Yuan Chang

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Yuan Chang
Nascimento 17 de novembro de 1959 (60 anos)
Taipé
Cidadania Estados Unidos, Taiwan
Cônjuge Patrick S. Moore
Ocupação virologista, patologista
Prêmios Prêmio Marjory Stephenson, Prêmio Meyenburg, Prêmio Robert Koch, Prêmio Charles S. Mott
Empregador Universidade de Pittsburgh

Yuan Chang (Taipé, Taiwan, 17 de novembro de 1959) é uma virologista e patologista estadunidense de origem taiwanesa. É conhecida internacionalmente como codescobridora de dois vírus tumorais humanos. É desde março de 2012 Distinguished Professor of Pathology no Departamento de Patologia da Universidade de Pittsburgh.

Vida[editar | editar código-fonte]

Yuan Chang mudou-se ainda criança com seus pais para os Estados Unidos e cresceu em Salt Lake City. De 1977 a 1979 fez inicialmente estudos do leste asiático e biologia molecular no Wellesley College em Wellesley seguindo depois para a Universidade Stanford, onde obteve em 1981 o bacharelado em biologia. No mesmo ano seguiu para a Universidade de Utah, onde estudou medicina e obteve em 1987 o doutorado em medicina (M.D.).

De 1987 a 1989 trabalhou como Resident in Anatomic Pathology no Departamento de Patologia da Universidade da Califórnia em São Francisco. De 1989 a 1992 trabalhou com neuropatologia na Universidade Stanford com Dikran Houroupian e seguiu em 1993 para a Universidade Columbia, onde investigou inicialmente genética em tumores cerebrais e, a partir de 2000, tornou-se professora de patologia. É, desde julho de 2002, professora de patologia na Universidade de Pittsburgh.

Pesquisa[editar | editar código-fonte]

Na Universidade Columbia descobriu em 1994 com seu marido Patrick S. Moore o Herpesvirus humano 8, denominado inicialmente como Kaposi’s sarcoma-associated herpesvirus, KSHV. Demonstraram que o vírus causa o sarcoma de Kaposi e o linfoma não Hodgkin.

Condecorações[editar | editar código-fonte]

Com Patrick S. Moore recebeu o Prêmio Robert Koch de 1998, o Prêmio Charles S. Mott de 2003, e em 2017 o Prêmio Paul Ehrlich e Ludwig Darmstaedter[1] e o Prêmio Passano.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Emmanuelle Charpentier e Jennifer Doudna
Prêmio Paul Ehrlich e Ludwig Darmstaedter
2017
com Patrick S. Moore
Sucedido por
Anthony Cerami e David Wallach