Ye (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ye
Álbum de estúdio de Kanye West
Lançamento 1 de junho de 2018 (2018-06-01)
Gênero(s)
Duração 23:41
Gravadora(s)
Produção
Cronologia de Kanye West
The Life of Pablo
(2016)
Kids See Ghost
(2018)

Ye (estilizado como ye) é o oitavo álbum de estúdio do rapper e produtor americano Kanye West. Seu lançamento ocorreu em 1º de junho de 2018, através da GOOD Music e Def Jam Recordings.[1] O disco conta com as aparições de Nicki Minaj e as participações não creditadas de Kid Cudi, 070 Shake, Jeremih, Charlie Wilson e Young Thug.[2]

O álbum é o segundo de cinco álbuns produzidos por West a ser lançado no verão de 2018, além de um álbum com sete faixas lançado a cada semana após Daytona, do rapper Pusha T. A obra precede o lançamento colaborativo de West com Kid Cudi, intitulado de Kids See Ghost, o próximo álbum de Nas e o segundo álbum de estúdio de Teyana Taylor.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Em 24 de fevereiro de 2016, dez dias após o lançamento de The Life of Pablo, West postou no Twitter que um álbum intitulado de Turbo Grafx 16 seria lançado o verão do mesmo ano.[3] No mesmo mês, Ibn Jasper, o barbeiro pessoal de West, fez uma publicação no Instagram mostrando Mike Dean, Plain Pat e Kid Cudi em estúdio trabalhando no novo álbum de West.[4] Um mês depois, Quavo do grupo Migos publicou uma imagem em seu Instagram no estúdio com West, com as palavras "TURBO GRAFX 16" escritas na parede atrás do artista.[5] Na imagem, também estavam os rappers Lil Yatchy, Vic Mensa, Offset, Big Sean e Tyler, the Creator. O esperado lançamento de verão não ocorreu e West deu início à Saint Pablo Tour em agosto do mesmo ano. A turnê foi finalizada abruptamente, com 2 das 41 datas canceladas depois da apresentação de West em Sacramento, na Califórnia, com um discurso de 20 minutos.[6] Após o incidente, West foi internado em uma clínica psiquiátrica no Ronald Reagan UCLA Medical Center.[7]

Em 28 de abril de 2018, Kanye fez uma publicação no Twitter mostrando um diálogo entre ele e o rapper Wes Lang.[8] A conversa inclui a capa inicial do álbum e uma explicação do conceito, seguido por ele pedindo ajuda para intitular o novo projeto. A arte da capa mostra o cirurgião plástico Jan Adams, que realizou uma operação de lipoaspiração e mamoplastia na mãe de West, Donda West, o que levou a complicações e, eventualmente, a sua morte um dia depois. Dentro das mensagens, West explica que quer "perdoar e parar de odiar", implicando que a morte de sua mãe deu origem ao ódio pelo médico cirurgião.[9]

Em 30 de abril de 2018, Adams respondeu às notícias da capa numa carta aberta, pedindo a West para "parar e desistir de usar minha foto ou qualquer imagem minha para promover seu álbum ou qualquer trabalho", citando evidências do relatório oficial do legista sobre a morte de Donda, que remete à negligência da enfermeira no período de pós-tratamento. West respondeu à carta em seu Twitter dizendo: "Isso é incrível. Muito obrigado por essa conexão, irmão. Mal posso esperar para sentar com você e começar a me curar."[10] Em 15 de maio, West publicou um vídeo no Twitter o qual apresentava possíveis faixas de trabalho dos próximos álbuns do rapper.[11][12]

Desenvolvimento e gravação[editar | editar código-fonte]

Kanye West durante a The Yeezus Tour, em Los Angeles.

