Yelena Davydova

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Yelena Davydova
Еле́на Давы́дова
Informações pessoais
Nome completo Yelena Victorovna Davydova
Modalidade Ginástica artística feminina
Especialidade trave
Representante União Soviética
Nascimento 7 de agosto de 1961 (56 anos)
Voronej, Oblast de Voronej
Nacionalidade Rússia russa
Compleição Peso: 45 kg Altura: 1,48 m
Nível sênior
Treinador Gennady Korshunov
Clube Spartak
Período em atividade 19731981

Yelena Victorovna Davydova, em russo: Еле́на Ви́кторовна Давы́дова, (Voronej, 7 de agosto de 1961) é uma ex-ginasta da União Soviética, nascida na então República Soviética da Rússia.

Aos dezenove anos, Davydova conquistou, na Olimpíada de Moscou, em 1980, a medalha de ouro no individual geral. Na mesma Olimpíada, conquistou ainda, juntamente a Nellie Kim, a medalha de ouro na competição por equipe feminina e a medalha de prata, na trave de equilíbrio.

Yelena é detentora de duas medalhas de ouro olímpicas e uma mundial em apenas uma edição de cada competição. No somatório total, ela fora tri-medalhista olímpica e tetra-medalhista mundial.

Carreira[editar | editar código-fonte]

O interesse de Davydova pela ginástica artística surgiu aos seus seis anos de idade, quando viu competirem as soviéticas medalhistas de ouro olímpicas Larissa Petrik e Natalia Kuchinskaya. Considerada pequena demais para a escola de ginástica Spartak, a menina observava as aprendizes e as imitava, até o dia em que Gennady Korshunov a convidou para juntar-se ao grupo. Aos onze anos, Yelena já era a melhor da turma.[1]

Um ano mais tarde, a ginasta competiu em seu primeiro torneio internacional, o RSFSR-BUL Dual Meet, de onde saiu com a medalha de ouro por equipes e no individual geral. Em 1974, tornou-se oficialmente, membro júnior da equipe nacional. Como tal, sua primeira competição foi o Nacional Soviético Júnior de 1975, na qual encerrou com o terceiro lugar do concurso geral e o primeiro nas provas do salto e das barras assimétricas.[1][2] Em 1976, Davydova passou à categoria sênior nacional e conquistou a prata no concurso geral e no solo, e o ouro nas paralelas assimétricas, do Campeonato Soviético.[2] Na primeira edição da Copa América, a ginasta executou o inédito somersault, na trave, que lhe rendeu o bronze na disputa da qual Nadia Comaneci saiu-se vitoriosa. Na Copa Soviética, Yelena conquistou o bronze na prova do salto, 0,025 ponto atrás de Olga Korbut.[2] No concurso geral, encerrou em sexto lugar e não qualificou-se para disputar os Jogos de Montreal. Nos campeonatos que se seguiram, a atleta conquistou medalhas individuais nos quatro aparelhos.[1] Além, performou sua rotina na trave no show Blue Peter da BBC inglesa [carece de fontes?]. No ano seguinte, em outra edição do Campeonato Nacional Soviético, Davydova conquistou o ouro nas barras assimétricas, com um dez perfeito.[2] Durante um treinamento, a ginasta sofreu uma lesão no joelho e precisou operá-lo. Recuperada, em 1978, Yelena e sua família mudaram-se para Leningrado, junto a família de seu técnico, convidado a trabalhar na cidade.[3] Na Copa Chunichi, a atleta superou Maxi Gnauck e conquistou a medalha de ouro no concurso geral. No maior campeonato internacional do ano, o Mundial de Estrarburgo, na França, Davydova fez parte da seleção feminina soviética como suplente, não competindo durante o evento,[1] do qual a equipe saiu vitoriosa em quatro das seis finais.

