ZON Multimédia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Zon Multimédia)
Ir para: navegação, pesquisa
ZON Multimédia, SGPS, S.A.
Logo zon.gif
Tipo Sociedade gestora de participações sociais (SGPS), Sociedade anónima (SA)
Indústria Telecomunicações
Fundação 1994 (como PT Multimédia)
2008 (como ZON Multimédia)
Encerramento 2013
Sede Lisboa, Flag of Portugal.svg Portugal
Pessoas-chave Rodrigo Costa, CEO
Empregados 1 620
Produtos Televisão por assinatura, Internet, distribuição de conteúdos audiovisuais, cinema e telecomunicações
Lucro Aumento EUR 36 milhões (2012)
Faturamento Aumento EUR 856,6 milhões (2012)[1]
Antecessora(s) PT Multimédia
Sucessora(s) NOS
Sítio oficial www.nos.pt

ZON Multimédia (anteriormente conhecida por PT Multimédia) foi um grupo empresarial português que liderou o mercado de televisão paga em Portugal[2] , foi o segundo maior Internet provider[3] e, à escala nacional, foi também líder no mercado de exibição cinematográfica.[4] . Integrou o principal índice bolsista nacional, o PSI-20[5] . Foi a primeira empresa de Pay TV em Portugal, surgindo com a designação de TV Cabo, em 1993, antes de receber a licença para a operação cabo, em maio de 1994[6] Em 2008 assumiu a nova designação, "ZON Multimédia"[7] , e uma nova estratégia assente na liderança do Triple Play.[8] Em agosto de 2013, a sua fusão com a Optimus deu origem à ZON Optimus, denominada, desde maio de 2014, NOS[9] .

História[editar | editar código-fonte]

A ZON foi a primeira empresa de Pay TV em Portugal, surgindo com a designação de TV Cabo. Foi criada em 1993, antes de receber a licença para a operação cabo, em maio de 1994.[10] O serviço foi inaugurado com 30 canais.

Em 1996, com a reorganização do grupo Portugal Telecom nas áreas da rede fixa de telefones, rede de telefones móveis, televisão por cabo e multimédia, empresas, internacional, inovação e sistemas de informação, cria-se a PT Multimédia, Serviços de Telecomunicações e Multimédia, SGPS, SA, uma holding do grupo Portugal Telecom, cujos objetivos eram centralizar as atividades de Internet e Multimédia.

Em 1998 é lançado o primeiro serviço satélite, permitindo expandir a oferta por todo o país. Ainda nesse ano a empresa avança com a primeira oferta nacional de Internet sobre cabo, a Netcabo e mais tarde com o ADSL, na altura as tecnologias mais inovadoras de transmissão de dados.

A partir de 1999, a TV Cabo passa a liderar o mercado de distribuição de televisão ao domicílio e, mais tarde, torna-se o primeiro operador de Internet de banda larga. Nesse mesmo ano, a PT Multimédia é colocada em bolsa, ficando a Portugal Telecom com 58% do capital.[11]

Em 2001 experimenta com a TV Digital Interativa, percursora das atuais plataformas de televisão não linear e multiplataforma. Em 2004, inova com o lançamento do primeiro serviço de acesso de banda larga pré-pago em Portugal, o Zzt!.[12]

Em 2006, é lançada uma OPA pela Sonaecom ao capital da Portugal Telecom e da PT Multimédia, sendo que aí começa a derivagem entre a PT Comunicações e PT Multimédia.[13] Em outubro de 2007, concluiu-se o processo de cisão entre Portugal Telecom e PT Multimédia, oficializada em 6 de novembro do mesmo ano, sendo que TV Cabo Portugal e PT Comunicações ficaram operadores concorrentes.[14] Zeinal Bava, até à altura diretor executivo da PT Multimédia e da TMN e vice-presidente do grupo Portugal Telecom, tornou-se diretor executivo da Portugal Telecom.[15] e foi substituído na PT Multimédia por Rodrigo Costa[16]