Em maio de 2017, surgiram notícias de que West estava trabalhando isoladamente em um novo álbum no topo de uma montanha de Wyoming..[13][14] Relatórios semelhantes surgiram quase um ano depois, em março de 2018, de vários artistas, incluindo Kanye, que foram vistos no vale Jackson Hole, em Wyoming.ref>«Everything We Know So Far About Kanye West's New Album». Consultado em 19 de abril de 2018. </ref> Kid Cudi, Nas, Pete Rock, ASAP Rocky, Wheezy, Drake, Pusha T, Rick Ross, Wu-Tang Clan, Big Sean, Chance the Rapper, The-Dream, Travis Scott e The World Famous Tony Williams foram avistados no possível local de gravação do álbum do artista.[15][16] Tempos depois, o produtor MIke Dean aludiu, através de uma postagem do Twitter, que as sessões de gravação de My Beautiful Dark Twisted Fantasy foram similarmente gravadas em segredo no Havaí.[17]

Em abril de 2018, West teve um encontro com o produtor Rick Rubin, responsável pela produção executiva dos dois álbuns anteriores de Kanye, Yeezus (2013) e The Life of Pablo (2016).[18] Mais tarde, West se reuniu e fez uma prévia do álbum para o radialista Charlamagne tha God.[19]

Lançamento e promoção[editar | editar código-fonte]

Em 19 de abril de 2018, West anunciou a lançamento de seu oitavo álbum de estúdio. Anúncios posteriores incluíram a data do álbum colaborativo com Kid Cudi, Kids See Ghost, para ser lançado em 8 de junho; o álbum de Teyana Taylor para 22 de junho e o álbum de Pusha T, DAYTONA, para ser lançado em 25 de maio. Em 22 de abril, West anunciou que um álbum com o rapper Nas seria lançado em 15 de junho, além de atestar que todos os álbuns foram produzidos por ele.

Em 27 de abril de 2018, West prometeu soltar uma música que trará ao radialista Ebro o que ele estava procurando, referindo-se a críticas de Ebro Darden de seu recente apoio a Donald Trump.[20] A música "Lift Yourself" começa com um instrumental nos dois primeiros minutos, com uma demonstração de "Liberty" do grupo Amnesty. Quando West aparece na canção, começa a proferir palavras sem sentido, incluindo "Poopy-di scoop-didy-whoop" e, então, a música termina subitamente.[21] Após o lançamento desta, West lançou "Ye vs. the People", com o rapper T.I..[22] A música é estruturada como um diálogo entre T.I. e Kanye West, onde T.I. desempenha o papel de fãs de West que ficaram ofendidos com sua posição política e Kanye defende a sua postura respondendo a ele.[23][24]

Para promover o álbum, uma sessão de audição ocorreu em 31 de maio de 2018, em Jackson, Wyoming, transmitida através do aplicativo WAV. A festa contou com a participação de Chris Rock, Ty Dolla Sign, Kim Kardashian, Kid Cudi, Lil Yachty, Nas, Pusha T, Desiigner, 2 Chainz, Candace Owens e outros; no mesmo dia, West anunciou o título do álbum.[25][26] A capa do álbum foi fotografada por Kanye através de seu iPhone em 31 de maio de 2018, durante a mesma sessão. A capa contém as montanhas do vale Jackson Hole onde o álbum foi escrito e produzido,[27] além de uma frase "I hate being Bi-Polar / it's awesome" em cor verde.[28]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Pontuações agregadas
Fonte Avaliação
Metacritic 65/100[29]
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
The Guardian 4 de 5 estrelas.[30]
The Daily Telegraph 4 de 5 estrelas.[31]
Chicago Tribune 2 de 4 estrelas.[32]
The A.V. Club B[33]

Ye recebeu críticas geralmente positivas através da crítica especializada. No Metacritic, ye tem uma média de 65 pontos, baseada em 31 análises.[29] Greg Kot, do jornal Chicago Tribune, deu uma posição mediana ao álbum, dizendo: "Mais da metade do álbum contém Kane Agindo como um ator que sugerem cenas teatrais, seguidas de um punhado de vozes que interpretam personagens − possivelmente todos vivendo dentro do cérebro de West. O álbum vai de monólogos a configurações musicais expansivas que tentam deixar o sol entrar."[32] Clayton Purdom, do jornal de entretenimento The A.V. Club, afirma que o álbum de Kanye é "um disco prismático, refletindo todo o trabalho do criador e tambe´m o que você imaginar sobre ele."[33] Lucy Jones, do jornal britânico The Daily Telegraph, avaliou o álbum positivamente, dizendo: "Ye é um álbum sobre o estado de espírito de Kanye, sua família e a narração dos acontecimentos de um ano instável. As batidas são ótimas. Liricamente, tudo está bem. O que você pensa sobre a posição política, a composição e as demonstrações de Kanye é dinâmico, surpreendente e corajoso."[31] Alexis Petridis, do jornal The Guardian, afirma: "Devido a sua brevidade, ye não soa leve. É substancialmente mais focado que The Life of Pablo, embalando muito em apenas 23 minutos. É ousado, arriscado, enfurecido, convincente e um pouco exaustivo: um reflexo vívido de seu autor."[30]

