Yukiko Okada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Yukiko Okada
岡田 有 希 子
佐藤佳代
Yukiko Okada em 1984
Pseudônimo(s) Yukiko Okada
岡田 有 希 子
Conhecido(a) por Yukko
Nascimento Satō Kayo
22 de agosto de 1967
Ichinomiya, Aichi, Japão
Morte 08 de abril de 1986 (18 anos)
Shinjuku, Tóquio, Japão
Nacionalidade japona
Estatura 155cm
Ocupação
Período de atividade 1984–1986
Principais trabalhos Kuchibiru Network
Carreira musical
Gênero(s) Kayōkyoku
Jpop
Instrumento(s) Piano, Vocal
Gravadora(s) Pony Canyon
Religião Budismo
Causa da morte Suicídio
Assinatura
Yukiko Okada signature.png
Página oficial
Fã Clube Oficial
IMDb

Satō Kayo (佐藤佳代?), conhecida como Yukiko Okada (岡田 有希子 Okada Yukiko?, Nagoya, 22 de agosto de 1967Tóquio, 8 de abril de 1986) foi uma cantora, pianista, atriz e modelo japonesa.

Se tornou conhecida nacionalmente em 1983, quando venceu um programa de talentos da TV, Star Tanjō! na Nippon Television. Em 21 de abril de 1984, Okada lançou seu primeiro single, "First Date". Ganhou o prêmio Rookie of the Year, e recebeu o 26º Prêmio Melhor Novo Artista do Japan Record Awards por seu terceiro single, "Dreaming Girl-Koi, Hajimemashite".

Se tornou atriz participando do dorama de televisão "Kinjirareta Mariko". No ano de 1986 lançou o single "Kuchibiru Network" alcançando o #1 na Oricon de singles semanais.

Em 8 de abril de 1986 tentou o suicídio em sua casa, cortando seus pulsos em seu apartamento, além disso havia um forte cheiro de gás. O gerente de Okada finalmente chegou e levou-a para o Hospital Kitano Aoyama, onde seus ferimentos foram tratados e levados para o Sun Music Building. Enquanto a equipe estava discutindo como evitar um escândalo da mídia, Okada correu até as escadas, tirou os sapatos e pulou do prédio de sete andares, resultando em morte instantânea. O motivo de Okada ter cometido suicídio ainda é desconhecido.

Seu suicídio causou comoção nacional resultando em um grande número de suicídios (suicídio copiado), onde recebeu o nome de "Síndrome de Yukiko". Okada foi cremada e seus restos mortais foram enterrados em um cofre da família em um templo budista em Jomanji , Nagoya , Japão.[1]

Início da vida e carreira[editar | editar código-fonte]

1967 - 1983: Infância e inicio da carreira[editar | editar código-fonte]

Yukiko Okada nasceu em 22 de agosto de 1967, em Ichinomiya, província de Aichi, a segunda filha da família Satō. Sua gestação foi de alto risco de vida, poderia haver efeitos secundários graves em seu cérebro, mas felizmente não havia anormalidades no feto, Yukiko nasceu com 47 cm, peso 2,700 g prematuridade. [2] Em 1969 aos dois anos de idade, mudou-se para Atsuta-ku, Nagoya, e passou lá até se mudar para Tóquio.[3] No jardim da infância Okada a frequentar as aulas de educação física da Associação Cristã de Moços, junto com sua irmã, onde praticava ginástica, camping, esqui e patinação.[4]

Okada em sua infância foi diagnosticada com um distúrbios de linguagem, ela não consegui pronunciar a letra S, e com isso, Okada se escondia em um armário da família. Além do seu distúrbio, suas orelhas eram grandes, ela por muitas vezes recebia o apelido de Dumbo, após isso, Okada começou a usar cabelos compridos para cobrir suas orelhas. [5]

Yukiko Okada em seu primeiro álbum "Cinderella" em 1984.

