentou usar a marca para dar mais visibilidade ao seu próprio buscador na época da aquisição.

O Altavista, que teve o ápice de popularidade de 1995 até o começo dos 2000, ainda resiste, mesmo que timidamente. E às vezes é lembrado quando trata-se de tradução, já que foi o primeiro a possuir a primeira ferramenta de tradução de palavras ou sites, o BabelFish. Em julho de 2013 o Yahoo anunciou a desativação do site de busca.[1]

Premiação Top Cadê?[editar | editar código-fonte]

O Cadê? promovia o concurso chamado Top Cadê? em que elegia os melhores sites da internet brasileira. O concurso era referência na época, conforme os seguintes critérios:

"Os sites apontados pelo Cadê como os melhores sites brasileiros da semana são classificados em 16 categorias (Ciências e Tecnologia, Compras, Cultura. Educação Esportes, Finanças, Governo, Indústria e Comércio. Informática, Internet, Lazer, Notícias, Referência, Saúde, Serviços. Sociedade), adotadas como indexador pelo próprio site. Estes sites são selecionados por profissionais do site de busca Cadê?, utilizando critérios como quantidade e relevância das informações apresentadas no site, serviços prestados e ferramentas oferecidas, bem como o design da homepage, navegação e a facilidade de o internauta encontrar o que quer dentro do site, seus menus e as telas intermediárias.

Após esta etapa é feita a escolha a partir da opinião do público da Internet. Esta escolha é feita da seguinte forma: o Cadê? indica 12 em cada categoria por mês, após um prévio registro (que visa evitar fraudes e garantir a confiabilidade dos resultados). A votação acontece durante o mês seguinte à sua identificação nos sites indicados através de voto público (internautas), a contagem dos votos é realizada após o fim do prazo para votação e divulgado na página inicial do Top Cadê? na semana seguinte num link próprio (Finalistas)."[3]

"A etapa seguinte consistiu em visitar os sites selecionados, verificando os fatores internos de atração e anotando as funcionalidades apresentadas pelos mesmos. para posterior análise."[3]

Referências

  1. a b c d Kurtz, João. «Além do Google; Cadê, Aonde, AltaVista e outros fizeram história». Além do Google; Cadê, Aonde, AltaVista e outros fizeram história. TechTudo. Consultado em 10 de setembro de 2016 
  2. Feldstein, Celina (Jan 08, 2002). «Yahoo! Brasil Acquires Cadê?». Yahoo! Brasil Acquires Cadê?. Yahoo! Investor Relations. Consultado em 10 de setembro de 2016  Verifique data em: |date= (ajuda)
  3. a b Abdala, Elisabeth A.. Tecnologias da internet: casos práticos em empresas. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2003. Página visitada em 10/09/2016.