Zainabe binte Maomé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Zainab foi, de acordo com fontes sunitas, a filha mais velha de Maomé com Cadija. De acordo com fontes xiitas, Maomé e Cadija tiveram apenas uma filha, Fátima.

Cadija, viúva com quarenta anos de idade, casou-se com Maomé, e teve dois filhos homens, Alcacim e Abdalá, que morreram ainda crianças, e quatro filhas, Zainabe, Rocaia, Um Cultum e Fátima.[1]

De acordo com fontes xiitas, Fátima foi o único de todos filhos de Maomé que sobreviveu.[2] Neste caso, as três filhas de Cadija, Zainabe (a mais velha), Rocaia e Um Cultum eram filhas do segundo marido de Cadija, Ateeq ibn Aaith, do clã dos Banu Makhzoom.[3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ela foi a filha mais velha de Maomé, e nasceu no quinto ano de seu casamento, quando ele tinha trinta anos de idade. Três anos depois, nasceu sua irmã Rocaia.[4] Zainabe converteu-se ao Islão e casou-se com seu primo Abul Aas ibne Rabi.[4][5]

Morte[editar | editar código-fonte]

Zainabe foi ferida pelos coraixitas durante a migração para Medina, sofreu muito pela ferida, até morrer no oitavo ano da Hégira.[Nota 1] Seu marido converteu-se, e juntou-se a ela em Medina. Ela teve um filho, Ali, e uma filha, Amama.[4]

Filhos[editar | editar código-fonte]

Ali, neto de Maomé, foi quem estava em seu colo quando ele entrou triunfante em Meca, sobre um camelo; mas ele morreu durante a vida de Maomé.[4]

É frequente ler uma Hádice sobre uma menina cavalgando logo atrás do Profeta Maomé: esta menina é Amama, que viveu bastante tempo após a morte de Maomé. Ali casou-se como Amama depois da morte da sua primeira esposa Fátima, por desejo da própria Fátima.[4]

Amama não teve filhos com Ali, e depois da morte dele, casou-se com Hadrate Mugira ibne Naful, com quem, provavelmente, teve um filho, Iáia. Ela morreu no ano 50 da Hégira.[4][Nota 2]

Notas e referências

Notas

  1. O primeiro dia do Anno Hegirae 8 corresponde aproximadamente a 1 de maio de 629 do calendário juliano.
  2. O primeiro dia do Anno Hegirae 50 corresponde aproximadamente a 29 de janeiro de 670 do calendário juliano.

Referências

  1. The Biography of Prophet Muhammad (PBUH) [ligação inativa] [em linha]
  2. Prophet Muhammad (PBUH), A Mercy to All Creation [ligação inativa] [em linha]
  3. Sayyid Safdar Husayn, The Early History of Islam, citado em 2nd International and 1st Virtual Congress on Fatimah (PbuH) [em linha]
  4. a b c d e f Site Islameasy.org, The Daughters of the PROPHET MOHAMMAD (Sallallaho Alaihe Wasallam) [em linha]
  5. 2nd International and 1st Virtual Congress on Fatimah (PbuH)

Árvore genealógica baseada nas fontes sunitas. A ordem dos filhos não representa a ordem cronológica do nascimento

Cuailide ibne Assade
Fátima binte Zaida
Abdalá
Cadija
Maomé
Qasim
Abdullah
Zainab
Rocaia
Um Cultum
Fátima
Abul Aas ibne Rabi
Ali
Amama