Quando estava na escola primária, sentiu se atraída pela escrita, ao sair da YMCA, começou a aprender aquarelas a partir do quarto ano do ensino fundamental. [6] Na quinta série do ensino fundamental, foi selecionada em uma competição de desenho organizada por Asahi Shimbun. Na sexta série do ensino fundamental, ele ganha o Prêmio Miyaji' ( seu primeiro prêmio) na competição de cópias do Santuário Atsuta Jingu. A partir do segundo ano do ensino fundamental, ingressou no coral e, quando cursava o sexto ano do ensino fundamental, aparecia nos programas locais de rádio e televisão.[7] Como um estudante do ensino médio, ele aprende pintura a óleo e pintura japonesa, bem como começa a aprender desenho.[8] Sobre o tema das férias de verão na escola secundária, ele pintou um retrato de Naoko Kawai , onde era muito fã, com pintura a óleo e ganhou um prêmio de ouro em uma exposição na escola secundária.[9]

Nas férias de verão de 1982, tornou-se um modelo fotográfico da "Classe de Câmera Nikon para Alunos de Ensino Médio e Secundário ", realizado no Castelo de Osaka. Na escola secundária, Okada queria se tornar uma cantora e candidatou-se a todas as audições possíveis, desde grandes produções até o menor recrutamento de talentos, na esperança de se tornar uma estrela. Ela foi rejeitada todas as vezes até que finalmente foi aceita em um programa de talentos da TV, Star Tanjō! na Nippon Television - similar à Star Search - onde ganhou em março de 1983. [10]


1984 - 1985: Sucesso na carreira[editar | editar código-fonte]

Em 21 de abril de 1984, Okada lançou seu primeiro single, "First Date". Ela era conhecida como "Yukko", que é uma abreviação comum para o nome "Yukiko" na língua japonesa.

Yukiko Okada em 1984

Em 18 de julho de 1984 lançou o single "Little Princess". Foi lançado em 05 de outubro seu primeiro álbum, "Cinderella". No mesmo ano, Okada ganhou o Rookie of the Year, e recebeu o 26º Prêmio Melhor Novo Artista do Japan Record Awards por seu terceiro single, "-Dreaming Girl-Koi, Hajimemashite", lançado em 21 de setembro.

"Futari Dake no Ceremony" foi o quarto single lançado em 16 de janeiro de 1985 e em 21 de março seu segundo álbum, "FAIRY". Seguidos dos singles "Summer Beach", lançado em 17 de abril, "Kanashii Yokan", em 17 de julho, seu terceiro álbum, "Jyuugatsu no Ningyo", disponível em 18 de outubro e deu último single neste ano com '"Love Fair", lançado em 05 de novembro.

Okada desempenhou o papel principal em seu primeiro dorama de televisão Kinjirareta Mariko ( The Forbidden Mariko ), em 1985.

1986: Últimos trabalhos[editar | editar código-fonte]

Em 1986 o single "Kuchibiru Network", lançado em 29 de janeiro, escrito por Seiko Matsuda e composta por Ryuichi Sakamoto , alcançou o número #1 na Oricon de singles. Seu último álbum foi "Venus Tanjou", com seu lançamento em 21 de março.

"Hana no Image" foi seu último single, no entanto, o single foi cancelado devido a morte da cantora, o single estava previsto para ser lançado em 14 de maio.

Obras póstumas[editar | editar código-fonte]

Em 17 de março de 1999 foi lançado o "Memorial BOX", apresentando ao público o single "Hana no Image", em 2002 os compilados "YUKIKO OKADA * ALL SONGS REQUEST", " 84-86 Bokura no Best SP YUKIKO OKADA CD/DVD-BOX [Okurimono III]" foram lançados, além de um single "Believe In You (2002 Strings Version)" e um DVD "Memories in Swiss".

O box " The Premium Best Okada Yukiko" foi lançado em 21 de novembro de 2012.

Morte[editar | editar código-fonte]

Túmulo de Yukiko Okada em Jomanji , Nagoya , Japão.

Em 8 de abril de 1986, Okada foi encontrada com os pulsos cortados em seu apartamento, além disso um forte cheiro de gás, Okada estava agachada em um armário e chorando. Ela foi descoberta por uma equipe de resgate chamada pelo gerente do apartamento depois que outros moradores notaram o cheiro de gás. O gerente de Okada finalmente chegou e levou-a para o Hospital Kitano Aoyama, onde seus ferimentos foram tratados e levados para o Sun Music Building. Enquanto Fudaka, o gerente do prédio e a equipe estavam discutindo como evitar um escândalo da mídia, Okada correu até as escadas, tirou os sapatos e pulou do prédio de sete andares, resultando em morte instantânea.[11]

Quando as notícias do suicídio de Okada se espalharam, centenas de fãs convergiram para o prédio de Tóquio, que abriga os escritórios da Sun Music, a agência de talentos que administrou sua carreira. As multidões locais já estavam pressionadas contra uma corda que a polícia havia colocado em torno dos contornos riscados de onde várias partes do cérebro de Okada haviam se espalhado na calçada. Em um canto da área cercada, havia um altar improvisado com um queimador de incenso, uma vela e alguns buquês.[12]

