Zé Béttio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

José Bettio, mais conhecido como Zé Béttio (Promissão, 11 de janeiro de 1926) é um radialista, cantor, acordeonista e compositor brasileiro.[1][2][3] Tinha como irmãos o também radialista Osvaldo Bettio e o acordeonista e compositor Arlindo Bettio, já falecidos.Pai de José Homero bettio ficou a frente da gravadora chantecler...ajudando a alavancar os cantores Chitãozinho e Xororó...se transformando em padrinho de Sandi e do Junior..comprou a casa de Chiquinho Scarpa na cantareira..nos anos 90.

Começou no Rádio tocando acordeon com uma dupla sertaneja. Inicialmente montou um trio (já que naquela época toda dupla sertaneja tinha um sanfoneiro) onde ele era o solista. Primeiramente começou com um programa de meia hora na Rádio Difusora de Guarulhos aos sábados. Depois foi para a Rádio Cometa, Rádio São Paulo. Descoberto pelo Chico Paes de Barros foi para a Record (anos 1970), Capital (anos 1980) e Gazeta.[2][3] Voltou à rádio Record, onde comandou um programa matinal até o final de 2009. Devido, talvez, à timidez, nunca fez programa na Televisão.

Criador dos Bordões: "Vamo levantar!", "gordo!, oh, gordo!" e "joga água nele!".

Hoje, aposentado, mora em seu sítio no interior de São Paulo.[2]

Referências

  1. «Zé Béttio». dicionariompb.com.br. Consultado em 2 de janeiro de 2015 
  2. a b c «Zé Béttio». sítio Bastidores do Rádio. Consultado em 20 de junho de 2012 
  3. a b Tufano Silva. «Que fim levou? Zé Bettio». sítio Terceiro Tempo. Consultado em 20 de junho de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.