No ano seguinte, dessa vez incapacitada de competir no Mundial de Fort Worth, nos Estados Unidos, a ginasta disputou os Jogos Universitários, no México, no qual conquistou o ouro por equipes, a prata no solo e o bronze no salto e no consurso geral.[1]

Em 1980, no Campeonato Moscow News, a atleta performou um salto, avaliado no Código de Pontos, com um valor de partida igual a dez. Em seguida, logo após a Copa Soviética, as ginastas foram escolhidas para disputarem as Olimpíadas de Moscou e Davydova estava entre elas. A despeito da presença de Nellie Kim e Elena Mukhina - acidentada pouco antes dos Jogos[4]-, o treinador romeno, Béla Károlyi, declarou que a disputa do individual geral ficaria entre Yelena e Nadia.[5] Durante os Jogos de Moscou, Yelena competiu ao lado de Maria Filatova, Nellie Kim, Elena Naimushina, Natalia Shaposhnikova e Stella Zakharova. Como equipe, as soviéticas conquistaram o ouro, e Davydova, sua primeira medalha olímpica. Individualmente, a ginasta conquistou ainda mais duas medalhas: No concurso geral, a atleta superou, por 0,075,[4] Comaneci e Gnauck (empatadas com a prata) e conquistou sua segunda medalha de ouro, com uma nota dez no solo.[6][7] Nos aparelhos, Yelena encerrou com a prata, na trave, superada pela romena Comaneci .[5][8][9]

No ano seguinte, após as Olimpíadas, no aniversário de celebração dos cem anos da Federação Internacional de Ginástica, Davydova fora convidada a performar sua rotina no solo.[6] Em competições, a primeira disputa de 1981 foi o Campeonato Nacional Soviético, no qual conquistou o ouro no concurso geral pela primeira vez.[2] Na sequência, como seu último compromisso profissional, deu-se o Mundial de Moscou. Nele, a ginasta conquistou o ouro por equipes, a prata no solo e o bronze no individual geral e nas barras assimétricas.[1][6][10]

Apesar de permanecer na equipe soviética de ginástica até o ano de 1984, dois anos antes Davydova já havia se retirado das competições. Em 1983, a ex-ginasta casou-se com o treinador de boxe, Pavel Filatov e com ele teve dois filhos: Dimitri (nascido em 1985) e Anton (nascido em 1995). Doutora em Pedagogia, em 1991, a família mudou-se para o Canadá, onde receberam a cidadania e hoje Yelena, que começou como técnica na St. Petersburg Olympic Reserve School, trabalha como treinadora-chefe no Gemini Gymnastics, um clube sem fins lucrativos localizado em Ontario.[1][6][10][11]

Davydova, a primeira ginasta a performar um Tkachev nas assimétricas, foi introduzida no International Gymnastics Hall of Fame em 2007.[6]

Principais resultados[editar | editar código-fonte]

Ano Evento AA Equipe Salto sobre o cavalo Trave Barras assimétricas Solo
1976 Campeonato Nacional Soviético Medalha de prata Medalha de bronze
1977 Campeonato Nacional Soviético Medalha de ouro
1978 Campeonato Nacional Soviético Medalha de bronze
Copa soviética Medalha de bronze
1980 Campeonato Nacional Soviético Medalha de ouro
Copa soviética Medalha de ouro
Jogos Olímpicos Medalha de ouro Medalha de ouro Medalha de prata
1981 Campeonato Mundial de Ginástica Artística Medalha de bronze Medalha de ouro Medalha de bronze Medalha de prata
Campeonato Nacional Soviético Medalha de ouro Medalha de ouro Medalha de bronze Medalha de ouro

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g «Elena Davydova (USSR)» (em inglês). Gymn-Forum. Consultado em 25 de junho de 2009 
  2. a b c d e «Soviet Memories» (em inglês). Kostiskal.net. Consultado em 25 de junho de 2009 
  3. «DAVYDOVA, Yelena - Russia» (em inglês). FIG site. Consultado em 25 de junho de 2009 
  4. a b «Yelena Davydova Biography» (em inglês). BiographyBase. Consultado em 25 de junho de 2009 
  5. a b COMANECI, Nadia. Letters to a young gymnast. Editora: Basic Books, Nova Iorque 2003. ISBN 0-465-01276-0
  6. a b c d e «YELENA DAVYDOVA - Russia» (em inglês). IGHF. Consultado em 25 de junho de 2009 
  7. «1980 Olympics Women's All-Around» (em inglês). GeminiGymnastics. Consultado em 25 de junho de 2009 
  8. Goodbody, John (1982). The illustrated history of gymnastics (em inglês). Londres: Stanley Paul & Co. p. 78–92. ISBN 0-09-143350-9 
  9. «Yelena Davydova» (em inglês). SR. Consultado em 25 de junho de 2009 
  10. a b «Head Coach - Elena Davydova» (em inglês). GeminiGymnastics. Consultado em 25 de junho de 2009 
  11. «Profiles - Elena Davydova» (em inglês). Coaching Association Of Canada  Texto "acessodata-2009-06-25 " ignorado (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]