Bom Jesus (Rio Grande do Norte)

From Wikipédia
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Bom Jesus.
Bom Jesus
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Bom Jesus
Bandeira
Hino
Lema Pax et gloria
"Paz e glória"
Gentílico bomjesusense
Localização
Localização de Bom Jesus no Rio Grande do Norte
Localização de Bom Jesus no Rio Grande do Norte
Mapa de Bom Jesus
Coordenadas 5° 59' 02" S 35° 34' 51" O
País Brasil
Unidade federativa Rio Grande do Norte
Região intermediária[1] Natal
Região imediata[1] Natal
Municípios limítrofes Macaíba, Senador Elói de Souza, São Pedro e Boa Saúde
Distância até a capital 46 km[2]
História
Fundação 11 de maio de 1962 (59 anos)
Administração
Prefeito(a) Clécio da Câmara Azevedo (PSDB, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [3] 122,035 km²
População total (IBGE/2021[4]) 10 323 hab.
 • Posição RN: 71º
Densidade 84,6 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[5]) 0,584 baixo
PIB (IBGE/2018[6]) R$ 82 724,87 mil
PIB per capita (IBGE/2018[6]) R$ 8 148,63
Outras informações
Padroeiro(a) Santa Rita de Cássia[7]
Sítio bomjesus.rn.gov.br (Prefeitura)

Bom Jesus, município no estado do Rio Grande do Norte (Brasil). De acordo com o IBGE sua população estimada em 2021 era de 10.323 habitantes. Área territorial de 122 km².

O município foi emancipado de Senador Elói de Souza através da Lei nº 2.794, de 11 de maio de 1962.[1]

Limita-se com os municípios São Pedro (norte), Macaíba e Vera Cruz (leste), Boa Saúde (sul) e Senador Elói de Souza (oeste).

A sede do município está a 5° 59’ 02” de latitude sul e 35° 34’ 53” de longitude oeste. A altitude é de 98 m acima do nível do mar e a distância rodoviária até a capital é de 46 km.

De acordo com o IDEMA, o solo da região apresenta características dos tipos podzólico vermelho amarelo abrúptico plínthico. O solo tem aptidão regular para lavouras, sendo apto para culturas especiais de ciclo longo (algodão arbóreo, sisal, caju e coco).

História[edit | edit source]

O povoamento teve início com a doação de uma sesmaria ao padre José Vieira Afonso, que incluía toda a área ao redor da Lagoa da Panela. Em 1820, seus direitos de posse foram dados a Félix do Rego Barros e Lagoa da Panela passou a se chamar Capoeiras, só voltando ao seu nome original depois de muitos anos. Segundo Ferreira Nobre, em 1877, Panelas era um povoado com policiamento e feira. A comunidade permaneceu com o nome Panelas até 1936, quando a Lei Estadual n° 31 mudou o nome para Bom Jesus. No dia 11 de maio de 1962, através da Lei n° 2.794, Bom Jesus desmembrou-se de Senador Elói de Souza e tornou-se um novo município.[2]

Política[edit | edit source]

Sempre houve uma hegemonia política no município, o atual prefeito Clécio Azevedo foi eleito com o apoio do ex-prefeito Edmundo Júnior (Júnior de Dona Lurdinha), que por sua vez foi eleito com o apoio do ex-prefeito Moacir Amaro e assim sucessivamente, conforme a Lista de prefeitos de Bom Jesus (Rio Grande do Norte), a seguir:

  • Atual Prefeito (desde 2017): Clécio da Câmara Azevedo;
  • 2009 a 2016: Edmundo Aires de Melo Júnior;
  • 2005 a 2008: Moacir Amaro de Lima;
  • 2001 a 2004: Flávio Roberto Marques;
  • 1997 a 2000: Moacir Amaro de Lima;
  • 1993 a 1996: Severino Azevedo de Oliveira;
  • 1989 a 1992: Moacir Amaro de Lima;
  • 1983 a 1988: Severino Azevedo de Oliveira (Lelinho);
  • 1977 a 1983: Natanael de Souza Delgado;
  • 1973 a 1977: Severino Azevedo de Oliveira (Lelinho);
  • 1969 a 1973: João Ferreira da Silva (Joquinha);
  • 1963 a 1969: Severino Azevedo de Oliveira (Lelinho) (Primeiro prefeito eleito pelo Voto do Povo, e João Ferreira da Silva como vice eleito);
  • 1962 a 1963: Aristeu Ramalho Leite (Prefeito nomeado pelo Governador Aluísio Alves).


