Zezé Perrella

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emblem-scales.svg
A neutralidade desse artigo (ou seção) foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.
Zezé Perrella
Senador por  Minas Gerais
Período 11 de julho de 2011
até a atualidade
Deputado estadual de  Minas Gerais
Período 1 de fevereiro de 2007
até 31 de janeiro de 2011
Deputado federal por  Minas Gerais
Período 1 de fevereiro de 1999
até 31 de janeiro de 2003
Vida
Nascimento 22 de fevereiro de 1956 (60 anos)
São Gonçalo do Pará, MG
Dados pessoais
Partido PFL (1998-2007)
PDT (2007-2016)
PTB (desde 2016)
Profissão Empresário
linkWP:PPO#Brasil

José "Zezé" Perrella de Oliveira Costa (São Gonçalo do Pará, 22 de fevereiro de 1956) é um empresário, e político brasileiro do estado de Minas Gerais[1] . Não há fontes indicando que o Senador possua diploma universitário.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Foi presidente do Sindicato das Indústrias de Carne e Derivados e de Frios de Minas Gerais (Sinduscarne) entre 1992 e 1997. Também foi diretor da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) entre 1998 e 2001.

Cruzeiro Esporte Clube[editar | editar código-fonte]

Assumiu pela primeira vez a presidência do Cruzeiro em 1994, cargo que ocupou entre 1995 e 2002, durante três mandatos. Em 2003 seu irmão Alvimar Perrela assumiu a cadeira.

Em 2008 foi novamente eleito presidente do Cruzeiro, assumindo em 2009 o seu quarto mandato no comando do clube com término em 2011.[2]

Política[editar | editar código-fonte]

Foi deputado federal pelo PFL, no período de 1999 a 2003 atingindo a segunda maior votação entre os candidatos à Câmara dos Deputados em Minas Gerais. Em 2002, candidatou-se ao Senado, obtendo 2,94 milhões de votos, quarta colocação no estado.[3]

Foi eleito deputado estadual em Minas Gerais em 2006.[4]

Em junho de 2010, seu nome foi oficializado como primeiro suplente na candidatura de Itamar Franco ao senado. Com o falecimento de Itamar, Perrella foi empossado em 11 de julho de 2011 para cumprir o restante do mandato.[5] Na época, era investigado por suspeita de lavagem de dinheiro na venda do zagueiro Luisão, em 2003, e por suposta ocultação de patrimônio. É dono de uma fazenda em Minas Gerais avaliada em 60 milhões de reais.[6]

Em março de 2016, anuncia sua saída do PDT e dias depois o ingresso no Partido Trabalhista Brasileiro (PTB).

Escândalo[editar | editar código-fonte]

Em 2013, seu nome esteve vinculado à notícia de apreensão de 445kg de pasta base de cocaína. A droga estava em um helicóptero de propriedade da família de Zezé Perrella, quando aterrissava em uma fazenda em Afonso Cláudio, no Espírito Santo.[7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Precedido por
César Masci
Presidente do Cruzeiro
1995 - 2002
Sucedido por
Alvimar Perrella
Precedido por
Alvimar Perrella
Presidente do Cruzeiro
2009 - 2011
Sucedido por
Gilvan Tavares
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.