Yoshihiko Noda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Este é um nome japonês; o nome de família é Noda
Yoshihiko Noda
野田 佳彦
Yoshihiko Noda
野田 佳彦
Primeiro-ministro do  Japão
Período 2 de Setembro de 2011
até 26 de dezembro de 2012
Imperador Akihito
Antecessor(a) Naoto Kan
Sucessor(a) Shinzō Abe
Ministro das Finanças do Japão
Período 8 de junho de 2010 - 2 de setembro de 2011
Antecessor(a) Naoto Kan
Sucessor(a) Jun Azumi
Vida
Nascimento 20 de maio de 1957 (58 anos)
Funabashi, Japão
Dados pessoais
Partido Partido Democrático do Japão
Website nodayoshi.gr.jp

Yoshihiko Noda (佳彦 野田?) (Funabashi, Chiba, 20 de maio de 1957) é um político japonês. Foi designado Primeiro-Ministro do país em 29 de agosto de 2011[1] , substituindo Naoto Kan, que renunciou ao cargo três dias antes, em 26 de agosto[1] .

Antes de conquistar a presidência de seu partido, o Partido Democrático do Japão, o que lhe valeu a indicação para o cargo de premier, Noda foi Ministro das Finanças sendo antecessor de Naoto Kan, o qual também foi primeiro-ministro.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Yoshihiko Noda nasceu em 20 de maio de 1957, em Funabashi, filho de um membro das Forças de Autodefesa do Japão, Proveniente de uma família humilde, graduou-se na Universidade de Waseda.[3]

Em 1993, Noda foi eleito representante da Dieta. Em setembro de 2009, foi nomeado vice-ministro das Finanças. Em junho de 2010, Noda foi nomeado Ministro das Finanças, por Naoto Kan.[3]

Carreira na Dieta[editar | editar código-fonte]

Em 1993 ele foi eleito para a Dieta pela primeira vez representando o Distrito nº 4 na Câmara Baixa de Chiba, como um membro do agora extinto Nihon Shinto (Novo Partido Japonês). Mais tarde, ele se juntou ao Partido Democrático do Japão (PDJ) e serviu como seu chefe de Relações na Dieta, bem como o líder do departamento de relações públicas do partido. Noda atuou como vice-ministro financeiro, quando o PDJ conquistou o controle da Dieta em setembro de 2009.[4]

Em junho de 2010, Noda foi nomeado Ministro das Finanças pelo ex-Primeiro Ministro Naoto Kan, que também era o anterior Ministro das Finanças. Noda é conhecido como um reformista.[4]

Embora Noda tenha dito que o maior patrimônio do Japão é a sua aliança com os Estados Unidos, ele disse uma vez que o Japão deveria ter uma posição independente dos EUA, na ocasião, em 2002.[5]

Em outubro de 2005, Noda criticou o primeiro-ministro Junichiro Koizumi, que parecia ainda considerar os crimes de guerra do Japão na Segunda Guerra Mundial como crimes de guerra, mas Noda também foi criticado pelo seu apoio à visita de Koizumi ao Santuário Yasukuni.[5] Em 15 agosto de 2011 - o aniversário da rendição do Japão na Segunda Guerra Mundial - ele expressou que os grandes criminosos de guerra condenados pelos Aliados não eram propriamente criminosos de guerra, em sua visão.[6]

Após a renúncia de Kan, em agosto de 2011, Noda apareceu como candidato nas eleições do partido para substituí-lo.[7] [8] Ele venceu o segundo turno contra Banri Kaieda na eleição, significando que ele se tornaria o próximo primeiro-ministro do país e herdaria o desafio de reconstruir o Japão depois do sismo e tsunami de Tohoku de 2011.[9] [10]

Votação para presidencia do PDJ[editar | editar código-fonte]

A votação para a presidencia do Partido Democratico do Japão (PDJ), ocorreu em 29 de agosto e contou com cinco candidatos, os quais foram:[1]

  • Yoshihiko Noda, que ao momento era Ministro das Finanças.
  • Seiji Maehara, ex-Ministro das Finanças.
  • Banri Kaieda, Ministro da Economia, Comércio e Indústria.
  • Sumio Mabuchi, ex-Ministro da Terra, Infra-estrutura Transportes e do Turismo.
  • Michihiko Kano, Ministro da Agricultura, Florestas e Pescas.

Na primeira rodada Kaieda venceu com 143 votos, seguido de Noda com 102 votos, sendo esses os dois primeiro colocados e eliminando Maehara com 74 votos, Kano com 52 e Mabuchi com 24 votos. A segunda rodada com apenas Noda e Kaieda fechou com a vitória de Noda com 215 votos contra 177 de Kaieda.[1]

Referências

  1. a b c d NHK WORLD English NHK News (29 de agosto de 2011).
  2. Yoshihiko Noda será o novo primeiro-ministro do Japão (29 de agosto de 2011).
  3. a b Profile: Yoshihiko Noda, a fiscal hawk flies into Japan's top post - People's Daily Online (29 de agosto de 2011).
  4. a b Japan Times, "Cabinet Profiles: Kan's lineup", 9 de junho de 2010, p. 4 (em inglês).
  5. a b ポスト菅・身上書:野田佳彦財務相 教育、靖国で保守強調 (em japonês) Mainichi.jp Mainichi Shimbun (18 de agosto de 2011). Visitado em 29 de agosto de 2011.
  6. S. Korea blasts Noda's war criminal remarks The Japan Times (17/08/2011). Visitado em 29/08/2011.
  7. Noda declares DPJ election candidacy, calls for fiscal discipline Mainichi Newspapers Co. Ltd. (27/08/2011). Visitado em 28/08/2011.
  8. Johnston, Eric, "Contenders' backgrounds", Japan Times, 28 de agosto de 2011, p. 2.
  9. Yoshihiko Noda wins Japan leadership race, BBC, 29 de agosto de 2011.
  10. Yoshihiko Noda elected Japan's new PM Indiavision news (29 de agosto de 2011).
Precedido por
Naoto Kan
Primeiro-ministro do Japão
2011 - 2012
Sucedido por
Shinzō Abe