Durante o período da Administração do Prefeito João Ferreira da Silva (de 1969 a 1973), a Cidade de Bom Jesus sofreu duas interferências militares com a nomeação dos Interventores Coronel Abel e o Coronel Severino Bezerra.

Economia[edit | edit source]

De acordo com dados do IPEA do ano de 1996, o PIB era estimado em R$ 5,06 milhões, sendo que 42,7% correspondia às atividades baseadas na agricultura e na pecuária, 0,3% à indústria e 56,9% ao setor de serviços. O PIB per capita era de R$ 602,85.

Em 2002, conforme estimativas do IBGE, o PIB havia evoluído para R$ 16,331 milhões e o PIB per capita para aproximadamente R$ 1.720,00.

Produção agrícola[edit | edit source]

IBGE (2003)
Lavoura Quantidade produzida (ton.) Valor da produção (R$ mil) Área plantada (ha.) Área colhida (ha.) Rendimento médio (kg/ha.)
Algodão herbáceo (em caroço) 22 20 30 30 733
Banana 103 26 9 9 11.444
Castanha-de-caju 66 42 200 200 330
Coco-da-baía (mil frutos) 59 30 20 20 2.950 (frutos/ha.)
Feijão (em grão) 594 634 1.250 1.250 475
Mandioca 3.600 774 300 300 12.000
Manga 73 29 10 10 7.300
Milho (em grão) 410 162 1.050 1.050 390

Pecuária[edit | edit source]

IBGE (2003)
Rebanho Efetivo (cabeças)
Bovino 8.041
Suíno 702
Eqüinos 386
Asininos (jumentos) 188
Muares (mulas) 99
Ovinos 2.422
Galinhas 6.596
Galos, frangas, frangos e pintos 6.397
Caprinos 120
Vacas ordenhadas 2.140
IBGE (2003)
Gênero Produção
Leite de vaca 2.673 (mil litros)
Ovos de galinha 22 (mil dúzias)

Finanças públicas[edit | edit source]

2001[edit | edit source]

Finbra/STN - Glossário
Conta R$
Receita orçamentária 3,1 milhões
Receitas correntes 3,0 milhões
Transferências 2,9 milhões
Outras receitas 22,3 mil
Receitas de capital 116,8 mil

2003[edit | edit source]

Finbra/STN - Glossário
Conta R$
Transferências (da União) 2.677.372,36
Transferências (do Estado) 450.714,76
IPTU 16.066,75
ISS 3.390,36
Taxas 2.714,59
Receita patrimonial 1.714,50
Receita de serviços 43.972,27
Receita da dívida ativa 2.846,04

Dados estatísticos[edit | edit source]

Educação[edit | edit source]

IBGE (2003)
Ensino Alunos matriculados Professores
Fundamental 2.242 95
Médio 437 10

Índice de Desenvolvimento Humano[edit | edit source]

PNUD (2000 - 2013)
IDH 1991 2000 2013
Renda 0,462 0,516 0,583
Longevidade 0,638 0,702 0,743
Educação 0,504 0,657 0,460
Total 0,535 0,625 0,584[4]

Saneamento urbano[edit | edit source]

IBGE (2000)
Serviço Domicílios (%)
Água 93,5%
Esgoto sanitário 1,5%
Coleta de lixo 99,4%

Saúde[edit | edit source]

Notas e referências bibliográficas[edit | edit source]

  1. IDEMA. Anuário Estatístico do Rio Grande do Norte. 2004.
  2. Bom Jesus (rn.gov.br)
  3. Índice de analfabetismo comparável ao da Índia (32º mais alto).
  4. IDH de nível médio, comparável ao da Namíbia (125º do mundo).
  5. Mortalidade infantil comparável à de Uganda (41ª mais elevada).
  6. Esperança de vida comparável à da Rússia (150ª).

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. FEMURN. «Distâncias dos Municípios do Rio Grande do Norte a Natal-RN». Consultado em 6 de agosto de 2011 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  4. «ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO RESIDENTE NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS COM DATA DE REFERÊNCIA EM 27 DE AGOSTO DE 2021». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 27 de agosto de 2021. Consultado em 28 de agosto de 2021 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 4 de setembro de 2013 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2018». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2020 
  7. [https://site.bomjesus.rn.gov.br/post/22-de-maio-agora-e-feriado-religioso-em-bom-jesus#:~:text=O%20prefeito%20Cl%C3%A9cio%20Azevedo%20sanciona,do%20munic%C3%ADpio%20de%20Bom%20Jesus.

Ligações externas[edit | edit source]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Norte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.