Comercial[editar | editar código-fonte]

Apesar da contagem de vendas álbum estar indisponível, a primeira contagem de streaming angariou bons números. No iTunes e no Spotify, as primeiras 7 faixas que ocupavam o topo das paradas pertencia ao ye.[34]

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

N.º TítuloCompositor(es)Produto(es) Duração
1. "I Thought About Killing You"  Kanye West, Mike Dean, Francis Starlite, Benny BlancoWest, Dean 4:34
2. "Yikes"  West, Dean, James Mbarack Achieng, Ayub OgadaWest, Dean[A] 3:08
3. "All Mine"  West, Dean, StarliteWest, Francis and the Lights, Dean[A] 2:25
4. "Wouldn't Leave"  West, Dean, Reverend W.A. DonaldsonWest, Dean 3:25
5. "No Mistakes"  West, Che Pope, Dean, Edwin Hawkins, Ricky WaltersWest, Dean, Pope[A] 2:03
6. "Ghost Town"  West, Dean, Trade MartinWest, Francis and the Lights, Blanco, Dean[A] 4:31
7. "Violent Crimes"  WestWest 3:35
Duração total:
23:41
Notas
A - denota co-produtores
Créditos de demonstração
  • "All Mine" contém vocais não creditados de Ty Dolla $ign e Valee.
  • "Wouldn't Leave" contém vocais não creditados de PARTYNEXTDOOR, Jeremih, Young Thug e Ty Dolla $ign.
  • "No Mistakes" contém vocais não creditados de Charlie Wilson e Kid Cudi.
  • "Ghost Town" contém vocais não creditados de Kid Cudi, 070 Shake e John Legend.
  • "Violent Crimes" contém vocais de Nicki Minaj e vocais não creditados de DeJ Loaf e Ty Dolla $ign.
  • "I Thought About Killing You" contém uma demonstração de "Fr3sh", interpretada por Kareem Lotfy.
  • "Yikes" contém uma demonstração de "Kothbiro", interpretada por Black Savage.
  • "No Mistakes" contém uma demonstração de "Children Get Together", interpretada por The Edwin Hawkins Singers.[35]
  • "Ghost Town" contém uma demonstração de "You Don't Care", interpretada por Nick @ Nite.

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

Posições[editar | editar código-fonte]

Paradas (2018) Melhor
posição
 Alemanha (Offizielle Top 100)[36] 25
 Austrália (ARIA)[37] 1
 Austrália Urban Albums (ARIA)[38] 1
 Bélgica (Ultratop 50 Flandres)[39] 6
 Bélgica (Ultratop 40 Valônia)[40] 18
 Canadá (Billboard Canadian Albums)[41] 1
 República Checa (ČNS IFPI)[42] 3
 Dinamarca (Hitlisten)[43] 2
 Países Baixos (MegaCharts)[44] 3
 Finlândia (IFPI)[45] 11
 Irlanda (IRMA)[46] 1
 Itália (FIMI)[47] 18
 Nova Zelândia (RMNZ)[48] 1
 Noruega (VG-lista)[49] 3
Escócia (Scottish Albums Chart)[50] 13
 Suécia (Sverigetopplistan)[51] 5
Suíça (Schweizer Hitparade)[52] 7
 Reino Unido (UK Albums Chart)[53] 2
 Reino Unido (UK R&B Albums Chart)[54] 1
 Estados Unidos (Billboard 200)[55] 1
 Estados Unidos (Billboard Top R&B/Hip Hop Albums)[56] 1