Alguns fãs de Okada caíram em lágrimas nos vestígios de sangue, mãos e rostos esfregando as manchas que pareciam permanecer apesar da lavagem. Outros mantiveram uma vigília a noite inteira no altar, com flores, plantas, refrigerantes, doces, frutas, cosméticos, pôsteres, registros, cartas e outras lembranças.[13]

No dia 14 de abril, a pilha cresceu tão alto quanto a cabeça do padre xintoísmo que, neste sétimo dia de luto, purificou as oferendas antes de serem colocadas em 60 caixas de papelão e levadas a um santuário próximo para serem queimadas. Dezenas de fãs continuavam a comparecer todos os dias para prestar homenagem em um altar budista no vestíbulo do edifício.[14]

Outros fãs foram à casa dos pais de Okada, em Nagoya, que lhes permitiu se despedir antes da urna que contém seus restos cremados. As relíquias serão colocadas no cofre da família em um templo budista após o primeiro aniversário de sua morte. Okada foi cremada e seus restos mortais foram enterrados em um cofre da família em um templo budista em Jomanji , Nagoya , Japão.[15][16][17][18][19]

Razões de seu suicídio[editar | editar código-fonte]

A razão para o suicídio ainda é desconhecida, embora tenha sido especulado que Okada tinha um amor não correspondido por Tōru Minegishi, devido a uma frase ("Eu pensei em alguém") que Okada tinha falado ao seu gerente quando tentou cometer o suicídio pela primeira vez, além de notas escritas por Okada descrevendo seu desejo de estar com Minegishi. Algumas dessas notas terminaram com: "Eu queria vê-lo novamente" e "Meu coração não tem para onde ir". [20]

Os impulsos autodestrutivos de Okada podem ter sido estimulados por seu conhecimento do suicídio de Yasuko Endo, de 17 anos, logo após as 7:30 da noite de 30 de março, apenas 10 dias antes do programado para seu debut na carreira músical. Endo pulou do prédio de sete andares em Tóquio apenas alguns minutos depois de uma longa discussão com seu gerente e mãe sobre seus amigos. Ela havia perdido o pai quando tinha apenas quatro anos. Okada fez sua primeira tentativa depois de insistir em seus problemas a noite toda com as roupas que ela usara na noite anterior. Em contraste, o ato de Endo parece ter sido impulsivo. Endo estava sendo preparado para desempenhar um papel mais sexy que Okada, mas as regras do jogo da imagem virgem eram as mesmas: nenhuma das meninas tinha permissão para ter relações sexuais com homens.[21]

Síndrome Yukiko[editar | editar código-fonte]

Após morte de Yukiko Okada, e a notícia tomou projeção nacional, uma série de suicídios copiados começaram a ocorrer em todo o Japão, foram atribuídos cerca de 40 suicídios associados a cantora.[22]

A primeira morte registrada foi da estudante coreana de 16 anos, Pak Migi, que pulou para a morte do 13º andar de um prédio de apartamentos em Kobe depois de dizer à irmã mais nova "Eu quero me tornar como Yukiko Okada". A mãe de Pak supostamente não tinha idéia do porquê de sua filha ter se matado, mas as circunstâncias sugerem vários motivos.[23]

A última morte registrada foi de Masahiro Majima, 21 anos, que tinha fotos de Okada no bolso quando, pouco antes das seis da noite de 02 de maio, ele pulou do mesmo prédio que a cantora havia pulado, Majima caiu no altar improvisado construído para Okada, o jovem ainda estava vivo, mas morreu em uma hora. Ele foi visto em frente ao prédio nos dias anteriores e ficou ali com outros jovens desde o meio da tarde. Seus pais administravam um hospital em outra prefeitura, e ele queria ir para a escola e medicina, mas havia sido reprovado nos exames de admissão. Ele estava desempregado, morava sozinho e se mudara apenas duas semanas antes de sua morte.[24]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Álbum Detalhes
Cinderella (シンデレラ)
  • Lançamento: 05 de setembro de 1984 (LP) | 21 de dezembro 1984 (CD)
  • Plataforma: CD, LP e CT
  • Gravadora: Pony Canyon [25]
FAIRY
  • Lançamento: 21 de março de 1985
  • Plataforma: CD, LP e CT
  • Gravadora: Pony Canyon
Jyuugatsu no Ningyo(十月の人魚, Sereia de Outubro)
  • Lançamento: 18 de setembro de 1985
  • Plataforma: CD, LP e CT
  • Gravadora: Pony Canyon
Venus Tanjou (ヴィーナス誕生, Nascimento de Vênus)
  • Lançamento: 21 de março de 1986
  • Plataforma: CD, LP e CT
  • Gravadora: Pony Canyon
Yukiko Okada Mariya ’s Songbook[26]
  • Lançamento: 16 de outubro de 2019
  • Plataforma: CD e Download
  • Gravadora: Pony Canyon

