Yamato

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Yamato
set de filmagens do Yamato em visitação pública
No Brasil Yamato
 Japão
2005 •  cor •  145 min 
Direção Junya Sato
Roteiro Junya Sato
Elenco Kenichi Matsuyama
Tatsuya Nakadai
Kyōka Suzuki
Género drama
guerra
Lançamento  Japão 17 de dezembro de 2005
Idioma japonês

Yamato (originalmente: 男たちの大和 YAMATO; em inglês: Otoko-tachi no Yamato) é um filme japonês de 2005 do gênero guerra, escrito e dirigido por Junya Sato.[1] O roteiro é baseado no premiado livro "男 た ち の 大 和, Otoko-tachi no Yamato, lit. Yamato of Men" (sem tradução em português, mas em inglês: Yamato The Last Battle) de Jun Henmi, vencedor do prêmio "Nitta Jirō Culture Prize" de 1984.[2]

O filme ganhou alguns prêmios, entre eles: "Hochi Film Award" de 2006 na categoria "Best New Actor" (melhor ator iniciante) para Kenichi Matsuyama; "Blue Ribbon Awards" de 2006 na categoria "Best Director" (melhor diretor), ou na principal premiação do cinema japonês, o "Japan Academy Awards" de 2007, quando conquistou duas categorias: "Best Art Direction" para Toshiyuki Matsumiya e Naruyuki Kondō e "Best Sound Recording" para Nobuhiko Matsukage e Tetsuo Segawa.[3]

Para as filmagens, que ocorreram entre março e junho de 2005, foi construído, no estaleiro da Hitachi Zosen Corporation, uma réplica em tamanho natural do tombadilho do couraçado Yamato, onde se encontravam os canhões antiaéreos de bombordo. Após a conclusão das filmagens, o local foi aberto para visitação do público entre 17 de julho de 2005 e 7 de maio de 2006.

A produção do longa-metragem utilizou algumas cenas reais do navio, retirados de um documentário da Segunda Guerra Mundial, para explicar as estratégias e operações que o Yamato participou, além de alguns fatos históricos do conflito e da embarcação, notória por ser o maior couraçado da Segunda Guerra.[4]

O filme foi lançado no circuito comercial de cinemas do Japão em 17 de dezembro de 2005, tornando-se a maior bilheteria japonesa da década.[5]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme relata as lembranças de um jovem marinheiro (Katsumi Kamio) da Marinha Imperial Japonesa lotado no couraçado Yamato durante a Segunda Guerra Mundial. Katsumi Kamio relembra desde a sua chegada ao Yamato, o convívio com os seus colegas de embarcação e as últimos horas do navio, quando o couraçado participou da Operação Ten-Go e foi afundado pelos norte-americanos no dia 7 de abril de 1945.[4][1]

Todos estes fatos são relembrando quando Kamio encontra a jovem Makiko Uchida, filha do suboficial Mamoru Uchida, e os dois se deslocam para o local do naufrágio, onde Uchida jogará os cinzas do pai. Neste meio tempo, Kamio, além de relembrar sua participação na guerra, revê em pensamento seus familiares e amigos mortos durante o conflito e mostra para Uchida um lado desconhecido do seu pai.[5]

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Kenichi Matsuyama ... Katsumi Kamio jovem[5]
  • Tatsuya Nakadai ... Katsumi Kamio velho[4]
  • Nakamura Shidō II ... Mamoru Uchida[5]
  • Takashi Sorimachi ... Shōhachi Moriwaki[4]
  • Yū Aoi ... Taeko Nozaki
  • Jundai Yamada ... Masao Karaki
  • Kenta Uchino ... Tetsuya Nishi
  • Kyōka Suzuki ... Makiko Uchida[4]
  • Sōsuke Ikematsu ... Atsushi[5]
  • Hiroyuki Hirayama ... Tamaki
  • Kazushige Nagashima ... Iwao Usubuchi
  • Kenji Takamura ... Jiro Nomura
  • Umitarō Nozaki ... Jirō Nomura
  • Tetsuya Watari ... Seiichi Itō[4]
  • Eiji Okuda ... Kōsaku Aruga
  • Junichi Haruta ... Hisao Kotaki
  • Hirotarō Honda ... Keizō Komura
  • Ryūzō Hayashi ... Ryūnosuke Kusaka

Referências

  1. a b «Japan's Most Famous Battleship: The Yamato». DIPLOMAT MEDIA INC. 12 de junho de 2014. Consultado em 8 de novembro de 2021 
  2. «Jun Henmi». SEARCHER. Consultado em 8 de novembro de 2021 
  3. «Japan Academy Awards 2007». ENOTECH Consulting. 2007. Consultado em 8 de novembro de 2021 
  4. a b c d e f «Yamato - Japanese big-boat WWII». Variety Media. 28 de março de 2006. Consultado em 8 de novembro de 2021 
  5. a b c d e «War and Nationalism in Yamato: Trauma and Forgetting the Postwar». The Asia-Pacific Journal - Japan Focus. 12 de junho de 2011. Consultado em 8 de novembro de 2021