Referências

  1. «ye by Kanye West on Apple Music». Apple Music. 1 de junho de 2018. Consultado em 1 de junho de 2018. 
  2. «Kanye premieres new album, ye: Stream». Consequence of Sound. 1 de junho de 2018. Consultado em 1 de junho de 2018.. The album spans seven tracks and includes guests appearances from Nicki Minaj, Kid Cudi, Ty Dolla Sign, Jeremih, Charlie Wilson, and 070 Shake. 
  3. «Kanye West says his new album is called Turbo Grafx 16 and coming this summer.». The Verge 
  4. «Ibn Jasper on Instagram: "TURBO GRAFX 16 day 1 #PABLo #MikeDean #CUDi #PlainPat"». Instagram. Consultado em 20 de abril de 2018. 
  5. «Important Questions Raised by This Photo of Kanye West, Lil Yachty, Quavo, Vic Mensa, Offset, Big Sean, and Tyler, the Creator». Noisey. Consultado em 19 de abril de 2018. 
  6. «Kanye West 'cancels entire Saint Pablo tour' following stage rant». BBC News. 21 de novembro de 2016. Consultado em 21 de novembro de 2016. 
  7. «Kanye West cancels remainder of Saint Pablo Tour». consequenceofsound.net. Consultado em 21 de novembro de 2016. 
  8. «Is "Love Everyone" Really the Title of Kanye's New Album?». Spin. Consultado em 28 de abril de 2018. 
  9. «Kanye's Mom's Doctor to Yeezy: Love Deals With the Truth, I Didn't Kill Your Mom». theblast.com. Consultado em 30 de abril de 2018. 
  10. «KANYE WEST Twitter». Consultado em 30 de abril de 2018. 
  11. «Twitter». twitter.com. Consultado em 22 de maio de 2018. 
  12. «Kanye West teases possible tracklist for new albums | IOL Entertainment». Consultado em 22 de maio de 2018. 
  13. «Kanye West Is Reportedly Busy Creating His Next Album… On a Mountain». Consultado em 19 de abril de 2018. 
  14. «Kanye hiding out in Wyoming to find 'creative groove'». Consultado em 19 de abril de 2018. 
  15. «Rumors Swirl That Kanye Is Making a New Album in Wyoming». pitchfork.com. Pitchfork. Consultado em 20 de abril de 2018. 
  16. «A Breakdown of The Artists in Wyoming With Kanye West». PigeonsandPlanes. Consultado em 20 de abril de 2018. 
  17. «Twitter». Consultado em 19 de abril de 2018. 
  18. «Kanye West spotted with Rick Rubin at Calabasas office». Consequence of Sound. 2 de abril de 2018. Consultado em 20 de abril de 2018. 
  19. «Kanye West Previewed His New Album For Charlamagne Tha God». Billboard. Consultado em 20 de abril de 2018. 
  20. «Kanye West Dedicates Upcoming "Lift Yourself" Track To Ebro». Consultado em 28 de abril de 2018. 
  21. «Kanye West drops new song Lift Yourself - and its lyrics are unexpected». Consultado em 28 de abril de 2018. 
  22. «Kanye West defends pro-Trump remarks in new song 'Ye vs. the People'». Consultado em 28 de abril de 2018. 
  23. http://hiphopdx.com, HipHopDX -. «Kanye West & T.I. Debate Trump's Politics On "Ye Vs. The People"». HipHopDX. Consultado em 29 de abril de 2018. 
  24. «Kanye West & T.I. Trade Lyrics on Fiery 'Ye Vs. The People'». Billboard. Consultado em 29 de abril de 2018. 
  25. «Live Updates From Kanye West's Album Listening Party in Wyoming». Variety. 31 de maio de 2018. Consultado em 1 de junho de 2018. 
  26. «KANYE WEST on Twitter». Twitter (em inglês). Consultado em 1 de junho de 2018. 
  27. Kim Kardashian West on Twitter: Kanye shot the album cover on his iPhone on the way to the album listening party 😂🔥❤️🔥🙏🏼🔥
  28. «Kanye West Raps About Kim Kardashian West Leaving Him, Bipolar Disorder in 7-Track Album YE». People. 1 de junho de 2018. Consultado em 1 de junho de 2018. 
  29. a b «Ye on Metacritic». Consultado em 1 de junho de 2018. 
  30. a b Alex Petridis (1 de junho de 2018). «Kanye West: ye review - a candid tour of a troubled mind». The Guardian. Consultado em 1 de junho de 2018. 
