Zé Miguel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Zé Miguel
Zé Miguel em 2018
Informação geral
Nome completo José Miguel de Souza Cyrillo[1]
Nascimento 29 de setembro de 1962 (56 anos)
Local de nascimento Macapá, Amapá
Brasil
Nacionalidade brasileira
Ocupação(ões)
Alma mater Instituto do Ensino Superior do Amapá[2]
Instrumento(s)
Período em atividade 1991—presente
Afiliação(ões)

José Miguel de Souza Cyrillo (Macapá, 29 de setembro de 1962) é um cantor, compositor, escritor e produtor musical brasileiro.Está entre os principais representantes da música na Amazônia, com valorização dos ritmos regionais, como o batuque e o marabaixo, elementos marcantes da cultura afro no Amapá.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Primogênito de uma família de seis irmãos, Zé Miguel iniciou a carreira musical desde cedo, cantando em cultos dominicais da igreja evangélica onde frequentava. Depois, passou a atuar como guitarrista em diversas bandas em bailes realizados na capital amapaense. Na década de 1980, começou a compor suas primeiras canções e a participar de festivais promovidos em Macapá.

De forma independente, lançou seu primeiro LP, Vida Boa, em 1991, trazendo seu primeiro sucesso, a canção homônima, e destacando Zé Miguel entre os principais artistas da música do Amapá, juntamente com Amadeu Cavalcante, Ronery e Osmar Júnior. Em 1996, somou-se aos também músicos Val Milhomem e Joãozinho Gomes para o projeto Planeta Amapari, resultando no CD do mesmo título, lançado em 1996, com reedição em 2000 para o mercado europeu.

Em 1998, foi o ano de seu segundo disco solo, Lume. No ano seguinte, veio o CD Dança das Senzalas, outro projeto conjunto com o Quarteto Senzalas, grupo formado em parceria com Amadeu Cavalcante, Val Milhomem e Joãozinho Gomes. Em 2002, lançou o terceiro solo, o CD Acústico, do qual fizeram parte o sucesso Pérola Azulada e a regravação do sucesso Vida Boa, além de outros sucessos da carreira. Em 2004, foi a vez do CD "quatropontozero", após os 40 anos do músico. Após a morte trágica do filho Marco Kayke,[3] vítima de acidente de trânsito, lançou neste mesmo ano o álbum "Uma Balada para Kayke".

O trabalho mais recente de Zé Miguel é o DVD Meu Endereço, gravado nos dias 28 e 29 de abril de 2007, no Teatro das Bacabeiras, em Macapá.[4] Candidatou-se a Deputado estadual em 2010 pelo PSB, não conseguindo os votos necessários para assumir o cargo. Assumiu em 2011 a Secretaria Estadual de Cultura e saiu em Março de 2013.[5]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Carreira solo[editar | editar código-fonte]

  • Vida Boa (1991) — Vinil
  • Lume (1998) — CD
  • Acústico (2002) — CD
  • quatropontozero (2004) — CD
  • Uma Balada para Kayke (2004) — CD
  • Meu Endereço (2007) — DVD

Participações[editar | editar código-fonte]

  • Planeta Amapari (com Val Milhomem e Joãozinho Gomes (1996) — CD
  • Dança das Senzalas (com Amadeu Cavalcante, Val Milhomem e Joãozinho Gomes (1999) — CD

Notas e referências

  1. «Zé Miguel: um cantador do meio do mundo». Diário do Amapá. Consultado em 12 de agosto de 2019 
  2. «José Miguel de Souza Cyrillo - Perfil Profissional». Linkedin. Consultado em 15 de outubro de 2017 
  3. Trânsito violento de Macapá faz vítima o filho do cantor Zé Miguel e da jornalista Araciara Macedo Acessado em 13 de Dezembro 2010
  4. Zé Miguel grava DVD com convidados especiais Acessado em 13 de Dezembro 2010
  5. [1] Acessado em 03 de Dezembro 2013

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.