O lançamento do serviço de telefone fixo, em 2007, constituiu um marco para a evolução do negócio da empresa, que lançou uma oferta integrada de Triple Play, rompendo com os padrões de negócio da altura.[17]

Em 2008, surge a ZON Multimédia como marca independente. A empresa adotou o seu novo nome para se encaixar na estratégia de separação total e completa da Portugal Telecom. O nome ZON foi aprovado por maioria absoluta em reunião de acionistas.[18]

No mês de maio de 2008 iniciou uma nova experiência televisiva, com o lançamento da ZON Box, um equipamento pioneiro no país em termos de qualidade de som e imagem em alta definição, com capacidade de gravação até 200 horas e controlo da emissão.[19]

Em 2009, a empresa oferece acesso à internet a 100 Mbps, sustentada por uma rede de nova geração, marcando uma nova era no acesso à Internet com velocidades maiores.[20]

A introdução de um produto de 360 Mbps, em 2010, representou o primeiro lançamento, a nível mundial, de um serviço comercial suportado em tecnologia EURODOCSIS 3.0.[21] Juntamente com a oferta de 1 Gbps, uma inovação a nível europeu introduzida em 2009, este serviço representou o acesso à internet de maior velocidade a nível nacional.[22]

Em 2010, faz a primeira emissão em direto da televisão nacional a três dimensões através da criação de um canal exclusivo de conteúdos tridimensionais.[23]

Em janeiro de 2011, a Zon Fibra lança uma oferta premium de televisão de nova geração multiplataforma e personalizável, o "IRIS"[24] e, em 2012, lançou uma funcionalidade inédita a nível mundial, o serviço de gravações automáticas, que permite ver até 10 mil programas que já passaram na televisão nos últimos 7 dias.[25]

No mesmo ano, apresenta a App ZON Phone, que permite realizar e receber chamadas, utilizando o número fixo do serviço ZON Phone, através de uma ligação Wi-Fi.[26]

Ainda em 2011, a ZON Lusomundo Cinemas apresenta um avanço tecnológico, passando a poder receber filmes e outros conteúdos de forma totalmente digital, sem necessidade de transporte de formatos físicos[27] . Em 2012, tendo um novo conceito de cinema, apresenta O Hobbit: Uma Viagem Inesperada a 48 quadros por segundo, o dobro dos tradicionais 24 fps, em que o fluxo de imagens é mais rápido e mais próximo do que o olho humano assimila.[28]

Em 2012, negocia com a Optimus para adiquiri-la e, assim, fundir as duas empresas. A assembleia geral de acionistas extraordinária realizou-se a 7 de março de 2013 e foi aprovada por 99 % do capital presente.[29] . A fusão foi concretizada sob o nome NOS, a 16 de maio de 2014.[30]

Internacionalização[editar | editar código-fonte]

O primeiro passo a nível de internacionalização deu-se em 2010 com o estabelecimento do empreendimento conjunto ZAP em Angola[31] para o fornecimento de serviços de TV por subscrição via satélite para aquele mercado e, posteriormente, para Moçambique.[32]

Accionistas[editar | editar código-fonte]

Em 2013, após a operação de fusão que resultou na ZON Optimus, a estrutura acionista era a seguinte: a ZOPT (controlada por Isabel dos Santos e pela Sonaecom) detinha 50,01 % da empresa, a Sonaecom uma posição individual de 7,28 % e o Banco Português de Investimento era o terceiro maior accionista com 4,53 %. Seguia-se a Fundação Berardo (3,38 %), a Espírito Santo Irmãos (3 %) e Joaquim Oliveira (2,9 %)[33] .

Distinções[editar | editar código-fonte]

Os serviços de pay TV, voz móvel e voz fixa foram distinguidos pelos portugueses como os melhores do país, no estudo ECSI Portugal 2013 - Índice Nacional de Satisfação do Cliente, em quatro anos consecutivos[34] . Também foi distinguida pelo serviço Iris como Escolha do Consumidor 2013, num estudo levado a cabo pela Consumer Choice - Centro de Avaliação da Satisfação do Consumidor[35] .

