Zélia Hoffman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Zélia Hoffman
Nascimento 15 de novembro de 1924
Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro
Nacionalidade brasileira
Morte 29 de outubro de 2007 (82 anos)
Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro
Ocupação Atriz
Atividade 1958 - 1978
Cônjuge Sérgio Hoffman (1956-1964)

Zélia Hoffman[1] (Rio de Janeiro, 15 de novembro de 1924 - Rio de Janeiro, 29 de outubro de 2007) foi uma atriz,apresentadora e cantora brasileira[2].

Biografia[editar | editar código-fonte]

Iniciou a carreira artística na televisão, tendo trabalhado na TV Tupi, na TV Excelsior e na TV Globo, apresentando programas — como A Grande Parada — e atuando em humorísticos, como os de Chico Anysio. [3]

Casada com o empresário Sylvio Hoffmnan, ganhou não só o sobrenome, mas o posto de relações públicas do Restaurante La Fiorentina, no Leme, o point dos artistas do Rio, e, segundo a imprensa da época, tornou-se musa da cidade por sua presença sedutora e envolvente que atraía a classe artística. Foi também uma das Certinhas do Lalau.

Como figura bem relacionada na Alta Sociedade (ela foi amiga da milionária Dana de Teffé, desaparecida desde 1961 em um dos mais notórios casos criminais brasileiros), Zélia desfilou fantasias de luxo no concurso do Teatro Municipal, ao lado de Clóvis Bornay, Wilza Carla, Evandro de Castro Lima, Mauro Rosas e Marlene Paiva. Em 1958, tirou o primeiro lugar com a fantasia Bela Otero, e saiu na capa da revista Manchete.

Retirou-se da vida artística no final dos anos 1970. Faleceu em 29 de outubro de 2007, em decorrência do mal de alzheimer, no Retiro dos Artistas.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
1976 O Verão de Ipanema
1975 Nós, os Canalhas Maria Helena [4]
1974 A Virgem e o Machão Madame Lola[5]
1971 Soninha Toda Pura Malena
1970 Se Meu Dólar Falasse Madame Veruskha
Salário Mínimo Senhora Seixas
1964 Sangue na Madrugada
1962 As Sete Evas Hilda
1959 Pintando o Sete Granfina
1958 No Mundo da Lua
Na televisão
Ano Título Personagem Nota
1978 Ciranda Cirandinha Madame (episódio: O Jardim Suspenso da Babilônia)[6]
1967 A Grande Parada Apresentadora 1967-1968
1960 Chico Anysio Show Maria Tereza 1960-1963

Referências

  1. «Zélia Hoffman». Mulheres do Cinema Brasileiro. Consultado em 27 de março de 2018 
  2. «Zélia Hoffman, atriz, apresentadora e cantora». O Explorador. 31 de julho de 2015. Consultado em 27 de março de 2018 
  3. «Zélia Hoffman - Biografia». Museu da TV. Consultado em 27 de março de 2018 
  4. «Nós, os Canalhas». Cinemateca Brasileira. Consultado em 27 de março de 2018 
  5. «A Virgem e o Machão». Cinemateca Brasileira. Consultado em 27 de março de 2018 
  6. «Ciranda Cirandinha». Memória Globo. Consultado em 27 de março de 2018