Zeta Leonis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
ζ Leonis
Dados observacionais (J2000)
Constelação Leo
Asc. reta 10h 16m 41,4s[1]
Declinação +23° 25′ 02,3″[1]
Magnitude aparente 3,443[1]
Características
Tipo espectral F0 III[2]
Cor (U-B) +0,07[3]
Cor (B-V) +0,30[3]
Astrometria
Velocidade radial -15,6 km/s[1]
Mov. próprio (AR) 18,39 mas/a[1]
Mov. próprio (DEC) -6,84 mas/a[1]
Paralaxe 11,90 ± 0,18 mas[1]
Distância 274 ± 4 anos-luz
84 ± 1 pc
Magnitude absoluta −1,08
Detalhes
Massa 3[4] M
Raio 6[5] R
Gravidade superficial 3,0 (log g)[5]
Luminosidade 85[5] L
Temperatura 6 792[5] K
Metalicidade [Fe/H] –0,03[6]
Rotação 72,4 km/s[5]
Outras denominações
Adhafera, 36 Leonis, HR 4031, BD +24°2209, HD 89025, FK5 384, HIP 50335, SAO 81265, GC 14107, NSV 4804, WDS 10167+2325A.[1]
Zeta Leonis
Leo constellation map.png

Zeta Leonis (ζ Leo, ζ Leonis) é uma estrela na constelação de Leo. Tem o nome tradicional Adhafera.[4] Com uma magnitude aparente de 3,443,[1] é facilmente visível a olho nu sendo a sétima estrela mais brilhante da constelação. Com base em medições de paralaxe, está localizada a aproximadamente 274 anos-luz (84 parsecs) da Terra.[1]

Zeta Leonis é uma estrela gigante com uma classificação estelar de F0 III. Desde 1943, seu espectro tem servido com base pela qual outras estrelas são classificadas.[2] Estrelas desse tipo são raras pois estão numa fase muito breve de sua evolução. Apenas um milhão de anos atrás, Zeta Leonis era uma estrela de classe B da sequência principal, e em um milhão irá tornar-se uma gigante de classe K.[4] Tem cerca de três vezes a massa do Sol[4] e seis vezes o raio solar.[5] Brilha com 85 vezes a luminosidade solar a uma temperatura efetiva de 6 792 K,[5] o que lhe dá a coloração branca-amarela típica de estrelas de classe F.[7]

Zeta Leonis forma uma estrela dupla com 35 Leonis, uma estrela de sexta magnitude a 5 minutos de arco. As estrelas não estão fisicamente ligadas pois 35 Leonis está mais próxima da Terra, a 100 anos-luz de distância.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j «SIMBAD query result - zet Leo». SIMBAD. Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Consultado em 27 de outubro de 2012 
  2. a b Garrison, R. F. (dezembro de 1993), «Anchor Points for the MK System of Spectral Classification», Bulletin of the American Astronomical Society, 25: 1319, Bibcode:1993AAS...183.1710G, consultado em 4 de fevereiro de 2012 
  3. a b Fernie, J. D. (maio de 1983), «New UBVRI photometry for 900 supergiants», Astrophysical Journal Supplement Series, 52: 7–22, Bibcode:1983ApJS...52....7F, doi:10.1086/190856 
  4. a b c d e Kaler, James B. «ADHAFERA (Zeta Leonis)». Stars. Consultado em 17 de outubro de 2012 
  5. a b c d e f g Massarotti, Alessandro; et al. (janeiro de 2008), «Rotational and Radial Velocities for a Sample of 761 HIPPARCOS Giants and the Role of Binarity», The Astronomical Journal, 135 (1): 209–231, Bibcode:2008AJ....135..209M, doi:10.1088/0004-6256/135/1/209 
  6. Gray, R. O.; Graham, P. W.; Hoyt, S. R. (abril de 2001), «The Physical Basis of Luminosity Classification in the Late A-, F-, and Early G-Type Stars. II. Basic Parameters of Program Stars and the Role of Microturbulence», The Astronomical Journal, 121 (4): 2159–2172, Bibcode:2001AJ....121.2159G, doi:10.1086/319957 
  7. «The Colour of Stars», Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation, Australia Telescope, Outreach and Education, 21 de dezembro de 2004, consultado em 27 de outubro de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre Estrelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.