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

  1. http://www.zon.pt/institucional/EN/Documents/ZONFY12ENGLISH.pdf
  2. Subscritores de televisão paga aumentam 6,3% em Portugal e ZON lidera TEK Sapo (5 março 2013).
  3. Estágios: Empresa de telecomunicações recruta jovens Boas Notícias.
  4. Paulo Branco denuncia "insustentabilidade da exibição independente" Hard Música (22 abril 2014).
  5. BCP e Zon suportam subida do PSI 20 DN Economia (3 janeiro 2012).
  6. TV por cabo teve crescimento espectacular em dez anos Público (27 julho 2004).
  7. PT Multimédia anuncia terça-feira mudança de nome para ZON Jornal de Negócios (28 janeiro 2008).
  8. ANACOM dá liderança no triple-play à ZON Correio da Manhã (11 junho 2012).
  9. Zon Optimus apresenta nova marca “Nos” a 16 de Maio Jornal de Negócios (12 maio 2014).
  10. O que vai mudar com a Televisão Digital Terrestre Diário Económico (18-03-2011).
  11. Os 20 melhores anúncios da Zon Dinheiro Vivo (15-05-2014).
  12. Netcabo lança primeiro produto pré-pago de banda larga a 22,5 euros TVI 24 (10-05-2004).
  13. GUIA PARA PERCEBER A OPA DA SONAE SOBRE A PORTUGAL TELECOM Público (09-02-2006).
  14. PT vai ter PTM como concorrente no 3.º trimestre Diário de Notícias (28-04-2007).
  15. Zeinal Bava passa a CEO da PT após AG de 2008 Jornal de Negócios (21-09-2007).
  16. PT Multimédia: Rodrigo Costa nomeado presidente-executivo da operadora de telecomunicações Expresso (21-09-2007).
  17. ZON atinge meio milhão de clientes no telefone fixo DN Economia (18-08-2009).
  18. Accionistas da PT Multimédia aprovam novo nome ZON TVI24 (31-01-2008).
  19. Zon Multimédia renova aposta na Alta Definição Sapo Tek (21 de maio de 2008).
  20. Zon avança com 100 Megas em oferta triple play Sapo Tek (24 de fevereiro de 2009).
  21. Novo serviço de internet ZON Fibra navega a 360 megas Diário Digital (22 de novembro de 2010).
  22. ZON lança velocidade de Internet de 1 Gb em Setembro DN Ciência (5 de agosto de 2009).
  23. Canais generalistas acompanham selecção a par e passo Sapo Desporto (22 de maio de 2010).
  24. Zon lança Iris e estreia interface mais fácil de usar Exame Informática (12 de janeiro de 2011).
  25. Zon lança sistema de gravação sem box Correio da Manhã (30 de agosto de 2012).
  26. Zon lança App Zon Phone para iPhone e iPad Jornal de Negócios (15-12-2011).
  27. Cinemas Zon dispensarão formato físico de filmes este ano Diário Digital (06-04-2011).
  28. "O Hobbit: Uma Viagem Inesperada" a 48 fps também em Portugal Film Spot (05-12-2012).
  29. "Dinheiro Vivo - Concorrência notificada sobre fusão da Zon e Optimus". Consult. 11 de Fevereiro 2013. 
  30. Ana Brito (16 de Maio de 2014). Soma da Zon e da Optimus dá origem à marca NOS (em português) Público. Visitado em 16 de Maio de 2014.
  31. ZAP, a nova marca da Zon em Angola Diário Económico (15 de fevereiro de 2010).
  32. Zon quer reforçar parceria com Zap em Angola e Moçambique Económico Online (30 de julho de 2012).
  33. Zon perde quatro accionistas qualificados com aumento de capital para absorver Optimus Jornal de Negócios (5 de setembro de 2013).
  34. NOS lidera na satisfação do cliente Trendy (23 de maio de 2014).
  35. ZON e Optimus são as marcas preferidas dos portugueses Tecnologia.com (24 de outubro de 2013).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]