Yaron Lichtenstein

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Yaron Lichtenstein: Sakin Stira Mehatzad Im Hazara

Yaron Alexander Lichtenstein (em hebraico: ירון ליכטנשטיין), nascido em 21 de Agosto de 1953, na cidade de Rehovot, Israel, pratica Krav magá desde o final de 1967 e foi um dos dez (e únicos) faixas-pretas de Imi Lichtenfeld. Possuiria o título de Grão-mestre em Krav-Magá (987º Dan)[1]. Atualmente ensina e forma instrutores em diversos países, por meio da [Escola Bukan de Krav Maga] que forma instrutores, mantendo a tradição do original Krav Magá.[2][1]

O Início[editar | editar código-fonte]

As artes marciais exerciam forte atração no jovem Yaron e, antigamente, não existiam mais do que quatro dojos de artes marciais em Israel. O próprio termo 'arte marcial' era estranho ao hebraico, sendo normalmente utilizado o termo 'judô' no dia-a-dia. O interesse de Yaron em procurar um dojo surgiu da busca em aprender a pular o mais alto possível.

Yaron costuma se definir da seguinte maneira: "Eu sou apenas um estudante de Imi pelos últimos quarenta anos". [3]

O dia em que o Krav Magá foi batizado: uma visão de Yaron[editar | editar código-fonte]

Yaron relata que em agosto de 1970, aguardava o início da aula no antigo dojo de Imi, localizado na Rua paulista, nº 26, na segunda maior cidade israelense, Tel Aviv, e ficou muito surpreso quando Imi chegou acompanhado de seus amigos da Associação de Judôi, da escola FSKM, Eli Avikzar, o primeiro discípulo de Imi.

Após entrarem no dojo, Eli pediu para Yaron dar uma olhada no novo cartaz que estava na entrada.

Guerra de Yom Kipur[editar | editar código-fonte]

No ano de 1973, quando estava em serviço para o exército israelense, Yaron alega ter lutado na Guerra de Yom Kipur, dizendo ter sido gravemente ferido e capturado pelos egípcios. Segundo ele, fora torturado diversas vezes, creditando sua sobrevivência a esse período ao Krav Magá.

Escola Bukan de Krav Magá[editar | editar código-fonte]

Em 1977 Yaron fundou a Escola Bukan de Krav Magá, na cidade israelense de Rehovot[2].

Livros publicados[editar | editar código-fonte]

- Krav Maga - Madrichh Lehagana Atzmit - Guia para defesa pessoal (14056 páginas, capa dura) - publicado em Israel (hebraico) em 1988. Foi o terceiro livro escrito sobre Krav-Maga e se tornou o manual de Krav-Maga e defesa pessoal das forças de segurança de Angola [4].

- Krav-Maga - Haotzma, Hamistorin, Haemet - A força, o mistério, a verdade (12 páginas, capa dura) - publicado em Israel (hebraico) em 1984, é um complemento pequeno do primeiro livro que havia falhado na tentativa de ensinar defesa pessoal[4].

- The Book of Krav-Maga - The Bible (36 páginas, capa dura) - publicado no Brasil (inglês) em 2007, tem a co-autoria de Rotem Lichtenstein, filho de Yaron, apresentando 9 fotos e desenhos. É um desenvolvimento dos dois primeiros livros que tinham muitas falhas[4].

Suposto Diploma 9º Dan[editar | editar código-fonte]

Em 1994, Yaron alega ter recebido o diploma de faixa preta 9º Dan diretamente das mãos de Imi Lichtenfeld. O relato da entrega do diploma do mais alto grau (9º Dan) consta no livro "the bible", escrito pelo próprio Yaron, onde diz ter sido chamado por Imi em seu leito. No livro escrito pelo próprio Yaron, tudo é autentificado por ele mesmo sobre sua veracidade.[2]

Ficheiro:Krav Maga - Diploma 3 dan Yaron Lichtenstein.jpg
Krav Maga - Diploma 3 dan Yaron Lichtenstein
Imi (E) e Yaron Lichtenstein
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. a b «Cópia arquivada». Consultado em 15 de julho de 2010. Arquivado do original em 27 de outubro de 2011 
  2. a b c «Cópia arquivada». Consultado em 21 de setembro de 2019. Arquivado do original em 23 de julho de 2010 
  3. LICHTENSTEIN, Yaron. The book of Krav Maga: the bible. Rio de Janeiro, 2007. p. 496.
  4. a b c http://www.krav-magabooks.com/