Zygostates pellucida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaZygostates pellucida
Zygostates pellucida (as Dipteranthus pseudobulbiferus) - Phymatidium falcifolium (as Phymatidium tillandsioides) - Fl.Br. 3-6-49.jpg
Classificação científica
Superdomínio: Biota
Reino: Plantae
Sub-reino: Viridiplantae
Infrarreino: Streptophyta
Superdivisão: Embryophyta
Divisão: Tracheophyta
Subdivisão: Euphyllophyta
Ordem: Asparagales
Família: Orchidaceae
Género: Zygostates
Espécie: Zygostates pellucida

Zygostates pellucida é uma espécie de planta do gênero Zygostates e da família Orchidaceae.[1] Zygostates pellucida pode ser reconhecida através da forma das pétalas distintamente glandular-tricomatosas, curvadas para frente e fortemente convexas, pelo labelo panduriforme, e pela coluna geniculada e bruscamente curvada para a frente.[1]

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

A espécie foi descrita em 1863 por Heinrich Gustav Reichenbach.[2] Os seguintes sinônimos já foram catalogados: [1]

  • Dipteranthus pseudobulbiferus (Barb.Rodr.) Barb.Rodr.
  • Ornithocephalus pseudobulbiferus Barb.Rodr.
  • Dipteranthus pellucidus (Rchb.f.) Cogn.

Forma de vida[editar | editar código-fonte]

É uma espécie epífita e herbácea.[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Planta com raízes pilosas. Pseudobulbos ovoides. Ela tem folhas ovadas a elípticas, ápice agudo. Ela tem flores com sépala dorsal branca, linear ou elíptica, ápice obtuso, margens inteiras. Sépalas laterais brancas, obovadas,

falciformes, ápice obtuso, margens inteiras. Pétalas verdes, espatuladas, densamente glandular-tricomatosas na face adaxial, ápice agudo ou obtuso, margens inteiras. Possui labelo verde, bilobado na base, panduriforme, ápice agudo, margens levemente irregulares; disco com calosidade verde, oblonga, côncava, glandular-tricomatosa, com ápice truncado e reflexo. Coluna geniculada, bruscamente curvada para frente, provida na base por dois apêndices laterais eretos, espatulados, verdes; cavidade estigmática

conspícua, arredondada; rostelo projetado para frente e para cima; ápice da coluna com margem inteira.[1]
Raiz[1]
superfície pilosa
Caule[1]
pseudobulbo presente
rizoma inconspícuo
Folha[1]
forma elíptica
pecíolo presente
Inflorescência[1]
raque papilosa
Flor[1]
pétala cor verde
pétala forma espatulada
pétala margem inteira
sépala cor branca
sépala margem inteira
labelo forma panduriforme
labelo margem irregular
labelo calo presente
coluna apêndice presente

Conservação[editar | editar código-fonte]

A espécie faz parte da Lista Vermelha das espécies ameaçadas do estado do Espírito Santo, no sudeste do Brasil. A lista foi publicada em 13 de junho de 2005 por intermédio do decreto estadual nº 1.499-R.[3]

Distribuição[editar | editar código-fonte]

A espécie é encontrada nos estados brasileiros de Espírito Santo, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.[1] A espécie é encontrada no domínio fitogeográfico de Mata Atlântica, em regiões com vegetação de floresta ombrófila pluvial.[1]

Notas[editar | editar código-fonte]

Contém texto em CC-BY-SA 4.0 de Royer, C.A.; Smidt, E.C.; Brito, A.L.V.T. Zygostates in Flora e Funga do Brasil.[1]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m «Zygostates pellucida Rchb.f.». floradobrasil2020.jbrj.gov.br. Consultado em 18 de abril de 2022 
  2. «Zygostates pellucida». www.gbif.org (em inglês). Consultado em 18 de abril de 2022 
  3. «IEMA - Espécies Ameaçadas». iema.es.gov.br. Consultado em 12 de abril de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.