Ziza Padilha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Ziza Padilha (Belém, 19 de março de 1975) é um violonista, compositor, produtor musical e arranjador brasileiro.[1]

Estudou arranjo e harmonia na Escola de Música da Universidade Federal do Pará, e violão clássico com o professor Antonio Carlos Braga, no Conservatório Carlos Gomes. Cursou arranjo com o maestro Laércio de Freitas, harmonia e improvisação com a pianista Delia Fischer e João Marcos Mascarenhas e improvisação e violão com o violonista Nelson Faria.

Dirige o Zarabatana Studio, onde grava e produz discos, jingles políticos e publicitários. Atua como instrutor de oficinas de violão popular na Escola de Música da UFPa. É copista, técnico de gravação, mixagem e masterização, especialista em software e hardware de áudio.

É Ziza quem assina as composições e arranjos do repertório do grupo instrumental Zarabatana Jazz, do qual é diretor musical.[2][3]

Atuou como professor de violão no projeto Tim Musical e é músico da banda do mesmo projeto. Ministra oficinas e cursos de arranjo, sequenciamento e elaboração de partituras.

Está em fase de conclusão do seu primeiro livro didático-musical Violão Popular Levado à Sério, com ritmos amazônicos executados ao violão e composições próprias.

Foi premiado por participações em diversos festivais de música pelo Brasil, como compositor e arranjador.[4]

Participou como violonista do disco do poeta João de Jesus Paes Loureiro, da Coletânea da Quinta Cultural do Basa, do Cd e DVD de Billy Blanco e de diversos discos de festivais.

Produziu, dirigiu e arranjou o DVD e os discos de Dayse Addario (Monólogo Urbano, Jazz e Blues no Palácio Azul, Meu Presente de Natal, Merry Christimas Baby e Por Dentro da Noite Prata)[2][5]; Tadeu Pantoja (Verbo Guardado); Sérgio Souto, do estado do Acre (Cumplicidade); Mário Mouzinho (Calmaria), Jeanne Darwich (Encanto Amazônico), Celio Cruz de Manaus, Enrico de Micelli, de Macapá, Camilo Delduque (Palavras), Renato Gusmão (Dos Zens) e grupo instrumental Zarabatana Jazz.

Suas composições violonísticas fazem parte do material curricular do curso de violão da Universidade de Música da Bahia.

Referências

  1. Rádio Cultura (19 de março de 2015). «40 anos de carreira de Ziza Padilha, no Toque de Classe». Rede Cultura do Pará. Consultado em 15 de janeiro de 2022 
  2. a b «Ziza Padilha e Dayse Addario celebram 18 anos de parceria». G1-PA. 6 de novembro de 2014. Consultado em 15 de janeiro de 2022 
  3. Enize Vidigal (1 de agosto de 2020). «Samba de Filó Machado ganha versão luxuosa de Zarabatana Jazz Band:O arranjador Ziza Padilha assina a versão, direção de áudio e vídeo e mixagem». O Liberal 
  4. Agência Pará (13 de dezembro de 2015). «'Pelas Tormentas' vence o 14º Servifest em noite de emoção e talentos». Secretaria de Comunicação do estado do Pará. Consultado em 15 de janeiro de 2022 
  5. «Dayse Addario». Dicionário Cravo Albin Da Música Popular Brasileira. Consultado em 15 de janeiro de 2022 
Ícone de esboço Este artigo sobre um músico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.