Zhang Dejiang

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Zhang Dejiang
Zhang Dejiang
Dados pessoais
Nascimento 01 de novembro de 1946 (73 anos)
Tai'an, Liaoning, China
Partido Partido Comunista da China

Zhang Dejiang (nascido em novembro de 1946) é um alto funcionário chinês. Foi Vice-Primeiro Ministro encarregado das telecomunicações, energia e transporte. Ele também é um membro do Comitê Permanente do Politburo do Partido Comunista da China, o grupo de atualmente sete pessoas que concentra na prática o poder no partido e em toda República Popular da China.[1][2][3]

Zhang ganhou destaque como o chefe do partido das províncias costeiras de Zhejiang e Guangdong, onde presidiu o rápido crescimento econômico. Em março de 2012, Zhang foi nomeado para substituir Bo Xilai como o chefe do partido de Chongqing.

Início da vida[editar | editar código-fonte]

Zhang, natural de Tai'an em Liaoning, frequentou a Universidade Yanbian, onde estudou a língua coreana. Zhang matriculou-se na Universidade Kim Il-sung, na Coreia do Norte, em agosto de 1978, e formou-se em economia em 1980.[4] Suas conexões com a Coréia do Norte e sua experiência como um funcionário local em Jilin com a imigração ilegal proveniente daquele país presume-se que sejam fatores-chave na sua ascensão ao poder.[5]

Zhejiang[editar | editar código-fonte]

Em 1998, Zhang se tornou secretário do partido em Zhejiang.[4][6] Zhang era popular entre os líderes de negócios na província de Zhejiang, devido à sua atitude de relativo laissez-faire para a iniciativa privada. Zhang era conhecido por permitir que empresas privadas operassem livremente, dentro dos limites da lei.[7]

Em 2001, Zhang escreveu um artigo atacando a ideia de permitir que donos de empresas aderissem ao Partido Comunista, alegando que isso iria arruinar o partido.[5]

Referências

  1. «China: Comitê Permanente do Politburo é renovado». Estadão. 15 de novembro de 2012. Consultado em 7 de fevereiro de 2013 
  2. «Saiba como a China é governada». BBC Brasil. 9 de novembro de 2012. Consultado em 7 de fevereiro de 2013 
  3. «Partido Comunista chinês renova 60% de seu Politburo e inclui duas mulheres». Gazeta do Povo. 15 de novembro de 2012. Consultado em 7 de fevereiro de 2013 
  4. a b Mimi Lau (16 de março de 2012). «Zhang on the ascent as he takes Chongqing post; Conservative vice-premier appears tipped to join top ruling body after party bosses' vote of confidence». South China Morning Post 
  5. a b Chow Chung-yan (23 de outubro de 2007). «Zhang Dejiang: Bumpy ride in the fast lane». South China Morning Post 
  6. Mimi Lau, (16 de março de 2012). "Chongqing post". South China Morning Post.
  7. Choi Chi-yuk (21 de março de 2012). «Waiting game for business after Bo; Chongqing entrepreneurs are keeping a close watch for any signs of policy change under new party boss before they invest any more in the municipality». South China Morning Post