Zeca Viana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Zeca Viana
Zeca Viana ao vivo no Festival de Inverno de Garanhuns 2016
Informação geral
Origem Recife em Pernambuco
País  Brasil
Gênero(s) Lo-fi
Ocupação(ões) Cantor, compositor, produtor, videomaker.
Instrumento(s) Vocal, bateria, baixo, guitarra, piano e violão.
Afiliação(ões) Volver
Labirinto
Asteroide B-612
Rádio de Outono
Prêmios Aposta MTV

Zeca Viana é um músico experimental, compositor[1], videomaker[2], pesquisador, produtor e cantor de música Lo-fi [3] foi indicado ao Aposta MTV e além de atuar na música, Zeca é professor de Filosofia com pesquisas em Filosofia da Música e Estética[2]. É nascido na cidade do Recife, Pernambuco com influências de Udigrudi, Ambient Music, Art Rock, Videoarte e Dream Pop com atuação em projetos musicais na efervescente cena recifense desde a década de 1990.

História[editar | editar código-fonte]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Em 2009 Zeca Viana lança o seu primeiro trabalho solo intitulado Seres Invisíveis[4] que tem como característica o processo estético de gravação caseira artesanal (onde o músico gravou e mixou todos os instrumentos entre os anos de 2005 e 2008). O álbum teve lançamento e distribuição do selo Tratore tendo sido escolhido como o Terceiro Melhor Álbum do Ano pelo site Trama Virtual. Este álbum foi indicado ao Revelação de 2009 do Portal MTV e foi considerado uns dos dez melhores álbuns brasileiros.[5]

Em 7 de junho de 2013 foi lançado nas plataformas digitais o seu segundo álbum Psicotransa.[6] Este álbum foi quase todo gravado na Casa do Mancha em São Paulo em setembro de 2012[5] e teve a produção e mixagem de Diogo Valentino baixista da banda carioca Supercordas.[7]

Em 14 de julho de 2015 lançou o álbum Estância[2] que foi gravado no seu estúdio caseiro localizado na Estância, subúrbio do Recife. O nome do bairro serviu de inspiração para o nome do álbum. Este álbum contém o single "Deuses de Aço" que foi lançado no dia 6 de fevereiro do mesmo ano. A letra de "Deuses de Aço" fala sobre seres desconhecidos para os seres humanos, Zeca Viana diz que fez esta canção em homenagem a Karen Hudes, ex-executiva do Banco Mundial.[1]

Além de apresentações ao vivo o músico participa de algumas trilhas sonoras de filmes nacionais como Ela Morava na Frente do Cinema[8], do diretor Leonardo Lacca e Billi Pig, do diretor José Eduardo Belmonte, com a faixa "When I See Your Face (I get so high)" como tema dos personagens dos atores Selton Mello e Grazi Massafera.[9]

Outros projetos musicais[editar | editar código-fonte]

Zeca Viana tem participado de diversos projetos musicais ao longo dos anos 2000 tendo residido por alguns anos na cidade de São Paulo atuou como baterista da banda pernambucana Volver[10] (2006 - 2010) e baixista da banda paulistana Labirinto em sua primeira turnê aos Estados Unidos e Canadá.[5] O músico também já tocou com a banda pernambucana Asteroide B-612 e na primeira formação da Rádio de Outono.[2]

Discografia Solo[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Aposta MTV
Ano Nomeação Resultado Ref
2011 "MTV Video Music Brasil" Indicado [4][12]

Referências

  1. a b «Zeca Viana lança novo single do seu próximo disco». CULTURA.PE - O Portal da Cultura Pernambucana. 6 de fevereiro de 2015. Consultado em 7 de novembro de 2016 
  2. a b c d Ximenes, Lara (2 de dezembro de 2015). «ZECA VIANA LANÇA VIDEOCLIPE EM SHOW». Blog da Fundação. FUNDAJ - Fundação Joaquim Nabuco. Consultado em 7 de novembro de 2016 
  3. Pontes, Alef (14 de julho de 2015). «Zeca Viana apresenta crônica urbana da Zona Oeste em novo disco». Caderno C (chamada de capa). Jornal do Commercio. Consultado em 7 de novembro de 2016 
  4. a b Albuquerque, Diego (31 de maio de 2011). «Zeca Viana e o lançamento físico do Seres Invisíveis….». ALTNEWSPAPER. Consultado em 7 de novembro de 2016 
  5. a b c Veloso, Josue (14 de julho de 2015). «Zeca Viana lança o disco "Estância" no Sonido Projeto». Brasileiríssimos. Brasileiríssimos. Consultado em 7 de novembro de 2016 
  6. a b «Zeca Viana apresenta Psicotransa no Arraial da Moeda». JC ONLINE. Jornal do Commercio. 22 de junho de 2013. Consultado em 7 de novembro de 2016 
  7. «Zeca Viana»  em Showlivre
  8. «Ela Morava na Frente do Cinema». portacurtas.org.br. Consultado em 5 de dezembro de 2016 
  9. «Aeso-Barros Melo promove palestra sobre o Recife Lo-Fi». Aeso-Barros Melo promove palestra sobre o Recife Lo-Fi. Faculdades Integradas AESO Barros Melo. 23 de março de 2014. Consultado em 7 de novembro de 2016 
  10. Dias, Bruno (19 de abril de 2008). «Quase Um Iê-iê-iê - VOLVER: letras românticas e pé na jovem guarda». Revista Rolling Stone. Revista Rolling Stone. Consultado em 7 de novembro de 2016 
  11. «Zeca Viana lança álbum 'Estância' em show homenageando bairro do Recife». G1 PE. GLOBO. 12 de julho de 2015. Consultado em 7 de novembro de 2016 
  12. «Zeca Viana lança versão física de Seres invisíveis». Revista Continental. 4 de junho de 2011. Consultado em 11 de dezembro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.