Compilações[editar | editar código-fonte]

Álbum Detalhes
Okurimono (贈りもの)
  • Lançamento: 28 de novembro de 1984 (LP) | 05 de dezembro 1984 (TC)
  • Plataforma: LP e CT
  • Gravadora: Pony Canyon
Okurimono II (贈りものII)
  • Lançamento: 05 de dezembro de 1985
  • Plataforma: LP e CT
  • Gravadora: Pony Canyon
Álbuns Póstumos
Memorial BOX (メモリアルBOX)
  • Lançamento: 17 de março de 1999
  • Plataforma: CD
  • Gravadora: Pony Canyon
YUKIKO OKADA * ALL SONGS REQUEST
  • Lançamento: 15 de maio de 2002
  • Plataforma: CD
  • Gravadora: Pony Canyon
Okurimono III (贈りものIII)
  • Lançamento: 18 de dezembro 2002 | 15 de setembro de 2010 (re-lançamento)
  • Plataforma: CD
  • Gravadora: Pony Canyon

Singles[editar | editar código-fonte]

Single Posição Detalhes
First Date (ファースト・デイト) #20
  • Lançamento: 21 de abril de 1984
  • Gravadora: Pony Canyon
Little Princess (リトル プリンセス) #14
  • Lançamento: 18 de julho de 1984
  • Gravadora: Pony Canyon
-Dreaming Girl- Koi, Hajimemashite (-Dreaming Girl- 恋、はじめまして) #7
  • Lançamento: 21 de setembro de 1984
  • Gravadora: Pony Canyon
Futari Dake no Ceremony (二人だけのセレモニー) #4
  • Lançamento: 16 de janeiro de 1985
  • Gravadora: Pony Canyon
Summer Beach #5
  • Lançamento: 17 de abril de 1985
  • Gravadora: Pony Canyon
Kanashii Yokan (哀しい予感)) #7
  • Lançamento: 17 de setembro de 1985
  • Gravadora: Pony Canyon
Love Fair #5
  • Lançamento: 05 de outubro de 1985
  • Gravadora: Pony Canyon
Kuchibiru Network (くちびるNetwork) #1
  • Lançamento: 29 de janeiro de 1986
  • Gravadora: Pony Canyon
Singles Póstumos
Hana no Image (no の イ マ ー ジ ュ) ##
  • Lançamento: 14 de maio de 1986*
  • Gravadora: Pony Canyon
Believe In You (2002 Strings Version) #63
  • Lançamento: 04 de dezembro de 2002
  • Gravadora: Pony Canyon

Obs: *Single foi cancelado devido a sua morte. O single foi lançado mais tarde em seu álbum do Memorial BOX.

Vídeos e DVDs[editar | editar código-fonte]

Vídeo Lançamento
Yukiko in SWISS 1985
Memories of Switzerland 1985
Memories in Swiss 2002

Televisão[editar | editar código-fonte]

Doramas[editar | editar código-fonte]

Vídeo Ano Participação
Chūgakusei Nikki 1983 Como figurante
"Mini-drama na Yang Yan Sing Studio" 1983 - 1985 Em "Matchi no Seishun Hangyakuji" -Parte II
Em "Matchi no Seishun Sukuranburu"- Parte I e II
"Kaguya-hime Tonde Hatsutaiken" 1985 Como Miru e Hinako (Protagonista)
“Sanada Taiheiki” 1985 - 1986 Como Kikuhime (Episódios: 17, 19, 23, 24, 28)
"Kinjirareta Mariko" 1985 - 1986
1989 (Re-apresentação)
Como Mariko (protagonista)

Impressos[editar | editar código-fonte]

Mangá[editar | editar código-fonte]

  • 1984 - Idol Complex Jitsuroku Manga Okada Yukiko (アイドルコミックス・実録まんが岡田有希子) [27]

Books[editar | editar código-fonte]