  31. a b Lucy Jones (1 de junho de 2018). «Never mind his politics, the old Kanye is back - Ye, review». The Daily Telegraph. Consultado em 1 de junho de 2018. 
  32. a b «Review: Kanye West goes inside on Ye, maybe - or he might be trolling us all». Chicago Tribune. 1 de junho de 2018. Consultado em 1 de junho de 2018. 
  33. a b Clayton Purdom (1 de maio de 2018). «Ye won't change your mind on Kanye». The A.V. Club. Consultado em 1 de maio de 2018. 
  34. Eric Skelton (4 de junho de 2018). «Top 7 Songs on Apple Music and Spofify Are Occupied Entirely by Ye». Complex. Consultado em 4 de junho de 2018. 
  35. soulbrother34 (24 de janeiro de 2018), "Children Get Together"- The Edwin Hawkins Singers (1971), consultado em 1 de junho de 2018. 
  36. Offiziellecharts.de – Kanye West – Ye (em alemão). GfK Entertainment. Consultado em 8 de junho de 2018.
  37. «ARIA Australian Top 50 Albums». Australian Recording Industry Association. 11 de junho de 2018. Consultado em 9 de junho de 2018. 
  38. «ARIA Australian Top 40 Urban Albums». ARIA Charts. 11 de junho de 2018. Consultado em 13 de junho de 2018. 
  39. Kanye West – Ye (em holandês). Ultratop.be. Hung Medien. Consultado em 9 de junho de 2018.
  40. Kanye West – Ye (em francês). Ultratop.be. Hung Medien. Consultado em 9 de junho de 2018.
  41. Kanye West Album & Song Chart History (em inglês). Billboard Canadian Albums Chart para Kanye West. Prometheus Global Media. Consultado em 12 de junho de 2018.
  42. Top 50 Prodejní (em tcheco). Czech Albums. ČNS IFPI. Nota: Na página da tabela, selecione 201823 no campo além da palavra "Zobrazit", e, em seguida, clique sobre a palavra para recuperar os dados da tabela. Consultado em 12 de junho de 2018.
  43. «Hitlisten.NU – Album Top-40 Uge 23, 2018}». Hitlisten. Consultado em 13 de junho de 2018. 
  44. Kanye West – Ye (em holandês). Dutchcharts.nl. Hung Medien. Consultado em 9 de junho de 2018.
  45. Kanye West – Ye (em inglês). Finnishcharts.com. Hung Medien. Consultado em 10 de junho de 2018.
  46. «Irish Albums Chart: 8 June 2018}». Irish Recorded Music Association. Consultado em 9 de junho de 2018. 
  47. «Album – Classifica settimanale WK 23 (dal 2018-06-01 al 2018-06-07)». Federazione Industria Musicale Italiana. Consultado em 9 de junho de 2018. 
  48. «NZ Top 40 Albums Chart». Recorded Music NZ. 11 de junho de 2018. Consultado em 8 de junho de 2018. 
  49. «VG-lista – Topp 40 Album uke 23, 2018}». VG-lista. Consultado em 9 de junho de 2018. 
  50. 20180608 Top 40 Scottish Albums Archive | Official Charts (em inglês). UK Albums Chart. The Official Charts Company. Consultado em 9 de junho de 2018.
  51. «Sverigetopplistan – Sveriges Officiella Topplista». Sverigetopplistan. Consultado em 9 de junho de 2018.  Clique em "Veckans albumlista".
  52. Kanye West – Ye (em inglês). Swisscharts.com. Hung Medien. Consultado em 13 de junho de 2018.
  53. 20180608 Top 40 Official UK Albums Archive | Official Charts (em inglês). UK Albums Chart. The Official Charts Company. Consultado em 9 de junho de 2018.
  54. Official Rock & Metal Albums Chart Top 40 (em inglês). Official Charts Company. The Official Charts Company. Consultado em 13 de junho de 2018.
  55. Caulfield, Keith (10 de junho de 2018). «Kanye West Earns Eighth No. 1 Album on Billboard 200 Chart With 'Ye'». Billboard. Consultado em 11 de junho de 2018. 
  56. Kanye West Album & Song Chart History (em inglês). Billboard Top R&B/Hip Hop Albums para Kanye West. Prometheus Global Media. Consultado em 12 de junho de 2018.