Zona Centro-Sul de Manaus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Centro-Sul
Zona Centro-Sul - Manaus.jpg
Vista do bairro Chapada.
Área 35,5 km²
População 180 577 hab. (2017)
Densidade 5 076 hab./km²
Renda média R$ 3 417
Zonas de Manaus Bandeira de Manaus.svg

A Zona Centro-Sul de Manaus é uma região administrativa estabelecida pela prefeitura de Manaus que engloba 7 bairros. De acordo com IBGE/2017, a região tem uma população de 180 577 habitantes e renda média por habitante de R$ 3 417.[1]

É considerada a área mais nobre da cidade, além de ser a região mais verticalizada. A Zona Centro-Sul tem tido declínio nos índices populacionais nos últimos anos, apesar de possuir a maior renda per capital amazonense. Ocupa uma área pequena do município de Manaus, totalizando 35,5 km² de área. Uma grande parte dessa área é de propriedade pública, pertencendo ao Parque Municipal do Mindú, ao Corredor Ecológico do Mindú, ao Parque dos Bilhares, ao Parque Desembargador Ataliba David Antônio (Parque Linear do Passeio do Bindá) e outros.

Destaques[editar | editar código-fonte]

O bairro Parque Dez de Novembro, o maior bairro da região e um dos maiores de Manaus, engloba diversos conjuntos e loteamentos de classe média alta como: os conjuntos Castelo Branco I e II, Parque Tropical, Jardim Meridional, Pindorama, Mucuripe I, II e III, Eldorado, Vila do Rei I até IV, Arthur Reis, Barra Bela e Jardim Yolanda; os loteamentos Jardim Nova Friburgo, Jardim Amazonas, Castelinho, Novo Horizonte, Jardim Primavera I e II, Jardim Oriente I e II, Jardim Jakura I e II, Novo Mundo, Portal do Japão I e II, Jardim Sumiré, Parque Shangri-lá I a VII. No Parque Dez há um pouco mais de 70 mil habitantes.

No bairro encontra-se o Centro Social Urbano (CSU), famoso por sediar um dos maiores festivais juninos de Manaus. O bairro que lidera a lista dos mais nobres é Adrianópolis, possuindo famílias com até 40 salários mínimos, seguido do bairro Nossa Senhora das Graças. Estes bairros também abrigam locais históricos como a Praça Chile, a Praça Nossa Senhora de Nazaré, o Reservatório do Mocó, o Castelinho da Vila, o cemitério São João Batista, a Avenida Senador Álvaro Maia (antigo Boulevard Amazonas), entre outros.

O bairro da Chapada é cruzado por duas importantes avenidas: Constantino Nery e Djalma Batista. Nele se localizam vários shoppings centers, formando um comércio variado e de alto padrão.

Os bairros de Flores e São Geraldo concentram núcleos de classe média baixa a alta. Em Flores, encontramos a Arena da Amazônia Vivaldo Lima, o Ginásio Poliesportivo do Amazonas, o Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques, o Terminal Rodoviário Engenheiro Huascar Angelim, o Aeroclube do Amazonas, etc.

A Zona Centro-Sul é a região com o maior nível de urbanização em Manaus e a que apresenta os melhores indicadores sociais da cidade.

Reservatório do Mocó, Patrimônio Histórico Nacional, localizado no Adrianópolis.

Zona objetiva[editar | editar código-fonte]

A Zona Centro-Sul abriga sedes de várias empresas, secretarias e ONGs, além de diversos estabelecimentos comerciais de luxo, shoppings centers e cinemas.No bairro do Parque Dez está localizada a sede da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico Local (SEMDEL). No bairro de Flores está localizada a Assembléia Legislativa do Amazonas e a Reitoria da Universidade Estado do Amazonas.

O bairro do Aleixo abriga a Secretaria de Estado da Fazenda (SEFAZ), a Rede Calderaro de Comunicação, a Rede Amazônica, a Fundação Municipal de Cultura e Turismo (Manauscult), a Secretaria Municipal de Infraestrutura (SEMINF), a Vila Militar do Aleixo, o Parque Cidade da Criança, e o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas.

No bairro da Chapada, encontramos o Amazonas Shopping[2], o segundo maior shopping center do Amazonas, além do Manaus Plaza Shopping[3] e do Millenium Shopping[4].

Na divisa do bairro Adrianópolis com o conjunto Isaías Vieiralves (conhecido pelo seu centro comercial variado), encontramos o Manauara Shopping[5], localizado na Avenida Mário Ypiranga Monteiro (antiga rua Recife), e que atualmente ocupa a posição de shopping mais completo e luxuoso de Manaus. Ainda na Zona Centro Sul encontramos os melhores e mais caros lugares para entretenimento como boates, bares, lanchonetes, restaurantes e hotéis que intensificam a vida noturna agitada da região.

Bairros[editar | editar código-fonte]

Arena da Amazônia, no bairro de Flores

Hospitais[editar | editar código-fonte]

Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, no Adrianópolis.

O segundo maior hospital do Amazonas, o Pronto Socorro 28 de Agosto fica localizado em Adrianópolis, próximo ao Instituto da Mulher Dona Lindu.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Mapa da área urbana da cidade de Manaus» (PDF). Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação – SEDECTI. 2017. Consultado em 1 de novembro de 2019 
  2. Amazonas Shopping
  3. «Manaus Plaza Shopping». Consultado em 9 de fevereiro de 2013. Arquivado do original em 8 de outubro de 2013 
  4. Millenium[ligação inativa]
  5. «Manauara Shopping». Consultado em 9 de fevereiro de 2013. Arquivado do original em 26 de abril de 2013