  • 1984 - Okada Yukiko special (岡田有希子special)[28]
  • 1985 - Hitomi wa Himitsu Iro (瞳はヒミツ色)[29]
  • 1985 - Namiko Yukiko Saori no Doki Doki Book (奈美子・有希子・小緒里のドキドキブック)[30]
  • 1985 - Okada Yukiko Shashinshuu Anata to Futarikiri... (岡田有希子写真集・あなたとふたりきり…)[31]
  • 1985 - Motto Ai Itai... Yukiko (もっと逢いたい…有希子)[32]
  • 1985 - SWEET LOVE DREAM [33]
  • 1986 - Venus Tanjou (ヴィーナス誕生)[34]
  • 1986 - Sayonara... Yukiko (さよなら…有希子)[35]
  • 1986 - Okada Yukiko wa Naze Shinda ka (岡田有希子はなぜ死んだか)[36]
  • 1987 - Ai wo Kudasai (愛をください)[37]
  • 1989 - Sacrifice (サクリファイス)
  • 1998 - Iina ~Feel For Love~ (イイナ ~Feel for Love~)[38]
  • 2002 - Venus Tanjou (ヴィーナス誕生)[39]
  • 2002 - SWEET LOVE DREAM [40]
  • 2016 - Suicide in Twentieth-Century Japan [41]

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Categoria no Commons

Referências

  1. «Okada Yukiko na Encyclopedia Idollica (em inglês)». Consultado em 6 de janeiro de 2013. Arquivado do original em 22 de julho de 2006 
  2. Yukiko, Okada, “Okada yukiko aiwokudasai” (『岡田有希子 愛をください), Tóquio, Japão, 1988, pág. 78, ISBN4-255-88058-1
  3. Toshiaki, Uinogo, "Okada yukiko wa naze shinda ka”, Shin Mori Shobo, 1986, ISBN 978-4931207011
  4. Revista “ Dunk ”, publicada em dezembro de 1984, páginas 84-85
  5. Revista BOMB! " Junho de 1984, páginas 14-15
  6. Yukiko, Okada, “Okada yukiko aiwokudasai” (『岡田有希子 愛をください), Tóquio, Japão, 1988, pág. 79, ISBN4-255-88058-1
  7. Revista “BOMB!”, junho de 1984, páginas 16-17
  8. Revista “BOMB!”, junho de 1984, páginas 16-17
  9. "Idol Comics: Mangá fictício de Okada Yukiko", Escola Gakken, 1984.
  10. Yukiko, Okada, “Okada yukiko aiwokudasai” (『岡田有希子 愛をください), Tóquio, Japão, 1988, pág. 107, ISBN4-255-88058-1
  11. «Okada Yukiko». Consultado em 15 de maio de 2015. Arquivado do original em 27 de julho de 2019 
  12. [1], Far Eastern Economic Review , 133 (29), 17 de julho de 1986, páginas 45-47
  13. [2], Far Eastern Economic Review , 133 (29), 17 de julho de 1986, páginas 45-47
  14. [3], Far Eastern Economic Review , 133 (29), 17 de julho de 1986, páginas 45-47
  15. «Okada Yukiko na Encyclopedia Idollica (em inglês)». Consultado em 6 de janeiro de 2013. Arquivado do original em 22 de julho de 2006 
  16. Okada Yukiko Arquivado em julho 22, 2006[Erro data trocada], no Wayback Machine.
  17. John Greenless, Paradox ò Japan Epidemic of suicides among young people, The Glasgow Herald - 11. Apr. 1987, trang 37
  18. Japanese Society Since 1945 by Edward R. Beauchamp, Taylor & Francis, 1998, ISBN 0-8153-2732-3, trang 97
  19. Japanese Youth and the Yukiko Syndrome, Far Eastern Economic Review, July 17, 1986
  20. «Okada Yukiko». Consultado em 15 de maio de 2015. Arquivado do original em 27 de julho de 2019 
  21. [4], Far Eastern Economic Review , 133 (29), 17 de julho de 1986, páginas 45-47
  22. [5], Folha de São Paulo, 13 de maio de 1998
  23. [6], Far Eastern Economic Review , 133 (29), 17 de julho de 1986, páginas 45-47
  24. [7], Far Eastern Economic Review , 133 (29), 17 de julho de 1986, páginas 45-47
  25. http://www.discogs.com/岡田有希子-シンデレラ/release/2040555  Parâmetro desconhecido |consulté le= ignorado (|acessodata=) sugerido (ajuda); Parâmetro desconhecido |titre= ignorado (|titulo=) sugerido (ajuda); Parâmetro desconhecido |langue= ignorado (|lingua=) sugerido (ajuda); Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  26. [8]
  27. [9]
  28. [10]
  29. [11]
  30. [12]
  31. [13]
  32. [14]
  33. [15]
  34. [16]
  35. [17]
  36. [18]
  37. [19]
  38. [20]
  39. [21]
  40. [22]
  41. [23]
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.