Yoann Gourcuff

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Yoann Gourcuff
Yoann Gourcuff 2010 (modified).jpg
Informações pessoais
Nome completo Yoann Miguel Gourcuff[1]
Data de nasc. 11 de julho de 1986 (29 anos)
Local de nasc. Ploemeur,  França
Altura 1,85 m[2]
Destro
Apelido Petit Zidane[3]
Informações profissionais
Clube atual França Rennes
Número 9
Posição Meia
Clubes de juventude
19922001
20012003
França Lorient
França Rennes
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
20032006
20062008
20082010
20102015
2015-
França Rennes
Itália Milan
França Bordeaux
França Lyon
França Rennes
094 0000(6)
046 0000(3)
069 000(24)
090 000(14)
Seleção nacional3
20022003
20032004
20042005
20062008
2008
Bandeira da França França Sub-17
Bandeira da França França Sub-18
Bandeira da França França Sub-19
Bandeira da França França Sub-21
Bandeira da França França
014 000(0)
007 000(4)
017 000(7)
018 000(4)
031 000(4)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 16 de Abril de 2014.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 27 de maio de 2012.

Yoann Miguel Gourcuff (Ploemeur, 11 de julho de 1986) é um futebolista francês que atua como meia. Atualmente está no Rennes. É filho do técnico do Lorient e ex-jogador Christian Gourcuff.

Sua habilidade e semelhanças físicas com o também francês Zinédine Zidane fez com que Gourcuff fosse apelidado de Petit Zidane (Pequeno Zidane).[3]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Rennes[editar | editar código-fonte]

Em 2003 Gourcuff assinou o seu primeiro contrato como profissional, tendo sido Lazslo Bölöni o técnico do Rennes responsável pela sua estreia. Na temporada 2005-2006 Gourcuff vestiu a 10, sendo uma das principais revelações da Ligue 1, onde fez 6 gols. No meio-campo, Gourcuff ocupava um lugar de destaque na armação e no equilíbrio de jogo.

Milan[editar | editar código-fonte]

Com a saída de Rui Costa para o Benfica, a ida de Gourcuff ao Milan era de uma ambição maior do que uma simples alternativa a Kaká. Gourcuff poderia marcar a renovação do time milanista. Assim, para Gourcuff ter mais chances de jogar teria de ser, na teoria, no lugar de Kaká, que atua na mesma posição que a do francês, jogando pelo meio mas, na maioria das vezes, caindo ligeiramente para a meia-direita para sair da marcação e fazer passes curtos e longos ou lançamentos.

Bordeaux[editar | editar código-fonte]

Gourcuff em tempos de Bourdeaux

Sem chances no Milan, Gourcuff foi emprestado ao Bordeaux. Foi escolhido o melhor jogador da Ligue 1 na temporada 2008-2009. Foi um dos maiores responsáveis pela conquista do campeonato francês. A temporada foi também marcada pelo fim da hegemonia do Lyon na França e por um recorde. O Bordeaux se transformou no primeiro clube francês a conquistar onze vitórias consecutivas na Ligue 1. Ao fim da temporada, a direção do anunciou que havia acionado a cláusula que permitia a compra dos direitos do jogador junto ao Milan pela quantia de €15 milhões.[4]

Lyon[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2010, foi vendido ao Lyon por uma quantia de €22 milhões.

Seleção Francesa[editar | editar código-fonte]

Teve boas atuações na Eurocopa Sub-21 de 2006, competição vencida pela Holanda de Huntelaar. Jogou no meio-campo, ao lado do canhoto Mavuba, Toulalan e de Faubert.

Na seleção Sub-17, tinha como companheiros o lateral-esquerdo Marange, o defensor Kaboul e N'Zogbia. Kaboul e Marange foram alguns dos que estiveram com Gourcuff na Eurocopa Sub-19, na Irlanda do Norte, onde se sagraram campeões na final contra a Inglaterra, em 2005.

Integrou o elenco da Seleção Francesa de Futebol que disputou a Copa do Mundo FIFA de 2010.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Rennes
Milan
Bordeaux
Lyon
Seleção Francesa

Referências

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Yoann Gourcuff